sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Um pouco de Lógica e Matemática aplicadas no "eu falei"

Abigail Pereira Aranha

A Cláudia estuda a noite e a Patrícia diz a ela que o lugar onde ela passa é perigoso. Ela passa por lá no primeiro dia, tudo bem. No segundo, tudo bem. No terceiro, no quarto, no 10º, no 40º. No 125º dia, a Cláudia é assaltada. Aí, a Patrícia diz: "Sabia! Não falei pra você? Estava vendo que isso ia acontecer!"

Mas espere um pouco! Você se lembra de Probabilidades? A probabilidade de um evento é o número de ocorrências dividido pelo número de tentativas. Aqui, o evento assalto vai ter, portanto, probabilidade de 1/125 = 0,008 = 0,8%. Como é que alguém diz com firmeza que um evento de 0,8% de chance vai acontecer?

E qual a probabilidade de a Cláudia não ser assaltada no 1º dia e ser no 2º? 0,992 × 0,008 = 0,007936 = 0,7936% (o 0,992 é 1 menos 0,008) E qual a probabilidade de a Cláudia não ser assaltada nos 4 primeiros dias e ser no 5º? 0,9924 × 0,008 = 0,007747 = 0,7747%. Mas qual é a probabilidade de ela ser assaltada pelo menos uma vez nos primeiros 5 dias? A probabilidade de ela não ser é 0,9925 = 0,9606 = 96,06%, então a probabilidade de ela ser assaltada pelo menos uma vez é 100% - 96,06% = 3,94%. E a probabilidade de a Cláudia ser assaltada pelo menos uma vez nos primeiros 125 dias? É 100%? Não, é 1 - 0,992125 = 0,6336 = 63,36%. É uma boa chance, mas não pra uma grande certeza.

Vamos pegar uma urna com 25 bolas numeradas de 1 a 25 e passar pra Patrícia sortear, depois de escolher um destes números. Qual a chance dela acertar? 1/25 = 0,04 = 4%. E se ela acertar? Ela vai dizer que sabia que ia dar aquele número? Bem difícil. É mais fácil ela dizer que teve sorte, certo? Mas e se a Cláudia fosse assaltada nos primeiros 5 dias, probabilidade 3,94%, o que ela ia dizer? "Sabia! Não falei pra você? Estava vendo que isso ia acontecer!"

Moral da história: evitar perigos é sábio, principalmente os perigos desnecessários, mas o que a maioria das pessoas têm não é visão do que é ruim, é um medo miserável da vida.

Ah, e você tem medo de transar sem estar comprometido e pegar doença venérea?

Viva a vida, o caráter, o ateísmo, a anarquia e a putaria.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

O que Fulano faz com a liberdade e os progressos de hoje é problema dele? O que a gente tenta fazer com a nossa é solução!

Eso texto en español (sin fotos e peliculas de putaría, en lo Paraíso Tangible en Wordpress): ¿Qué Juan Pérez hace con la libertad y los progresos de hoy en día es su problema? Lo que intentamos hacer con nuestra es la solución!, http://avezdoshomens2.wordpress.com/2011/09/28/libertad-y-los-progresos-de-hoy/
Eso texto en español (con fotos e peliculas de putaría, en lo Para Hombres de Calidad y Mujeres Verdaderas): ¿Qué Juan Pérez hace con la libertad y los progresos de hoy en día es su problema? Lo que intentamos hacer con nuestra es la solución!, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2011/09/que-juan-perez-hace-con-la-libertad-y.html
This text in English (without sex pics and movies, at Paraíso Concreto): What does John Doe with today's freedom and progress is his problem? What we try to do with our is solution!, http://paraisoconcreto.blogspot.com/2011/09/what-does-john-doe-with-todays-freedom.html
This text in English (with sex pics and movies, at A Vez das Mulheres do Thumblogger): What does John Doe with today's freedom and progress is his problem? What we try to do with our is solution!, http://avezdasmulheres.thumblogger.com/home/log/2011/39/what-does-john-doe-with-to.html
Texto original em português (sem fotos e vídeos de putaria, no Contra os Reis e as Religiões): O que Fulano faz com a liberdade e os progressos de hoje é problema dele? O que a gente tenta fazer com a nossa é solução!, http://semsenhores.wordpress.com/2011/06/23/liberdade-e-progressos-de-hoje/
Texto original em português (com fotos e vídeos de putaria, no A Vez dos Homens que Prestam): O que Fulano faz com a liberdade e os progressos de hoje é problema dele? O que a gente tenta fazer com a nossa é solução!, http://avezdoshomens.blogspot.com/2011/09/o-que-fulano-faz-com-liberdade-e-os.html

Abigail Pereira Aranha

JÁ QUE TODA VEZ QUE A GENTE DESCE O CACETE DESSE JEITO VEM ALGUÉM FALAR DE RACISMO, MACHISMO, HOMOFOBIA, A GENTE NÃO É A FAVOR DE NADA DISTO.

Igualdade de gênero virou fachada pra mulher infernizar o marido com ameaça de fazer uma denúncia e ele ir pra cadeia.

Democracia racial virou fachada pra crioulos sem vergonha na cara entrarem na faculdade, no mercado de trabalho e na política.

Liberdade sexual virou uma moça reprimida usar roupa de puta ou uma senhora que todo mundo acha a maior santarrona ir a um sex shop escondida pra comprar alguma coisa pra usar com o marido.

Inclusão social virou obras em invasões de lugares abandonados que chamam de bairros e usar a miséria pra ganhar a vida.

E o que é que eles vão fazer com essa tal liberdade?

A gente já encontrou virgens por opção, monogâmicos por opção, assexuais por opção. Só não encontramos na internet mulheres que transam sem compromisso por opção. E várias mulheres que defendem o lesbianismo ou o direito à diversidade de orientação sexual já me atacaram por causa das minhas putarias.

Os afrodescendentes, as mulheres, os deficientes que conseguiram uma vaga na faculdade, no mercado de trabalho, na política em nome da justiça social (pelo menos a maioria) depois de tudo vão cuidar da própria carreira, da própria vaidade e vão se lixar pro mundo, vão fazer como os brancos malvados faziam e ainda vão chamar os que lutam por algum ideal de maconheiros e desocupados.

A mulher que era (ainda é, né?) vítima da sociedade machista vai sair pra rua como uma puta e esnobar os homens que prestam pra soltar pra todos os homens cafajestes e babacas. Ou vai transar com um homem trabalhador (ou só um playboy rico) pra engravidar e viver de pensão.

A liberdade de religião vai ser pra pessoa escolher os deuses da terra onde ela habita ou os de outras terras que eles não tiraram da lama. Eles vão respeitar os ateus, assim, quem estupra uma criança, abre a mãe de cima a baixo com canivete, desvia dinheiro dos impostos que era pra saúde é porque não tem Deus, mas eles respeitam os ateus.

E se existem câmeras nas ruas, scanners nos aeroportos que vêem você sem roupa, filtros na internet, filtros de spam no e-mail, namorados e namoradas que não têm perfis separados em redes sociais, tudo bem. Quem obedece as leis, acredita em Deus, não vê sexo na internet, não chifra o marido ou a esposa, não discute com sobrinho de juiz não tem o que temer, né?

Liberdade de expressão, de opinião, de religião virou liberdade de ser otário e de cabeça medíocre?

  • Vamos trocar a Marcha das Vadias pela Marcha da Putaria. Vamos trocar um bando de sirigaitas com roupa de pistoleira ou de topless, que vivem com cara de bunda e sai com traficantes e ainda quer respeito, por uma grande trepada coletiva na rua.
  • Vamos trocar o Orgulho Gay pelo ter vergonha de não conseguir encostar ou pensar no sexo oposto.
  • Vamos trocar as passeatas pra conseguir obras nos bairros mais horríveis da cidade pela união dos vizinhos para eles ajudarem mais uns aos outros, melhorar o bairro e votar igual gente grande na próxima eleição.
  • Vamos trocar as greves que param INSS, escola e hospital de pobre por três meses pelo companheirismo dos trabalhadores, para nós trabalhadores sermos mais felizes no trabalho e enfrentarmos nossos problemas em vez de cada um fazer o que pode pra perseguir ou prejudicar o outro.
  • Vamos defender a privacidade na rua, no atendimento por telefone, no acesso a pornografia na internet, na nossa vida em geral quando não fazemos mal a ninguém e acabar com a privacidade na hora de prejudicar alguém. Em vez do contrário.
  • Vamos trocar as passeatas e os abaixo-assinados em defesa da religião e da família pela defesa do ateísmo, da anarquia e do dar nosso amor e nossa presença pra quem mais merece.
  • Vamos usar o e-mail pra mandar alguma coisa que preste, que mereça poder ser vista pelo mundo inteiro.
  • Vamos parar de dizer e fazer o que quiser pra dizer e fazer algo que preste, ou que deve ser dito e feito.

O que eu defendo é a ditadura. A ditadura da vergonha na cara, da pessoa ter esforço, caráter, educação. E se a pessoa está sendo prejudicada, ou se a sociedade tem problemas sérios, que ela use a sua liberdade e o que puder usar pra trazer soluções, pra própria vida e pra vida do próximo.

Ah, e muita gente que diz que defende a liberdade também gosta de censurar o que não gosta.

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

loura-madura-dando-rabo-280911 - http://bwb.thebrazzers.com/galleries/278/?t=7&nats=MTgzMzo2OjU,0,0,0,3134

mulatinha-enrabada-280911 - http://gals.bigbuttmovieclub.com/mov/elegantangel/bigblackwetasses2/05/01/wmv/dvds/Mzg5MDoyOjk

gozada-facial-loura-280911 - http://galleries.asstraffic.com/diana/01/m1/484768/1/9/n/index.html

Fat Booty

Gang Bang Pro (vídeos tube)

Whores shared cock, swallow semen

Duas mulheres (meio velhas, os rapazes devem achar meio feias) com um homem

http://www.gangbang.com/videos/1055/whores-shared-cock,-swallow-semen.html

Old Pornstar Gangbanged And Covered In Warm Sticky Cum

Loura coroa com dois caras. Oral e facial

http://www.porntube.pro/videos/old-pornstar-gangbanged-and-covered-in-warm-sticky-cum/

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Os homens são culpados por 97% dos crimes, mas não se preocupem, o feminismo está cuidando disso

A ilustre jornalista e militante lésbica Tania Nienkötter Rocha, que passou anos viajando pelo mundo e estudando sobre violência contra a mulher e só publicou o que convém, escreveu "Os homens cometem 97% de TODOS os crimes no planeta Terra". Está na íntegra em baixo. Quatro explicações racionais (é, mulher também tem capacidade pra isso).

  1. Não é crime uma esposa agredir moralmente e psicologicamente o marido. Feminazistas adoram dizer que quando o divórcio era quase impossível isso era opressão da mulher, mas se esquecem de que se a esposa não conseguia se livrar do marido, o marido não conseguia se livrar da mulher. Se mulher humilhar o marido desse cadeia, ou se toda vez que a mulher apanhasse de homem porque provocou a polícia reconhecesse, as mulheres seriam maioria na população carcerária.
  2. Homem não chora e não apanha. Se um homem é agredido pela esposa e vai a delegacia, o delegado pode até dizer pra ele deixar pra lá. Isso se ninguém lá fizer piada da cara dele.
  3. Mulheres quase nunca têm que sujar as mãos. Pra isso existem marginais, irmãos e miguxos.
  4. A culpa é dos homens que ainda não se ligaram na real. Os homens que leem blogs como este ou os da Central Masculinista se ligaram ou estão se ligando na realidade, mas a maioria dos outros são muito bestas. Eles cometem crimes por causa de mulher, pra ajudar mulher, pra parecer forte e destemido pra mulher ou pra ficar arrumadinho pra mulher.

Sabe por que eu fico indignada com esse texto? Porque toda vez que eu falo de uma mulher que agrediu um homem eu tenho que dar explicações. Se não estou ignorando a violência contra a mulher, estou defendendo. Mas as nazistas lésbicas não têm de dar satisfações de nada. Já disseram que sexo hétero é estupro, que os homens são estupradores, têm um manifesto prevendo o genocídio de homens (o Manifesto SCUM chama os homens de, entre outras coisas, "fêmea incompleta" e "animal subhumano"). E as vacas ignoram os homens gentis, carinhosos, éticos, que atravessariam o mundo por elas e até que as defendem publicamente. Engraçado, a Valerie Solanas, falando no Manifesto SCUM sobre os homens da "lista de poupados por SCUM", disse que "fazer o bem não é o bastante".

Mas em tudo hoje em dia as mulheres estão ganhando espaço. Na criminalidade também. Alguns casinhos.

  1. Mulher simulou morte por R$ 240. Super Notícia, 22 de setembro de 2011. Foi em Pindobaçu, no Sul da Bahia. Uma mulher manda um homem matar outra mulher porque tinha caso com o marido da outra (a que ia ser a vítima) e estava com ciúme. O que ia ser o matador combinou com a "vítima" de simular o assassinato, com catchup. Olha a foto que eles fizeram pra mandar pra outra. Fonte: Último Segundo, http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/ba/dupla-que-forjou-morte-com-ketchup-se-complica-mais-do-que-mandante-na-bahia/n1597223083871.html
  2. Homem que apanha de mulher consegue proteção na justiça. Super Notícia, 20 de setembro de 2011. Foi no Mato Grosso do Sul. "O casal se encontra em processo de separação e o homem afirmou que vem sofrendo agressões físicas e verbais por parte da esposa, em seu trabalho, em casa e na presença do filho. Ela também o teria ameaçado de morte". Base legal: Lei Maria da Penha aplicada por analogia e por via inversa. A justiça ainda tem juiz homem. (Entenderam? Hehehehe)
  3. “Gata do crime” é presa e diz estar marcada por bandidos de São Paulo. Clicapiaui.com, 09 de janeiro de 2011. "Uma jovem, de 18 anos, que foi presa no dia 30 de dezembro em Campo Limpo Paulista, a 53 km de São Paulo, por ser suspeita de participação em um assalto a um supermercado, é uma morena de olhos verdes, rosto e corpo de modelo, que foi usada pelo crime. Por sua beleza, ela acabou apelidada pelos policiais de “gata do crime”. E, por isso, acabou reconhecida." A moça se chama Marinês Schultz, é de Santa Catarina e estava em são Paulo fazendo Direito. Fonte: Clica Piauí, http://www.clicapiaui.com/geral/42864/gata-do-crime-e-presa-e-diz-estar-marcada-por-bandidos-de-sao-paulo.html Ela até podia estar só acompanhando os amiguinhos bandidos. Mas, meu querido rapaz que presta, trabalha, tem princípios, trata bem todo mundo e tudo o mais, quantas jovenzinhas que têm amigos marginais ou namoram caras toscos não querem SER VISTAS CONVERSANDO com você?
  4. Maria Bonita: Quadrilha formada por mulheres é presa em Goiás. Route News, 02 de fevereiro de 2011. Bom, na verdade tinha um homem na quadrilha. Mas a chefona era a Eloiza, uma das três presas.
  5. Filmam agressão para pôr na internet. Correio da Manhã, 25 de maio de 2011. Foi em Benfica, Portugal (mandada pelo nosso amigo Duarte Oliveira Joaquim). A adolescente que apanhou tinha falado das mães de dois rapazes e duas amigas de um deles deram a surra.

No mais, vejam a minha série Violência Contra o Homem. Ah, e vejam também o tópico Mulheres e a criminalidade do fórum do Sílvio Koerich.

Não venham nos dizer que esses são casos isolados. Nós sabemos, não se esqueçam que eu também sou mulher. Mas qualquer tribufu com dois ou três relacionamentos fracassados não fala que nenhum homem presta e fica tudo bem? Só mulher não pode ser criticada.

Rapazes que ficaram indignados com este texto da Tania: NÃO DENUNCIEM o blog Cinderela se Rebela. Primeiro, pra ficar provado pra quem quiser ver o que são as que se dizem feministas. Segundo, porque não temos onde reclamar, homem é machista e opressor, então misandria e heterofobia não são crimes.

Agora, dona Tania, apareça aqui e se explique sobre esse texto se for mulher. Por muito menos que "os negros cometem 97% de todos os crimes no Brasil" ou "97% das mulheres do Brasil são pilantras" já cansei de ficar dando explicações. E de pegar neguinha denunciando o meu blog.

Nem Sílvio Koerich fala sobre todas as mulheres com tanto ódio quanto Tania fala no seu texto.

Abigail Pereira Aranha

Os homens cometem 97% de TODOS os crimes no planeta Terra

A primeira noticia que li hoje foi sobre um homem de 55 anos, morador de são Paulo que confessou o estupro da netinha de 4 anos. Ele foi preso em flagrante e a pequena vitima levada ao hospital.

Sinceramente, quando leio sobre crimes desta natureza me abalo e me preocupo muito com o comportamento dos homens e dos jovens. Os dados estatísticos sobre a violência masculina no mundo são assustadores. Os homens cometem 97% de TODOS os crimes no planeta Terra. Você tem noção do que isso significa? As mulheres cometem apenas 3% dos crimes e eles são culpados da quase totalidade dos atos que causam dor, sofrimento e morte nesse planeta. Então, não necessito ser um gênio para deduzir que eles (homens) são muuito doentes, mas muuuuito doente mesmo!!!!

A doença do macho opressor, violento, psicologicamente instável e psicopata é de domínio publico, mas ignorado pelas autoridades mundias, já que mais de 90% dessas mesmas autoridades são compostas por machos opressores, psicologicamente instáveis e muitos deles são também psicopatas. Se quem esta no poder é doente, não consegue “ver” a doença que o cerca e não disponibiliza a cura para a massa violenta e doente emocionalmente. Obviamente, os homens não conseguem e não querem ver a própria doença e negam que causam tamanho sofrimento. Mas basta folhear um jornal para ver o quanto eles são doentes – não encontramos mulheres que estupram crianças todos os dias. Nem mulheres que assassinam crianças e homens da própria família sem a minima compaixão. Também não encontramos nos jornais mulheres que matam seus semelhantes por motivos fúteis. A verdade é que os homens são muito instáveis emocionalmente e não valorizam a vida humana.

A responsabilidade da educação das crianças ainda está nas mãos das mulheres (obviamente manipuladas pelos machos violentos e opressores) e elas necessitam urgentemente de uma nova estrategia para transmitir valores morais e éticos sem a interferência masculina. Sabemos que os valores políticos, religiosos e morais ditados pelos homens, apenas alimentam a sede de poder dos machos/psicopatas que comandam o planeta. Então, distancie-se desses modelos doentes que apenas reforçam a violência no planeta. As mulheres necessitam se distanciar da doença masculina da violência e garantir à próxima geração uma qualidade de vida melhor – psicologicamente e emocionalmente. Fique atenta à menor demonstração de instabilidade emocional do seu pequeno machinho, converse com o teu filho explicando que atos de violência são condenáveis. Ensine desde a mais tenra idade que a vida humana é o maior bem que possuímos. Que TODOS os seres humanos merecem respeito e, principalmente, que homens e mulheres são cidadãos que possuem o MESMO valor!

Tania Nienkötter Rocha

Comentários destruidores que a autora não deu uma resposta decente

Anônimo disse…

As estatísticas apontam que os homens cometem mais crimes que as mulheres…. Sim é verdade! Agora, por que isso acontece? De forma bem simples, isso ocorre por que vivemos em uma sociedade que dita que o homem deve sustentar $$ a família (o papel da mulher na familia é educar os filhos e cuidar da casa). Claro que isto na prática não ocorre e as mulheres estão competindo com o homem em vários aspectos inclusive quando se trata do sustento da família. Portanto, o mercado de trabalho além de ter homens competindo entre si para conseguir uma vaga de trabalho, ainda precisam competir com as mulheres. Para piorar, existem leis absurdas que beneficiam as mulheres (pensão alimentícia). Sem falar nas mulheres que se juntam com traficantes, políticos corruptos e demais criminosos dando todo o apoio moral para que estes continuem fazendo o trabalho “sujo” muito bem feito. Se eu for dar exemplos não termino o comentário hoje, e sobre esses exemplos vamos chamá-los de fatos isolados. Agora, se juntarmos todos esses fatos isolados a única conclusão que temos é que os crimes ocorrem na maior parte por homens por culpa também das mulheres.

Nos dias de hoje uma pessoa que define papeis para o homem e a mulher no sistema delicado que chamamos de familia será criticado até a morte pela sociedade, principalmente pelas mulheres, porém o meu entendimento é que a natureza fez o homem para a caça e a mulher para cuidar dos filhos, a mudança dos papeis do homem e da mulher na família criaram esse caos na sociedade. Só para deixar bem claro, o papel de educar os filhos e cuidar da casa é tão digno quanto o de trabalhar e sustentar financeiramente a família.

Resumo da história: Sobre os crimes, as mulheres cometem crimes iguais aos homens, porém as estatísticas apontam uma menor quantidade de crimes cometidos por mulheres exatamente pelo que eu expliquei nos parágrafos anteriores. Assim como existem pedófilos homens, existem mulheres.

Obrigado.

Domingo, 18 Setembro, 2011

Ninja disse…

Se vcs assistirem CSI verá que a maioria dos crimes cometidos por homens, sempre tem uma mulher por trás como mandante ou como causadora direta ou indireta. Um exemplo clássico é a mulher q arruma um amante e manda matar o marido. A mulher mete chifre no homem e o humilha chamando de corno, o cara se revolta e bate na mulher. A mulher trair o homem e o humilhar não seria uma violência emocional e psicologica violenta??? A mulher não comente mais crimes que o homem pq ela é fraca fisicamente, mas mata com veneno, manda o amante matar, paga alguém pra matar pra receber dinheiro, agride emocionalmente ou psicologicamente por dias, meses ou anos. Quanto homens aguentam mulheres histéricas, brigonas, chatas por longos anos a fio, sem sexo, sem carinho e sendo humilhados e ridicularizados por vários anos? Além disso a maioria dos crimes cometidos por mulheres são de difícil solução por causa da mulher saber mentir melhor, não participar diretamente e saber controlar melhor suas emoções. Além disso a mulher comete muito mais agressões domésticas físicas, joga pratos, coisas no marido, dá tapa, arranha, porém os homens ficam com vergonha de denunciar essas agressões por acharem que vão ser ridicularizados pelos policiais e pela sociedade por apanhar de mulher.

Terça-feira, 20 Setembro, 2011

Ninja disse…

Outra coisa: a maioria dos psicopatas sofreram abuso das mães.

Mais de 75% dos criminosos são filhos de mãe solteira, ou seja são criado só por mulheres. Mais de 80% dos presos são filhos de mães solteiras, a maioria dos drogados são filhos de mães solteiras.

Nas escolas os brigões fazem bulling pra chamar atenção das mulheres. Uma mulher prefere casar com um cara violento do que com um nerd.

Enquanto as leis, a opinião pública e a mídia não perceberem que a violência emocional e psicológica é tão pior quanto a violência física continuaremos achando que só os homens cometem violência física. Além disso a prefência de muitas mulheres por homens violentos do que contra homens bonzinhos é outra coisa que aumenta a violência física.

Terça-feira, 20 Setembro, 2011

Tania Nienkotter Rocha disse…

Caro Ninja, eu tenho que te dar um conselho: NUNCA escreva uma linha num blog ou até mesmo em um email para um amigo, sem antes ler e pesquisar. Sem informaçao, escrevemos bobagens e pagamos muito mico. Voce pagou tantos micos nesses teus dois comentarios infelizes, que devo recomendar o meu livro Sexo sem Nexo. Leia – para escreve-lo eu li mais de 800 livros. Leia, pesquise e se informe. E mais uma coisa – com raiva a tua opniaoa perde valor, caso tivesse algum. Um abraço.

Quarta-feira, 21 Setembro, 2011

E o meu, que ela não vai ser mulher de publicar

Depois dessa, vamos pra putaria

Vanessa-Del-morena-cheinha-peituda-230911 - http://www.xlgirls.com/bbw/video/30436/the_awesome_tit_power_of_vanessa_del/?nats=MTIyNzU0MS40LjcuNy4xLjcwMTg0NDAuMC4wLjA>=2

duas-louras-com-homem-230911 - http://gallys.rk.com/mo/154/?id=Knighterrant

Brazilian girl takes a hot load on her face

http://www.keezmovies.com/video/brazilian-girl-takes-a-hot-load-on-her-face-437592

Anal Dipping!

Negra, peituda, negão (só o cara que é feio com força), oral, convencional, anal, gozada na boca

http://www.extremetube.com/video/anal-dipping-

Anal Dipping! brought to you by ExtremeTube.com

Jacó e Raquel, a matrix na Bíblia

Abigail Pereira Aranha

Ah, pra quem não está acostumado com o termo, matrix é o nome que a turma antifeminista dá para a propaganda que endeusa a mulher, que as mulheres têm mais caráter que o homem, têm mais competência que o homem, são românticas, são sensíveis, são vítimas dos homens (não existe homem que presta), etc. Em Gênesis 29: 1 a 30 nós temos a primeira linda história de amor da Bíblia: Jacó e Raquel. Jacó é mandado pelo pai Isaque até Padã-Arã para encontrar uma esposa, porque Isaque não queria que ele se casasse com uma mulher de Canaã, onde eles estavam (Gênesis 28: 1, 2). De acordo com um dicionário bíblico, Padã-Arã era na alta Mesopotâmia entre os rios Eufrates e Habur (ou Khabur). Jacó saiu de Berseba até lá (Gênesis 28: 10). Dá uma olhada nesses dois mapas. O primeiro é de Canaã, só pra você localizar melhor a tal da cidade de Berseba ("Beersheba"), na tribo de Simeão ("Simeon"). O segundo é maior, da região da Assíria, mostrando Padã-Arã ("Padan Aram").

Mapa Bíblico: Canaã após a conquista, divisão entre as tribos. Fonte: http://www.abibliaevoce.com.br/2010/04/mapa-biblico-canaa-apos-conquista.html

Mapa Bíblico - Canaã após a conquista, divisão entre as tribos, http://www.abibliaevoce.com.br/2010/04/mapa-biblico-canaa-apos-conquista.html

Mapa Bíblico: Assíria e terras adjacentes ilustrando o período patriarcal e o Cativeiro. Fonte: http://www.abibliaevoce.com.br/2010/04/mapa-biblico-assiria-e-terras.html

Mapa Bíblico: Assíria e terras adjacentes ilustrando o período patriarcal e o Cativeiro, http://www.abibliaevoce.com.br/2010/04/mapa-biblico-assiria-e-terras.html

Obrigada ao blog A Bíblia e Você, hehehehe. Localizou Berseba no primeiro mapa? O segundo tem escala (em baixo, no meio) em milhas (lembrando, 1 milha é 1,6 km). Olha quanto o homem viaja atrás de uma mocinha que ele nem conhece. A Bíblia não tem uma mulher que fez perto disto por Deus, quanto mais por um homem.

Aí, ele encontra a priminha com quem ele vai se casar. Depois, se encontra com o futuro sogro, o tio Labão. Como o rapaz era filho da irmã dele, Rebeca, não teve aquele interrogatório de quem é você, de onde você é, o que você faz, o que você tem.

Chega a hora de o Labão por o genro pra trabalhar pra ele. E qual o trato? Jacó se ofereceu para trabalhar sete anos e o salário era se casar com a Raquel. E como ele amava a moça, ele esperou os sete anos numa boa. Trabalhando como um condenado, sem férias, naquele tempo horroroso do Oriente Médio (quando não é muito calor é muito frio) e sem trepar. Aí, chegou o grande dia, de receber a esposa. Só que tinha uma coisa:

Gênesis 29: 16: E Labão tinha duas filhas; o nome da mais velha era Lia, e o nome da menor Raquel.

E o Labão entregou ao Jacó a cunhada dele. Ele só foi ver depois. Era noite? A moça estava de véu? Quando Jacó percebeu, foi reclamar.

Gênesis 29: 17: Lia tinha olhos tenros, mas Raquel era de formoso semblante e formosa à vista.

Isso provavelmente quer dizer que a Lia era feia pra cachorro. E aí o que acontece? O sogrão faz outro acordo com Jacó: mais 7 anos de trabalho para se casar com a Raquel. Total: 14 anos de trabalho só pra se casar com uma mulher. Lembre-se de que dificilmente um homem naquela época chegava aos 50 anos.

E a Raquel nessa história toda? Ficou quietinha esperando os 14 anos? Disse um "eu te amo" pro pobre rapaz alguma vez? Ah, mas a mulher não tinha voz naquela época. Mas se lembra da esposa do presidente da África do Sul, Jacob Zuma, que ele largou porque ela tinha caso com o guarda-costas dele? E ele tinha várias esposas. Mas ela tinha jóias, presentes, cartão de crédito sem limite. Esta senhora reclamava, sofria? Você viu na época alguma vadia ou alguma mocréia velha comentando com a outra "que boba, a mordomia que ela perdeu"? Ou "se o Zuma me quiser, eu fico no lugar dela"? Eu ouvi. Isso no século XXI. Imagine naquela época.

E se na época as moças se reunissem em grupinhos, tipo os de hoje com cocotinhas falando só banalidades, e a Raquel comentasse com as amigas "eu tenho um noivo, e ele fez um trato com o meu pai de trabalhar pra ele sete anos pra se casar comigo"? O que as mocinhas iam responder? "Ê, Quel, tá podendo, hein". E se fosse a Lia, e se ela era mesmo uma mocréia, e dissesse numa rodinha de amigas que ia trabalhar sete anos pra uma família de um rapaz pra se casar com ele?

Sabe por que as mulheres eram dadas aos homens em casamento, igual se dá um boi, e elas não reclamavam? Sabe por que as mulheres eram submissas? Por que a vida era dura naquela época, e o casamento aliviava a vida da mulher. Não era fácil conseguir camisinha naquela época e não existia exame de DNA, então uma mulher não podia nem deixar suspeita de que estava piranhando porque se ela engravidasse e o marido desconfiasse que o filho não é dele, ela perdia o macho provedor. Ah, e quem era polígamo naquela época, ou é hoje onde existe poligamia? Não pode ser o cara duro que mal dá conta dele mesmo. É o homem que pode sustentar duas ou mais mulheres.

Ah, e olha só, pra terminar, o que foi a vida do Jacó pra "pegar" só duas mulheres (na verdade três, porque a Zilpa, que era serva da Lia entrou nessa também) em 14 anos:

Estes vinte anos eu estive contigo; as tuas ovelhas e as tuas cabras nunca abortaram, e não comi os carneiros do teu rebanho. Não te trouxe eu o despedaçado; eu o pagava; o furtado de dia e o furtado de noite da minha mão o requerias. Estava eu assim: De dia me consumia o calor, e de noite a geada; e o meu sono fugiu dos meus olhos. Tenho estado agora vinte anos na tua casa; catorze anos te servi por tuas duas filhas, e seis anos por teu rebanho; mas o meu salário tens mudado dez vezes. Se o Deus de meu pai, o Deus de Abraão e o temor de Isaque não fora comigo, por certo me despedirias agora vazio. (Gênesis 31: 38 a 42)

Ou seja, a opressão sempre foi da mulher sobre o homem, e não o contrário, só que até pouco tempo a vida era muito dura pra uma mulher viver sem um homem. Não era recato, que algumas bestas chamam de decência ou moral, era pura conveniência.


negra-peituda-com-branco-230911 - http://www.lesgalls.com/scorehd/572kjr/


morena-gordinha-peituda-raspada-230911 - http://www.lesgalls.com/scorehd/496iaj/


Chubby Clipz

Hardcore BBW Sex

Mulata, gordinha, cheinha

http://www.xvideos.com/video302777/hardcore_bbw_sex

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

A popularização da desigualdade

Em fevereiro deste ano, em Belo Horizonte havia menos de um mês, peguei um ônibus da linha 3050 (Estação Diamante - Hospitais) cerca de 17:30 no ponto do BH Shopping. Alguns ônibus passaram lotados sem parar. Este estava lotado, fiquei na escada da porta de entrada por toda a viagem (quase desisti de entrar no ônibus). O destaque desta viagem foi de gritos pedindo que alguém cedesse assento a uma passageira grávida. Se seria desconfortável para ela viajar em pé, estava sendo para mim e para outros que também estavam em pé. Estávamos todos no mesmo ônibus. Aí veio a inspiração para escrever este texto.

Imagine este caso. Uma mulher era "chifrada" e humilhada pelo marido. Amantes do marido ligavam para a casa na madrugada e ela, certa vez, foi ridicularizada por uma das amantes com um teste de fertilidade. Eles se separaram, ela sentenciada a ficar a pelo menos 300 metros de distância, mas o marido abrisse um ponto comercial ao lado da casa dela. Finalmente, quando ele estava no seu ponto e depois de ele dizer que ela não era mulher de fazer algo contra ele, ela o matou a tiro. Ela foi condenada a 15 anos de cadeia.

Diz-se que o governo Fernando Henrique Cardoso era um governo neoliberal para os ricos. Bem, a Bolsa Família e a facilitação da entrada dos pobres na universidade pública começaram neste mesmo governo. Sem o Plano Real, o PT não governaria o país. Larry Rohter disse que "a sorte de Lula foi ter tido um excelente antecessor". Bem, eu não seria tão generosa. Mas ainda que os lulo-petistas estivessem certos, e em boa parte estão, voltar às condições do governo FHC poderia ser um avanço: o Brasil estava dividido entre ricos e não-ricos (os "meio ricos" estavam empobrecendo).

Hoje, tirados os afrodescendentes, os índios, as mulheres, os homossexuais, os deficientes físicos, os funcionários públicos, os menores e os idosos, todos são iguais perante a lei. Até os políticos já perderam a sua "impunidade parlamentar".

A violência no Brasil quase acabou. O que temos agora é a violência contra afrodescendentes, a violência contra homossexuais, a violência contra a mulher, a violência contra nordestinos. Mas por que em uma briga entre um homem e uma mulher o soco dele nela é mais ilegal e mais digno de nota que o chute dela nele naquele lugar? E se um universitário branco, voltando para a residência à noite, fosse espancado por um bando de afrodescendentes de cabeça raspada, seria apenas uma surra? Se Dorothy Stang fosse uma paraense que defendia direitos dos pobres em São Paulo e fosse assassinada no centro da cidade, depois de pedir e não conseguir proteção da Polícia, seria mais hediondo o seu assassinato? Para onde está indo a violência pura, a simples maldade feita por um ser humano contra o semelhante?

Um artigo de um jornal, não me lembro de onde, falava da pouca freqüência de ônibus adequados... para os deficientes. Não é sempre que passo pelo desconforto que contei acima quando pego um ônibus, mas já viajei em pé várias vezes em Belo Horizonte. Ou seja, em bom número de vezes fico fora dos 80% dos passageiros que viajam sentados, dado citado por um funcionário da BHTRANS em 2008. E ao contrário das categorias retromencionadas, eu pago R$ 2,45 por isso.

E por falar em transporte público e em mulher, estava ontem acessando o grupo "Transporte Urbano", no LinkedIn e descobri que o sistema de trens do Rio de Janeiro tem vagões exclusivos para mulheres. Vejo aqui três problemas: I) se o assédio sexual é tão grave para tanto, porque não melhorar a oferta no transporte coletivo? Se o veículo superlotado é uma oportunidade para uma "encoxada", por que não acabar com ela (a superlotação), e beneficiar a população como um todo? II) propor um vagão exclusivo para brancos, para evitar que os usuários brancos bem vestidos fossem roubados pelos negros das favelas, levaria ao linchamento, físico e/ou eleitoral, do político que tal coisa propusesse. III) ofender os homens é fácil e belo. A Supervia devia aproveitar e estampar a frase da feminista Marilyn French: "Todos os homens são estupradores e é tudo o que eles são". E sem medo: fora a metade feminina do nosso país machista e ginófobo, os homens alguns não se importariam com a frase, outros não comentariam por medo da esposa e alguns, os mais admiradores e respeitadores do sexo oposto, até mesmo concordariam com ela.

Faltava falar dos funcionários públicos. Se o serviço público ainda é associado a incompetência, clientelismo e mau atendimento, por que não se faz mobilizações pedindo a melhora do capital humano, melhor estrutura, melhores recursos (não mais dinheiro, mas mais daquilo que ele deveria comprar), honestidade e sabedoria nos gastos, e coisas do tipo? Uma explicação pode estar no artigo "Empregos secretos" de J. R. Guzzo, Veja de 24 de junho de 2009: em 2007 o Brasil passou dos dez milhões de funcionários públicos - municipais, estaduais e federais. Além disto, sindicalistas que bradavam contra Fernando Henrique Cardoso em seu governo conseguiram se dar bem na política ou no serviço público no governo PT. Se o serviço público é, fora poucos lugares e pessoas nobres, um meio onde profissionais da mediocridade pra baixo se fixam e se aproveitam como podem do patrimônio público, do dinheiro dos impostos e da hierarquia que conseguem, temos aí um crime cujos autores são cerca de 5% da população, ou um indivíduo para cada 4 domicílios. Enquanto isso, de acordo com a matéria "Justiça do Trabalho tem elevado congestionamento" da Tribuna da Imprensa, a Justiça do Trabalho tinha na época (outubro de 2010) 14,5 milhões de ações para cerca de 16.000 juízes e 310.000 servidores (http://www.tribunadaimprensa.com.br/?p=12415).

Os excluídos podem se manifestar em vias públicas contra a exclusão. Há até mesmo o "Grito dos Excluídos". Um evento que lembrasse a contribuição positiva da raça branca para a humanidade seria neonazista. Um evento em via pública que lembrasse a influência positiva dos homens, como o carnaval de Nova Lima com o tema "Todas as mulheres do mundo", em que daria? Um cartaz escrito "Quer uma vaga? Passe no vestibular" eu só pude ver no blog Casa do Branquito (http://casadobranquito.wordpress.com/2009/08/03/cotas-o-cliche-que-nao-poderia-faltar).

Os excluídos têm, até mesmo, representatividade oficial. O país machista metade feminino tem a Delegacia da Mulher. O país racista metade negro tem a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. Se tivesse, em vez disso, a Delegacia do Homem ou a Secretaria de Políticas de Promoção da Raça Branca, haveria uma guerra civil.

Digo sem medo de errar que podemos aprender observando com inteligência o Brasil de hoje um princípio que valeu por toda a História: o cidadão comum pode aceitar uma vida desumana e uma ditadura do abuso e da insanidade, desde que acredite que ganha algo com isso. Desde um marido que dispense a mulher do trabalho pesado para a própria subsistência até um paraíso que é o contrário da sua vida horrível. No nosso caso:

  1. o Brasil foi o maior comprador de celular do mundo em 2010.
  2. o Brasil foi o maior comprador de TV HD do mundo em 2010.
  3. o Brasil foi o maior comprador de notebooks do mundo em 2010.
  4. o Brasil foi o maior comprador de câmeras digitais do mundo em 2010.

Devemos notar que o país afunda. Corrupção, incompetência na administração pública, miséria, desemprego e outros problemas pré-Lula continuam, talvez até piores que antes. Mas o povo está quieto. Em parte por causa da exaltação da mediocridade e do oportunismo. E em parte porque se delicia com celulares chineses com rádio e TV, empréstimos descontados em folha para aposentados, faculdades baratas (infame duplo sentido), lei Vadia da Penha e coisas do tipo. Hoje, todos são iguais porque todos são mais iguais que os outros.

Ah, o ignóbil caso citado no segundo parágrafo é real. A mulher é Maria Islaine de Moraes, o homem é Fábio Willian da Silva Soares e o caso aconteceu em Belo Horizonte. Mas atenção: os gêneros foram trocados.

Abigail Pereira Aranha

Resistência à Mediocridade 01

Finalmente está pronto o Resistência à Mediocridade, nº 01, 30 de agosto de 2011. Ele inclui os textos:

A vítima era filha da puta mas era mulher: “pena de 15 anos para assassinato bárbaro”

Mãe é sempre amorosa, perfeita?

O feminazismo chegou à Justiça – parte 1: Bruno e Fábio Willian mataram vadias e foram presos, Severina matou o pai e foi absolvida

O feminazismo chegou à Justiça – parte 2: CONAR retira propagandas “impróprias” a mando de mocréias feministas, mas permite outra que ofende os homens

E as fotinhas mais leves:

Homens pelados - 29/08/11

Mulher pelada - 29/08/11

E os textos da seção Mudando de Assunto estão aqui.

Baixe aqui o Resistência à Mediocridade nº 01. 16 páginas A5, que é metade do A4, você pode imprimir duas páginas por folha em A4: nas frentes 16, 01, 14, 03, 12, 05, 10, 07, nos versos (na mesma ordem) 02, 15, 04, 13, 06, 11, 08, 09.

Baixe aqui o Resistência à Mediocridade para Mulheres de Verdade nº 01.

Baixe aqui o Resistência à Mediocridade para Homens que Prestam nº 01.

Beijos. Viva a vida, o caráter, o ateísmo, a anarquia e a putaria.

Abigail Pereira Aranha

Elas - Luiz Carlos Prates

Ouvi uma boa. Veio de um psicanalista. Uma mulher contou a ele que só não se separava do marido, que não valia nada, pelo medo de ficar sozinha. O psicanalista disse a ela que ela já estava sozinha. Que beleza. Vale para multidões de mulheres...

http://wp.clicrbs.com.br/luizcarlosprates/2010/12/06/elas-23/?topo=67,2,18,,,67 (acesso em 12 de janeiro, pena que a página saiu do ar)

As dez invenções brasileiras

Yahoo! Notícias, http://br.noticias.yahoo.com/fotos/as-dez-inven%C3%A7%C3%B5es-brasileiras-1314379537-slideshow/

AVIÃO, SANTOS DUMONT – 1906: Em 2006, no centenário dos primeiros voos com o 14 Bis, Santos Dumont recebeu homenagens no Brasil e na Europa pelo invento revolucionário. E é claro que para nós está mais do que confirmado que Dumont é o ‘pai da aviação’. Mas, por causa dos americanos, a paternidade do avião ainda é polêmica. Para eles, os criadores do invento são os irmãos Orville e Willbur Wright, que em 1903 voaram com o Flyer I. No entanto, os Wright fizeram seu avião voar com a ajuda de uma catapulta, enquanto Dumont foi o pioneiro da decolagem ‘autônoma’, impulsionado por um motor a combustão.

COPO AMERICANO, NADIR FIGUEIREDO – 1947: O típico copo de botequim, inventado pelo designer e fundador da empresa que leva seu nome, é comercializado hoje em cinco versões: dose, multiuso, long drink 300 ml, long drink 450 ml, e rocks. Em 1999, o multiuso foi, inclusive, eleito ‘O Melhor Copo para Cerveja’. Mas o ícone não é reconhecido só aqui; desde 2010, o MoMa, em Nova York, passou a vendê-lo como produto típico do Brasil.

ESCORREDOR DE ARROZ, THEREZINHA BEATRIZ DE ANDRADE - 1959: Muitas vezes a gente pensa que coisas corriqueiras surgiram há muito, muito tempo. Este, no entanto, não é o caso desta bacia conjugada a uma peneira. Presente em quase todos os lares, a criação 100% brasileira é da cirurgiã-dentista e dona de casa Therezinha Beatriz de Andrade que, posteriormente, vendeu os direitos da peça para um fabricante de brinquedos nacional.

IDENTIFICADOR DE CHAMADAS (BINA), NÉLIO NICOLAI - 1982 O mineiro Nélio Nicolai foi o inventor da tecnologia capaz de identificar o número telefônico de quem faz ligações. Ele tem a patente da criação, batizada de Bina – sigla que significa ‘B Identifica Número de A’.

URNA ELETRÔNICA, CARLOS PRUDÊNCIO, 1989: O primeiro terminal de votação por computador foi instalado em Brusque, Santa Catarina, em caráter experimental nas eleições de 1989. Carlos Prudêncio era juiz eleitoral no estado na época e com a ajuda do irmão, empresário da área de informática, Prudêncio fez um programa de computador. A primeira eleição totalmente informatizada no Brasil ocorreu em 12 de fevereiro de 1995, em Xaxim, também em Santa Catarina, para os cargos de prefeito e vice-prefeito.

ORELHÃO, CHU MING SILVEIRA, 1970: Nascida em Shangai e naturalizada brasileira, a arquiteta Chu Ming Silveira desenvolveu o mais popular dos mobiliários urbanos de todos os tempos sem cobrar nada por ele e ofereceu-o à Companhia Telefônica Brasileira (CTB), que o aceitou e implantou, dois anos depois, nas ruas de São Paulo e do Rio. Inspirado no ovo, como a própria designer afirmou, na época, o modelo (e outras versões assinadas pela arquiteta) também ganharam outros nomes: Chu-1, Chu-2, Tulipa e Capacete de Astronauta. Hoje, a patente do equipamento urbano é de domínio público.

FUTEVÔLEI, OTÁVIO MORAES – 1965: O arquiteto e esportista Otávio Moraes procurava uma solução para fugir da proibição policial de bater bola, pelada ou linha de passe na praia, e, assim, resolveu jogar em uma quadra de vôlei, com rede e campo delimitado, o que era permitido. Alguns amigos acompanharam o Tatá, como era chamado, nesse modelo de jogo e logo apareceram as primeiras regras do novo esporte. Uma delas dizia que para dar o saque o jogador deveria pegar a bola com a mão e chutá-la para o campo adversário. Desde então, esse esporte ganhou as praias do país, além de adeptos no mundo todo e campeonatos oficiais.

O LACRE DE SEGURANÇA DE PLÁSTICO, EDUARDO LIMA – 1967: Uma ideia simples que revolucionou os sistemas de segurança em todo o mundo. O lacre de plástico, que uma vez fechado só pode ser aberto se violado, além de muito usual, também apresenta grande vantagem ao meio ambiente. A peça de Lima, por ser feita de plástico, pode ser reciclada, ao contrário dos lacres de chumbo, comercializados até então.

PAINEL ELETRÔNICO, CARLOS EDUARDO LAMBOGLIA – 1996: Sabe aquelas placas luminosas usadas nos jogos de futebol durante as substituições? Pois ela foi desenvolvida aqui mesmo, mais especificamente no Nordeste do país, no Ceará. No ano seguinte ao invento, Lamboglia tratou de patentear o painel e na Copa do Mundo de 1998 já passou a ser usado em todas as partidas.

TOCA-FITAS PORTÁTIL, ANDREAS PAVEL - 1972: Pouca gente imagina que um dos aparelhos eletrônicos mais vendidos da história foi uma invenção tupiniquim. Pavel, um filósofo que adorava Janis Joplin e Orlando Silva, idealizou o toca-fitas portátil entre uma festa e outra com amigos como o jornalista Vladimir Herzog e o poeta Augusto de Campos. Após 27 anos tentando provar a invenção, o filósofo conseguiu assinar um acordo milionário com a Sony e ganhou uma patente nos EUA sobre todos os eletrônicos que teriam sido inspirados em sua invenção.

Filhos da prostituta...

circula pela internet

O sujeito se chama Marc Faber, e é norte-americano

- Ele é Analista de Investimentos e empresário.

Em junho de 2008, quando o Governo Bush estudava lançar um projeto de ajuda à economia americana, Marc Faber encerrava seu boletim mensal com um comentário bem-humorado:

"O Governo Federal está concedendo a cada um de nós uma bolsa de U$ 600,00.

Se gastarmos esse dinheiro no supermercado Walt-Mart, esse dinheiro vai para a China.

Se gastarmos com gasolina, vai para os árabes.

Se comprarmos um computador, vai para a Índia.

Se comprarmos frutas e vegetais, irá para o México, Honduras e Guatemala.

Se comprarmos um bom carro, irá para a Alemanha ou Japão.

Se comprarmos bugigangas, irá para Taiwan....

E nenhum centavo desse dinheiro ajudará a economia americana.

O único meio de manter esse dinheiro na América é gastá-lo com prostitutas e cerveja, considerando que são os únicos bens ainda produzidos por aqui.

Estou fazendo a minha parte..."

- Resposta de um brasileiro igualmente bem humorado:

"Realmente a situação dos americanos parece cada vez pior." Lamento informar que, depois desse seu e-mail, a Budweiser foi comprada pela brasileira AmBev... portanto, restaram apenas as prostitutas.

Porém, se elas (as prostitutas) repassarem parte da verba para seus filhos, o dinheiro virá para Brasília, onde existe a maior concentração de filhos da puta do mundo.

Página no Facebook