sábado, 16 de março de 2013

Luiz Carlos Prates, o valente, perdeu a noção defendendo o feminazismo e cobra explicações da Igreja Católica sobre "misoginia"


http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=RHQbfJGauMU

(00:05) Por que mulheres não são ordenadas? Por que mulheres não podem administrar os sacramentos? Quem as proibiu?

Por que está na Bíblia. Ou o sr. quer conversar com o Papa pra discutir isso com Deus?

(0:25) [Então eu quero] a aceitação da liberdade sexual das pessoas, a homossexualidade.

(0:35) Eu quero ouvir do senhor Papa a explicação para textos como, por exemplo, Eclesiastes capítulo 7º, versículo 26.

(1:00 a 2:20) 25, 17, Eclesiastes: "a maldade feminina é malícia consumada". Eclesiastes 25: 26: "toda malícia é leve comparada com a malícia da mulher". Eclesiastes 25: 33: "foi pela mulher que começou o pecado, e é por causa dela que todos morremos". Eclesiastes 42: 13: "a malícia do homem vem da mulher". "Mulheres, sede submissas a vossos maridos", lê-se em Colossenses. Timóteo 2: 9: "quero que as mulheres usem trajes honestos, ataviando-se com modéstia e sobriedade, seus enfeites não consistam em primorosos penteados, ouro, pérolas, vestidos de luxo, e sim em boas obras, como convém a mulheres que professam a fé, a piedade". "A mulher ouça a instrução em silêncio, com espírito de submissão, não permito à mulher que ENSINE". Ser professora é pecado. "Nem se arrogue autoridade sobre o homem, mas permaneça em silêncio. Porque o primeiro a ser criado foi Adão, depois Eva. E não foi Adão que se deixou iludir, e sim a mulher que, enganada, se tornou culpada da trangressão."

(2:25 até o final) Eu quero que a Igreja revise esses conceitos misóginos e criminosos contra as mulheres. Pego o jornal hoje, e na catedral de Buenos Aires aqui estão três idosas, não as quero chamar de velhas, EM ÊXTASE, EM ÊXTASE. São as mulheres que viabilizam TODAS AS IGREJAS. São elas que limpam o pó do altar, estendem o tapete para o padre, cortam bandeirinhas para a festa da igreja, mas o pecado é a mulher. Francisco, revise tudo isso, Francisco, já, imediatamente, Francisco.

Sabe, o problema nem é o que ele diz em si. E criticar alguns conceitos e preceitos bíblicos é coisa que eu mesma já fiz na internet desde 2006. Mas, poxa, até texto bonito da Bíblia ele critica? O texto de 1 Timóteo 2: 9 - 10 é bacana. Tem o de 1 Pedro 3: 3 - 4 que é parecido:

O enfeite delas não seja o exterior, no frisado dos cabelos, no uso de jóias de ouro, na compostura dos vestidos;

Mas o homem encoberto no coração; no incorruptível traje de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus.

Já até perguntaram pra mim várias vezes, fora centenas de vezes que falaram por trás, por que eu uso saia comprida e blusa fechada ou vestido comprido se todo mundo sabe que eu sou puta. Eu sempre condenei e continuo a condenar a castidade e o casamento convencional, mas nunca condenei o traje decente, nem a decência e o dar-se ao respeito que vem de dentro e se mostra fora. Eu que faço apologia à putaria me visto com a decência das mulheres de uns trinta anos atrás que hoje nem em igreja cristã tradicional se vê mais. E você, Luiz Carlos Prates, que já foi tão valente pro certo, vai entrar no coro das piranhas que não aceitam críticas por serem lésbicas vulgares?

E o pior de tudo isso, e o ponto que eu gostaria de destacar, é que o valentão Luiz Carlos Prates quer que a Igreja Católica revise conceitos bíblicos só pra satisfazer o lesbonazismo. Até a aceitação do homossexualismo pela Igreja Católica ele pede! Nós ateus podemos fazer uma seleção como esta para dizer que a Bíblia é machista. Aliás, dá um nó na cabeça quando sabemos que as mulheres fizeram a Igreja Católica ser a maior religião do mundo da Idade Média até poucas décadas, mas esse é outro assunto. Mas quando um ateu diz que a Bíblia é machista, racista, homofóbica, é pra mandar a religião pro Inferno. Mas ele está sendo a voz (não está sozinho) das lesbonazistas que querem levar a ditadura da mediocridade lésbica dentro da Igreja Católica. Aí, não sobra lugar nenhum livre.

Abigail Pereira Aranha

Texto original em português (sem fotos e vídeos de putaria, no A Vez das Mulheres de Verdade): Luiz Carlos Prates, o valente, perdeu a noção defendendo o feminazismo e cobra explicações da Igreja Católica sobre "misoginia", http://avezdasmulheres.blog.com/2013/03/16/luiz-carlos-prates-defendendo-o-feminazismo
Texto original em português (com fotos e vídeos de putaria: Luiz Carlos Prates, o valente, perdeu a noção defendendo o feminazismo e cobra explicações da Igreja Católica sobre "misoginia", no A Vez dos Homens que Prestam em http://avezdoshomens.blogspot.com/2013/03/luiz-carlos-prates-o-valente-perdeu.html

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Sex, lust, bitchness, naked woman, pornography seccion

Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

My mother in law seduces me into sex

(Minha sogra me seduz para o sexo / Mi suegra me seduce a tener relaciones sexuales)

Viva a putaria, abaixo a prisão da monogamia. Família boa assim só em filme pornô, hehehehe.

Viva la perrez, abajo la prisión de la monogamia. Familia tan buena sólo en la pornografía, jejejeje.

Viva bitchiness, down to the prision of monogamy. Such good family only in porn, hehehehe.


My mother in law seduces me into sex brought to you by KeezMovies.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook