sábado, 31 de maio de 2014

(Erros de) Lógica feminista - seleção 1

1. Falácia de negar o consequente

"Só pegou pesado ao falar que dificilmente homem feminista vai criar filhos de moral e caráter. Porque meu avô não era feminista e matou um dos filhos" (MaryJane Killuminati, na página Metendo a Real).

(A falácia de negar o consequente é pegar "se p, então q" e afirmar "se não p, então não q")

2. Regra geral contra elas é generalização apressada, mas elas podem transformar casos isolados em regra

"Cultura de estupro é comediante dizer que homem que estupra mulher feia não merece cadeia, merece um abraço, e metade da população rir [METADE, meu bem? O comediante Rafinha Bastos não sabe]. (...) Cultura de estupro é o comercial da Nova Schin estar passando na TV há meses sem que se veja qualquer problema" ("Cultura de estupro? Não, imagine!", Escreva Lola Escreva, http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/2012/08/cultura-de-estupro-nao-imagine.html).

"Extremamente grosseiro. No fundo, aparenta ser um homem desiludido com alguma mulher e agora passa boas horas do seu dia a escrever absurdos, generalizando o caráter feminino em opiniões grotescas e sem fundamento. No fim, você nasceu de uma mulher. Aposto como não acha isso da sua mãe..." (Lisa, em comentário ao texto "A Síndrome de Cinderela da Brasileira", blogue Nobres Homens, http://nobreshomens.wordpress.com/2013/11/11/a-sindrome-de-cinderela-da-brasileira)

3. Você precisa me conhecer antes de falar de mim, mas eu conheço tudo sobre você

"vc me conhece? Sabe como me porto no meu relacionamento? (...) O q vc não consegue entender, seu boçal, é como pode haver tanta liberdade e respeito juntos, pois vc cresceu vendo só mentiras e enganações! Existe sim, mas isso é um problema seu. Fique aí corroendo suas entranhas com quem leva a vida da forma que vc quer levar, mas não tem coragem. E até posso imaginar o tormento que foi para as heroínas q se relacionaram com vc (...) cada minuto passado ao seu lado foi penoso. E vc está assim pq sabe disso, sabe q foi tolerado por outros fatores que não amor, respeito... foi tolerado por ter dinheiro. Se sente magoado e agora sai por aí descontando em quem vc acha q vai ter medo de vc. Tadinho. Ah, não sei se vc sabe, mas fimose se opera tá?" ("Relacionamento Aberto - Lawlyet_W vs Lola e Feministas", http://mundorealista.com/debates/relacionamento-aberto-lawlyet_w-vs-lola-e-feministas)

4. Uma mulher ser assediada por um homem heterossexual é equivalente a um homem heterossexual ser assediado por um homem homossexual, mesmo que ela não seja lésbica

"Mas falando no meu caso vou dizer o machismo que me atinge: É eu estar trabalhando, de forma séria e responsável e ser obrigada a aguentar o assédio dos homens envolvidos na produção. Machismo é eu não sair pra fotografar um dia sequer sem ter que ser desrespeitada pelo menos umas duas vezes. (...)

"Mas os homens jamais entenderam isso. Aliás, entenderiam se no caso for um hétero sendo assediado todo santo dia por uns dois homo. Sim, porque se eu falar por duas mulheres vão dizer que é legal. Então digo por dois homossexuais pra que talvez tenham a dimensão do que é ser assediada no trabalho por quem não se que de jeito nenhum." (Karina Santiago, no Facebook, comentamos em http://avezdasmulheres.blog.com/2013/11/16/para-voce-entender-uma-mulher-ser-assediada)

Abigail Pereira Aranha

domingo, 25 de maio de 2014

A verdadeira raiz da violência de gênero

Tags: Pornstar , Valentina Nappi , YouTube

La vera radice della violenza di genere
La vera radice della violenza di genere

Esta questão da violência contra a mulher é uma questão ousada.

É uma questão tão sensível que, por medo de cair no politicamente incorreto, muitas vezes se acaba repetindo a banalidade estéril habitual.

Alguns vão rir do fato de que uma atriz pornô - que é a escritora - sente a necessidade de falar sobre isso. E é verdade que muitos - e muitas - fariam melhor em permanecer em silêncio sobre o assunto.

Falamos muito facilmente de violência dos homens contra as mulheres. Esquecemos que as palavras não descrevem a realidade de forma asséptica, mas pressupõe modos de ver. Quem fala de "violência dos homens contra as mulheres" pressupõe uma ontologia, ou seja, uma forma bem definida de recortar o mundo, categorizá-lo. As categorias, incluindo a dos homens e a das mulheres, não estão nas coisas em si, mas em quem olha para as coisas, as leva em consideração, fala sobre elas. Elas não são neutras do ponto de vista dos valores, uma vez que desempenham um papel decisivo na determinação da abordagem teórica e ética de uma determinada questão, das quais vêem as soluções práticas. Vamos dar um exemplo. Apenas alguns fanáticos justificariam apartheid contra Roma, no caso de maior frequência de violência por parte desta última em relação à média; mas muitos, mesmo de idéias progressistas, não se chocam quando se trata de vagões rosa, ou seja, vagões proibidos para homens. A diferença entre os vagões rosa e o apartheid depende unicamente do fato de que não se atribui qualquer valor ontológico às etnias (raças não existem), mas, evidentemente, é considerado ontologicamente legítima a categorização masculino-feminino. Mas este não é o verdadeiro cerne da questão.

A verdadeira questão é: se existissem raças - e se fossem estatisticamente dominantes, por exemplo, os estupros de uma raça contra outra - o apartheid seria legítimo?

Dificilmente um progressista, um democrata, um liberal diria que sim. Provavelmente se veria mais sentido em concentrar-se em causas (nunca ser consideradas naturais!) do diferencial de violência, pois a única alternativa a esta abordagem seria a de assumir que há uma propensão diferente para a violência - de tipo estrutural - entre grupos de seres humanos. A última possibilidade seria abominável mesmo se existem raças, ou seja, se fosse um modo sensato para dividir todos os seres humanos. Da mesma forma, deve ser considerado inaceitável em princípio - independentemente da relevância ou não de uma repartição da humanidade com base em sexo - qualquer discurso sobre a violência que tenha como seus termos, o sexo masculino e o feminino, ou qualquer outro dado biológico. No mais, a única maneira de explicar todas as diferenças entre os indivíduos, sem privilegiar alguns arbitrariamente, é se referir ao bom e velho conceito liberal do indivíduo abstrato (e assexuado). Por outro lado, cada pensamento da diferença - especialmente qualquer feminismo da diferença - é na verdade pensamento em identidade, uma vez que a diferença é ou o que nos faz diferir substancialmente todos (e voltamos para o conceito liberal de indivíduo), ou é a diferença entre as classes que devem ser representar a identidade (mais ou menos característica).Devemos parar, então, de falar de violência dos homens contra as mulheres (note, inter alia, a facilidade com que se usa os artigos definidos...), a violência é sempre de seres humanos contra seres humanos.

Sem esta premissa, não é direito tentar redefinir, em termos de não mais sexistas, o conceito de violência de gênero. Por isso, é errado falar de violência de gênero, mas podemos falar de violência determinada por uma lógica de gênero. Em outras palavras: é a lógica de gênero que torna possível o tipo de violência que consiste na afirmação de masculinidade (ou feminilidade) pela prevaricação. Mas o que está por trás desta lógica? Estratégias de sobrevivência e reprodução. Em outras palavras: interesse. Aqui está a razão de ser do desejo generalizado de preservação das diferenças (leia-se: privilégios) de gênero. Os homens não querem desistir do privilégio de controlar as mulheres, mesmo com o custo de conduzir uma vida mais difícil e, possivelmente, ter que fazer sacrifícios materiais. As mulheres não querem desistir do privilégio de obter benefícios materiais pelo simples fato de ser mulher, mesmo com o preço de ter de se adaptar aos estereótipos da virtude feminina. Esta é a lógica que torna possível um pai (pessoa honesta! trabalhador!) matar sua filha libertina, com a cumplicidade da mãe (mulher santa! sempre dedicada!). Mas como podemos superar tudo isso? Abandonando os papéis. Homens e mulheres - na verdade: seres humanos e seres humanos - não devem ter mais os papéis pré-estabelecidos habituais. O macho não deve ser mais aquele que metaforicamente veste as calças. A homossexualidade deve ser contada para as crianças - e incentivada - da mesma forma que a heterossexualidade, de maneira completamente igual. Etcetera. Os conservadores dirão, por exemplo, que já é verdade que os homens não usam calças metaforicamente. Eles vão dizer que tudo isso não tem nada a ver com a violência, que homens e mulheres podem se respeitar sem abandonar os papéis, etc. Aqueles ficarão ainda mais irracionais em negar que nos séculos passados ​​a violência de gênero foi a norma, muito mais que hoje. Uma versão falsa progressista e aparentemente mais razoável - mas por isso mais insidiosa e perigosa - de tal conservadorismo de gênero é o feminismo da diferença (ou, pior, "o pensamento feminino da diferença"). Esse tende a negar a universalidade do conceito de indivíduo abstrato e assexuado. Por discutir com tal feminismo, esta escritora, embora convencida da necessidade absoluta de abandonar todas as formas de sexismo, é jocosamente chamada de "machista". Por quê? Porque é uma maneira de ir ao encontro do outro (não de encontro ao outro) sexo, uma maneira de fazer as pessoas entenderem que somos amigos, que somos iguais, que temos os mesmos problemas, que nem todas as mulheres estão lá para sentença de lapidação contra o malvado gênero masculino "culpado" por definição.

O definir-se jocosamente "mulher machista", a escritora entende principalmente como uma posição contra as mulheres - muitas vezes em nome da ideologia da diferença, da diversidade de papéis e por aí vai - buscando preservar seus privilégios. O mais baixo e vulgar do que é, talvez, a possibilidade de comercialização do sexo. É realmente nojento que as mulheres possam ganhar vantagens em virtude de seu "potencial" sexual. E é loucura pensar que podemos combater este problema com a repressão. Se proibimos os cigarros, isso faz aumentar - certamente não diminuir - o "preço" (e do poder de quem tem). O mesmo vale para o sexo. Quanto mais se agir de forma repressiva, mais irá aumentar o valor de mercado do potencial sexual feminino. Por outro lado, se homens e mulheres tivessem verdadeiramente a igualdade de oportunidades no que diz respeito ao sexo casual, o potencial sexual feminino seria muito mais difícil de vender, e poderiam vendê-lo exclusivamente aquelas (ou aqueles) com qualidades (naturais ou adquiridas com o exercício) particulares, como em outras áreas. A escritora tenta dar uma pequena contribuição nessa direção vivendo o sexo casual como algo normal, cotidiano, a ser praticado com a mesma facilidade e desenvoltura com que se toma um café. Mas não basta a dimensão privada: também é necessária a divulgação pública, a representação cultural desses padrões de comportamento. Esta deve ser, no fundo, uma das tarefas da pornografia: difundir um modelo de sexualidade sem superestruturas, em que as mulheres têm a mesma probabilidade do que os homens de ter sexo ocasional. É a repetição de casos feita há várias décadas, mas continua a ser relevante porque, de fato, não foram realizados, ou não são plenamente realizados. A escritora, apesar de ter a necessidade de ganhar o mínimo necessário para viver, tentar fazer esta batalha, também realizando projetos sem fins de lucro: uma coisa que enfurece algumas "concorrentes" do sexo feminino. Obviamente que não é inteiramente correto definir-se machista a posição da mulher que quer que nós sejamos sérios sobre a igualdade de oportunidades e da justiça, de todos os pontos de vista, para homens e mulheres: de fato, é uma provocação. Mas é uma provocação que faz sentido, uma vez que nos Estados Unidos, um país que se define um baluarte da democracia, as mulheres condenadas à morte e executadas a partir de 1976 até hoje são menos de um por cento em relação aos homens. Pode-se supor que a maior propensão para cometer um crime dos homens depende, em alguma medida, de eles terem geralmente falta, ao contrário do sexo feminino, de possibilidade relativamente fácil, e não muito arriscada, de conseguir vantagens materiais. O fato de que, entre os sem-teto em os EUA, os homens solteiros são três vezes mais que as mulheres solteiras nos levaria a pensar nesta direção. Na escola, de acordo com um estudo da OCDE, os estudantes do sexo masculino de mesmo desempenho geralmente são penalizados. Os dados sobre os quais se pode pensar são infinitos. Parece, portanto, evidente que definir-se machista, da parte de uma mulher (e, em particular, uma atriz pornográfica), significa enfatizar como os problemas de lógica de gênero (do qual o pensamento da diferença, a justificação posterior do status quo de diferentes abordagens sexuais etc. são formas inconscientes) também são problemas dos homens. Devem ser considerados, simplesmente, problemas humanos.

Valentina Nappi

22 de maio de 2013, http://www.funweek.it/lolnews/vera-radice-della-violenza-di-genere.php

Tradução: Abigail Pereira Aranha.

Belo texto, mas esta questão é pior do que isso. Vou destacar isso na próxima postagem.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Do perfil da Abigail: fariseus e cristãos

O que Jesus disse para os discípulos foi: "resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras". Quando ele disse "vocês devem obedecer e seguir tudo o que eles dizem, porém não imitem as suas ações", ele estava falando dos fariseus que queriam matá-lo.

Abigail Pereira Aranha

http://www.facebook.com/abigail.pereira.aranha.91

https://plus.google.com/102494518729286023431

http://www.stumbleupon.com/stumbler/AbigailPereira

http://pinterest.com/abigailpereira

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Do perfil da Abigail: homem feio com mulher bonita segundo lésbica

"Se uma mulher bonita está com um homem não tão bonito assim, talvez ele não tenha nenhum dinheiro mesmo. Talvez ele só a trate melhor que você!"

Pois é, querida, sei de quem você está falando. Os dois são amigos, ele parece gay mas não é e o namorado dela é ciumento.

Abigail Pereira Aranha

http://www.facebook.com/abigail.pereira.aranha.91

https://plus.google.com/102494518729286023431

http://www.stumbleupon.com/stumbler/AbigailPereira

http://pinterest.com/abigailpereira

O Puritano-Feminismo episódio 13: um caso de intriga feminina que eu ouvi no ônibus

Boa tarde, meus amigos e minh@s inimig@s. Eu estava anteontem no ônibus voltando pra casa, umas 11 da noite, e ouvindo uma conversa entre duas moças. Elas não eram feias, só podiam ser mais simpáticas. Pelo que deu pra notar, era caso de Facebook. A que estava falando (a outra só ouvindo) estava contando que uma amiga mandou uns parabéns para o namorado dela, por alguma coisa que ele conseguiu, no perfil dele no Facebook. Mesmo assim, ela disse: "ela fez isso pra me atingir". Conheço a espécie: defende a liberdade e a privacidade, mas apenas para ela mesma. Mas o que me chamou mais a atenção foi que ela disse que a outra tirou umas fotos de biquíni e postou no Facebook. Aí, essa que estava falando conta que mostrou as fotos para a mãe dela e a mãe dela disse: "se fosse eu, metia a mão na cara dela". E mais uma coisa me chama a atenção: toda essa picuinha só tem mulher como "estrela".

Na hora eu só pensei: por trás de uma mulher que tem problemas no trabalho ou na família por fotos ousadas na internet, está o patriarcado, e o patriarcado é coisa de mulherzinha.

Abigail Pereira Aranha

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Sex, lust, debauchery, naked woman, pornography section

Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia

O tema de hoje é ... pouca vergonha no Facebook.

Il tema di oggi è ... spudoratezza in Facebook.

Today's theme is... shamelessness in Facebook.

El tema de hoy es ... la desverguenza en Facebook.

coroa-pegando-loura-gelada-na-geladeira-210514 - veja mais / vea más / see more / vedi più

lady-in-bikini-210514 - veja mais / vea más / see more / vedi più

bebendo-leite-e-sorrindo - veja mais / vea más / see more / vedi più

bombom-com-leite-condensado - veja mais / vea más / see more / vedi più

morango-com-creme - veja mais / vea más / see more / vedi più

executiva-mulher-vitoriosa-210514 - veja mais / vea más / see more / vedi più

domingo, 11 de maio de 2014

.: Mulher não trai, se vinga de quê?

.: Mulher não trai, se vinga de quê?: Recebi um link pelo e-mail de um leitor assíduo do blog, pedindo para fazer uma matéria sobre a traição feminina, que os meios de comunic...

sábado, 10 de maio de 2014

A Sociedade dos Garotos - parte 3: As mães e a destruição interior dos filhos

Abigail Pereira Aranha

A ideia da série "A Sociedade dos Garotos" não é mostrar uma conspiração das mamães para dominar o mundo. Qualquer homem que não seja feminista deve ter notado que mesmo hoje uma mulher destacada profissionalmente, com pós-graduações, com viagens para o exterior e aparentemente bem informada geralmente não tem sequer equilíbrio mental e argumentos para responder um comentário discordante de dois parágrafos, principalmente em LGBT-Feminismo. "A Sociedade dos Garotos" está mais para uma estrutura empírica que serve às mães e consegue se autoalimentar.

Qualquer casal de "losers" desequilibrados que mal se toleram pode formar uma família. Ou algo parecido. Se você fosse Deus e quisesse dar a uma criança toda a formação necessária para que ela se transformasse em uma pessoa adulta decente, ela só poderia ser filha de pouquíssimas pessoas sensatas e esclarecidas no mundo. Mas se você fosse Deus e odiasse essa mesma criança, bastaria entregá-la aos cuidados de qualquer família típica.

Vamos ver sobre a importância da família?

Ensino de valores morais. Fora honrosas exceções de pais que até se preocupam com isso, os pais usam a palavra "educação" significando transmitir a própria ignorância e impedir que os filhos sejam ou conheçam algo melhor que eles próprios. O Brasil é um exemplo ilustrativo: 90% da população é cristã e qualquer criança de 5 anos é levada pelos pais à igreja, mas poucas pessoas não são alcóolatras, estúpidas ou desonestas.

Disciplina. O que se costuma chamar de disciplina ou educação é igual refrigerante de laranja: suco de laranja tem, mas até o gosto é artificial. Qualquer raiva reprimida no trabalho ou na vizinhança pode virar disciplina. Uma criança podia ser espancada só por ser canhota e os pais analfabetos acharem que ela usa a mão esquerda de brincadeira. Claro que não estou falando de honrosas exceções de pais que sabem a missão que têm nas mãos e o que estão fazendo.

Responsabilidade. Hoje em dia nós vemos um bocado de mães solteiras que deixam o filho pequeno na creche ou na escola com gosto, para passear com vadia com o dinheiro da pensão alimentícia. É um exemplo grotesco, mas parece que a grande diferença entre as mães de hoje e as do passado é a oportunidade. E quando os pais se dizem responsáveis pelos filhos, em geral se referem a proibir contatos, bloquear internet e ensinar religião. Ser responsável legal e pagar os gastos dos filhos, que é só parte de uma missão, virou fonte de poder para abusar de uma criança e argumento de qualquer lésbica mãe precoce de bairro horrível que ouve o que não quer.

Educação sexual. Quando os pais, principalmente a mãe, estão interessados nos filhos, em geral estão preocupados em criar pessoas tão infelizes quanto eles mesmos, isso quando não estão preocupados apenas no próprio horror a sexo e prazer. Até as vadias de passado podre fazem educação anti-sexual dos filhos, talvez elas sejam até as mais "moralistas".

A verdadeira importância da família

Ensinar a bipolaridade moral. Pais ensinando os filhos a mentir, ou aprendendo a serem cobrados de uma coisa e ver os pais fazendo outra: se nem todas as famílias são assim, isso não ajuda nada aos defensores da família, porque um simples caso de pais amorais tira muito do sentido de se submeter aos pais e desmonta toda a louvação. Crianças veem a incoerência, e em vez de ouvir argumento levam surra.

Criar canalhas. Você conhece algum caso de criança que fazia coisas erradas com o irmão e sempre se dava bem. Também conhece casos de pais que prosperaram fazendo algo errado ou colheram ingratidão e canalhice fazendo o correto. E quando a mãe se casou enganando o marido quando estava grávida de outro homem ou fingia estar grávida? Por que quem viu o erro dar lucro vai se interessar na vereda da justiça?

Ensinar a valorização da família acima de (quase) tudo. É a mais grosseira das autoadulações a família ensinar a valorização e a defesa da família. Pouquíssimas famílias conseguem ter filhos que conseguem uma conversa decente com os pais, ou irmãos que conseguem se divertir juntos. O próprio discurso comum entre carolas de que é preciso paciência e sacrifício para preservar o casamento e a família já mostra que colocar a família em primeiro lugar é a exaltação do vazio baseada no nada em troca de continuar usando a tolerância. Nos tempos antigos, pais deviam apedrejar ou cortar relações com um filho porque ele abandonava a religião. Algumas religiões pagãs tinham pais fazendo sacrifícios humanos dos filhos. Nos tempos modernos, o seu desafeto visita o seu perfil no Facebook enquanto o seu irmão te bloqueou. E então, onde está a família de sermão de domingo?

Ainda a verdadeira importância da família: alimentar a pobreza moral e mental reinante

Vamos fazer um exercício rápido de Estatística. Vamos supor que a probabilidade de um homem ou de uma mulher ser acima da mediocridade moral e mental seja 10%, e vamos supor que a probabilidade de um homem ou uma mulher se casar e ter filhos seja independente de estar acima da mediocridade ou não. E vamos supor que a chance de um homem acima da mediocridade se casar com uma mulher acima da mediocridade seja 80%, e que homens e mulheres são em mesmo número. Isso significa que 8% dos casais (80% de 10%) são acima da mediocridade e 4% dos casais são de homem acima da mediocridade com mulher não-acima da mediocridade ou vice-versa (20% de 10% para cada). Bom, 2 chances em 3 de um homem e uma mulher superiores estarem em família (nos dois sentidos) ainda está bom. E também estamos supondo um país onde as pessoas podem escolher os próprios cônjuges. Onde elas não podem, o próprio casamento vai ser uma tentativa dos pais de "corrigir" os filhos (nenhum pai católico tradicional disse para o filho: "você, que duvida de algumas doutrinas da Igreja, vai gostar da sua futura esposa ateia, anarquista, contra a castidade e defensora do tal casamento aberto"). Mas vamos supor que a chance de um homem acima da mediocridade se casar com uma mulher acima da mediocridade seja 15%. Portanto, 85% dos homens acima da mediocridade casados vão ter estar casados com mulheres não-acima da mediocridade e vice-versa. Então, a chance de uma pessoa acima da mediocridade casada ter um cônjuge que não é vai ser 100% × (2 × 85) / (2 × 85 + 15) = 91,9%. Bom, também vamos supor cada homem casado com uma mulher só. Mas isso tudo é pra mostrar "com número" (no Brasil, às vezes até um universitário pede para explicar "com números") como as pessoas de mente acima da mediocridade, que já são minoria, ainda são intimidadas pelo casamento. E além dos pais que tentam corrigir os filhos no que os filhos estão certos usando casamento arranjado onde isso é comum, ou atrapalhando o namoro onde isso não é, uma pessoa acima da mediocridade tende a ser atrapalhada pelo cônjuge que não é na educação do seu próprio filho.

Famílias não criam mulheres e muito menos homens

Tudo que os defensores da família têm de argumentos são as responsabilidades dos pais sobre os filhos pequenos, e até estas são mal cumpridas. E em nome do "pagar as contas", o filho da família típica é abusado fisicamente, pedagogicamente, mentalmente, socialmente. Os pais quase sempre só permitem que um filho seja intelectualmente melhor e mentalmente mais saudável que eles próprios quando têm expectativa de que ele tenha sucesso financeiro e social, e que eles próprios possam se aproveitar dele. Fora isso, e mesmo em alguns casos desse tipo, o amor incondicional da mãe ia, no passado, desde tratar uma descoberta do filho que veio do uso da lucidez ou da ciência como futilidade até entregar o próprio filho para uma morte dada pelo poder político ou religioso, assistida ou provocada por uma multidão de analfabetos infelizes. A família tende a transformar mulheres em donzelas medíocres e homens em garotos idiotas. As poucas pessoas bem ajustadas, respeitáveis e bem sucedidas por causa de suporte familiar são filhas, parentes ou esposas de pessoas ricas ou excepcionalmente sábias e amorosas, o que só mostra que a regra geral é exatamente o contrário. Lembrando que a família é a base da sociedade.

Palavras relacionadas: Dia das Mães, amor de mãe, amor verdadeiro de mãe, família em primeiro lugar, preservar a família, filhos saudáveis, criação de filhos, sabedoria dos pais, ouvir os idosos
Related words: Mother's Day, Mother's Love, true mother's love, family first, preserving the family, healthy children, raising children, parental wisdom, listen to the elderly
Parole correlate: Festa della Mamma, amore di mamma, vero amore della madre, la famiglia in primo luogo, preservando la famiglia, bambini sani, educazione dei figli, la saggezza dei genitori, ascoltare gli anziani
Palabras relacionadas: Día de la Madre, el amor de madre, amor verdadero de la madre, de la familia en primer lugar, la preservación de la familia, los niños sanos, crianza de los hijos, la sabiduría de los padres, escuchar a los ancianos
Questo testo in italiano senza foti e filmati di sesso, in Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: La Società degli Ragazzini - parte 3: Le madri e la distruzione interiore dei bambini, http://avezdoshomens2.blog.com/2014/05/10/la-societa-degli-ragazzini-parte-3
Questo testo in italiano con foti e filmati di sesso, in Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible: La Società degli Ragazzini - parte 3: Le madri e la distruzione interiore dei bambini, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2014/05/la-societa-degli-ragazzini-parte-3-le.html
Eso texto en español sin fotos e peliculas de putaría, en lo Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: La Sociedad de los Chiquitos – parte 3: Las madres y la destrucción interna de los niños, http://avezdoshomens2.blog.com/2014/05/10/la-sociedad-de-los-chiquitos-parte-3
Eso texto en español con fotos e peliculas de putaría, en lo Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible: La Sociedad de los Chiquitos – parte 3: Las madres y la destrucción interna de los niños, http://avezdoshomens2.blogspot.com.br/2014/05/la-sociedad-de-los-chiquitos-parte-3.html
This text in English without sex pics and movies, at Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: The Little Boys Society - part 3: The mothers and inner destruction of children, http://avezdoshomens2.blog.com/2014/05/10/the-little-boys-society-part-3
This text in English with sex pics and movies: The Little Boys Society - part 3: The mothers and inner destruction of children, at Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible, http://avezdoshomens2.blogspot.com.br/2014/05/the-little-boys-society-part-3-mothers.html
Texto original em português sem fotos e vídeos de putaria: A Sociedade dos Garotos - parte 3: As mães e a destruição interior dos filhos, no A Vez das Mulheres de Verdade, http://avezdasmulheres.blog.com/2014/05/10/a-sociedade-dos-garotos-parte-3
Texto original em português com fotos e vídeos de putaria: A Sociedade dos Garotos - parte 3: As mães e a destruição interior dos filhos, no A Vez dos Homens que Prestam, http://avezdoshomens.blogspot.com.br/2014/05/a-sociedade-dos-garotos-parte-3-as-maes.html e no Viver a Vida e Planejamento Estratégico, http://imaculadaeabigail.blogspot.com/2014/05/a-sociedade-dos-garotos-parte-3-as-maes.html
La serie La Società degli Ragazzini senza fotos e filmati di dissolutezza
La serie La Società degli Ragazzini con fotos e filmati di dissolutezza
La serie La Sociedad de los Chiquitos sin fotos e peliculas de putaría
La serie La Sociedad de los Chiquitos con fotos e peliculas de putaría
The series The Little Boys Society without sex pics and movies
The series The Little Boys Society with sex pics and movies
A série A Sociedade dos Garotos sem fotos e vídeos de putaria
A série A Sociedade dos Garotos com fotos e vídeos de putaria no Viver a Vida e Planejamento Estratégico
A série A Sociedade dos Garotos com fotos e vídeos de putaria no A Vez dos Homens que Prestam

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Sex, lust, debauchery, naked woman, pornography section

Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia

Feliz Dia das Mães

Felice Festa della Mamma

Happy Mother's Day

Feliz Día de la Madre

Granny gangbanged

(Velhota faz gangbang / vecchia donna fa un gangbang / anciana hace un gangbang)

Both My Grannies Got Gangbanged - Scene 1 - Robert Hill

(Minhas duas avós fizeram um gangbang - Cena 1 - Robert Hill / Entrambe le mie nonne hanno ottenuto un gangbang - Scena 1 - Robert Hill / Mis dos abuelas recibieron un gangbang - Escena 1 - Robert Hill)


BOTH MY GRANNIES GOT GANGBANGED - Scene 1 - ROBERT HILL brought to you by Spankwire

terça-feira, 6 de maio de 2014

Violência contra o homem 22: quer ver a diferença entre homem acusado de pedofilia e mulher acusada de pedofilia?

Suspeito de molestar crianças é assassinado a tiros em aglomerado de BH

O homem foi morto com seis tiros enquanto orava com um amigo dentro de casa. Polícia apura denúncias de que vítima se relacionava com crianças do Aglomerado da Ventosa

Luana Cruz

Publicação: 04/05/2014 08:14

Um homem suspeito de molestar crianças foi assassinado dentro de casa no Aglomerado da Ventosa, Região Oeste de Belo Horizonte, e um amigo informou aos policiais militares que a vítima estava rezando no momento do crime. O homicídio aconteceu no Beco Cercadinho no fim da noite de sábado, quando os dois amigos se concentravam nas orações dentro do quarto da casa onde moram juntos.

De acordo com o amigo da vítima, dois homens encapuzados invadiram o barracão, chegaram até o quarto, pediram que ele virasse o rosto e executaram José Cardoso Filho com seis tiros. A testemunha disse que conhecia o amigo há muitos anos e morava com ele há apenas dois meses. Ele pediu socorro, mas quando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou, José já estava morto no quarto. Os atiradores fugiram sem deixar rastros.

Os militares colheram informações no local do crime de que José é suspeito de estuprar crianças no aglomerado. Souberam também que a casa era visitada por menores com muita frequência. As denúncias ainda serão apuradas pela Polícia Civil. O amigo de José disse desconhecer qualquer relação da vítima com crianças. A perícia constatou perfurações de pistola 380 espalhadas pelas costas, ombro, mãos e perna de José.

Comentários

Autor: Carlo Oliveira

O tião....melhor morto...preso, na hora que sair cria problemas de novo... Guilherme, Desculpe-me se sou bobinho...você foi sarcástico né????? kkkkkkkkk

Autor: Guilherme ferreira

Absurdo, o suspeito estava rezando e dois bandidos truculentos tiram a vida do homem. Bandido nenhum tem direito de tirar a vida de ninguém, por que eles não respeitam os direitos humanos, será que eles são melhores que nós. Afinal eles são pagos com nosso dinheiro, uso e receptação que os sustentam.

Autor: geraldo silveira

TOLERÂNCIA ZERO esses monstros!!!

Autor: sebastião costa

Qual o pai aceita o filho/filha ser molestado/a? Se a justiça fosse correta e honesta, o crápula estaria preso.

Autor: Paulo Cruz

-1 pedófilo neste país das barbáries.

Estado de Minas, Belo Horizonte, 04/05/14, http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2014/05/04/interna_gerais,525122/suspeito-de-molestar-criancas-e-assassinado-a-tiros-em-aglomerado-de-bh.shtml.

Mulher foi espancada até a morte no Guarujá por causa de boato na internet

Vizinhos agrediram vítima por causa de retrato falado de suposta sequestradora de crianças

Do R7, com Rede Record

Fabiana foi encontrada com o rosto desfigurado e não resistiu à agressão

Reprodução Rede Record

Fabiana Maria de Jesus, 33 anos, moradora do Guarujá, litoral paulista, morreu na manhã desta segunda-feira (5) por causa de um boato, espalhado na internet, de que havia uma sequestradora de crianças na região. A investigação policial aponta para o rumor como motivo do crime e afirma que não havia nenhum boletim de ocorrência sobre sequestro de menores no Guarujá.

Fabiana foi amarrada, espancada e arrastada, no último sábado (3), por um grupo de moradores do bairro Morrinhos, no Guarujá. A agressão foi registrada em vídeo e, segundo os vizinhos, ela estava apanhando por ser a mulher que estava sequestrando crianças na região.

Duas imagens circulavam pelas redes sociais: um retrato falado, e uma foto de uma mulher. O primeiro, na verdade, pertence a um caso de 2012, ocorrido no Rio de Janeiro. Já a fotografia remete a uma página de humor no Facebook, chamada "Jaciara Macumbeira".

A página no Facebook Guarujá Alerta, que tem mais de 50 mil curtidas, chegou a receber diversas mensagens de internautas sobre a existência da suposta sequestradora. No dia 28 de abril, a página alertou que não havia registro policial de sequestro na cidade, e que "tudo não passava de boatos". Essa publicação foi compartilhada por 115 usuários.

Boato chegou a ser alertado por página no Facebook

Reprodução/Facebook

No dia seguinte, a página mais uma vez publicou que o caso era um boato, e colocou os links que esclareciam o retrato falado e a imagem de uma mulher, que circulavam na internet. Essa publicação teve 175 compartilhamentos.

Procurada pelo R7, a administração do Guarujá Alerta não se manifestou sobre o assunto. Na manhã desta segunda-feira, a página publicou que não se manifestaria sobre o assunto para não atrapalhar o trabalho da polícia.

Moradores chegaram a afirmar para a reportagem da Rede Record que ela "estava pegando crianças" e "tentou comprar uma criança com uma banana".

Outra moradora disse que os filhos não podiam mais ir ao colégio por causa dos sequestros.

Fabiana, que também foi arrastada no meio da rua, teve ferimentos graves e chegou a ser socorrida com vida. O Corpo de Bombeiros a encontrou com os pés amarrados e o rosto desfigurado.

Ela foi internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital Santo Amaro, com traumatismo craniano.

Em declarações à imprensa local, um homem que se dizia marido dela garantiu a inocência de Fabiana, afirmando que ela era portadora de transtorno bipolar e fazia acompanhamento médico. Ela também era mãe de dois filhos, um de 12 e outro de um ano.

A agressão agora é investigada pelo 1º Distrito Policial.

Justiceiros

A ação de grupos de justiceiros tem ganhado cada vez mais repercussão no Brasil. Em fevereiro, um adolescente de 15 anos foi preso a um poste, deixado nu e agredido por um grupo de homens, no Flamengo, zona sul do Rio de janeiro. Ele e outros dois colegas eram suspeitos de ter roubado bicicletas na região. À polícia, o rapaz disse que foi atacado com capacetes, rasteiras e joelhadas por cerca de 30 pessoas.

Revoltados, "justiceiros" lincham e matam nas ruas suspeitos de crimes. Relembre casos marcantes

Uma artista plástica postou fotos do adolescente no Facebook. A apresentadora do SBT Rachel Sheherazade fez um comentário dizendo que a atitude dos agressores "é compreensível" e, nas redes sociais, gerou polêmica sobre fazer justiça com as próprias mãos.

Outro caso emblemático aconteceu também no Rio de Janeiro, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Igor de Oliveira Falcão, de 20 anos, aparece em um vídeo sendo executado no meio da rua. Ele seria um assaltante da região.

R7, 05/05/14, http://noticias.r7.com/sao-paulo/mulher-foi-espancada-ate-a-morte-no-guaruja-por-causa-de-boato-na-internet-05052014.

"Foi uma crueldade", diz irmã de mulher morta após ser espancada

Ela foi agredida após ser acusada de praticar magia negra com crianças.

Advogado diz que postagem em página de rede social gerou boato.

Do G1 Santos

Irmã de Fabiane fala sobre o caso (Foto: Reprodução/TV Tribuna)

Irmã de Fabiane afirma que vítima foi agredida com crueldade (Foto: Reprodução/TV Tribuna)

Familiares e amigos da dona de casa Fabiane Maria de Jesus, de 33 anos, que morreu após ser espancada ao ser confundida com uma sequestradora de crianças, em Guarujá, no litoral de São Paulo, disseram que irão até as últimas consequências para punir os culpados pela morte. Segundo a família, ela foi agredida após um boato gerado em uma página em uma rede social que afirmava que a dona de casa sequestrava crianças para utilizá-las em rituais de magia negra.

O espancamento aconteceu no bairro Morrinhos no início da noite deste sábado (3). A mulher foi amarrada e agredida e, segundo testemunhas, os moradores afirmavam que a mulher havia sequestrado uma criança para realizar trabalhos de magia negra. O caso foi registrado na Delegacia Sede de Guarujá, onde será investigado. Até o momento, ninguém foi preso. A polícia está analisando as imagens da agressão e tenta identificar os envolvidos no caso.

Mulher morreu apos ser espancada em Guarujá, SP (Foto: Arquivo Pessoal)

Mulher morreu após ser espancada em Guarujá (Foto: Arquivo Pessoal)

De acordo com familiares de Fabiane, após as agressões, ela sofreu traumatismo craniano e foi internada em estado crítico no Hospital Santo Amaro, também em Guarujá. Minutos após a agressão, a Polícia Militar chegou a isolar o corpo de Fabiane acreditando que ela estava morta após o espancamento. Na manhã desta segunda-feira, porém, a família recebeu a informação de que Fabiane não havia resistido aos ferimentos e morreu.

"Foi uma crueldade. Isso não se faz com uma pessoa. É muita maldade o que fizeram com a minha irmã", lamenta Lediane de Jesus Ribeiro, irmã de Fabiane. Também na porta do hospital, um dos primos dela confirmou a versão de que Fabiane foi agredida depois de boatos na internet. "Tudo começou com um boato. Divulgaram fotos no Facebook, onde várias pessoas têm acesso diariamente. Disseram que essa pessoa da foto parecia com a minha prima, mas não tinha nada a ver com ela. Mesmo que fosse, pela brutalidade que foi feita, não justifica. Mataram ela, deram pauladas, jogaram bicicleta, amarraram, arrastaram. Essas pessoas não podem viver na sociedade. Elas têm que viver excluídas da sociedade, presas, dentro de uma cela", reclama o Eduardo Ribeiro, primo de Fabiane.

Advogado Airton Sinto disse que buscar a justiça (Foto: Reprodução/TV Tribuna)

Advogado Airton Sinto disse que vai buscar a justiça (Foto: Reprodução/TV Tribuna)

Advogado acusa página de rede social

O advogado da família da vítima, Airton Sinto, diz que algumas pessoas teriam visto, na página do Facebook 'Guarujá Alerta', o retrato falado de uma mulher que estaria sequestrando crianças em Guarujá e pensaram que se tratava de Fabiane.

Segundo ele, Fabiane não teve tempo de se defender das acusações e agressões. O advogado diz que o autor da página na internet ainda não foi identificado, mas entende que quem fez a postagem foi responsável pelo crime.

"A gente não vai descansar enquanto não houver Justiça em relação aos agressores. A gente precisa levantar o debate em relação à irresponsabilidade das pessoas que divulgam o que quiserem nos sites de relacionamento. Eles arrasaram uma família. Eu tenho certeza que quem administra essa página não tinha intenção de matar uma mulher, mas é responsável na medida de sua culpabilidade. Eu falo dessa página porque tem 50 mil seguidores. Quando ele coloca uma letra, uma vírgula, isso vai para 200, 300 mil pessoas. Em nome da Fabiane, a gente tem que levantar esse debate", afirma.

O G1 entrou em contato com o administrador da página Guarujá Alerta, responsável pela divulgação do material. Segundo o administrador da página, que não quis ser identificado, o Guarujá Alerta sempre alertou os seguidores de que a situação era apenas um boato. O administrador da página assume que publicou um retrato falado semelhante ao da vítima, foto que foi removida algumas horas depois. O administrador afirma que a página vem sendo alvo de perseguição política, já que faz graves denúncias sobre a cidade. O responsável pela página Guarujá Alerta afirma ainda que está aberto para qualquer esclarecimento judicial e se compromete a pedir uma perícia técnica para comprovar que nada foi apagado da página do Facebook.

G1 Santos, 05/05/14, http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2014/05/foi-uma-crueldade-diz-irma-de-mulher-morta-apos-ser-espancada.html.

Comentários de A Vez das Mulheres de Verdade / A Vez dos Homens que Prestam

Homem acusado de pedofilia:

1 - Acusado é igual a culpado.

2 - Pode ser linchado.

3 - Matéria curta e morreu o assunto.

Mulher acusada de pedofilia linchada por populares:

1 - Acusação sem provas vira acusação sem provas.

2 - "Em rápida pesquisa pela internet, é possível encontrar o desenho em outras postagens de diferentes crimes. Um, inclusive, foi escrito em 2009 e utiliza a mesma foto" ("Mulher é morta por justiceiros depois de boato criado na internet", O Tempo, Belo Horizonte, 05/05/14, http://www.otempo.com.br/capa/brasil/mulher-%C3%A9-morta-por-justiceiros-depois-de-boato-criado-na-internet-1.832979). Ou seja, boato vira boato.

3 - Várias matérias sobre o assunto. No G1, de onde foi copiada esta matéria: "Delegado diz que vídeo da agressão já está com a polícia: 'Crime bárbaro'".

4 - Ah, a polícia vai atrás dos linchadores.

5 - Crueldade vira crueldade.

6 - "Essas pessoas não podem viver na sociedade. Elas têm que viver excluídas da sociedade, presas, dentro de uma cela".

7 - "A gente precisa levantar o debate em relação à irresponsabilidade das pessoas que divulgam o que quiserem nos sites de relacionamento".

8 - Um advogado pode processar a página onde foi divulgado o boato sem ser acusado de defender pedófilo.

9 - Declaração de morador não vira laudo de investigação.

10 - Tem que voar um pouquinho de sangue em cima da "extrema-direita". O administrador da página Guarujá Alerta diz que está sendo perseguido por criticar o governo. A prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito, é do PMDB (partido aliado ao PT). O advogado citado na matéria do G1, Airton Sinto, foi concorrente dela na eleição de 2012, mas no segundo turno, entre as opções, escolheu apoiá-la (nota de esclarecimento em http://airtonsinto.blogspot.com/2012/12/nota-de-esclarecimento-desde-o-dia-que.html). Pode até não ter nada a ver, mas são umas coincidências interessantes. Além da menção à Rachel Sheherazade (que além de cristã conservadora tem uma tendência feminista, mas dá umas dentro) e aos "justiceiros" na matéria do R7.

Abigail Pereira Aranha

sábado, 3 de maio de 2014

Violência contra o homem 21: em um caso de linchamento depois de falsa acusação de estupro, homens falando como feminazistas, mulheres falando "como homem"

Boa noite, meus amigos e minh@s inimig@s. Vocês se lembram daquele dentista que foi morto por policiais porque foi confundido com um assaltante, o Flávio Santana? Para quem não se lembra, ou era muito novo (o caso é de 2004) ou não é do Brasil, eu relembro.

Dentista negro é morto por policiais em São Paulo

O dentista Flávio Ferreira Santana foi morto por policiais militares por engano, em São Paulo. O crime aconteceu no último dia 3 de fevereiro, depois que Antonio Alves dos Anjos, vítima de um assalto, apontou o rapaz que é negro a três policiais como sendo o provável bandido.

Os PMs abordaram o dentista, que estava desarmado, e o executaram com dois tiros no peito. Depois, forjaram uma prova do crime, colocando uma pistola junto ao seu corpo. Mas Antonio Alves dos Anjos não reconheceu Flávio Santana como sendo o assaltante e o fato teria sido omitido no boletim de ocorrência, onde consta que o dentista teria resistido à prisão e atirado contra os policiais.

Segundo a família de Flávio, ele teria ido levar a namorada ao aeroporto, quando foi morto. A testemunha decidiu hoje contar a sua versão à Policia Civil e inocentar o dentista. Antonio dos Anjos que presta depoimento neste momento no 13º Distrito Policial da Casa Verde não teria procurado a polícia antes por medo. As informações são da TV Bandeirantes e da TV Record.

(Estadão, 7 de Fevereiro de 2004, http://www.estadao.com.br/arquivo/cidades/2004/not20040207p11498.htm)

Imaginem se eu digo isto aqui:

Mais de 70% dos criminosos são de jovens entre 18 e 34 anos, pobres, negros e com baixa escolaridade, mesmo os negros sendo 60% da população geral e a nova classe média sendo 50,5%. Nos Estados Unidos, de cada 12 criminosos, 11 são negros.

O latrocínio é um dos crimes mais repulsivos que existem! Não dá para pegar um caso isolado que deu errado e tratar como regra pra justificar um ato abominável.

A imaturidade e irresponsabilidade destes policiais não têm relação nenhuma com a luta contra o crime.

Dizer que um cidadão de bem não merece ser roubado é errado porque a sociedade só visa os direitos dos negros? CALA A BOCA, IMBECIL!

(Fonte da foto: http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u89845.shtml)

Pois é, uma vez o "Orgulho de Ser Hétero" publicou um caso de um adolescente que foi espancado por um homem porque uma garota fez falsa acusação de estupro. Está em http://orgulhohetero.blog.br/porque-esse-caso-nao-ganhou-repercusao. O autor chamou as lesbonazistas pra se manifestarem. O retorno foi até o esperado.

Gabriella Nascimento · Seguir · UFAM - Universidade Federal do Amazonas · 107 assinantes

Olha na boa sou mulher,mas nao sou a favor do feminismo,vejo elas falando muita merda. Mas nesse caso desse garoto,nao posso fazer nada alem de sentir muito e compartilhar. Mas nao e pq uma otaria dessas fez uma coisa dessas de acusar um garoto de algo tao grave,que eu ou qualquer outra garota merece menos respeito ou ser estuprada. E a questao nao ser mal comida,a questao em ponto e que o Brasil ta cheio de casos de estupro e violencia contra a mulher,e nos queremos respeito. E nao adianta dizer q e a roupa,pq quando vcs homens saem por ai sem camisa ou de short,ninguem os estupra. Alguns de voces precisam aprender que nos mulheres nao somos objetos sexuais,somos muito mais que isso. Se fosse a mae de voces que fosse estuprada,voces culpariam a roupa que ela usava? Ninguem merece ser estuprado,ninguem merece ser violentado,de forma alguma. Todos,sejam homens ou mulheres merecem respeito. Tenho muito amigos homens e somos muito diferentes,mas independente das diferenças todos merecemos respeito mutuo.

Responder · Curtir · 5 · Seguir publicação · 31 de março às 11:34

Uma nazista de gênero que não é feminista, como sempre. Bom, algumas mulheres também precisam aprender que os homens merecem respeito, e também não foi o irmão dela que foi preso, espancado ou morto por falsa denúncia de assédio ou estupro. E nos fóruns feministas são só as mulheres que merecem respeito, não homens e mulheres. Mas o pior não foi essa não-feminista. O que foi de chorar foi ver comentários de outros homens (grifos meus):

Bruno Torres · Universidade Santa Cecília - Unisanta

Cara, me desculpa, mas tá falando merda. Tá pegando um caso isolado e menosprezando um movimento que tem total relevância. No Brasil, a cada 12 segundos, eu disse 12 segundos uma mulher é estuprada. Esse BLOG é "Orgulho de Ser Hétero" e não "orgulho de ser um imbecil machista", apesar da maioria das tirinhas serem engraçadas e que levam o tema do machismo. Mas acredito que elas se dão no âmbito do HUMOR. Nenhuma mulher, independente do que faça, pense ou lute, não deveria ser estuprada NEM AS MAL COMIDAS. ESTUPRADOR tem que morrer, mas não dá para pegar um caso isolado que deu errado e tratar como regra pra justificar um ato abominável.

Responder · Curtir · 897 · Seguir publicação · Editado · 30 de março às 11:26

Edgard Victor Macedo

O que diabos tem uma coisa a ver com outra? Só por que tem gente doente no mundo que mente pra prejudicar o outro, outras pessoas que não tem nada a ver com isso merecem ser tratadas iguais a esses doentes? Merecem ser estupradas? A página aqui tem muita coisa legal, e por isso eu curti, mas jamais imaginei que veria algo tão imbecil e de tão maldoso assim. Quem acha que qualquer pessoa, seja homem, mulher, criança ou idoso merece ser estuprado, precisa de tratamento e cadeia!

Responder · Curtir · 111 · Seguir publicação · 30 de março às 11:57

Jonatas Lima · Seguir · Quem mais comentou · São Paulo · 141 assinantes

O ADM dessa página tem 15 anos? Você quer rebater o estupro com um caso isolado em outro continente? Dai, a mulher dizer que não merece ser estuprada é errado porque a sociedade só visa os direitos das mulheres? CALA A BOCA, IMBECIL!

Responder · Curtir · 76 · Seguir publicação · 30 de março às 11:51

Gabriel Tonin · Seguir · Quem mais comentou · Ator e escritor na empresa Grupo de Teatro Arteemq

acho que quem precisa se afirmar com "orgulho de ser hétero" é porque tem pinto pequeno, viu. O hétero esperto come e fica quieto. O hétero direito ama mulher de qualquer jeito e a respeita e tá do lado dela em qualquer luta. Eu quero que as minhas mulheres sejam tratadas como rainhas mesmo que elas sejam vadias.

Responder · Curtir · 38 · Seguir publicação · 30 de março às 12:14

Felipe Chagas · UECE - Universidade Estadual do Ceará

Pessoal não confundam as coisas, não importa que tipo de violência vocês citem contra o homem, assassinatos, injustiças, blá, blá... Não vai mudar o fato de que o estupro é um dos crimes mais repulsivos que existem! Não tentem justificar um erro com outro!

Responder · Curtir · 20 · Seguir publicação · 30 de março às 12:43

Alex de Figueiredo · Seguir · Quem mais comentou · IT Management na empresa Fipmoc Montes Claros

Kra, o que tem uma coisa a ver com outra???

Os únicos problemas que são mostrados na imagem são a imaturidade e irresponsabilidade da juventude e o da justiça com as próprias mãos! A atitude da garota ou do cara não tem relação nenhuma com a luta contra o estupro, seja por feministas ou não.

Comparação porca esta que fizeram.

O pior é ver que tem cara que não consegue perceber que não há relação nenhuma e apóia uma imagem destas!

Responder · Curtir · 17 · Seguir publicação · 30 de março às 13:30

Huggo Ferreira · Quem mais comentou

aquele tipo de raciocínio: "esse caso não teve repercussão, então mulheres merecem ser estupradas"

(mas, sim, creio que a menina desse caso mereça levar uns bons tapas. Talvez até ficar parecida com esse cara na segunda imagem ai)

Responder · Curtir · 5 · 30 de março às 13:52

Gabriel Tonin · Seguir · Quem mais comentou · Ator e escritor na empresa Grupo de Teatro Arteemq

HOMEM QUE É HOMEM DEFENDE TODAS AS MULHERES DOS IDIOTAS! MESMO SE FOR ALGUÉM QUE SE VESTE "DECENTEMENTE" OU AQUELAS CONSIDERADAS "PUTAS". TODAS AS MULHERES MERECEM SER DEFENDIDAS!

Responder · Curtir · 6 · Seguir publicação · 30 de março às 13:07

Foram vários comentários excelentes de homens, mas o que chamou a atenção foi algumas mulheres que mostraram a lucidez que faltou naqueles homens:

Aline Carvalho · IFMT - Campus Cuiabá

Não é um caso isolado, já ouvi falar de muitos outros desse tipo. Nesses casos, quem tem que sofrer as consequências é quem inventa a história e que agride injustamente. Mas cada caso é um caso e devem ser investigados individualmente, porque assim como existem homens doentes que estupram(na grande maioria dos casos), também existem mulheres sem escrúpulos que inventam estórias afim de se vingar por um término de relação ou algo do tipo. O grande problema do ser humano são as conclusões precipitadas.

Responder · Curtir · 35 · Seguir publicação · 30 de março às 12:23

Driika Lopes · UNIP - DIREITO

Que palhaçada... a questão não é essa... a questão abordada e de "merecer" ser estuprada.... ninguém merece sofrer nenhum tipo de violência... nem mulher nem homem... Não temos que ficar discutindo quem merece.... quem tem direito... ou mais direitos.... temos que nos unir para repreender essa violência.. essas mentiras... e punir essas pessoas.... mais repetindo ninguém merece nenhum tipo de violência.... chega....

Responder · Curtir · 12 · Seguir publicação · 30 de março às 12:05

Para as más línguas, essas moças são fakes de homem. Ou machistas. Se bobear, elas merecem ser estupradas (isso se forem mulheres).

Isto é sinal de que o masculinismo vai ter um boom lá pra 2020. As mulheres masculinistas vão ser as que conservaram caráter e saúde psiquiátrica ou as esposas de desempregado que deve pensão pra ex-mulher com filho de relacionamento anterior. Os homens masculinistas de terceira geração serão os homens que chamaram os guerreiros da Real de frustrados e defensores da violência contra a mulher e foram acusados de crime sexual no dia anterior.

Abigail Pereira Aranha

Apêndice

Negros são maioria nas prisões brasileiras

As cadeias brasileiras estão cheias de negros

A população carcerária brasileira é a quarta maior do planeta.O Brasil perde apenas para os Estados Unidos, China e Rússia.

Segundo os dados do Departamento Penitenciário Nacional, órgão ligado ao Ministério da Justiça, a população carcerária brasileira é de 469 mil presos.

No Brasil, um dos aspectos que revelam a opressão da população negra, é a população carcerária, que em sua grande maioria é de negros.

Segundo Timothy Ireland, representante da área educacional da Unesco no Brasil, dados do Ministério da Saúde indicam no perfil da maioria dos presos no Brasil, são de jovens entre 18 e 34 anos, pobres, negros e com baixa escolaridade, são 73,83% do total da população carcerária. Mias da metade 66%, não chegaram a concluir o ensino fundamental.

Assim como no Brasil, nos Estados Unidos a população negra é maioria nas prisões. O País tem uma população carcerária de cerca de 7,3 milhões de detentos, com a proporção de um branco para cada 11 negros.

Todos esses dados revelam que no Brasil, ao contrário do que os intelectuais da burguesia racista tentam afirmar, existe um racismo muito acentuado contra os negros, que são a parcela mais oprimida da população.

Causa Operária, sem data, http://www.pco.org.br/negros/negros-sao-maioria-nas-prisoes-brasileiras/zeoi,s.html

sexta-feira, 2 de maio de 2014

O Puritano-Feminismo episódio 12: juíza foi despedida por tomar banho de sol "à vontade" no escritório trancado e lesbonazista fica indignada... porque ela conseguiu voltar

Juíza foi despedida por apanhar sol nua no escritório

Olá, olá! Eis o caso insólito da semana. Passou-se quando uma Juíza foi despedida por apanhar sol nua no escritório. Na Bósnia-Herzegovina, a denúncia foi feita pelas pessoas que trabalhavam no prédio em frente ao edíficio estatal, onde a Enisa Bilajac, de 35 anos, tinha a sua sala de trabalho.

juíza nua

Assim que as imagens foram publicadas pela comunicação social, a ilustre Juíza recebeu ordem de despedimento. (até teve direito a vídeo, aqui)

Mas…, posteriormente, o Tribunal Superior daquele país (por acaso, o mesmo Tribunal onde prestou serviço até ser despedida) considerou que se tratou de um “ritual matinal” inofensivo, protagonizado de porta trancada. Logo, decidiu que a dita profissional, teria de ser prontamente readmitida.

WHAT?! Mas, então agora qualquer juíza, na Bósnia – Herzegovina, poderá tomar banhos de sol, sem qualquer roupa, na janela do seu gabinete? Está aberto o precedente?

E se a moda pega?! Muitas de vós devem ter salas com janelas amplas (autênticos solários em potencial), e como o sol anda forte…imagino que bastaria uma horita pela manhã para andarem sempre bronzeadas. (não sei se ponha um smile ou um no smile) O que seria?!

Entende-se que haja uma Juíza louca. Agora que a tenham readmitido publicamente, já me parece loucura a mais. Mas pronto, se calhar sou só eu que penso assim ;) Ou, nem por isso?

Beijinhos,

Até já,

Mónica

Fonte

A Mulher é que Manda, 01 de maio de 2014, http://amulherequemanda.sapo.pt/juiza-foi-despedida-por-apanhar-sol-nua-escritorio

Comentários de A Vez das Mulheres de Verdade / A Vez dos Homens que Prestam / A Proibida do LinkedIn

Antes de falar do caso, só uma lembrança. Quando uma mocinha feminista fala em repressão à sexualidade feminina ou em a mulher "amar" quem quiser, ela não defende a liberdade sexual, ela defende um autoritarismo lésbico em que a mulher está acima do bem e do mal. E, como vou explicar adiante, a mulher no Feminismo tem direito sobre o próprio corpo desde que ela não seja heterossexual disponível para os homens que prestam. Por isso elas fizeram a "Slut Walk" por causa, supostamente, de uma reprimenda de um policial do Canadá andando seminuas nos centros de várias grandes cidades em nome da luta contra o machismo, mas dizem que os homens antifeministas não conseguem mulher, ou que os homens que não conseguem mulher se tornam antifeministas. Elas não comentam quando um estuprador recebe visita íntima na cadeia, ou quando uma mulher é agredida pelo marido e retira a própria queixa na delegacia, mas elas ridicularizam os bonzinhos porque ELES estão sem mulher e, mesmo assim, com autoestima.

Workers across the street from Enisa Bilajac's office caught her sunbathing in her office in the nude.

Tigrinhos, eu deixo pra vocês prestar atenção em beleza de mulher, mas pelo que dá pra ver, para uma europeia de 35 anos, ela até que está bem, né? Então quem viu a moça e se incomodou era o quê? Vaquinha invejosa.

Eu disse que a autora é lesbonazista, mas por quê? Por isto aqui:

Vendo pelo menos as últimas postagens, a gente vai ver que a mulher que manda é tipo família. Mas moralista de igreja ela não é, pra escrever as atrocidades da capa. Um homem que diga que a mulher é a melhor coisa da face da Terra já é um psicótico. Uma mulher que diga isso é no mínimo uma cínica metida a piadista. Mas ela juntou o pior do Tradicionalismo (horror a nudez) com o pior do Feminismo (supremacismo lésbico). Logo, é feminista. Ou ela acha o FEMEN ou a Marcha das Vadias uma loucura também? E vocês imaginam o que ela diria se encontrasse um blogue O Homem é que Manda.

Mas vejam só, o patrão voltou atrás na demissão, coisa que não aconteceria aqui no Brasil. Que isso seja só o começo e que lá, aqui e no mundo sejam cada vez menos mulheres medíocres dando queixa de assédio sexual e cada vez mais mulher tomando banho de sol no intervalo do trabalho de biquíni. Que sejam cada vez menos mulheres demitidas por fotos sensuais fora do trabalho e cada vez mais mulheres tirando a roupa na confraternização da firma (que nunca deem certo as empresas só de mulheres). Mais safadeza entre os colegas de trabalho e menos ética de pica mole! Bom, até lá vamos sonhar e fazer piadinha.

Abigail Pereira Aranha

Questo testo in italiano senza fotos e filmati di sesso, in Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Il Puritano-Femminismo episodio 12: giudice è stato respinta per ricevere il sole "a volontà" nel suo ufficio che è stata bloccata e lesbonazista si arrabbia... perché lei ha raggiunto per tornare, http://avezdoshomens2.blog.com/2014/05/09/il-puritano-femminismo-episodio-12
Questo testo in italiano con fotos e filmati di sesso, in Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible: Il Puritano-Femminismo episodio 12: giudice è stato respinta per ricevere il sole "a volontà" nel suo ufficio che è stata bloccata e lesbonazista si arrabbia... perché lei ha raggiunto per tornare, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2014/05/il-puritano-femminismo-episodio-12.html
Eso texto en español sin fotos e peliculas de putaría, en lo Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: El Puritano-Feminismo episodio 12: jueza fue despedida por tomar el sol "a voluntad" en su oficina que estaba cerrada y lesbonazista se enoja... porque ella logró regresar, http://avezdoshomens2.blog.com/2014/05/09/el-puritano-feminismo-episodio-12
Eso texto en español con fotos e peliculas de putaría, en lo Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible: El Puritano-Feminismo episodio 12: jueza fue despedida por tomar el sol "a voluntad" en su oficina que estaba cerrada y lesbonazista se enoja... porque ella logró regresar, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2014/05/el-puritano-feminismo-episodio-12-jueza.html
Original text in English without sex pics and movies, at Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: The Puritan-Feminism episode 12: Judge was dismissed for sunbathing "at will" in her office which was locked and lesbonazist gets angry... because she achieved to return, http://avezdoshomens2.blog.com/2014/05/09/the-puritan-feminism-episode-12
Original text in English with sex pics and movies: The Puritan-Feminism episode 12: Judge was dismissed for sunbathing "at will" in her office which was locked and lesbonazist gets angry... because she achieved to return, at Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2014/05/the-puritan-feminism-episode-12-judge.html
Este texto em português sem fotos e vídeos de putaria: O Puritano-Feminismo episódio 12: juíza foi despedida por tomar banho de sol "à vontade" no escritório trancado e lesbonazista fica indignada... porque ela conseguiu voltar, no A Vez das Mulheres de Verdade, http://avezdasmulheres.blog.com/2014/05/02/o-puritano-feminismo-episodio-12 e no Jornal dos Homens que Prestam, http://jornaldohomem.blogspot.com.br/2014/05/o-puritano-feminismo-episodio-12-juiza.html
Este texto em português com fotos e vídeos de putaria: O Puritano-Feminismo episódio 12: juíza foi despedida por tomar banho de sol "à vontade" no escritório trancado e lesbonazista fica indignada... porque ela conseguiu voltar, no A Vez dos Homens que Prestam, http://avezdoshomens.blogspot.com.br/2014/05/o-puritano-feminismo-episodio-12-juiza.html

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Sex, lust, debauchery, naked woman, pornography section

Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia

O tema de hoje é ... pouca vergonha no local de trabalho.

Il tema di oggi è ... spudoratezza nei luoghi di lavoro.

Today's theme is... shamelessness in the workplace.

El tema de hoy es ... la desverguenza en el lugar de trabajo.

Caught On Camera - Office Relationship

(Pego na câmera de vídeo - relacionamento de escritório / catturato in telecamera - rapporto di ufficio / captado por la cámara de vídeo - relación de la oficina)

Apenas uma punheta, mas é bom.

Solo una sega, ma è buono.

Only a handjob, but it's good.

Sólo una paja, pero es bueno.

Homemade porn made in the office

(Pornô amador feito no escritório / porno amatoriale made ​​in ufficio / porno amateur hecha en la oficina)

Two muscled hunks come in the office and get sucked

(Dois pedaços musculosos chegam ao escritório e são sugados / due grossi pezzi muscoloso vengono in ufficio e sono risucchiati / dos tíos musculosos vienen en la oficina y son aspirados)

Gangbang in the warehouse with two sluts

(Gangbang no armazém com duas putas / gangbang in magazzino con due troie / gangbang en el almacén con dos zorras)

Página no Facebook