sexta-feira, 25 de outubro de 2013

PT que o pariu: Aécio Neves se anuncia como líder da oposição

Nos EUA, Aécio diz que é líder da oposição a Dilma (Folha de São Paulo, 09/10/2013)

09/10/2013 - 03h44

JOANA CUNHA

DE NOVA YORK

Distante do país desde o final de semana, quando Marina Silva anunciou aliança com o PSB, o senador e presidenciável tucano Aécio Neves palestrou para investidores ontem, em Nova York, se apresentando como "líder da oposição no Brasil".

Convidado pelo banco BTG Pactual, ele criticou o governo de Dilma Rousseff e disse que o Brasil precisa "resgatar credibilidade". Mais de 500 pessoas estavam presentes, segundo a instituição.

"O baixíssimo crescimento da nossa economia com inflação voltando a crescer impactou fortemente o otimismo nacional", disse ele, segundo transcrição do pronunciamento divulgada por sua assessoria de imprensa.

Investidores americanos ouvidos após o discurso de Aécio afirmaram na condição de anonimato que, em sua fala, o tucano se apresentou como um político "mais amigável ao ambiente de negócios" que Dilma.

Sobre a união de Marina com o governador Eduardo Campos (PSB-PE) disseram que a notícia foi recebida com otimismo, por fortalecer a oposição.

Aécio, entretanto, tem sido avaliado como o maior prejudicado após a aliança.

Thiago Bernardes/Frame/Divulgação
Entrevista do presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), em Nova York
Entrevista do presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, antes de fazer uma palestra para investidores em Nova York

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/10/1353807-nos-eua-aecio-diz-que-e-lider-da-oposicao-a-dilma.shtml

Comentários de A Vez das Mulheres de Verdade / Jornal dos Homens que Prestam

Eu já devia ter escrito isso antes, mas foi até bom demorar um pouco porque surgiu mais material depois.

Primeira coisa: desde quando Aécio Neves é oposição? Não é se ele tem jeito de oposicionista (o que eu acho que não tem), mas desde quando ele fala ou age como oposicionista. Eu já ouvi um analista político dizendo na campanha eleitoral de 2010, num programa de rádio que eu não me lembro qual foi: Aécio nunca foi oposição. Ele também já foi criticado por não ter apoiado o José Serra no primeiro turno da eleição de 2010, porque ele queria ser o candidato, e o governo de Minas Gerais era o trampolim pra isso.

Temos uns casos feios que os esquerdistas compartilham dele. Na bebida, por exemplo, ele já deu mais vergonha que o Lula.

Ah, sim: eu já chamei o leitor do Contra os Reis e as Religiões para votar no José Serra em 2010. Eu poderia explicar, mas o Rodrigo Constantino e o Coturno Noturno explicaram o problema muito bem e eu só copiei as postagens deles. O que eu defendia era basicamente quebrar a continuidade do PT. E em 2014, eu chamaria o leitor para votar em Aécio Neves só para tirar o PT? Não, até porque eu sou de Minas Gerais e conheci o governo Aécio Neves. O José Serra na pior das hipóteses já foi governador de estado, já foi ministro e era preferível a DILMA ROUSSEFF, a burocrata reboque do Lula. No caso do Aécio Neves, temos lá nossas dúvidas. Até de proibir jornalista de falar mal do governo dele ele dava um jeito (veja a matéria publicada no Brasil de Fato em http://carlinpcdob.wordpress.com/2007/05/14/jornal-brasil-de-fato-a-farsa-do-governo-aecio-neves - nota: o jornal é "democrático").

Mas o pior não é o distinto se dizer o líder da oposição. O pior é que se isso não é verdade, parece. Opções: Eduardo Campos e Marina Silva.

A Marina Silva primeiro foi lançada nacionalmente no governo Lula, então é uma muda do petismo. Era ministra do Meio Ambiente, tomou uma rasteira no próprio governo, caiu fora. E há pouco tentou criar um partido novo, a REDE, e o TSE não aprovou o registro. E a grande opção ao PT, terceira colocada na eleição de 2010, é, como dizem alguns, uma melancia: verde por fora, vermelha por dentro.

Mas tem mais: fora o Aécio Neves, que já tem filme queimado desde o governo de Minas, a campanha nem começou e a oposição de direita já está ficando mal na foto:

  1. "Do total de 2002 eleitores consultados pela pesquisa, 40% dos que demonstraram intenção de votar em Campos não votariam 'de jeito nenhum' em Marina Silva. Dos que têm predileção pela ex-senadora, 27% rejeitam o nome do governador de Pernambuco". ("Transferência de voto de Marina não é automática e pode ser dividida", O Tempo, Belo Horizonte, 11/10/13 - http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/transfer%C3%AAncia-de-voto-de-marina-n%C3%A3o-%C3%A9-autom%C3%A1tica-e-pode-ser-dividida-1.726937)
  2. "Em nota, Kátia Abreu defende Caiado e ataca Marina" (O Tempo, Belo Horizonte, 09/10/13 - http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/em-nota-k%C3%A1tia-abreu-defende-caiado-e-ataca-marina-1.726113). O deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO) foi prestar apoio à candidatura de Eduardo Campos e a Marina Silva disse que ele era "inimigo histórico dos trabalhadores rurais".
  3. "A 'nova política de Campos' - Governador inaugura escola que funciona há 7 meses no Recife. Ou: Nem para inglês ver..." (Reinaldo Azevedo, 16/10/13 - http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/a-nova-politica-de-campos-governador-inaugura-escola-que-funciona-ha-7-meses-no-recife-ou-nem-para-ingles-ver).
  4. "Contra Campos e Aécio, Dilma vence no primeiro turno" (O Tempo, Belo Horizonte, 12/10/13 - http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/contra-campos-e-a%C3%A9cio-dilma-vence-no-primeiro-turno-1.728166)

Como disse o Lobão, antes disso, no bate-papo com o Olavo de Carvalho, "Você vai votar em quem? Não dá vontade nem de sair de casa!"

Abigail Pereira Aranha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página no Facebook