sábado, 13 de novembro de 2010

Juiz Edilson Rumbelsperger Rodrigues: o apedrejamento moral do juiz contra a Lei Vadia da Penha

Esse texto também está, sem fotos e vídeos de putaria, no A Vez das Mulheres de Verdade (http://avezdasmulheres.wordpress.com/2010/11/13/apedrejamento-moral-de-juiz/)

Abigail Pereira Aranha

A Vez das Mulheres - Sistema Paraíso Concreto

Tudo começou em outubro de 2007. Folha de São Paulo: "Juiz considera lei Maria da Penha inconstitucional e 'diabólica'".

Veja só como é que o juiz é razoável nessa entrevista que ele deu pro jornal O Tempo, de Belo Horizonte, que você também pode ver no Espaço Vital e no Diário de um Juiz:

Será que nenhum homem é vítima de uma mulher maldosa? Será que não existem mulheres pérfidas assim como homens pérfidos? O que estou contemplando aqui é apenas a igualdade.

Não aplico as medidas protetivas da Lei Maria da Penha por inconstitucionalidade e falta de isonomia com o homem. Eu não estou aplicando por considerar a lei inconstitucional na medida que ela trata apenas da mulher e não do homem na relação doméstica. A violência física contra ela está sendo processada normalmente.

Mas não interessa se ele é razoável. Ele é contra a Vadia da Penha. Assim como não importa se você detona a propaganda feminazista com fatos, se segurando pra não ser grosso nem parecer misógino. Assim como você é bicha se não baba por uma pistoleira de roupa curta só por causa da beleza. Não bajular as mulheres é pecado mortal.

A matéria diz: "A lei é considerada um marco na defesa da mulher contra a violência doméstica". E cita que ele disse: "Ora, a desgraça humana começou no Éden: por causa da mulher, todos nós sabemos, mas também em virtude da ingenuidade, da tolice e da fragilidade emocional do homem (...) O mundo é masculino! A idéia que temos de Deus é masculina! Jesus foi homem!". Pronto, já virou um porco machista. Se não fosse casado, também teria virado pega-ninguém, misógino e gay enrustido.

Folha de São Paulo, 21 de outubro de 2007: "Conselho Nacional de Justiça estuda medida para punir juiz".

Uma outra matéria da Folha de São Paulo dá uma nota de esclarecimento dele. Aqui vai um trechinho:

Destaco, nesta nota, por outro lado e por oportuno, apenas algumas das inconstitucionalidades flagrantes da "Lei Maria da Penha". O art.2º diz "Toda mulher (...)". Por que não o homem também, ali, naquelas disposições? O art. 3º diz "Serão assegurados às mulheres (...)". Por que não ao homem também? O 1º do mesmo art. 3º diz "O poder público desenvolverá políticas que visem garantir os direitos humanos das mulheres no âmbito das relações domésticas e familiares (...) (grifei). Mas por que não os dos homens também? O art. 5º diz que "configura violência doméstica e familiar contra a mulher (...)'. Outro absurdo: de tais violências não é ou não pode ser vítima também o homem? O próprio e malsinado art. 7º-- que define as formas de violência doméstica e familiar contra a mulher-- delas não pode ser vítima também o homem? O art. 6º diz que "A violência familiar e doméstica contra a mulher constitui uma das formas de violação dos direitos humanos". Que absurdo!

"'Fui mal interpretado', diz juiz que ligou mulher à desgraça", Folha de São Paulo, 25 de outubro de 2007. Dá uma lida na nota. Muito boa.

Por fim, em 2010, o juiz foi suspenso por dois anos. Olhe só na matéria do Jornal da Globo o cheiro de feminazismo no ar (vou fazer uns grifos):

Juiz é afastado após usar declarações discriminatórias durante sentença

Nove conselheiros decidiram que Edilson Rodrigues deve ficar longe dos tribunais por dois anos. Para o CNJ, um juiz precisa ter isenção para julgar e não foi o que o magistrado demonstrou em pelo menos um caso de violência contra a mulher.

Há três anos, o juiz mandou arquivar o processo de uma moradora de Sete Lagoas, que reclamava das agressões do companheiro. Na sentença, Edilson Rodrigues usou declarações que para o Conselho Nacional de Justiça são discriminatórias, como: "o mundo é masculino e assim deve permanecer". Por causa disso, além de ganhar uma censura, ele pode ter de fazer exame de sanidade mental.

Além da sentença, o magistrado continuou fazendo críticas à lei Maria da Penha – que para ele é uma heresia manifesta que fere a lógica de Deus. É inconstitucional e flagrantemente injusta.

Depois que a comissão de Direitos Humanos da assembleia legislativa fez uma reclamação à corregedoria de Justiça de Minas Gerais. Na época, o caso foi arquivado e os deputados apelaram ao CNJ.

"Um magistrado que tem que defender a lei, tem que defender a constituição e os tratados de respeito contra a violência da mulher que o Brasil é signatário", fala o deputado estadual Durval Ângelo.

Nesta terça-feira (9) o juiz não apareceu pra trabalhar. Mandou cancelar todas as audiências. E disse por meio da Associação dos Magistrados Mineiros, que é melhor refletir sobre a decisão pra depois se manifestar sobre o caso, que ainda cabe recurso no Supremo Tribunal Federal.

http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2010/11/juiz-e-afastado-apos-usar-declaracoes-discriminatorias-durante-sentenca911.html

O juiz acha que a Lei Vadia da Penha é inconstitucional e injusta, e ela é, e é punido pelo CNJ porque ele não teve isenção? Um juiz tem que defender a constituição, senhor Durval Ângelo? Não é por isso que ele foi punido, por não deixar a Constituição e o bom senso atrapalhar o nazismo lésbico? Mas ele foi falar que essa lei é errada, foi isso que deu problema pra ele.

Por falar em universo masculino, veja o texto "O Universo é Masculino", de Esther Vilar.

Ele parece ser meio religioso mesmo. Mas que ele é tosco e machista mesmo ou só não aplicou a Vadia da Penha? Uma coisa que ele disse eu aqui e outros especialistas, entre eles o pessoal da Central Masculinista estamos dizendo na internet há anos, que mulher não é só vítima de violência doméstica. E outra coisa que eu vou aproveitar e dizer. A Lei Maria da Penha serve pra duas coisas: pra mulher medíocre escapar da conseqüência de só gostar de cafajeste e pra pistoleira ameaçar homem bonzinho.

Será que essa punição ao juiz Edilson foi pra comemorar a eleição da Dilma Poste? Será que isso é o começo do governo Dilma Rousseff antes da miserável tomar posse? Será que até 2014 o Sílvio Koerich vai ser preso, o Doutrinador vai sair do ar, eu vou ser processada pelo que eu digo aqui? Ainda vou escrever sobre isso esses dias.

Ah, gente, leiam o livro "Sexo privilegiado: O fim do mito da fragilidade feminina", de Martin van Creveld. Do jeito que a coisa vai, é capaz de tirarem o livro da internet.

Indicação de hoje

sexo, putaria, safadeza, pornografia, mulher pelada, filme pornô

Boobs Movie Sex

Peitudas

score_hardcore_page01_14 - http://gallys.scoreland.com/movies/021.Saholy.Matt.11906/1/?nats=NTYwNzoyOjI&page=main.php

03 - http://bgb.juggcrew.com/54/?t=5&nats=858585:Revshare:BGB

1 - http://tgp.pornaccess.com/galleries/1001ultimatetits/657/?adv_id=13023

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook