terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Castidade é ódio aos homens - parte 4

Abigail Pereira Aranha

Nota 01

Apresentar o trabalho sexual como degradante só faz sentido quando se entende que satisfazer a heterossexualidade do homem mediano honesto é degradante. Atacar a prostituição, a pornografia ou a sensualidade dizendo que ela é para satisfazer os homens só faz sentido quando se entende que agradar os homens medianos honestos é degradante.

Astaroth Realista Resumindo: aos homens de destaque, tudo; aos medianos, regulações.

Diogo Aires Atacar a sensualidade também pode ser vindo de gente que não se encaixa nos padrões estéticos ou se recusa a mudar pra eles. Colocar a culpa numa estética sem ao menos ter ido em busca dessa. Aceitar o conformismo.

Abigail Pereira Aranha O comentário do parceiro +Astaroth Realista me lembrou uma coisa que eu ia escrever e me esqueci. O comentário do amigo +Diogo Aires foi muito bom, mas ainda cabem dois complementos.

1) Essas mulheres ainda podem criar uma escala invertida onde elas estão em uma posição superior. Isso não acontece só no feminismo mais esdrúxulo.

2) Exatamente pelo desprezo social à heterossexualidade masculina, a mulher fisicamente medíocre pode ser valorizada em relação à mulher mais vistosa inclusive no meio cristão conservador. Um exemplo de mulher feia na Bíblia: Lia (Gn 29:17). Um exemplo de mulher bonita: Bate-Seba (2Sm 11:2, 3). Está certo que Raquel, a irmã de Lia, também era bonita. Mas quando a beleza de uma mulher é destacada na Bíblia, ou isso é para destacá-la também como serva de Deus, ou essa beleza é mostrada como pedra de tropeço.

(https://plus.google.com/+AbigailPereiraAranha/posts/2n6aBwAdYz1)

Nota 02

Até a Bíblia mostra que o sexo sempre esteve disponível para os homens com status. Se eles têm disponibilidade de artes erótico-pornográficas, prostitutas e concubinas enquanto a sexualidade dos homens em geral ou o próprio contato deles com uma mulher mediana são muito restritos, o prazer sexual para um homem é também uma questão de privilégio. Ou melhor, a heterossexualidade era desprezível em todos os homens, mas o destaque social, que antes era conseguido pela guerra e depois pôde ser conseguido por negócios, era uma espécie de licença para um homem cometer a heterossexualidade como podia cometer assassinato, idolatria ou desvio de dinheiro público.

Por que a pornografia comercial, como conhecemos, começou e se concentrou nos Estados Unidos e em alguns países da Europa desenvolvida, e isso há uns 50 anos? Não foi só pelo desenvolvimento tecnológico desses lugares, mesmo que esse desenvolvimento fosse essencial para a indústria pornográfica existir. A pornografia comercial começou e se desenvolveu nesses lugares, especialmente nos Estados Unidos, pelos mesmos motivos que qualquer negócio que deu certo: gente que tem algo para vender encontrando muita gente que quer e pode comprar. Não era exatamente pelo capitalismo liberal, era por um nível aceitável de qualidade de vida mesmo para os pobres. Como a heterossexualidade masculina era desprezada, a pornografia era tratada como coisa de moleques, censurada ou até proibida por lei. Ah, e a censura ao sexo mais o desprezo cotidiano ao homem hétero típico criaram mais desejo pela pornografia, que no começo foi inclusive um aspecto de rebeldia sociopolítica para alguns militantes de esquerda. Mas a pornografia sobreviveu não apenas porque sempre tivemos milhares de garotos héteros nascendo cada dia, também porque o lucro valia a pena.

Diogo Aires E o que acontece com algo reprimido: se torna underground e as pessoas tem "vergonha" de admitir que gostam e praticam. Mesmo que não houvesse pornografia em si, havia a sensualidade e erotismo em outros gêneros como o terror. Um exemplo é o "Slasher Halloween", no qual Jamie Lee Curtis aparece seminua.

Abigail Pereira Aranha +Diogo Aires, gatinho, você está pensando como alguém que já pegou esse cenário pronto. Você ainda não entendeu e eu vou te dar algumas perguntas para pensar ou pesquisar. Por que a pornografia comercial foi começar nos anos 1960, 1970 nos Estados Unidos e não no Brasil? Por que não foi nos Estados Unidos na década de 1930? Por que não foi na Índia, ou na Arábia Saudita, ou na Venezuela? Você já viu o que era considerado pornografia no fim do século XIX, início do século XX?

Abigail Pereira Aranha (...) Os homens de alto escalão simplesmente escapam da repressão geral pela posição em que eles estão. E está certo que um grupo que transgride regras que são impostas à população geral também demonstra poder. Nós não temos exatamente um sistema político antissexual. O que nós temos é uma cultura antissexual, que foi ainda pior antes do Capitalismo. E nenhum homem se beneficia disso, a não ser alguns poucos que ganham dinheiro com redes criminosas de prostituição, por exemplo. Quem mais ganha com a repressão sexual masculina e quem mais atrapalha pessoalmente a vida sexual dos homens é a mulher típica ou a mulher ainda abaixo da mediocridade. Mulheres sexualmente liberais ou que são apenas profissionais do sexo para pagar as contas não ganham muita hostilidade de homens ricos ou de políticos homens, o perigo, inclusive para a integridade física, vem quase todo de outras mulheres, em especial mulheres casadas. Os homens que agem em favor da repressão sexual são os que chamamos de manginas, que por definição pensam com cabeça de mulher.

Esse é o grande problema. A coisa toda não é obra de u'a máfia, de um partido político, ou mesmo de uma religião. Não há um grupo de pessoas ou mesmo um sistema político que se ele for deposto, a coisa toda acaba. Isso é um aspecto da cultura ginocêntrica. É como um vírus de computador, aí a criminalização da prostituição, por exemplo, é só a máquina infectada fazendo besteira.

Abigail Pereira Aranha Explicando melhor aos amigos: por que o cinema dos países árabes não usa o erotismo que foi citado aqui? Se a Mia Khalifa não tivesse saído do Líbano ou a Sunny Leone da Índia, elas teriam sido atrizes pornôs? Que viabilidade a pornografia como nós conhecemos teria no Oriente Médio? Os homens medianos do Oriente Médio são menos reprimidos que os daqui?

(https://plus.google.com/+AbigailPereiraAranha/posts/SUGLRx9vZCW)

Nota 03

Eu estava justamente escrevendo este texto quando ouço no rádio a música "Private Dancer", da Tina Turner, que representa uma narrativa em primeira pessoa de uma stripper sobre ela mesma e seu trabalho. A música me lembrou mais uma coisa que eu me esqueci de dizer: a heterossexualidade dos homens é tão desprezada, e não só a dos homens medianos, que satisfazê-la é visto como lixo, como regra geral, entre as próprias mulheres profissionais do sexo.

Questo testo in italiano senza film di dissolutezza in Men of Worth Newspaper: "La castità è odio contro gli uomini - parte 4", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2017/02/la-castita-e-odio-contro-gli-uomini-parte-4.html.
Questo testo in italiano con film di dissolutezza in Periódico de Los Hombres de Valía: "La castità è odio contro gli uomini - parte 4", https://avezdoshomens2.blogspot.com/2017/02/la-castita-e-odio-contro-gli-uomini.html.
Ce texte en français sans films de libertinage au Men of Worth Newspaper: "Chasteté est haine contre les hommes - partie 4", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2017/02/chastete-est-haine-contre-les-hommes-partie-4.html.
Ce texte en français avec films de libertinage au Periódico de Los Hombres de Valía: "Chasteté est haine contre les hommes - partie 4", https://avezdoshomens2.blogspot.com/2017/02/chastete-est-haine-contre-les-hommes.html.
Eso texto en español sin películas de putaría en Men of Worth Newspaper: "La castidad es odio contra los hombres - parte 4", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2017/02/la-castidad-es-odio-contra-los-hombres-parte-4.html.
Eso texto en español con películas de putaría en Periódico de Los Hombres de Valía: "La castidad es odio contra los hombres - parte 4", https://avezdoshomens2.blogspot.com/2017/02/la-castidad-es-odio-contra-los-hombres.html.
This text in English without licentiousness movies at Men of Worth Newspaper: "Chastity is hatred against men - part 4", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2017/02/chastity-is-hatred-against-men-part-4.html.
This text in English with licentiousness movies at Periódico de Los Hombres de Valía: "Chastity is hatred against men - part 4", https://avezdoshomens2.blogspot.com/2017/02/chastity-is-hatred-against-men-part-4.html.
Texto original em português sem filmes de putaria no A Vez das Mulheres de Verdade: "Castidade é ódio aos homens - parte 4", http://avezdasmulheres.over-blog.com/2017/02/castidade-e-odio-aos-homens-parte-4.html.
Texto original em português com filmes de putaria no A Vez dos Homens que Prestam: "Castidade é ódio aos homens - parte 4", https://avezdoshomens.blogspot.com/2017/02/castidade-e-odio-aos-homens-parte-4.html.
Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia
Section of sex, lust, licentiousness, naked woman, pornography
Section de sexe, luxure, débauche, femmes nues, pornographie
Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia
Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía
Brazzers - Raven Bay gets her neighbors to cheat
Brazzers - Raven Bay faz com que seus vizinhos cometam adultério
Brazzers - Raven Bay amène ses voisins à tricher
Brazzers - Raven Bay consigue que sus vecinos cometan adulterio
Brazzers - Raven Bay fa i suoi vicini di casa a commettere adulterio

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Já criaram o Ministério da Verdade e o Ministério do Amor no Brasil? Notícia "upada" contra Silas Malafaia e "vaporização" de Victor Chaves em programa da Globo

O leitor já leu o livro "1984", do George Orwell? Vou dar uma visão geral e pegar alguns detalhes. O livro é um romance futurista, foi escrito em 1949, e mostra o Comunismo dominando o mundo. O mundo inteiro está dividido em três superpaíses, a Oceania, a Lestásia e a Eurásia. A estória acontece na Oceania, que inclui a Inglaterra. O Comunismo tem um nome em cada superpaís, o Comunismo da Oceania era o IngSoc. O protagonista é o Winston Smith, que trabalha no Ministério da Verdade. O Ministério da Verdade é o setor especializado em divulgar dados manipulados, manipular fotos e sumir registros de pessoas vaporizadas. A vaporização é o desaparecimento que o governo faz de alguém. Pode ser por ideias divergentes, mas pode ser porque a pessoa parece inteligente demais. Mas a vaporização não é um assassinato político. O Winston Smith, vocês vão ver no final do livro, foi vaporizado e tinha até um emprego estatal. A vaporização era a pessoa nunca mais ser vista e a eliminação de todos os registros daquela pessoa. Tudo para que a pessoa fosse tratada como se nunca tivesse existido. E antes de ser vaporizado, o Winston foi levado ao Ministério do Amor, que é uma mistura de Ministério da Justiça com Forças Armadas.

Em dois dias, nós tivemos duas notícias escabrosas, que podem lembrar "1984". A primeira é o requentamento de uma notícia velha contra o pastor Silas Malafaia. Sabem quando se faz "up" em redes sociais ou em fóruns, que é escrever alguma coisa nos comentários (que pode ser "up") para que o tópico fique no primeiro lugar nas visualizações?[01] Pois é, foi o que foi feito nesse caso. Primeiro, o pastor foi levado em condução coercitiva à Polícia Federal acusado de lavagem de dinheiro em um esquema de desvio de verbas, tudo que tinham contra ele era um cheque de cem mil reais que foi depositado como oferta à igreja dele, e nem isso vale como prova. Por isso a firma terceirizada da Marcha das Vadias chamada Polícia Federal teve que fazer o circo. Mas o pior é que isso foi publicado na imprensa com data de 24 de fevereiro de 2017, mas aconteceu dois meses antes. Foi publicado na mesma imprensa na época e a matéria repete o que disse antes como se esse fosse um novo acontecimento, não parte do mesmo. Mas o pior nem foi a imprensa tradicional fazer isso, incluindo a matéria da revista Veja simplesmente copiando a matéria do Estadão[02]. O pior foi o vídeo do canal da TV Antagonista com essa fonte (a matéria duvidosa do Estadão)[03] mais comentários boçais da Madeleine Lacsko, mais uma das MILF's[04] novinhas da direita.


Ah, e eu não errei quando disse que isso é uma notícia dos últimos dois dias. A republicação das matérias velhas é a notícia em si.

A segunda matéria, publicada hoje à tarde: "Globo exibe The Voice Kids, mas oculta Victor, acusado de agressão" (Veja, 26/02/2017)[05]. "Emissora diz que integrante da dupla 'Victor & Léo', pediu afastamento, mas que decidiu exibir programas que estavam agravados; edição não mostra o cantor". O texto é da redação e vem com "agravados" em vez de "gravados". Mais uma imagem interessante do Brasil. A matéria conta que a esposa dele, que está grávida, disse que ele a jogou no chão e bateu nela.

O caso em si é duvidoso. Delegacia da Mulher e Lei Maria da Penha existem para qualquer desclassificada dizer o que quer contra qualquer homem. Poucos meses atrás, foi a Luíza Brunet que disse que o marido dela quebrou quatro costelas dela e ela estava trabalhando tranquilamente três dias depois ("Defesa de ex usa foto de Luiza Brunet em rede social para negar agressão", G1, 20/07/2016)[06]. Este relato é chocante o suficiente para parecer uma invenção sensacionalista ou uma história contada pela metade. Como se diz no Direito, "in dubio, pro reo" (na dúvida, em favor do réu). Mas o pior nem é isso. O pior é a Rede Globo "vaporizar" um contratado que, ela própria diz, é apenas um acusado.

Os antiesquerdistas brasileiros precisam ao mesmo tempo criar veículos alternativos fora da internet e criar referências de inteligência fora da esquerda. A direita brasileira estava melhor nisso há dois anos atrás. Até as MILF's da direita eram melhorezinhas, como a Rachel Sheherazade ou a Denise Abreu. Semana passada, tivemos a Madeleine Lacsko fazendo comentários fraquíssimos de uma notícia que além de requentada, já era maldosa na época do original. Isso em um canal alternativo, O Antagonista. Na semana anterior, tivemos o caso da resposta do Reinaldo Azevedo ao vídeo da Joice Hasselmann[07], ele desmascarou a "exuberância" dela "não exatamente ligada às questões do intelecto", e apareceu o cavaleiro-branquismo[08] dos liberais e conservadores, incluindo Olavo de Carvalho e Rodrigo Constantino, para atacar o Tio Rei. Depois desse vídeo, todos os vídeos que ele publicou no Youtube têm mais "descurtidas" que "curtidas". O que mostra exatamente o que ele chamava de "direita xucra" que está levando a esquerda de volta ao poder[09]. Ou melhor, à Presidência da República, porque aqueles casos mostram que o poder eles não perderam.

A última notícia contra Edir Macedo é de agosto do ano passado: "Igreja Universal mantinha esquema ilegal no exterior, diz ex-bispo" (Folha de São Paulo, 15/08/2016)[10]. Mas ele levou Dilma Rousseff para a inauguração do Templo de Salomão[11]. Silas Malafaia bate de frente com o movimento LGBT-feminista. Guilherme Boulos foi preso por atacar a própria polícia contra uma reintegração de posse em um terreno invadido em São Paulo, foi liberado no mesmo dia e até hoje é colega do Reinaldo Azevedo na Folha de São Paulo[12]. Então, tudo bem você ter até passagem pela polícia se você está do lado das causas "certas". Mas se o cidadão medíocre hoje aplaude uma vaporização de um denunciado por violência contra a mulher, amanhã pode ver um pastor íntegro ser detido sem provas pela Polícia Federal porque é oposição ao governo. E depois de amanhã, esse mesmo cidadão pode perder o emprego porque foi denunciado por feministas radicais por postagens em redes sociais. Lembrando que contrariar feministas que dizem que sexo é estupro e os homens devem morrer já é pior do que dizer que os homens devem morrer.

Aí, fui visitar a seção do Guilherme Boulos (pela primeira vez) e achei o artigo dele de 03 de novembro "A esquerda brasileira saberá se renovar". Fora a defesa ao governo PT, que, como diz um meme nas redes sociais, já é apologia ao crime, o texto é notável. Encerro recomendando que vocês leiam e reflitam.

Abigail Pereira Aranha

NOTAS:

[01] http://www.qualeagiria.com.br/giria/up.

[02] "Silas Malafaia é indiciado pela PF por lavagem de dinheiro", Veja, 24 de fevereiro de 2017, http://veja.abril.com.br/politica/silas-malafaia-e-indiciado-pela-pf-por-lavagem-de-dinheiro.

[03] https://www.youtube.com/watch?v=UNFwQZSRR30.

[04] MILF é Mom I'd Like to Fuck, ou coroa que eu gostaria de comer.

[05] "Globo exibe The Voice Kids, mas oculta Victor, acusado de agressão", Veja, 26 de fevereiro de 2017, http://veja.abril.com.br/entretenimento/globo-exibe-the-voice-kids-mas-oculta-victor-acusado-de-agressao.

[06] "Defesa de ex usa foto de Luiza Brunet em rede social para negar agressão", G1, 20 de julho de 2016, http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/07/defesa-de-ex-usa-foto-de-luiza-brunet-em-rede-social-para-negar-agressao.html.

[07] "Mulher, o ponto fraco dos cristãos conservadores - parte 3: mas não do Reinaldo Azevedo", 21 de fevereiro de 2017, versão sem putaria em http://avezdasmulheres.over-blog.com/2017/02/mulher-o-ponto-fraco-dos-cristaos-conservadores-parte-3.html, versão com putaria em https://avezdoshomens.blogspot.com/2017/02/mulher-o-ponto-fraco-dos-cristaos.html.

[08] "Cavaleiro branco" é uma gíria da Real para um homem que salva uma mulher das bobagens que ela faz na vida só por ela ser mulher.

[09] "Pesquisa: Lula seria eleito hoje presidente. Viva a direita xucra", Reinaldo Azevedo, 15 de fevereiro de 2017, http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/pesquisa-lula-seria-eleito-hoje-presidente-viva-a-direta-xucra.

[10] "Igreja Universal mantinha esquema ilegal no exterior, diz ex-bispo", Folha de São Paulo, 15 de agosto de 2016, http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/08/1802938-igreja-universal-mantinha-esquema-ilegal-no-exterior-diz-ex-bispo.shtml.

[11] "Com a presença de Dilma, Templo de Salomão é inaugurado em São Paulo", R7 Notícias, 31 de julho de 2014, http://noticias.r7.com/brasil/com-a-presenca-de-dilma-templo-de-salomao-e-inaugurado-em-sao-paulo-13102016.

[12] "Boulos, o Senhor das Labaredas, está feliz! Foi preso!", Reinaldo Azevedo, 17 de janeiro de 2017, http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/boulos-o-senhor-das-labaredas-esta-feliz-foi-preso.

Apêndices

"Globo exibe The Voice Kids, mas oculta Victor, acusado de agressão", Veja, 26 de fevereiro de 2017. Disponível em http://veja.abril.com.br/entretenimento/globo-exibe-the-voice-kids-mas-oculta-victor-acusado-de-agressao.

Globo exibe The Voice Kids, mas oculta Victor, acusado de agressão

Emissora diz que integrante da dupla "Victor & Léo", pediu afastamento, mas que decidiu exibir programas que estavam agravados; edição não mostra o cantor

Por Da Redação

26 fev 2017, 13h49 - Atualizado em 26 fev 2017, 14h43

Victor, da dupla Victor e Léo

Victor, da dupla Victor e Léo (Reprodução/Instagram)

O cantor Victor, da dupla Victor & Léo, acusado de agressão contra a mulher grávida, pediu para se afastar do programa The Voice Kids, da TV Globo, mas a emissora decidiu exibir os programas que já estavam gravados, o primeiro deles apresentado na tarde deste domingo. O músico sertanejo é um dos técnicos da atração (que orientam e julgam as crianças cantoras), ao lado de Ivete Sangalo e Carlinhos Brown.

Em nota lida pelo apresentador André Marques antes de o programa começar, a emissora diz que "esta semana aconteceu um fato importante envolvendo um dos técnicos do nosso programa", "uma acusação bastante grave de violência doméstica". "A Globo repudia toda e qualquer forma de violência e acredita que essa acusação precisa ser apurada com rigor, garantindo o direito de defesa, na busca da verdade".

Segundo ainda a nota, "Victor nos procurou informando que iria se afastar do programa para se dedicar totalmente a esse caso". "No entanto, você que acompanha o nosso The Voice Kids sabe que estamos em um momento muito especial da disputa das crianças. Como nosso programa de hoje e da semana que vem já estavam gravados, em respeito a essas crianças que se esforçaram tanto para chegar até aqui nas batalhas, decidimos manter o programa como ele foi gravado."

A TV Globo, no entanto, editou o programa para impedir que Victor aparecesse com destaque. Além do comunicado lido antes da atração por André Marques, a emissora gravou cenas adicionais com Léo, que foi o único a se pronunciar em nome da dupla, como no momento de dizer em qual candidato a dupla votaria. Victor só apareceu bem à distância, de costas ou de lado na poltrona, quando as câmeras faziam uma tomada aberta do local da produção.

A emissora afirmou, ainda, que "o jornalismo da Globo vai acompanhar o desenrolar desse caso para que você saiba tudo o que está acontecendo".

O caso

Segundo a polícia mineira, Poliana relatou que foi jogada no chão pelo companheiro, que depois desferiu diversos chutes nela. Ao tentar sair do apartamento, ela teria sido impedida por um segurança e pela irmã do cantor. Ainda de acordo com a polícia, ela teria conseguido sair do apartamento somente quando uma vizinha, que ouviu os gritos, acionou o elevador.

A empresária ainda teria recebido diversas ameaças da família do cantor após deixar o prédio. No sábado, ela foi até o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte para realizar o exame de corpo de delito. Segundo informações da Polícia Civil, a mãe do cantor, Marisa Chaves, registrou um boletim de ocorrência contra Poliana logo depois – a polícia não revelou o teor da queixa. Os próximos passos da polícia serão ouvir as testemunhas e acessar as imagens do circuito de segurança do prédio.

Victor não comentou o caso até agora.

Veja o vídeo com o comunicado lido por André Marques.

"A esquerda brasileira saberá se renovar", Folha de São Paulo, 03 de novembro de 2016. Disponível em http://www1.folha.uol.com.br/colunas/guilhermeboulos/2016/11/1828990-a-esquerda-brasileira-sabera-se-renovar.shtml.

A esquerda brasileira saberá se renovar

Marcelo Justo - 2.abr.12/Folhapress

Membro do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto) comemora permanência de ocupações em Santo André e em Embu das Artes, na Grande SP

Membro do MTST comemora permanência de ocupações em Santo André e Embu das Artes, em SP

03/11/2016

Embalados pela vitória nas eleições municipais, expoentes do conservadorismo –no Planalto e na planície– passaram a celebrar o declínio da esquerda brasileira. O povo, enfim, teria compreendido o fracasso dos projetos da esquerda, que estaria então aproximando-se de um desfecho melancólico.

Os que celebram hoje são os mesmos que, vinte anos atrás, brindavam o fim da história como uma verdade inexorável. A história, teimosa que é, insistiu em contrariá-los e produziu um ciclo de governos progressistas na América Latina. São os mesmos também que, com sua crença fervorosa numa certa "mão invisível", prometeram paraísos no mercado de futuros e o que conseguiram entregar foi a crise de 2008. É preciso ter cuidado com os vaticínios dessa gente.

De fato, a esquerda brasileira enfrenta uma crise. Crise que marca o fechamento de um ciclo. O Partido dos Trabalhadores, impulsionado em seu surgimento por grandes lutas populares, construiu uma hegemonia na esquerda nos últimos 35 anos. Seu período à frente do governo federal foi marcado por avanços sociais, mas também por descaminhos estratégicos.

Os avanços foram inegáveis: valorização progressiva do salário mínimo, expansão do crédito popular, inclusão dos mais pobres na universidade, programas sociais, redução das desigualdades regionais. Avanços que deram ao PT três reeleições sucessivas, só sendo apeado do poder por um golpe parlamentar.

Mas o preço pago pelo "consenso petista" foi abrir mão do enfrentamento dos privilégios históricos da casa-grande. Achou que poderia aprofundar um projeto de avanços de mãos dadas com os donos do Brasil. Abriu mão de pautar reformas estruturais, como a tributária, agrária ou urbana. Acreditou que teria sempre a sustentação dos partidos conservadores no Congresso, usando dos velhos métodos, e –ao deixar de mobilizar a sociedade por uma transformação do sistema político– acabou tragado por ele.

Na primeira grande oportunidade que tiveram, a casa-grande e seus partidos acabaram com a brincadeira. Deixaram claro que, no Brasil, não há espaço para um programa de avanços sociais sem reformas estruturais e sem enfrentamento. O PT, diga-se, não morreu, mas envelheceu nesse processo. Seu futuro dependerá de ter ou não a capacidade de aprender essa dura lição.

Mas é preciso lembrar que a esquerda brasileira não se reduz ao PT. Nem aos partidos, sem deixar de destacar o importante papel que o PSOL tem cumprido com sua aguerrida bancada e com candidaturas contra-hegemônicas. A esquerda representa, em tempos de desilusão, a esperança de milhões de pessoas por igualdade social e por participação política radicalmente democrática. Isso não é patrimônio de um partido político. Está nos movimentos sociais e nas lutas de resistência.

A esquerda saberá se renovar. Já o está fazendo, com os estudantes ocupando escolas, com os sem-teto, as iniciativas de mídia livre nas redes, a luta das mulheres, a luta pela diversidade sexual, o movimento negro. Cedo ou tarde, esse caldo dinâmico de mobilização social irá se traduzir num projeto político. Política autêntica, que nasce e se faz nas ruas.

O maior desafio é retomar esta relação viva com as ruas e, em especial, com o povo das periferias. Acolher suas demandas, estar junto em suas lutas e não trair suas esperanças. Os que preferem dedicar-se a resmungos amargos nas redes sociais contra a "ingratidão" ou a "alienação" do povo mostram apenas não estarem à altura da tarefa. O reconhecimento das dificuldades atuais precisa vir junto com o aprendizado das lições sobre o processo que nos trouxe até aqui.

Certa vez, Jean Paul Sartre, questionado sobre o "fim do marxismo", disse que o marxismo só poderia ser superado quando fossem superadas as condições que o engendraram, ou seja, a divisão de classes sociais no capitalismo. O mesmo vale para a situação atual da esquerda no Brasil e na América Latina: enquanto nossa sociedade permanecer profundamente desigual, crivada por privilégios e privações, haverá lutas de resistência, haverá esquerda.

Ainda mais por aqui, ante um governo que –sem a legitimidade do voto popular– começa a impor um programa devastador de retrocessos sociais e trabalhistas. A perplexidade da maioria tem prazo de validade, mesmo quando apoiada num poderoso discurso midiático. A história, novamente, não acabou.

Os que comemoram hoje, com sua felicidade estampada na "Caviar Life Style", saibam que a velha toupeira continua a cavar.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Mulher, o ponto fraco dos cristãos conservadores - parte 3: mas não do Reinaldo Azevedo

Introdução

Olá, meus amigos e minhxs inimigxs! É, eu vou fazer um texto sobre a treta entre Reinaldo Azevedo e Joice Hasselmann por dois motivos. O primeiro é o rebuliço entre homens conservadores. O segundo motivo é porque eu estou gostando pra c@$@&%o. O Tio Rei diz tudo que eu sempre imaginei da moça e mais alguns babados. Eu já disse a ela que ela cairia bem no pornô.

Ficou mostrado, isso é engraçado e triste, que chamar os netos de coronéis falidos de direita xucra (pode ser com x ou com ch, como ele também explicou) ofendeu menos do que atacar uma "musa da direita". Por sinal, entre a série de textos do Reinaldo e o vídeo da Joice, já tinha direitista no Twitter acrescentando "Xucro" no nome de perfil. Tio Rei, eu já tenho um coraçãozinho nos pelos da periquita, mas te mando um feito com as mãos mesmo. Beijos para os leitores e um abraço hétero para as leitoras.

Abigail Pereira Aranha

Resposta contra minha vontade, mas necessária, a Joice Hasselmann

As vulgaridades, as ignorâncias, as generalizações e as bobagens ditas pela "Loura do Banheiro", que é o esbirro mais ignorante da extrema direita


[00:00 a 00:54] Olá, eu vou fazer aqui algo que eu não costumo fazer, que é responder a um ataque que eu recebi. É chato. É chato porque geralmente vem de gente que não vale a pena. As pessoas que costumam nos atacar nas redes sociais, na esmagadora maioria das vezes, são pessoas com menos expressão do que a gente e, portanto, ao fazê-lo, 'tão querendo aparecer. Né? Evidentemente, estou me referindo no caso a uma senhora chamada Joice Hasselmann, cuja exuberância... é... não exatamente ligada às questões do intelecto precede em muito à sua capacidade de formular qualquer ideia razoável. Ela vive me provocando, e a deixo de lado, porque não vale a pena.

[01:44 a 04:29] Bom, eu conhecia a Joice em 2014. Um dia, eu chego à Veja pra trabalhar, 'tá lá a Joice, vai ser apresentadora, 'tá aqui. Achei a figura... exótica. Né? Mas o que eu constatei logo de imediato, porque eu falei umas duas ou três coisas que eram do nosso métier... e ela me devolveu umas batatadas, a Joice é duma ignorância assombrosa. Assombrosa. A Joice, nunca ninguém tinha ouvido falar dessa senhora, ela tinha alguma fama do Paraná. Quer dizer, os jornalistas do Paraná sabiam. E que ela teve problemas no sindicato porque ela plagiou... ela plagiou não, ela chupou textos de jornalistas sem dar crédito. Procurem na internet. 'Tá lá, o processo 'tá todo lá. Um negócio vexaminoso. Graças a Deus, depois que isso veio a público, eu nunca mais apareci ao lado dela e nem apareceria. À época, ela me ligou buscando solidariedade, evidentemente, não teve. Sabe por que, Joice? Porque eu sei como é difícil escrever os próprios textos e ter ideias originais, o que você não tem. Essa senhora é um ser obscuro, que ganhou visibilidade na Veja, e se reinventou como jornalista de direita. Como jornalista conservadora. A Joice não sabe nada. A Joice não lê nada. A Joice não sabe escrever. O vídeo, vejam o uso que ela faz da crase, no vídeo que ela publica contra mim. Não adianta ir lá corrigir, tô com a foto já. Se não me engano, tem um "à quem" com crase, bonitinha aí. É só essa uma das barbaridades. Ela é bem falante, ela é desenvolta, vai jogando os chavões, vai ofendendo as esquerdas com tudo que lhe dá na cabeça, como se ela soubesse o que fala. Mas ela não sabe. Num certo sentido, é uma coitada. Só não é uma coitada porque ela se bem, de algum jeito. Né? De algum jeito, ela se dá bem. Então, ela é uma coitada intelectual, ela é sem dúvida uma coitada moral. 'Cê imagina como deve ser difícil ficar repetindo os chavões de direita que ela repete sem nem saber direito o que está falando. Né? Deve ser chato pra cacete, né, Joice? Mas ela vai.

[04:29 a 05:50] E a prova da ignorância dela fica no vídeo. Eu adorei o momento em que ela diz assim: "O Reinaldo, que DO MEU LADO defendeu os movimentos pró-impeachment. O Reinaldo, que DO MEU LADO...". Ô, louca! Ô, boba! Ô, maluca! Eu do seu lado? Você do meu lado! Eu era Reinaldo Azevedo já, você não era ninguém. Você apareceu do meu lado. Você apareceu do lado do Augusto Nunes. Não eu do seu lado. Aliás, muitos amigos me perguntaram "você não vai continuar a fazer o programa com aquela p... senhora?". Eu disse "olha... ai... vai lá". Eu não tenho preconceito também. Meus amigos estavam certos sobre você. Eles fizeram muito bem, Joice, em acreditar na primeira impressão que eles tiveram a seu respeito, que deve ser uma primeira impressão mais ou menos generalizada. Eu não. Eu resolvi, de algum jeito, poderia haver alguma suspeita de sublime em você. Mas não há. Né? Não há nada.

[05:51 a 06:36] Aí, diz a Joice, "o Reinaldo mudou demais". Você não sabe nada de mim, maluca! Vai ler o que eu escrevi no blogue nos últimos 11 anos. Vai ver quando é que eu flertei com ataque ao Estado de Direito, ô, doida. Ontem mesmo, eu disse que o STF fez muito bem, muito bem [palmas] em aceitar o pagamento de indenização para presos que são maltratados. A direita para quem a Joice fala, que não é direita, é gente, desculpem, chucra. Ah, vai dar coisa pra bandido, vai dar coisa pra bandido. Esse... esse bolsonarismo asqueroso que ela passou agora a vocalizar.

[07:13 a 08:13] Aí ela diz assim "que o Reinaldo passou a atacar os movimentos democráticos". Porque eu critiquei a convocação do próximo protesto ou sei lá o que seja, no dia 23 de março. Critiquei sim. Mas não critiquei sorrateiramente. Critiquei para as pessoas inclusive, pessoas que são minhas interlocutoras. Conversei com pessoas do MBL. Conversei com Rogério Chequer. Disse a eles o que eu acho. Rogério Chequer é do VPR, Vem Pra Rua. Eu disse a eles o que eu acho. Acho um equívoco. Acho, e atenção: o MBL não é direita chucra, o Vem Pra Rua não é direita chucra, a Joice é direita chucra. E outros.

[08:30 a 08:56] Eu sempre tive vergonha de ficar do seu lado. Você nunca reparou? Você, quando você vinha, toda, você tem um jeito muito... é... digamos... como é que eu vou definir, Joice?... você é uma pessoa muito física, né? Você entende? Pessoa muito física? Assim que... se impõe, que gosta de encurtar distâncias? Não só eu, como outras pessoas da Veja ficavam muito constrangidas com isso.

[09:16 a 09:44] Você adora afetar intimidade com gente que você não conhece. Então, agora, "eu estive com Michel Temer". Que "estive com Michel Temer"! O grupo foi lá, Michel Temer recebeu. E você saiu de lá asseverando que o Ives Gandra Martins Filho seria ministro, né? Foi? Não é isso? Bem informada, sabendo de tudo, sempre nos bastidores.

[10:24 a 11:07] Você não é jornalista. Entende? E quando você se comportou como jornalista, pegou textos que não eram seus. Você, de fato, se você fosse de direita, você não sabe o que é isso, se você fosse de direita, você realmente seria de um tipo de direita que eu repudiaria, que eu não queria perto de mim. Eu te acho desinformada. Eu te acho preconceituosa. Arrogante. Malcriada. Tudo aquilo que eu... repilo.

[11:10 a 12:38] Ah, mas aí ela pega algumas palavras de ordem para incendiar idiotas, né? Como Reinaldo diz que Lula na cadeia, que não pode Lula na cadeia? Eu disse que não pode Lula na cadeia, mentirosa? Eu só disse que Lula na cadeia, quem prende o Lula é o Sérgio Moro. Por que você não vai cobrar do Sérgio Moro que prenda o Lula? Você quer cobrar de mim? Aliás, prender com base em quê? Não que eu não ache que ele não mereça, mas eu queria saber o que você pensa a respeito. Qual o seu conhecimento da lei? Você não leu o Código de Processo Penal, você não leu o Código Penal, você não leu a Constituição, você não leu bosta nenhuma, Joice. Você é uma coisa melancólica, Joice. Coisa patética, Joice. Aliás, os seus amigos de extrema-direita tiram sarro de você, saiba disso. Acham inclusive, é... é... é até um pouco machista a coisa... confundem essa sua exuberância com uma outra coisa. Não, talvez não, acho que não. Eu não confundo. Você sabe que eu sempre procurei manter distância.

[12:42 a 14:10] Ela diz: "em que planeta Reinaldo vive?" No planeta do Estado de Direito. Acho que as manifestações agora só contribuirão para levar pra rua extrema-direita como você, chucra como você. Não adianta tentar me processar por "chucra", porque o "chucra" quer dizer, também, sem trato, grosseira, que é o que você é. Gente chucra como você. Vai levar alguns que vão aproveitar pra atacar o governo Temer, não por acaso... não por acaso, o Jânio de Freitas 'tá apoiando a sua manifestação. Não por acaso, o Mário Sérgio Conti 'tá apoiando a sua manifestação. Não por acaso, o Guilherme Boulos está convocando as pessoas pra ir à rua. E você vem perguntar o que aconteceu comigo? Sugerindo... aliás, todo o vídeo sugerindo "o que terá acontecido?". Como se eu tivesse feito algum acordo de bastidor. Ô, doida! Eu tô com quatro empregos, em breve terei o quinto. Eu pago as minhas contas. Quem paga as suas? São os vídeos que você faz? Quer brincar de quebrar sigilo aqui fora? Hein? Eu pago as minhas contas.

[18:16 a 18:51] Ah, sim, e aí ela parece, parece, em um momento ela me diz que ela teria casado com um médico, e a Joice quando ela casa com um médico ela já vai ter que me dar aula. Ela diz assim: porque estas coisas, é como bactéria, o PT como bactéria, que se toma remédio fraco, fica resistente. Vai estudar, inclusive isso. Vai estudar inclusive isso. Que a resistência de bactéria não é só com remédio fraco que vai tornando a bactéria forte. Se você dá um remédio pesado demais, também você contribui para criar superbactéria. O mecanismo é outro, você está errada.

[19:18 a 19:45] A única coisa que salva, Joice, é aquilo que você não faz: ler, querida. Ler. Pegar esse seu corpo convincente, colocar em repouso, e ler. Viu? Vai saber exatamente como se formam as bactérias resistentes. Não é isso que você disse.

[21:20 a 21:51] Eu não atendi [as ligações que a Joice fez para ele] sabe por que, Joice? Porque eu não quero falar com você. Porque eu não gosto de você. Porque eu te acho ignorante. Porque eu te acho bruta. Porque eu te acho tosca. Despreparada. Falastrona. O seu problema não é ser reacionária. Porque há reacionários inteligentes. Você mesma vive hoje pendurada num, que é o Olavo de Carvalho. Ele é um reacionário inteligente.

[22:11 a 23:04] Nas vezes em que eu fui obrigado a conviver com você, ali, às segundas-feiras, nem sei por quanto tempo foi, eu... eu tentei... umas quatro ou cinco vezes, usar uma referência ou outra, pra saber se a gente conseguia avançar um pouco no pensamento. E aí eu vi que não. Então, quem viu os vídeos daquela época, eu lembro que eu brincava muito... é... com... o fato de você... ser uma pessoa que exercita bastante... essa linguagem... do charme. Né? Eu mesmo embarcava na onda. Porque era a única ironia possível ali, né, Joice? Outra ironia não dá.

"Resposta contra minha vontade, mas necessária, a Joice Hasselmann", Reinaldo Azevedo, 17 de fevereiro de 2017, http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/resposta-contra-minha-vontade-mas-necessaria-a-joice-hasselmann. Vídeo em https://www.youtube.com/watch?v=p4BhQFCQYbU.

A QUEDA: Reinaldo Azevedo e Joice Hasselmann

Nando Moura, 19 de fevereiro de 2017, https://www.youtube.com/watch?v=GaCl-4GsmYA


[00:00 a 01:30] Nossa! Mas agora o Reinaldo de Azevedo ficou completamente irritadinho, nervosito. Ficou danado. Porque a Joice Hasselmann perguntou: Reinaldo de Azevedo, por que agora essa sua passividade toda diante de um governo do PSDB e do PMDB? Aí, ele ficou danado. Agora, sim, agora vai ver a ira do Reinaldo. Decidiu jogar tudo no ventilador. Agora vai sambar na cara das inimigas, né, Reinaldo? Ô, danada! Eu gosto quando ele coloca a mãozinha no queixo, fecha os olhinhos e começa... Joice, vem cá, Joice, Joice, eu tinha nojo de você, Joice, você é direita burra, Joice, você é chucra, chucra, você é chucra, você é chucra, eu tinha nojo quando sentava do seu lado. Hum, tinha nojo, é? Ai, nossa, mas que danadinha, ai! Que coisinha mais deliciosa, hein! Bicho, eu tenho vergonha de ter lido todos os livros do Reinaldo de Azevedo, ter recomendado esse tipo de leitura. Dá vontade de me matar que nem o Didi Mocó. Mas, Reinaldo de Azevedo, você sabe que não dá para enganar as pessoas durante tanto tempo assim. E mesmo que você não goste da Joice Hasselmann, você tem que convir comigo, Reinaldo de Azevedo, foi longe demais. Foi muito longe.

Reinaldo Azevedo e o caminho das trevas

Click Time, 18 de fevereiro de 2017, https://www.youtube.com/watch?v=728wOBw8GoE


[00:17 a 01:45] E ele fez então um vídeo onde ele fala um monte de besteiras sobre a jornalista Joice Hasselmann. É interessante que nós ainda conseguimos observar no Reinaldo, né, a vontade que de fato ele tem de ser reconhecido como alguma coisa. O Reinaldo, ele já é um cara que já há muitos anos escreve sobre questões políticas etc, e nesse vídeo onde ele fala um monte de besteiras sobre a Joice, ele fala que já escreve há 11 anos etc etc. Ele acha que a sociedade lhe deve algo. Ele acha que, sim, ele precisava ser um herói. Ele acha que todos devem a ele alguma coisa. E pra conseguir isso, ele não mediu esforços em... defender e visivelmente, não sei até... qual ponto, não sei de qual forma, se unir com pessoas e ideias. Nós podemos observar, sim, que o Reinaldo, ele faz parte de alguma coisa. E essa coisa que ele faz parte, provavelmente ele não é pouca bosta ali no meio. O Reinaldo, ele está usando de uma força que em breve, não sei quanto tempo, uma hora vai destruí-lo. Por que ele está usando dessa força, né, disso que ele deve fazer parte? Ele está promovendo, sim, um assassinato de reputações contra algumas pessoas que de fato têm mérito, né, e têm, sim, uma grande influência sobre as pessoas no Brasil, sobre as mudanças que vêm ocorrendo no Brasil.

Reinaldo Azevedo, vira homem

Terça Livre, 19 de fevereiro de 2017, https://www.youtube.com/watch?v=Q7F9l8oAb5c


[00:48 a 01:19] Mas o Reinaldo não tem... sabedoria, ele só tem... a capacidade de acumular dados. Ele não sabe raciocinar. Essa é a verdade. Porque se ele soubesse raciocinar, ele não 'taria... é... ele não precisaria apelar para acusar até a família e usar de... subterfúgios tão chulos... pra falar de Joice Hasselmann. Acho que... Reinaldo Azevedo não merece um vídeo sobre ele aqui no nosso canal até mesmo porque o Terça Livre tem mais alcance que ele.

Joice Hasselmann X Reinaldo Azevedo: não é briga na direita, pois Azevedo é tucano! (trecho)

Eu poderia começar dizendo que há mais uma grande briga dentro da direita. Mas estaria sendo muito impreciso. Joice Hasselmann, a “musa do impeachment”, gravou um vídeo questionando as mudanças radicais na postura de Reinaldo Azevedo, cobrando coerência, expondo a necessidade de insistir nas pautas daquelas antigas manifestações que derrubaram o PT, estranhando o fato de que o ex-colega da Veja, agora, só faz atacar o MBL, a Lava Jato, Sergio Moro e as manifestações.

Azevedo respondeu com baixaria, insinuações levianas, ataques ad hominem. Vejam o excelente vídeo de Joice, e depois a lamentável resposta de Reinaldo Azevedo, que afundou de vez mesmo, para a tristeza de todos que, um dia, já o admiraram:


Agora vejam a grosseria, a desonestidade, a egolatria de Reinaldo Azevedo na resposta, preferindo falar dos atributos físicos da jornalista, do uso da linguagem menos rebuscado, dando a entender que ela usou o corpo para chegar onde chegou, tudo, menos rebater o conteúdo e explicar as evidentes mudanças de comportamento:


Reinaldo começa em sua egotrip dizendo que não costuma responder pessoas pouco famosas que querem aparecer o atacando, mas vejam que curioso: pelo próprio critério de Azevedo, o vídeo de Joice já tem mais de 80 mil visualizações, e quase 10 mil curtidas para apenas 500 “descurtidas”. O vídeo afetado, personalista, vaidoso ao extremo e ofensivo de Reinaldo teve até agora 20 mil visualizações, com 1.200 curtidas e 3 mil “descurtidas”. E ainda teve que desativar a parte dos comentários.

"Joice Hasselmann X Reinaldo Azevedo: não é briga na direita, pois Azevedo é tucano!", Rodrigo Constantino, 18 de fevereiro de 2017, http://rodrigoconstantino.com/artigos/joice-hasselmann-x-reinaldo-azevedo-nao-e-briga-na-direita-pois-azevedo-e-tucano

Comentários de Olavo de Carvalho

Antigamente eram as mulheres, quando levavam um safanão, que xingavam os homens de "brutos". Nunca esperei viver o bastante para ver um homem chamar uma mulher de "bruta". Só podia ser mesmo o Arruinaldo Azevedo falando da Joice Hasselmann. Os tempos realmente mudaram.

Estou começando a achar que a ideologia de gênero tem alguma razão de ser.

(18 de fevereiro de 2017 às 09:12, https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/784019625083447)

Se eu quisesse fazer uma mulher perder definitivamente o respeito por mim, eu diria a ela estas palavras imortais do Arruinaldo Azevedo: "Eu não gosto de você. Você é bruta."

(18 de fevereiro de 2017 às 16:09, https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/784205158398227)

Eu não diria "Você é bruta" nem mesmo à Lola Barangovitch.

(18 de fevereiro de 2017 às 23:55, https://twitter.com/OdeCarvalho/status/833132797409759232)

Meus comentários no Google Plus

Ainda sobre a resposta do Reinaldo Azevedo à Joice Hasselmann: ela é uma das poucas pessoas que Olavo de Carvalho segue no Twitter. Então, além das palavras devidas, que confirmam tudo que eu pensava da Joice desde o começo, o Tio Rei diz e publica contra uma MILF da, como diria Dani Schwery, de repente direita o que Olavo de Carvalho e os senhores liberais-conservadores nunca diriam. Coisa que, aliás, o próprio Olavo de Carvalho confessou em redes sociais depois de contar o caso de um chá de buceta que ganhou na juventude.

E para os inocentes que porventura me leiam, MILF é Mom I'd Like to Fuck.

(18 de fevereiro de 2017 às 09:12, https://plus.google.com/+AbigailPereiraAranha/posts/gXBq1EV3VAu)

Nota de rodapé do meu comentário

Olavo de Carvalho

30 de dezembro de 2016

Há momentos na vida que nos marcam para sempre, positiva ou negativamente. Já falei aqui dos homens que odeiam as mulheres porque um dia se apaixonaram à distância pela garota mais linda do bairro e não tiveram a coragem de chegar perto dela. Eu não precisei de coragem nenhuma, porque ela mesma me agarrou embaixo da escada e quase me sufocou com beijos e carícias. Mas a lembrança estimulante não é essa. É ela cantando "I can't stop loving you" na minha orelha enquanto os garotos mais velhos, que em vão aguardavam uma vaguinha para dançar com ela, fuzilavam com olhares assassinos o pirralho triunfante. Isso curou todos os meus complexos para sempre. Quando alguma mulher me torra o saco, fala mal de mim ou espalha alguma opinião horrível, lembro-me desse momento e entendo por que ao belo sexo acabo perdoando tudo sempre. Sou incapaz de sentir medo ou raiva de uma mulher, mesmo que seja uma pentelha mocréia filha da puta com um AK-47 na mão direita e um pote de veneno na esquerda.

(https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/757232261095517)

Bônus 1: se o Reinaldo não deixou de ser esquerdista, a Joice não deixou de ser feminista

"Reinaldo, em choque, descobre que não é Deus", Joice Hasselmann, 18 de fevereiro de 2017, https://www.youtube.com/watch?v=teCUtnKpk3s. Grifos meus.


[01:23 a 01:56] Me atacou... é... por ser mulher, e ter atributos femininos, como ele diz. Né? Inclusive... é... dando a entender claramente, dizendo claramente que, né, eu fiz a carreira que eu fiz pelos atributos femininos que eu tenho, e não, né, pela questão de inteligência, raciocínio, perspicácia, aquela coisa toda. Eu diria que, pelo nível... né, do ataque de Reinaldo, se eu fosse freudiana, eu diria que ele... encontrou... seu verdadeiro ser, né, que esse vídeo foi libertador, esse vídeo... que o Reinaldo fez.

[03:21 a 03:35] Então, eu já sabia que o Reinaldo mentia. Vejam, eu trabalhei com ele, né, eu já sabia que ele... que ele mentia. Mas eu não achei que fosse de forma tão sórdida, né. E que ele... usasse... essa coisa... né... de eu ser... mulher... e colunista de política... pra me atacar.

Bônus 2: Janaína Paschoal também se entrega

Janaina Paschoal @JanainaDoBrasil

Será que toda polêmica envolvendo uma mulher precisa cair para ilações referentes ao seu comportamento sexual?

23:52 - 18 de fev de 2017

https://twitter.com/JanainaDoBrasil/status/833132182931664896

Pra encerrar: por falar em Deus e em Olavo de Carvalho...

Olavo de Carvalho

Aristóteles ensinava que perceber a verdade é o NORMAL em todo ser humano. Hoje em dia, no Brasil, basta você exercer essa capacidade para que achem que você pretende ser um guru infalível, um profeta, a voz de Deus. Inverteram a norma de Aristóteles e acham que o erro é obrigatório como prova de humanidade. Medem a espécie humana pela sua própria incapacidade, elevada a norma e padrão.

"Errar é humano" significa apenas que, ao contrário de Deus, o homem PODE errar, não que deva fazê-lo para mostrar que não pretende ser Deus.

(12 de maio de 2016 às 05:42, https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/637067736445304)

Texto original em português sem fotos e filmes de putaria no A Vez das Mulheres de Verdade: "Mulher, o ponto fraco dos cristãos conservadores - parte 3: mas não do Reinaldo Azevedo", http://avezdasmulheres.over-blog.com/2017/02/mulher-o-ponto-fraco-dos-cristaos-conservadores-parte-3.html.
Texto original em português com fotos e filmes de putaria no A Vez dos Homens que Prestam: "Mulher, o ponto fraco dos cristãos conservadores - parte 3: mas não do Reinaldo Azevedo", https://avezdoshomens.blogspot.com.br/2017/02/mulher-o-ponto-fraco-dos-cristaos.html.
Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia
Section of sex, lust, licentiousness, naked woman, pornography
Section de sexe, luxure, débauche, femmes nues, pornographie
Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia
Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía
Description: Blonde woman with beautiful, green eyes is moaning from pleasure while getting fucked very hard
Descrição: Mulher loira com lindos olhos verdes está gemendo de prazer enquanto ela é fodida duramente
Description: Femme blonde avec de beaux yeux verts gémissant de plaisir alors qu'elle est baisée très dur
Descripción: Mujer rubia con ojos verdes y hermosos está gimiendo de placer mientras es jodida muy duro
Descrizione: Donna bionda con bei occhi verdi geme dal piacere, mentre lei è scopata molto duro

Description: Married blonde, Nicole Aniston cheated on her husband right after the wedding, just for fun
Descrição: Loira casada, Nicole Aniston traiu seu marido logo após o casamento, só por diversão
Description: Blonde mariée, Nicole Aniston trompé sur son mari juste après le mariage, juste pour le plaisir
Descripción: Rubia casada, Nicole Aniston puso los cuernos a su marido justo después de la boda, sólo por diversión
Descrizione: Bionda sposata, Nicole Aniston ha tradito il marito subito dopo il matrimonio, solo per divertimento

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook