terça-feira, 2 de março de 2010

Abaixo o Dia Internacional da Mulher (por uma mulher)

Eu sou mulher, mas não sou hipócrita, por isso o Dia Internacional da Mulher me aborrece. Pra começo de conversa, o Dia Internacional da Mulher começou como Dia Internacional da Mulher Operária. Agora é um dia pra inflar o ego de qualquer mulher só pelo que ela tem no meio das pernas.

No Dia Internacional da Mulher some a piriguete irresponsável que engravidou e jogou o filho nas costas da avó e entra a mãe dedicada. Some a profissional medíocre que conseguiu o emprego só por ser mulher e entra a mulher que está conseguindo espaço. Some a piranha que subiu na vida abrindo as pernas e entra a mulher de sucesso.

No Dia Internacional da Mulher também some a mulher que inferniza a vida do marido e só aparece a mulher que apanha do cafajeste que ela mesma procurou pra vida dela. É só assim que o homem aparece neste dia, como o monstro que bate na esposa, como o estuprador, como a sub-raça que tem que sair dos melhores postos que não lhes pertencem pra mulher assumir.

No Dia Internacional da Mulher, tem gente alimentando a farsa da sociedade que sempre foi dominada pelos homens. Machismo existe, mas ele serve muito mais as mulheres do que aos homens. A sociedade dominada pelos homens nunca existiu, muito menos agora. O machismo é que diz que o homem deve ser o provedor da casa (aí pra mulher é só esperar o melhor provedor e ficar em casa fazendo serviço bem melhor que o do marido). O machismo é que discrimina a prostituta (as senhoras casadas feias, velhas e cheias de pelancas agradecem). O machismo é que reprime o sexo (que os homens procuram desde uns 14 anos de idade, mas que as mulheres não gostam e usam pra conseguir casamento).

Ai de quem falar que as mulheres em geral gostam de canalhas, que muitas mulheres não se preocupam em desenvolver o caráter, que muitas mulheres são sórdidas, que as revistas que as mulheres compram nas bancas falam mais contra a inteligência e a visão de mundo delas do que qualquer porco machista, que as mulheres em geral são reprimidas sexualmente porque preferem fazer do próprio corpo um produto (e ainda falam mal das prostitutas). A nossa sociedade é tão dominada pelos homens que qualquer pessoa que não coloque as mulheres num pedestal é misógino, como a senhorita que escreve essas linhas. Enquanto isso, misandria nem está no dicionário.

No mais, te indico ler (ou continuar lendo) os meus blogs A Vez dos Homens que Prestam (http://avezdoshomens.blogspot.com) e A Vez das Mulheres (http://avezdasmulheres.wordpress.com). Você pode ver coisas sobre as mulheres e o feminazismo que você não sabe, ou sabe mas não viu alguém com coragem pra falar, muito menos uma mulher.

Abaixo o Dia Internacional da Mulher. Dia 15 de julho é o Dia Internacional do Homem. Você vai lembrar?

Abigail Pereira Aranha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook