sexta-feira, 30 de novembro de 2012

A Sociedade dos Garotos - parte 2: Os homens não agradam as mulheres por sexo (antes fosse)

Introdução

O que explica homens amáveis, éticos, inteligentes, esforçados serem tratados como seres humanos de classe inferior por quase todas as mulheres que conhecem? E o pior: por que eles permitem isto, ou até mesmo buscam isto?

Um homem pode pensar, por exemplo, que sem as mulheres o dinheiro perderia o sentido, que foi o que Aristóteles Onassis disse uma vez. Um homem pode fingir ser gay só para ter mais amigas e, com sorte, transar com pelo menos uma delas. Um homem pode pagar para ir a lugares mal conservados e mal frequentados só pela possibilidade de sair de lá com qualquer vadia horrorosa que foi a 10ª tentativa dele na “diversão”. E os antifeministas aqui no Brasil já sentiram e denunciaram que homens colunistas da imprensa ou blogueiros muito lidos podem fazer ataques pessoais contra os homens que denunciam os males do feminismo ou as canalhices das mulheres em geral (como eles) apenas para agradar as meninas que os leem. Antigamente, os homens que se interessavam por uma mulher se permitiam a bisbilhotagem da família inteira apenas para se casar com ela, o que em princípio significaria não só fazer sexo apenas com ela como quase não ter um relacionamento mais próximo com outra mulher. Mas o pior não é isto.

Quase todos os homens são capazes de se anular ou de prejudicar a si mesmos ou a outras pessoas só para tentar agradar alguma mulher por nada em troca.

Tem homem pior que escravo de buceta? Tem

Vamos ter que dar esta notícia triste para quem acha que o escravo de buceta é o pior nível de homem. O escravo de buceta, mesmo que faça insanidades por uma mulher, gaste dinheiro com livros ou cursos sobre sedução, faça um curso universitário só para sair de boate de carro de luxo com qualquer maria-gasolina do lado ou até finja que é gay só para conquistar uma mulher, pelo menos tem um objetivo. Um objetivo pobre, mas um objetivo que é uma referência. Mesmo que esse sub-homem possa se casar com qualquer mulher medíocre (no corpo, no desempenho sexual e na atitude) e se achar premiado por Deus por isto, ele ainda pode se dar conta de que em 5 ou 10 anos da sua vida fez coisas lamentáveis por uma mulher em particular, por várias mulheres ou só para ter uma mulher e não conseguiu nada que valesse aquilo tudo, ou até mesmo perdeu muito por isso. Só lembrando que o cafajeste, como alguém já destacou, também é um escravo de buceta, mas é como o viciado que tem droga à vontade. Mas há três tipos de homem abaixo disto em termos de dignidade: o amigay, o mangina e o capacho. Nenhum deles têm objetivo sexual. Não que o sexo seja o melhor que o homem pode ganhar da mulher, ou que o homem que não queira sexo de uma mulher não possa querer mais nada. Vou explicar melhor qual o problema.

O amigay é como o cara que tenta ficar amigo de uma mulher para transar ou namorar com ela, só que pior. Para ele comentar numa conversa com um amigo mais próximo que a amiguinha é gostosa ou que está quase levando ela pra cama, ele ainda tem que melhorar. Talvez ache a amiga bonita ou sexy, mas prefere preservar a amizade a tentar alguma coisa. Ele se contém em qualquer palavra ou gesto que sua amiguinha possa entender algo que a desagrade, principalmente as que pareçam ter referência sexual. Ele atende a sua amiguinha nas suas manias mais estúpidas e nos seus desejos mais delirantes de bajulação. Ele dá muito mais do que recebe, mas se contenta com pouquíssima coisa, como um elogio superficial ou uma sensação de ser útil.

Mangina, para quem não conhece o termo, é a junção de man com vagina, é o homem que exalta e supervaloriza a mulher apenas por ser mulher. O mangina pode ser de dois tipos: o feminista e o machista. O mangina feminista é como uma mulher lesbonazista num corpo de homem. Publica no Facebook ou no e-mail campanhas contra a violência contra a mulher (a violência onde o que importa é o sexo de quem se diz vítima) ou chamando para marchas contra o machismo nos meios de comunicação ou na publicidade, mas não sabe que existe o Dia Internacional do Homem, nem por que ele é importante. Ele não tem a identidade própria ou a libido de estar em uma passeata feminista pensando em pegar mulher. Ele sequer tem o desejo sexual que alguns amigays têm por suas amigas. Como qualquer feminista, não sabe a diferença entre admirar uma mulher sexualmente e fantasiar uma agressão sexual.

O mangina machista é o machista arcaico. Os homens conservadores de até o meio do século XX já afugentaram vários caras legais pobres que queriam se casar com as suas filhas ou irmãs, ou apenas ter uma amizade (ou até meter também, qual o problema?). Se essas mulheres gostavam de caras assim, por que não se encontravam com eles às escondidas? Os homens obrigavam o namorado da filha ou da irmã a se casar com ela porque ela engravidou ou simplesmente deixou de ser virgem. Quantas moças disseram “deixa pra lá”, “comi mamão verde” ou “ele come semente de mamão” (pois é, pessoal, no Império Grego e no Império Romano também existiam anticoncepcionais e abortivos)? O machismo antigo sempre era agradável ou útil para as mulheres, ou pelo menos fazia mais bem do que mal para elas quase sempre. Um homem preferia condenar a prostituição de dia e procurá-la à noite a deixar alguém pensar que não era contrário a ela. Mas os homens não dominavam o mundo? Estavam fingindo pra quem, raios? Coisas que podiam ser entendidas como sexuais ou rudes eram reprimidas pelos homens para não desagradar as mulheres, lembra-se?

O capacho é o homem que suporta uma vida desagradável sem grandes expectativas, com as mulheres ou com a vida. É o trabalhador mal pago em um local de trabalho odioso cercado de pessoas insuportáveis, em geral casado com uma mulher barriguda antipática e arrogante. Se ele tem um projeto de vida, é preservar aquele emprego que o aborrece, conviver com o mínimo de aborrecimentos possível com a esposa horrorosa e criar os filhos para que tenham sucesso suficiente para sustentá-lo quando ele for velho, tudo isso enquanto finge ter mais qualidade de vida e força do que tem realmente. Pode ser mais sortudo e ter um nível econômico e profissional bem melhor, mas se tem alguma expectativa melhor que o empregado mal pago citado anteriormente, é a de poder manter a estrutura que o permite fingir ser melhor e mais digno de inveja que o outro. Um mangina ainda tem a felicidade com o bem de uma mulher em particular ou das mulheres em geral, mesmo que ele perca mais do que ganha. Um capacho tem uma boa sensação que lembra isto quando recebe um elogio superficial da chefe lésbica velha e deformada no trabalho ou quando percebe ou se lembra de que alguns fracassados, às vezes milhares ou milhões deles, pensam que ele é mais bem-sucedido que eles. Até um amigay ou um mangina pode provocar inveja nele.

Esses três tipos de homem podem se arrebentar ou serem destruídos por uma ou mais mulheres ou pelo universo feminino em geral sem perceber que alguma coisa não devia ser daquele jeito.

O homem se constrói, mas o menino é o alicerce

E de onde vem o amigay, o mangina ou o capacho? Ele pode se consolidar nas ruas, pela idiotização dos meios de comunicação de massa, nos movimentos sociais feministas-homossexualistas, mas ele começa em casa. Não é por acaso que o capacho sempre foi o tipo mais comum de homem. Na parte 3 vou falar mais disso.

Quase qualquer família, ou mesmo mãe solteira, pode ensinar um rapaz a trabalhar, a resistir ao sofrimento, a conseguir alimento ou a fazer algo para chegar a algum lugar na vida. Mas quase nunca um homem consegue dentro da família desenvolver alguma autoestima ou aprender a se relacionar com as mulheres de forma produtiva. Vamos observar que quando um homem diz que se tornou o que é como pessoa pelo que recebeu da família, quase sempre está mentindo, se esquecendo de amigos importantes fora da família, ou é só burguês de moral glória-a-Deus-e-à-pica-mole. Quando o homem aprende dos pais sobre castidade e domínio próprio, é para “se guardar” até o casamento, limitar a vida sexual ao casamento ou não ser destruído por sexo fora ou antes do casamento. Mas não para que ele mesmo possa usufruir melhor da sexualidade e da vida em geral. E o homem pode aproveitar bem a vida, inclusive sexualmente, sem essa picuinha de uma mulher só para toda a vida, eu sou testemunha, hehehehe.

Vamos nos lembrar que a primeira mulher na vida de um homem é a mãe. Quando o rapaz chega à adolescência e começa a se interessar pelas meninas, ele tem uma história com as mulheres que é basicamente com a mãe, as irmãs, algumas mulheres da família e algumas poucas amigas de infância. Ele vai mudar a visão das mulheres na puberdade, sim, mas essa mudança vai ser em cima da imagem velha. O adolescente vai misturar o homem com o filho, e vai passar a adolescência entre rapazes que é quase certo que estarão tão mal orientados quanto ele. Então, é de se esperar que um homem que tinha u’a mãe horrível, por exemplo, tenha uma atitude de medo ou raiva com as mulheres em geral. Vai ser o marido frouxo ou o cafajeste, ou mesmo o maníaco sexual.

As mulheres que os homens mais valorizam são as mulheres menos atraentes

Você deve conhecer uma mulher feia e antipática, ou no máximo com um pouco de educação, que todos os homens ou evitam o máximo possível mas tentam não desagradar ou tratam com respeito. Bom, gente, mulher ainda é um ser humano fisicamente mais fraco e atraente ao ser humano do sexo masculino. Portanto, se você homem tem medo de uma mulher, tem medo de mostrar que considera ela atraente ou acha ela repulsiva mas tenta conviver com ela, você não está vendo esta mulher como mulher.

Entendeu agora? Rapaz, uma mulher você olha, admira a bunda, admira os seios, admira os traços delicados, admira a voz mais suave, quer abraçar, quer beijar, quer… Oh, visão machista que a sociedade tem das mulheres. Gente, mulher não é só pra isso, claro, mas mulher feminina também tem tudo isso, né? Então, se você conhece alguém com nome de mulher que você não olha, corpo quadrado, você odeia quando ela vai falar com você, você odeia quando você tem que falar com ela, e metade dos cuecas que você conhece são mais femininos que ela, o que ela tem de mulher? E por que você aguenta ela (além de talvez por ser obrigado)?

Você homem se lembra de quando falam em respeitar a sua namorada como se fosse sua irmã ou uma mulher mais velha como se fosse sua mãe? Em primeiro lugar, o que tem a ver respeito com pau mole? E você já tentou e viu como isso tira a excitação? É porque irmã ou mãe não é mulher, é uma entidade à parte. A mãe é a pessoa que deu a primeira aula de educação sexual para o rapaz: que a vida sexual morna do papai e da mamãe é uma coisa que não pode ser comentada. A irmã muitas vezes é melhor tratada pela mãe que os filhos homens. E toda a infância, onde não só as ideias como inclusive o cérebro do rapaz estão sendo formados, ele em geral vai ter como referência de mulher fêmeas medíocres e antipáticas. Mulheres que mesmo erradas estão certas, mesmo com mau caráter vencem, mesmo loucas têm razão, mesmo que façam dores dispensáveis fizeram o melhor. Qualquer coisa melhor que isso é pura sorte. Depois da puberdade, um homem pode até fazer loucuras pela primeira mulher com traços femininos que encontrar, e que vai pensar depois como pode fazer aquilo, mas nem a excitação sexual vai levá-lo a se destruir como indivíduo. E se destruir como indivíduo, ser um zumbi que faz coisas que não gosta para ter ou conservar um emprego de que gosta ainda menos convivendo dentro e fora do trabalho com pessoas desagradáveis, é o que os homens mais fazem. Por medo, por baixa autoestima ou por costume, esse homem vai suportar o que sabe que não devia de mulheres que não o agradam apenas para evitar aborrecimentos.

E é um orgulho para ele rejeitar a remota oportunidade de sexo com qualquer mulher que não se pareça um homem mal falsificado e superar a lascívia. É a vitória sobre o último aspecto em que conseguia enxergar uma mulher como uma mulher e como um ser humano como ele. E isso, claro, depois do casamento em que há não muito tempo atrás ele nem mesmo escolheria a própria esposa.

Se uma mulher te causa medo, sentimento de obrigação ou sentimento de convivência forçada, você pode estar olhando para ela e enxergando a sua mãe ou a sua irmã.

Abigail Pereira Aranha

Questo testo in italiano senza foti e filmati di sesso, in Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: La Società degli Ragazzini - parte 2: gli uomini non piacciono le donne per il sesso (magari se era così), http://avezdoshomens2.blog.com/2014/05/10/la-societa-degli-ragazzini-parte-2
Questo testo in italiano con foti e filmati di sesso, in Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible: La Società degli Ragazzini - parte 2: gli uomini non piacciono le donne per il sesso (magari se era così), http://avezdoshomens2.blogspot.com/2014/05/la-societa-degli-ragazzini-parte-2-gli.html
Eso texto en español (sin fotos e peliculas de putaría, en lo Concrete Paradise): La Sociedad de los Chiquitos - Parte 2: Los hombres no agradan a las mujeres para el sexo (ojalá si era así), http://avezdoshomens2.blog.com/2012/11/30/la-sociedad-de-los-chiquitos-parte-2
Eso texto en español (con fotos e peliculas de putaría, en lo Paraíso Tangible): La Sociedad de los Chiquitos - Parte 2: Los hombres no agradan a las mujeres para el sexo (ojalá si era así), http://avezdoshomens2.blogspot.com.br/2012/11/la-sociedad-de-los-chiquitos-parte-2.html
This text in English (without sex pics and movies, at Concrete Paradise): The Little Boys Society - Part 2: men do not please women for sex (wish if it was so), http://avezdoshomens2.blog.com/2012/11/30/the-little-boys-society-part-2
This text in English (with sex pics and movies, at Paraíso Tangible): The Little Boys Society - Part 2: men do not please women for sex (wish if it was so), http://avezdoshomens2.blogspot.com.br/2012/11/the-little-boys-society-part-2-men-do.html
Texto original em português (sem fotos e vídeos de putaria, no A Vez das Mulheres de Verdade): A Sociedade dos Garotos - parte 2: Os homens não agradam as mulheres por sexo (antes fosse), http://avezdasmulheres.blog.com/2012/11/30/a-sociedade-dos-garotos-parte-2
Texto original em português (com fotos e vídeos de putaria: A Sociedade dos Garotos - parte 2: Os homens não agradam as mulheres por sexo (antes fosse), no A Vez dos Homens que Prestam em http://avezdoshomens.blogspot.com.br/2012/11/a-sociedade-dos-garotos-parte-2-os.html
La serie La Società degli Ragazzini senza fotos e filmati di dissolutezza
La serie La Società degli Ragazzini con fotos e filmati di dissolutezza
La serie La Sociedad de los Chiquitos sin fotos e peliculas de putaría
La serie La Sociedad de los Chiquitos con fotos e peliculas de putaría
The series The Little Boys Society without sex pics and movies
The series The Little Boys Society with sex pics and movies
A série A Sociedade dos Garotos sem fotos e vídeos de putaria
A série A Sociedade dos Garotos com fotos e vídeos de putaria no A Vez dos Homens que Prestam

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Sex, lust, bitchness, naked woman, pornography seccion

Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia

velhota-na-academia-301112: veja mais / vea más / see more / vedi più

granny-misty-law-301112: veja mais / vea más / see more / vedi più

Susanne The Cleaner Takes A Big Messy Facial

(Susanne a Faxineira leva uma bela esporrada no rosto / Susanne la Pulitora prende una grande confusionaria facial / Susanne la Limpiadora lleva una buena corrida facial)

Você já teve fantasia de transar com a faxineira mais ou menos apresentável que você conhece?

Tu avete avuto la fantasia di sesso con la pulitora più o meno gradevole che tu conosci?

¿Alguna vez has tenido la fantasía de tener sexo con la limpiadora más o menos agradable que conoces?

Have you ever had the fantasy of sex with the cleaner more or less personable you know?

Alexandra Ross - German mom gangbanged

(Alexandra Ross - coroa alemã faz gangbang / Alexandra Ross - madura alemana hace gangbang)

Busty MILF knows what pleases a cock

(Coroa gostosa peituda sabe o que agrada uma rola / Matura sexy di grandi tette sa ciò che piace un cazzo / Madura sexy tetona sabe lo que gusta una polla)

Stepmommy...F70

(Madrastinha F70 / Matrignita F70 / Madrastrita F70)

Deep Web, uma rede 500 vezes maior que a internet convencional, que não aparece nas páginas de busca, que só serve pra diversão de psicopatas? Tá bom!

Conheça o buraco negro da internet – A Deep Web

por @felipefrisoni

Conheça um novo mundo, misterioso, inexplorado e 500 vezes maior que a internet convencional. A Deep Web – Deepnet, Darknet, Undernet ou invisible net – é o nome dado a um universo inteiro de informações que não aparece nos mecanismos de busca como o Google, por exemplo.

O assunto é delicado, é impossível não se sentir estranho após ler isso. Em 2008, a web chamada “invisível”, não referenciada pelos motores de busca representa 70 a 75% do total, ou seja, cerca de um trilhão de páginas não de indexadas, é coisa pra caramba.

Agora, pare e pense... Por que existiria um lado oculto tão grande na internet? Obviamente não trata-se de coisas inocentes como, sites amigos, comunidades específicas, sites de ARGs, que gostariam de privacidade.

O buraco é bem mais embaixo, por isso o nome é ‘deep’. A Deepweb é muitas vezes maior que a internet que temos acesso, por isso a questão é, o que estão tentando esconder.

Neste momento entramos num mundo que preferimos fingir que não existe, uma realidade cruel e tensa que sinceramente fiquei chocado e não sou de me impressionar fácil. Cuidado onde pisa, você pode trombar o FBI ou um corsaco russo no meio desta descida para o ‘buraco negro da internet.’

Forúns de hackers que debatem assuntos como, invadir redes de banco - inclusive falando sobre altas cifras de valores, pedófilos compartilhando pornografia infantil, venda de drogas, seitas satânicas – que envolvem rituais de canibalismo e mutilação pesada, como corte da genitália (sim, isso existe), comércio de órgãos, redes de terrorismo e o mais insano, é possível acessar os contratos e utilizar os serviços de matadores de aluguel por 50 mil dólares.

A Deepweb é dividida em 8 camadas, quanto mais você desce mais tenso fica. Chega uma hora que dá medo dos caras te rastrearem e ir atrás de você na sua casa, a viagem navega neste grau de conspiração, realmente o ‘buraco’ é mais embaixo e fica impossível tentar vasculhar algo no escuro, mas existem relatos de pessoas que se aventuraram neste ambiente sinistro, vejam algumas das coisas que a galera viu por lá...

“Tem muita coisa sobre terrorismo, manuais de guerra, sobrevivencia, armas, fabricação de explosivos. Há sites diversos sobre apologia a crimes e drogas e bizarrices sobre canibalismo e mutilaçao genital (mas acred­ito que seja fake)... ninguem ia ser louco pra se mutilar so pra fazer uma merda de um video.

Na Deep­web que surgiram esses grupos de hackers (anonymous; Lulzsec; Wikileaks), porque nao ha como rastrear sites que usam tor”

“...pelo que andei lendo na comunidade deep web do orkut , a pornografia infantil , pedofilia etc é apenas a borda da deep web apenas para disfarçar e blindar os assuntos piores que existem parece que a 1 camada é a mais “branda” , que se domina pelo nome de ONION , parece que tem mais 4 camadas , que cada camada as cenas e assuntos são mais chocantes que o outro , cara**o eu fico imaginando como é a ultima camada, deve ser o encontro com o diabo”

“Por incrível que pareça, parece haver conteúdos ainda mais bizarros e chocantes que os comen­ta­dos nesse tópico.

Lembro de ter encontrado um site que era uma espécie de fórum de psicopatas. Pra ter acesso ao fórum, a pessoa deve enviar um video de um crime hediondo cometido por ela.

Pelo q andei lendo, nesse fórum assassinos, estupradores etc em série postavam videos de seus crimes filmados em primeira ou terceira pessoa.

É claro que é possível uma pessoa pegar um video na internet e enviar ao fórum dizendo que é ela cometendo o crime, só pra se infiltrar, mas como os organizadores desse fórum tem conhecimento profundo dos videos de bizarrices que circulam pela internet, é difícil enganá-los, então é bem provável que o pessoal que posta nesse fórum sejam maníacos de verdade.”

“Não sei se é ver­dade, não vi nenhum vídeo relacionado a isso na Deep Web. Mas ouvi falar que existem sites onde são transmitidas lutas ao vivo onde homens lutam até a morte, ao estilo dos gladiadores romanos. Algumas lutas são homens x animais. O acesso a essas lutas são vendidos a milionários, por um bom dinheiro. Lembro de lido no site HackerBB, um dos maiores fóruns hacker da Deep Web, um pessoal discutindo como ter acesso a esse site, se ele realmente existia etc. A princípio esse tipo de história me parece fake, mas se os caras estavam discutindo como ter acesso ao site, talvez ele realmente exista.”

Não vamos divulgar a maneira de acessar estes arquivos, pois o público que acessa a Adifusora é variado. Não queremos estimular pessoas despreparadas que tentem se envolver em situações que podem virar grandes problemas. Quem quiser saber mais informações, pesquise no Google sobre – ‘hiddenwiki’ e se você tiver o conhecimento da parada já vai entender como funciona.

http://adifusora.mtv.uol.com.br/?p=5022

Comentários de Universidade Plebeia Revolucionária

Gente, pra nós que passamos os últimos 10 anos ouvindo e lendo que vídeo pornô passa vírus, camelô que vende CD e DVD tem ligação com o crime organizado, todo mês vendo mensagem sobre um vírus novo que uma grande empresa de antivírus (ou que nem trabalha com isso) reconhece o perigo mas não tem vacina pra ele e assim por diante, só vem um pensamento sobre isso: é lenda urbana de velhota cristã!

Gente, qualquer um que administra um domínio pago sabe como dá trabalho ter uma coisa de tamanho médio na internet. E nessa situação ou você arrecada dinheiro com produtos ou assinaturas, ou deixa alguém anunciar na sua página pra você ganhar pela publicidade, ou você mantém tudo com o seu próprio dinheiro que vai vir de outra coisa. E quem vai financiar uma página criminosa? Até o crime organizado nunca usa o dinheiro que ganha para o crime em si. O narcotráfico, por exemplo, pode usar a renda para subornar juízes, para comprar armas, para matar adversários, mas nunca para construir um "maconhódromo". Aí, nego fala de 500 sites só pra recreação de desequilibrados para cada um que você pode achar no Google? Bitch, please!

Será que daqui a pouco não vão dizer que Fulano tinha alguma coisa na tal Deep Web na falta de algo são pra dizer contra ele?

Atualização, por um amigo:

sobre a deep web eu tenho um certo conhecimento e digo mais, a comunidade da orkut tem conteúdo real sobre a deep web, e lá o bicho pega pra capar, imagine antigamente nas grandes navegações portugueses fazendo expedição e piratas pelo mar em analogia é vc navegando pela deep web x os hackers a espreita, o acesso é fácil, mas dizem q a "tor" é anonimato garantido pra poder navegar, errado os hackers pegam os curiosos e detonam. É complicado e pra fechar as redes mais internas são intranets (privadas, coorporativas) e nem existe esse lance de camada, o negócio é... pra poder acessar determinadas redes é necessário + conhecimento pra driblar a segurança e passar invisível aí é q ta.

Abigail Pereira Aranha

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Mulher, vamos acabar com a violência contra a mulher? Vamos fazer DP com os nossos amigos homens que prestam

Abigail Pereira Aranha

Quê?! Você está afastada de Deus?! Fazer dupla penetração?! Você está vendo “puta louca” na minha testa?! Vai lendo. E, bom, sem Deus eu sou mesmo, ou melhor, você que tem Deus demais, mas essa é outra discussão.

Se você não conhecesse o Brasil e acreditasse nos feministas, pensaria que no Brasil qualquer empresa paga, nominalmente, pelo mesmo trabalho 1000 para um homem e 800 uma mulher e que agredir ou matar uma mulher nunca foi crime antes da Lei Maria da Penha, nº 11.340 de 7 de agosto de 2006.

Se a lei Maria da Penha fosse tão necessária ou tão justa, o que teria acontecido? Milhões de mulheres estariam esperando esta lei, certo? Então, assim que ela começasse a valer, veríamos um pico de milhares de denúncias em cada estado. Um telefone próprio teria que ter funcionários temporários contratados pra dar conta da demanda. Mas a polícia só receber as denúncias e trabalhar no ritmo normal não ia resolver o problema. Deveríamos ter mais policiais para atender essas denúncias. Também teríamos de ter mais cadeia para os presos, mas vamos pular esta parte. Com uma semana, e com muita eficiência, não haveria um pedaço de chão com mil habitantes que não tivesse um preso. Aí, quem devia ser preso e ainda não foi fica com medo. Vai tratar melhor a coitada da vítima ou vai fugir, mas as denúncias vão cair muito. Então, o número de casos e de denúncias iria a quase zero em poucos meses, dois anos se muito. Não faz sentido, lésbica doente?

Mas o que a gente encontra numa pesquisa rápida no Google com os termos “crescem casos violência mulher”? Lembrando que a lei é de 2006.

Denúncias de violência doméstica contra mulher crescem 112% em 2010 (G1,http://g1.globo.com/brasil/noticia/2010/08/denuncias-de-violencia-domestica-contra-mulher-crescem-112-em-2010.html)

Casos de violência contra a mulher crescem na capital (Bahia 247,http://www.bahia247.com.br/pt/bahia247/salvador/4575/Casos-de-viol%C3%AAncia-contra-a-mulher-crescem-na-capital.htm). O texto diz “Os atendimentos psicossociais da unidade, por exemplo, cresceram de janeiro a novembro deste ano [2011], 229,35%, em relação a 2010, com 7.743 casos. É o maior número em oito anos.”

Casos de violência contra as mulheres crescem 15% em dezembro (de 2011, em relação a novembro de 2011. Rudge Ramos On line, http://www.metodista.br/rronline/noticias/cidades/2012/02/casos-de-violencia-contra-as-mulheres-crescem-15-em-dezembro)

Que diabos está acontecendo? Algum feminista quer tentar explicar? Você já viu uma lei feita pra acabar com alguma coisa e depois dela a coisa aumentar?

Um delegado conta que:

Quantas vezes presenciei a própria mulher, vítima de uma ameaça ou de uma lesão corporal, desesperada (literalmente) porque seu companheiro ficaria preso, a não ser que fosse recolhida fiança, que muitas vezes é arbitrada pelos delegados em R$500,00 a R$ 800,00. Quantas outras tantas vezes presenciei as próprias mulheres vítimas apresentando o dinheiro da fiança poucas horas após ela mesma ter ido à delegacia denunciar o companheiro.

“Crítica à Lei Maria da Penha”, Liberdade de Expressão, http://liberdadedeexpressao.multiply.com/reviews/item/61. Também em “Seu delegado, ô seu delegado…”, http://seudelegado.blogspot.com/2007/05/verdadeira-aberrao-jurdica-e-social.html

Última tentativa de explicação: ah, mas não foram os espancamentos que aumentaram, foram só as denúncias porque a mulher não tinha amparo, nem vez, nem voz. Ah, é? Primeiro, elas se casam com bandidos e cafajestes até hoje. Segundo, se a mulher demorou 5 anos pra denunciar o marido, foram 5 anos que ela evitou colegas de trabalho gentis e falou vários “meu marido não pode te ver comigo” com homens legais pra dar chance pra um homem tosco.

Então quem esta lei está levando pra cadeia? Adivinha: homens bonzinhos. EU NÃO ESTOU CHAMANDO HOMEM QUE REALMENTE BATE EM MULHER DE BONZINHO, LÉSBICA PSICÓTICA. Estou falando de homens bons, gentis e pessoas de bem de verdade. Estou falando disto aqui:

#64 – Ronni

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012 21:21

Sou casado a 8 anos, tenho uma filha de 7 anos e um filho de 2 anos. Minha esposa sempre foi muito agressiva, grita, quebra as coisas dentro de casa e as vezes maltrata as crianças e maltrata verbalmente minha mãe que mora na caa da frente. Já tirei a faca diversas vezes da mão dela quando foi me atacar, e sempre quando eu tomo a faca da mão dela ela fica com os punhos marcados como se eu a tivesse agredido, e ela diz para mim: SEU COVARDE, BATE EM MULHER, VOU DE BOTAR NA CADEIA, VOCE ME MACHUCOU, isso sempre na frente das crianças que ela usa de escudo para que eu não revide, mesmo assim jamais levantei a mão contra ela para agressão, sempre para defesa. Quando ela cortou a minha mão em 2008, tive que dar pontos no pronto socorro, ~disse que me cortei sozinho em casa, pois minha esposa disse que se eu a denunciar ninguem vai acreditar pois ela diz que a LEI MARIA DA PENHA veio pra ajudar ela, e se ela for chamada pela policia ou ela mata as crianças ou some no mundo, isso com a ajuda da minha sogra que até escreveu varias cartas que me mostrou relatando falsamente nesses 8 anos de casado que eu maltrato minha esposa. Em 2010, conversando com um policial, socialmente eu relatei o ocorrido, ele riu muito e disse que homem de verdade reage, não fica como eu fico. Resumindo, amo muito meus filhos e não quero que nada aconteça com eles, por isso que aguneto tudo isso.

Comentário em “Violência doméstica contra mulher”, BBel, http://bbel.uol.com.br/comportamento/post/violencia-domestica-contra-mulher.aspx.

Uma mulher comenta 17 dias depois o caso dela e conclui “a gente não tem apoio algum neste país”. Será que os policiais da Delegacia da Mulher riram dela também por estar sendo humilhada? E a autora Duda Schwab, como toda feminista, nem comenta o caso do homem.

E pra quem duvida que Vadia da Penha é nazismo lésbico puro, veja este outro comentário no mesmo texto:

#35 – Kalu

quinta-feira, 18 de agosto de 2011 15:09

Homens são bichos criados para matar…

Se escondem em suas próprias covardias, pois não são HOMENS suficientes para bater em outro HOMEM.

São incapazes de demonstrar afeto, pq a criação os fez assim…FRIOS.

Graças a Deus, nunca sofri nenhum tipo de agressão desses seres nojentos, mesmo pq se um dia acontecer com certeza ele não vai acordar para contar o que aconteceu.

Tive e tenho a chance de conviver com um homem de verdade, meu pai, exemplo de dignidade e responsabilidade familiar, infelizmente, acho que ele foi o último homem digno que Deus criou, lamento de verdade pelas vidas que foram tiradas e pelas vidas que não vivem…sofrem.

MULHERES…DENUNCIE.

Não deixe que qualquer um afaste o sonho de vcs de serem livres e felizes…afinal, esses covardes não podem ficar impunes.

Grande abraço a todas.

A lei não está sendo suficiente, já teve mulher dizendo isso. Claro que não, eu concordo. Mas será que as mulheres não estão errando em nada? Explicando melhor a pergunta: supondo que a denunciante não está entregando um homem bom infeliz por causa de ataque de ego ofendido, será que vocês mulheres infelizes não estão correndo atrás dos mesmos cachaceiros, imbecis e cafajestes até hoje, lésbicas de nariz empinado? Veja, por exemplo, a linda história de amor dessa moça de 15 ANOS:

#79 – Juliana

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012 21:48

Namoro a 1 ano e 6 meses , quando começei a namora fui mora com ele . ele me agredia toda hora eu ja não aguentava mais fica com ele denunciava mas ele me ameaçava tenho 15 anos e ele tem 18 ele era até traficante , toda vez que ele me dava em min eu pedia socorro mas nunca tinha gente na casa dele , ele m trancava dentro do quarto sempre tentava me matar mas não conseguia seilá é muito ruim apanha , ainda bem que existi essa lei , o ruim é que eu amo ele e tenho medo de deixar :S

Quantas vezes você já ouviu caso de uma mulher que deixou de casar com um homem legal que ela amava e que amava ela porque os pais ou um irmão não deixaram? E quantas vezes você já ouviu falar de casos como o da Juliana?

Mesmo com a Vadia da Penha, milhões de mulheres ainda estão casadas ou ajuntadas com homens que implicam com as suas amizades e até que as agridem com frequência. E o que elas fazem? Se isolam dos homens no trabalho, na escola, na faculdade. Elas mesmas falam do carinha cretino ciumento e tosco mesmo quando ele está longe.

E pro homem que presta, gentil, carinhoso, prestativo, o que sobra? O que sobra é… o que sobra. Se ela não está dizendo que nenhum homem presta, vem a vaca entregando para o homem que presta o que sobra, da vida, do corpo e do psicológico dela. Um hímen aberto aos 15 anos ou menos por um idiota qualquer, vários namoros e casamentos mal sucedidos com cafajestes, tempos fora da casa dos pais morando com canalha pinguço em barraco pequeno sem reboco, belas histórias de sexo em meio do mato, talvez até sexo na cadeia, uma vida, em termos sexuais e não-sexuais, antes do nobre rapaz receber alguma atenção dela. Ah, ela nem conhecia o cara, coitada. Conheceu VÁRIOS do nível dele pra cima (nível de grandeza de espírito, não é de salário) e chutou todos. Ah, e filhos de cada relacionamento fracassado que durou mais de um ano e tanto ela quanto a família dela cobram deste homem que faça tudo ao contrário do que os outros fizeram. Provavelmente, sexo só depois do casamento.

Quando a mulher faz loucuras pelos bandidos, canalhas e cretinos em geral, em termos sexuais e não-sexuais, enquanto quer que o homem legal seja um capado, apanhar é o mínimo. Se fosse o contrário, mulher fazendo “horrores” com homens trabalhadores e carinhosos e chutando babacas e marginaizinhos, a violência contra a mulher seria raríssima. Por isso, vamos fazer a campanha: pegue dois homens legais, que são seus amigos e te respeitam, e faça um sanduíche.

Quê?! Você está louca? O que vão falar de mim? Ora, faça como eu: esconda da gentalha frustrada na cama e fora dela com quem você transa. Mas engraçado que quando uma mulher vai morar junto com um cachaceiro encrenqueiro, ela manda quem falar alguma coisa praquelugar.

Quê?! Você está louca? Ainda mais que eu desconfio que alguns amigos só estão querendo é me comer. Faz o seguinte: se o amigo for cafajeste, corta; mas se for homem que presta, faça o favor pra você mesma e pra ele de largar de ser fresca.

Mas o sexo é magia, tem que ter amor, paixão, respeito, cumplicidade. Caramba, para de assistir novela das 9 e dê valor aos homens que estão prontos pra dar o carinho que você, e eles, tanto procuram.

Impressionante como quanto mais o homem é bonzinho, gentil e de caráter, menos uma mulher faz qualquer coisa por ele. Se o homem é trabalhador, esforçado, amável, gentil, bonito, bom de cama e está interessado numa mulher, ele tem que passar pela família da moça como se o pai e os irmãos fossem se casar com o rapaz. Inclusive “o você aceita o Pedro com seu marido?” se bobear vão ser eles que vão responder não pela Mariazinha.

Ah, e se homem respeitar mulher fosse nem pensar em sexo antes ou fora do casamento, a violência doméstica não seria a maior causa de assassinato de mulheres.

Publicado pela primeira vez em 04/03/2012 no A Vez das Mulheres de Verdade do Wordpress, em http://avezdasmulheres.wordpress.com/2012/03/04/vamos-acabar-com-a-violencia-contra-a-mulher/

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

"Cultura do estupro" existe, se chama heterossexualidade

Abigail Pereira Aranha

"Quando uma mulher atinge orgasmo com um homem ela está apenas colaborando com o sistema patriarcal, erotizando sua própria opressão..." (Sheila Jeffrys, professora feminista lésbica e ativista política)

"Sexo é a cruz em que as mulheres são crucificadas... sexo só pode ser adequadamente definido como estupro universal." (Hodee Edwards, "Estupro define Sexo")

"Numa sociedade patriarcal, toda relação sexual heterossexual é estupro porque as mulheres, como um grupo, não são fortes o suficiente para consentir." (Catherine MacKinnon in "Professing Feminism: Cautionary Tales from the Strange World of Women's Studies", p. 129)

"Coito heterosexual é a pura, formalizada expressão de desprezo pelo corpo das mulheres" (Andrea Dworkin, feminista americana famosa por sua oposição a pornografia)

"Nossa cultura retrata sexo como estupro para que homens e mulheres se tornem mais interessados nisso". (Naomi Wolf, The Beauty Myth, p. 138)

Isso tudo são frases de lesbofeministas. Ah, mas elas eram extremistas, feminismo não é isto. E falar isto no seu blog, no seu perfil de rede social você não fala não, você vem falar isto só aqui, né, lésbica hipócrita? Mas tudo bem, quer ver umas pistas de que para as feministas e as mulheres em geral sexo heterossexual é estupro?

  1. A postagem "A (não tão) tênue linha que separa o femismo do feminismo" do blog Corporativismo Feminino (http://www.corporativismofeminino.com/2009/08/nao-tao-tenue-linha-que-separa-o.html) foi o único texto escrito por uma mulher (além de mim) que repudiou publicamente frases como essas.
  2. Um homem pode fazer piadinhas entre os amigos de exame de próstata, quando um amigo traz um pacote de rosquinhas pode falar de comer a rosquinha, tudo isso numa boa, mas se disser para uma amiga qualquer coisa que ela possa entender como sexual, pode perder a amizade.
  3. Feministas nunca (ou raramente) incluem a heterossexualidade na "diversidade sexual".
  4. Feministas se mobilizam para legalizar o aborto, mas só falam de liberação sexual para defender mocinha que passa de mão em mão de cafajestes e marginais.
  5. As feministas usam o tráfico de mulheres como pretexto para combater a prostituição, como se todas as prostitutas fossem trazidas pelo tráfico.
  6. As prostitutas são mais ajudadas por homens que defendem a sua dignidade do que pelo feminismo.
  7. Você já reparou quantas vezes você vê a frase "o homem perfeito é gay"?
  8. Um homem quase só aparece em um texto feminista ou em um blog escrito por mulher como opressor, estuprador ou agressor. Quando é elogiado, é marido / namorado, LGBT-feminista ou amigo gay.
  9. Para uma lesbonazista, ou só uma mulherzinha moralista, uma mulher se valorizar é não "expor o corpo" e não transar sem estar comprometida. É curioso para quem luta contra o machismo se parecer tanto com o inimigo.
  10. É mais fácil um homem passar a mão na bunda de uma mulher que achou gostosa do que vice-versa. Uma mulher que achou um homem gostoso talvez comente com uma amiga.
  11. Para a maioria das mulheres, uma mulher pode ser bonita e inteligente, bonita e bem-sucedida, bonita e com curso universitário, pode ser sexy sendo negra, de meia-idade, gorda ou vadia, mas se aparecer em foto de biquíni ou de lingerie para admiração masculina virou objeto. Ou seja, mulher sexy é controle remoto de pica, fazer o que quer com ela mas sempre de longe.
  12. Várias lesbofeministas disseram que as atrizes pornôs são mantidas em cativeiro e têm de usar drogas ou álcool para fazer aquelas cenas, o que só mostra o que elas pensam dos homens. E como elas sabem?
  13. Várias lesbofeministas disseram que a pornografia estimula o estupro, apesar de todas as pesquisas reais provarem o contrário.
  14. Várias lesbofeministas disseram que a pornografia estimula a pedofilia, apesar de nenhum grupo ou página pornô indicar ou mesmo aceitar material deste tipo.
  15. Para muitas mulheres, uma mulher virar prostituta ou fazer material pornográfico é o fundo do poço. Até um casamento com um machista rude e alcóolatra é melhor que isto.
  16. Para uma lesbonazista, ou só uma mulherzinha moralista, um homem não pode ver os seios ou a bunda de uma mulher sem considerá-la um objeto ou um pedaço de carne.
  17. Feministas invadem prédios com seios à mostra para protestar contra o machismo e fazem passeatas defendendo o casamento homossexual, mas não falam de sexo ou que acharam um rapaz bonito por causa do patriarcado que reprime a mulher.
  18. Alguma lésbica moralista ou alguma bichona vai ler este texto e comentar que estou discriminando as lésbicas e as mulheres monogâmicas, e desvalorizando a mulher defendendo que ela deve ser uma ninfomaníaca.

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Sex, lust, bitchness, naked woman, pornography seccion

Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

cougar-coroa-com-dois-281112: veja mais / vea más / see more

cindy-fulsom-grande-mulher.jpg: veja mais / vea más / see more

Jaylene-Rio-brunette-big-bobs-281112 (big boobs): veja mais / vea más / see more

pussy licking, lamida en el coño, chupada na buceta, cunilíngua

Vanessa Blue - Biker Chick

(Vanessa Blue - galinha / perra ciclista)


Vanessa Blue - Biker Chick brought to you by PornHub
pussy licking, lamida en el coño, chupada na buceta, cunilíngua
pussy licking, lamida en el coño, chupada na buceta, cunilíngua

Really MILF - Scene 2 - ANARCHY

(Realmente coroas sexys - cena 2 - ANARQUIA / Realmente maduras sexys - escena 2 - ANARQUÍA)


Really MILF - Scene 2 - ANARCHY brought to you by KeezMovies.com

O feminismo surgiu porque o mundo progrediu, e não vice-versa: uma demonstração rápida

De vez em quando a gente ouve alguma lésbica idiota, daquelas que na adolescência assistiam a TV por assinatura paga pelo pai ou formada em um curso que passa longe de Matemática, dizendo que o feminismo mudou o mundo, que um século de feminismo consertou o resto da História que foi um lixo por causa dos homens animalescos. Ou ela diz que só as mulheres podem mudar a política, a ciência, a sociedade, porque os homens são egoístas insensíveis. É claro para qualquer pessoa com um mínimo de informações e bem alfabetizada que isso é um ódio de gênero de baixo nível que não corresponde à realidade (mas mesmo para pessoas assim, pode não estar tão claro). É o que vamos provar, ou relembrar, para o leitor. E só pra não cansar muito o leitor, não vamos nem escrever muito.

A primeira onda do feminismo se refere a um período extenso de atividade feminista ocorrido durante o século XIX e início do século XX no Reino Unido e nos Estados Unidos, que tinha o foco originalmente na promoção da igualdade nos direitos contratuais e de propriedade para homens e mulheres, e na oposição de casamentos arranjados e da propriedade de mulheres casadas (e seus filhos) por seus maridos. No entanto, no fim do século XIX, o ativismo passou a se focar principalmente na conquista de poder político, especialmente o direito ao sufrágio por parte das mulheres. Ainda assim, feministas como Voltairine de Cleyre e Margaret Sanger já faziam campanhas pelos direitos sexuais, reprodutivos e econômicos das mulheres nesta época.

Antes ou dentro da Primeira Onda:

Primeira impressão, a Bíblia de Gutenberg (tudo bem, colega, a gente sabe que você queria escolher coisa melhor mas na época era difícil, hehehehe): 1450 a 1455.

Galileu Galilei, físico, matemático, astrônomo e filósofo italiano: Pisa, 15 de fevereiro de 1564 - Florença, 8 de janeiro de 1642

Primeira publicação impressa periódica regular (semanal), o Nieuwe Tijdinghen (Antuérpia, Bélgica): 1602.

Blaise Pascal, físico, matemático, filósofo moralista e teólogo francês: Clermont-Ferrand, 19 de Junho de 1623 - Paris, 19 de Agosto de 1662.

Leonhard Paul Euler, matemático e físico: Basileia, 15 de abril de 1707 - São Petersburgo, 18 de setembro de 1783.

Jean le Rond d'Alembert, escritor, filósofo e matemático: Paris, 16 de novembro de 1717 - Paris, 29 de outubro de 1783.

Charles Augustin de Coulomb, físico: Angoulême, 14 de junho de 1736 - Paris, 23 de agosto de 1806.

Hans Christian Oersted, físico e químico: Rudkoebing, 14 de Agosto de 1777 - Copenhaga, 9 de Março de 1851.

Revolução Francesa: 1789.

Revolução Industrial: entre o fim do século XVIII e o começo do século XIX.

Michael Faraday, físico e químico: Newington, Surrey, 22 de setembro de 1791 - Hampton Court, 25 de agosto de 1867.

Abolição da escravatura na França: 1848 (teve uma em 1794, mas foi revogada em 1802).

Abolição da escravatura nos Estados Unidos: 1863.

Máquina de Hollerith (leitora de cartões perfurados): 1880.

Abolição da escravatura no Brasil: 1888.

Niels Henrick David Bohr, físico: Copenhaga, 7 de Outubro de 1885 - Copenhaga, 18 de novembro de 1962.

Segunda onda do feminismo se refere a um período da atividade feminista que teria começado no início da década de 1960 e durado até o fim da década de 1980.

(...) A ativista e autora feminista Carol Hanisch cunhou o slogan "O pessoal é político", que se tornou sinônimo desta segunda onda. As feministas de segunda onda viam as desigualdades culturais e políticas das mulheres como ligadas inexoravelmente, e encorajavam ativamente as mulheres a compreenderem aspectos de suas vidas pessoas como sendo profundamente politizados, e refletindo as estruturas de poder sexistas.

Entre a Primeira Onda e a Segunda Onda:

Prêmio Nobel de Física para a francesa Marie Curie (com o marido Pierre Curie): 1903 (as mulheres só começaram a votar na França em 1945).

Prêmio Nobel de Química para a francesa Marie Curie: 1911 (as mulheres só começaram a votar na França em 1945).

Relatividade Geral de Albert Einstein: 1915.

ENIAC (computador de 30 toneladas, mas parecido em recursos com uma calculadora simples de hoje): 1943.

Voto feminino na França: 1945.

Fundação da OIT (Organização Internacional do Trabalho): 1946.

Declaração Universal dos Direitos Humanos: 10 de dezembro de 1948.

Independência na África, de Alto Volta (atual Burquina Fasso), Camarões, Costa do Marfim, Congo, Daomé, Gabão, Mali, Mauritânia, Níger, Nigéria, República Centro-Africana, República Malgaxe (Madagascar), Senegal, Somália, Tchad, Toga e República Democrática do Congo (ex-Zaire): 1960.

A terceira onda do feminismo ou o Ogedismo começou no início da década de 1990, como uma resposta às supostas falhas da segunda onda, e também como uma retaliação a iniciativas e movimentos criados pela segunda onda. O feminismo da terceira onda visa desafiar ou evitar aquilo que vê como as definições essencialistas da feminilidade feitas pela segunda onda que colocaria ênfase demais nas experiências das mulheres brancas de classe média-alta.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Feminismo

E agora? Mulheres são maioria nas universidades do mundo. Vai sair outra Marie Curie? Vai sair uma Niels Bohr de saias? Quantas versões femininas do Nelson Mandela vamos ter na política?

Ou será que depois da casa arrumada e construída por milhões de homens (alguns poucos entre os homens, é verdade), as mulheres vão desfrutar do trabalho humanizado, da ciência desenvolvida, dos cursos universitários que podem dar dinheiro, dos postos de trabalho com mais status, enquanto chamam todos os homens de assassinos, espancadores, idiotas e machistas?

Abigail Pereira Aranha

Texto original em português (sem fotos e vídeos de putaria): O feminismo surgiu porque o mundo progrediu, e não vice-versa: uma demonstração rápida, no A Vez das Mulheres de Verdade em http://avezdasmulheres.blog.com/2013/03/10/o-feminismo-surgiu-porque-o-mundo-progrediu
Texto original em português (com fotos e vídeos de putaria): O feminismo surgiu porque o mundo progrediu, e não vice-versa: uma demonstração rápida, no A Vez dos Homens que Prestam em http://avezdoshomens.blogspot.com.br/2012/11/o-feminismo-surgiu-porque-o-mundo.html

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Sex, lust, bitchness, naked woman, pornography seccion

Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Busty Milf Video

Mega Tits - Free Movies

maserati-mulher-negra-peito-grande-apoiada: veja mais / vea más / see more

Big titty gangbang

(Tiffany Gangbang de peitudinha / pechudita)

Marxismo Cultural: O privilégio masculino

Marxismo Cultural: O privilégio masculino: Sempre que alguém (homem ou mulher) afirma que num passado recente os homens "oprimiam" as mulheres, e a vida destas últimas era um terror absoluto, podemos ter a certeza que estamos na presença dum/a mentiros/a ou dum/a ignorante (ou ambas)...

Quem está LUCRANDO com a idiotadura e o socialismo? - parte 1: a idiotadura

Abigail Pereira Aranha

Quando um problema grave é persistente, pode saber que não só alguém ganha com ele como tem poder pra deixar a coisa como está. Hoje em dia, não é só achar um programa de televisão decente, uma música decente, uma pessoa pra uma conversa decente que virou quase trabalho de Hércules. Dizer algo decente é quase pedir pra ser desconhecido ou atacado. Dizer coisas sensatas ou contrariar a imbecilidade predominante também ficou arriscado. Você não pode falar da contribuição dos brancos do Primeiro Mundo sem ser racista. Você não pode rejeitar o homossexualismo sem ser homofóbico. Você não pode falar do mau caráter de algumas mulheres sem ser acusado de estar falando mal de todas. E nem estou falando de ditaduras.

Ou melhor, estou falando de ditadura. Estou na ditadura da idiotice. Onde o tolo diz o que quer e o sábio tem que medir as palavras. Onde liberdade deixou de ser direito humano para ser privilégio de imbecis que não sabem ser criticados.

Mas quem está ganhando com isto? Os babacas que se formaram pagando pra alguém fazer os próprios trabalhos certamente, mas quem está interessado neles?

Os esquerdistas dizem que as elites querem um povo com pouca escolaridade pra ele ser burro e fácil de dominar, que saiba o suficiente pro trabalho e não conseguir pensar como gente grande. Conversa de maconheiro estudando na faculdade paga pelo pai. Primeiro, ter mais que segundo grau completo deixou de ser coisa incomum no Brasil, como era até uns 15 anos atrás (e na época o pivete ainda tinha que estudar pra passar). Segundo, falar em oprimido fazer faculdade geralmente é pra defender cotas para pobres ou não-brancos. Antes dessas cotas, só se entrava no ensino superior fazendo vestibular ou sendo transferido de outra faculdade. O vestibular até podia ser de nível mais baixo em algumas instituições de ensino, mas pra ainda assim o candidato tinha que estudar, principalmente nas universidades que eram levadas a sério. Com as cotas, universidades que já foram decentes tiveram alunos que nem estariam lá se não fossem as cotas, e ainda tiveram que amolecer pra passar essa turma.

A maioria dos espaços com decência intelectual na internet hoje é de blogs, portais ou perfis pessoais de rede social, em geral de direitistas e cristãos conservadores. Todos eles invadidos por idiotas que não conseguem ler duas linhas contrárias ao que eles pensam como gente equilibrada. A reação típica é uma mulher fazendo um comentário ataques pessoais mais clichês em maiúsculas mal digitadas e mal pontuadas, e que ela manda a pessoa se informar melhor apesar de que ela mesma não conseguiu ler o que comenta.

Tem um texto assinado pelo psiquiatra e psicoterapeuta Edson F. Nascimento intitulado "O perfil psicológico de esquerdopatas" fazendo um "currículo" da turma da esquerda (o texto pode ser achado por exemplo no Papo Livre ou no Grupo Terrorismo Nunca Mais). Eles "prestam vestibular sem concorrência, de preferência em um curso de Geografia, Ciências Sociais e História" (quase sempre é verdade), "foram péssimos estudantes (...) de família de classe média" (quase sempre é verdade), "sentem-se mais seguros para atacar as mulheres, achando que elas são doidas por esse tipo de gente" (achando não, meu caro, o pior é que tem mulher que é), "não são chegados a estudar" (por isso "pouquíssimos estão em cursos como Direito, Medicina, Engenharia") e "sonham com a 'revolução' proletária, com a tomada do poder por uma elite da esquerda, nas quais eles estão incluídos, obviamente" para ocupar "por indicação, um cargo comissionado em alguma repartição qualquer, onde ganharão um bom salário". Mas se o texto é verdadeiro para a universidade pública, e eu conheço pessoal de lá e sei que tem muito de verdade, como é que esse pessoal se procriou lá? (Procriar no duplo sentido, que esse meio tem um bocado de mãe solteira feminista) Melhorando a pergunta: quem está criando comunistas nas universidades? Na parte 2 eu falo sobre isso.

A série "Quem está LUCRANDO com a idiotadura e o socialismo?"

Eso texto en español (sin fotos e peliculas de putaría, en lo Concrete Paradise): ¿Quién está LUCRANDO con la idiotadura y el socialismo? - parte 1: la idiotadura, http://avezdoshomens2.blog.com/2013/01/27/quien-esta-lucrando-con-la-idiotadura-parte-1/
Eso texto en español (con fotos e peliculas de putaría, en lo Paraíso Tangible): ¿Quién está LUCRANDO con la idiotadura y el socialismo? - parte 1: la idiotadura, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2013/01/quien-esta-lucrando-con-la-idiotadura-y.html
This text in English (without sex pics and movies, at Concrete Paradise): Who is PROFITING with the idiotatorship and socialism? - part 1: the idiotatorship, http://avezdoshomens2.blog.com/2013/01/27/who-is-profiting-with-the-idiotatorship-part-1/
This text in English (with sex pics and movies, at Paraíso Tangible): Who is PROFITING with the idiotatorship and socialism? - part 1: the idiotatorship, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2013/01/who-is-profiting-with-idiotatorship-and.html
Texto original em português (sem fotos e vídeos de putaria: Quem está LUCRANDO com a idiotadura e o socialismo? - parte 1: a idiotadura, no A Vez das Mulheres de Verdade em http://avezdasmulheres.blog.com/2012/11/28/quem-esta-lucrando-com-a-idiotadura-parte-1/ e no Paraíso Concreto em http://paraisoconcreto.blogspot.com.br/2012/11/quem-esta-lucrando-com-idiotadura-e-o.html
Texto original em português (com fotos e vídeos de putaria: Quem está LUCRANDO com a idiotadura e o socialismo? - parte 1: a idiotadura, no A Vez dos Homens que Prestam em http://avezdoshomens.blogspot.com.br/2012/11/quem-esta-lucrando-com-idiotadura-e-o.html

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Sex, lust, bitchness, naked woman, pornography seccion

Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Tiffany Holiday anal creampied by two big cocks

(Tiffany Holiday leva recheio anal por dois paus / Tiffany Holiday lleva relleno anal por dos vergas)


Tiffany Holiday anal creampied by two big cocks brought to you by PornHub

Big Booty Anal Compilation

(Compilação de anal com bunduda / Compilación de anal con culuda)


Big Booty Anal Compilation brought to you by PornHub

Too Big For My Butt vol. 4 [Final Cut]

(Muito grande para minha bunda vol. 4 [Tomada Final] / Muy grande para mí culo vol. 4 [Tomada Final])

Mais de uma hora de anal com cara de pau grande.

Más de una hora de anal con chicos de polla grande.

More than one hour of anal with big cock guys.


Too Big For My Butt vol. 4 [Final Cut] brought to you by PornHub

terça-feira, 20 de novembro de 2012

A Real fora da Real: mulher ridiculariza os caras legais num blog que se diz Papo de Homem

Homem que diz que "homem bonzinho só se dá mal" só se dá mal

Maffalda

por em | Frentes, Ladies Room, Mulheres, PdH Shots

Quando você ouve pela enésima vez aquele papo de que “bonzinho só se fode” ou “as mulheres só querem saber dos canalhas”, tudo o que dá vontade de fazer é suspirar fundo, dar um tapinha nas costas do infeliz e pedir outro chopp sem ter que nem começar a explicar por que isso é uma grande baboseira.

Mas pode ser que o cara seja um amigo seu ou você esteja num dia benevolente, então você tenta.

Um bom ponto de partida é um livro chamado “Virtudes do Medo“, do Gavin De Becker.

“Nós temos que aprender e ensinar às nossas crianças que gentileza não é igual a bondade. Gentileza é uma decisão, uma estratégia de interação social; não é um traço de caráter. Pessoas controladoras quase sempre apresentam a imagem de uma pessoa gentil no começo. (…) Gentileza não-solicitada frequentemente tem um motivo secundário.”

Um cara bonzinho não é um cara bacana. Um homem bonzinho não é um homem bom. Isso aí vale para homens e mulheres, mas em geral são os homens que reclamam mais desse suposto fenômeno.

O bonzinho não sabe, nem intui, que tratar as mulheres como rainhas-princesas-deusas é quase tão objetificante quanto tratá-las feito um pedaço de carne. Ele ainda acha que as mulheres são seres de Vênus e que deve reverenciá-las, e nunca as trata como seres pensantes e iguais.

O bonzinho ainda cai na lenga-lenga do “friendzone”. Quem fica ofendidinho por ser amigo de uma mulher e acha que sexo é o contrário de amizade está longe de ser bonzinho.

O bonzinho costuma se surpreender se todas aquelas contas do restaurante, todas aquelas portas abertas, os rapapés, as noites escutando os problemas dela, todo esse “sacrifício” que ele fez “porque eu sou legal”, não são pagos em dobro com um par de pernas abertas e amor eterno.

Claro que nem passa pela cabeça do bonzinho ser honesto e dizer a que veio. Ele espera que a mulher adivinhe que as gentilezas dele são uma abertura romântica, e acha que quando ela as aceita está automaticamente se endividando com ele. No final, tem tanta raiva embaixo do tapete que mal consegue esconder sua misoginia latente quando diz que “essas piranhas só querem saber dos canalhas”.

O bonzinho é uma pessoa emocionalmente instável que está procurando validação o tempo inteiro. Ele não tem seus próprios amigos, interesses e atividades preferidas. Parece que está sempre cantando aquela música do “por onde for quero ser seu par”.

Por não saber expressar seus limites, o bonzinho acaba atraindo e se relacionando com mulheres também manipuladoras que se aproveitam dele, o que acaba por reforçar essa visão de mundo maniqueísta e estreita. Ele ainda não entendeu: não é que todas as mulheres sejam vacas, só as que aturam ele.

Pensando bem, se você tiver a oportunidade de explicar tudo isso para um bonzinho, por favor, explique. Respire fundo, peça outro chopp, e seja bem didático. A sociedade agradece.

Maffalda

Já foi boazinha, hoje é honesta. Confira outros textos no blog Maffalda.

http://papodehomem.com.br/homem-que-diz-que-homem-bonzinho-so-se-da-mal-so-se-da-mal/

Comentários de A Vez dos Homens que Prestam / A Vez das Mulheres de Verdade

Essa fotinha circula pelo Facebook. Então, se você rapaz é casal OU amigo, já era, né?

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=377828115642654&set=pb.290323477726452.-2207520000.1353354941&type=3&permPage=1

"Me prove que você é diferente. Me mostre que por você vale a pena lutar": vá um homem dizer isso a uma mulher.

Esse texto está no lugar certo. Em uma página emasculada dita para homens onde eles podem ouvir uma real de uma MULHER pra largar de ser otários. A real é: seja gentil e amigo daquela mulher legal e você não vai conseguir nada.

Uma amizade sem sexo entre homem e mulher não é o fim do mundo. O problema é uma mulherzinha que brinca com o rapaz, não exatamente criando falsas expectativas sexuais (o que também acontece com frequência), mas criando falsas expectativas do quanto ela reconhece
quem tem consideração.

Uma das figurinhas com deboche no texto diz que "em um momento de fraqueza e solidão, ela vai entregar os pontos". E por que ele teria que esconder, em primeiro lugar? Você, amiguinha, prefere os seus amigos gays? A amizade pra ser bonita tem que ter pau mole?

E essa da gentileza não solícita foi de matar. Não basta ser gentil a troco de nada, você tem que saber quando sua amiga está ou não enjoada de ser bem tratada.

E essa amizade vai durar até que a amiguinha conheça um imbecil que ela vai estar namorando em questão de semanas e vai proibir o contato com os amigos homens. E ela vai isolar o pobre capacho com um tchauzinho e duas ou três explicações. E o palhaço que entenda quando ela cortar o contato e quando ela voltar (se voltar).

Homens não têm problema de juntar amizade e putaria. Então por que para quase todas as mulheres a amizade tem que excluir o sexo? Talvez a resposta esteja no meu texto "'Cultura do estupro', se chama heterossexualidade" e no meu "Homens que não aceitam a rejeição das mulheres? Por que, eles deveriam?" (temos versão com putaria, se preferir).

Mafalda e demais donzelinhas, protejam suas amizades masculinas. Eu sou boazinha, honesta e também tenho perfil no Facebook e no Google Plus. Quiá, quiá, quiá, quiá, quiá.

Abigail Pereira Aranha

Anexo: comentários sobre texto sobre feminismo do Papo de Homo

Eu achei este texto no Papo de Homem procurando outro lixo, "Feminismo para homens, um curso rápido", que é uns 5% problemas das mulheres que ninguém questiona nem justifica e 95% asneiras que os antifeministas já provam o contrário há mais de 5 anos. Exemplo:

Você concorda que:

  • Mulheres devem receber o mesmo valor que homens para realizar o mesmo trabalho?
  • Mulheres devem ter direito a votar e ser votadas?
  • Mulheres devem ser as únicas responsáveis pela escolha de suas profissões, e que essa decisão não pode ser imposta pelo Estado, pela escola nem pela família?
  • Mulheres devem receber a mesma educação escolar que os homens?
  • Cuidar dos filhos deve ser uma obrigação de ambos o pai e a mãe?
  • Mulheres devem ter autonomia para gerir seus próprios bens?
  • Mulheres devem escolher se, e quando, se tornarão mães?
  • Mulheres não devem sofrer violência física ou psicológica por se recusar a fazer sexo ou por desobedecer o pai ou marido?
  • Tarefas domésticas são de responsabilidade dos moradores da casa, sejam eles homens ou mulheres?
  • Mulheres não podem ser espancadas ou mortas por não quererem continuar em um relacionamento afetivo?

Se marcou sim em todas ou quase todas... Sinto afirmar mas... Você é feminista!

(Teste adaptado de um original da Cynthia Semiramis.)

Quer dizer que para o autor do cursinho, se você, por exemplo, é contra o aborto, defende o espancamento de mulheres. Se você questiona a falácia de que mulheres ganham 20% menos pelo mesmo trabalho, o que é proibido pela CLT do nosso país machista e eu mesma já provei o contrário, você é a favor de pagar às mulheres 20% menos pelo mesmo trabalho. Eles devem achar que o silviokoerich.com é a referência do antifeminismo brasileiro.

Outro exemplo:

Faz pouco tempo, Talyta Carvalho, filósofa e orientanda do acadêmico amestrado Luiz Felipe Pondé, escreveu um texto chamado Não devemos nada ao feminismo. É um texto bem triste, profundamente reacionário, e marcado por uma completa ignorância histórica.

O artigo de Talyta é de uma má-fé impressionante. Em dado momento, ela tem a cara-de-pau de afirmar:

"Como mulher e intelectual, posso afirmar sem pestanejar: nunca precisei "lutar" contra meus colegas para ser ouvida, muito pelo contrário. … De minha parte, afirmo: não devo nada ao feminismo."

Veja o texto em http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/29978-nao-devemos-nada-ao-feminismo.shtml, que real no meio do olho desses poodles.

O manual inteiro é por aí. Quem conhece a verdade e sabe lidar com o mundo real não vai ter saco pra ler (eu sou mulher, mas fiquei sabendo que chute no saco dói pra caramba).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook