segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Cuide bem da sua auto-estima

Abigail Pereira Aranha

Faça coisas que façam você gostar de si mesmo(a). Trabalhe as suas qualidades, o seu caráter, a sua inteligência. Tenha o hábito de ler para ter assunto para conversar. Faça coisas boas pelas pessoas que você gosta. E assim por diante. Goste de você com conhecimento de causa. Auto-estima sem motivo é soberba.

Escolha bem quem você ouve. Já reparou que as pessoas que menos conhecem e conversam com você são as que mais tem o que dizer ao seu respeito? Pois é. Ouça as pessoas que realmente gostam de você e aquelas pessoas que merecem ser admiradas.

Tenha cuidado para não pensar que você tem qualidades que não tem. Às vezes a gente até que tem boa intenção, quer ser uma pessoa melhor, mas não demonstra isso. A gente pode por exemplo achar que trata bem as pessoas, mas nas palavras que a gente fala a gente pode magoar alguém. Veja bem se na prática você é tudo aquilo que tenta ser.

Guarde o sentimento de querer provar alguma coisa para as pessoas que dão valor a você. Você se mata de estudar pra ter um diploma pra mostrar pra uma empresa que vai entupir você de trabalho pagando mal? Você se mata de trabalhar e estudar e deixou de ter tempo pra o que quer que seja pra ter um currículo pra mostrar pra um gerente de recursos humanos qualquer? E pras pessoas que realmente importam, o que você mostra? Que as ama? Que elas podem contar pra você quando precisarem?

Escolha bem com quem você anda. Tem alguns que se dizem amigos que sempre põem pra baixo, fazem brincadeiras sem graça, só chamam pro que não presta. Escolha pessoas que gostam de você e que acrescentam na sua vida e na sua auto-estima.

Escolha melhor com quem você quer se parecer. Evite as pessoas que parecem ser competentes demais, inteligentes demais, fortes demais, bem-resolvidas demais, porque isso geralmente é pura casca. E não tenha alguém como modelo só porque tem dinheiro, uma bela bunda no caso das mulheres, ou coisa parecida.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

A nem-vadia

Abigail Pereira Aranha

Free Image Hosting at imageturtle.com

A vadia tem uma série de defeitos. Primeiro, ela não é sexualmente livre, e os homens que prestam e não tem muito dinheiro sabem disso. Segundo, ela se acha a última bolacha do pacote. E vários outros. Mas existe um tipo de mulher que não é como ela, mas nem por isso tem mais valor. Essa mulher é o que eu chamo de nem-vadia.

A nem-vadia a gente já viu muito por aí. É a que nunca foi vadia. Ela desce o pau nas vadias e nas sexualmente livres (o que não é a mesma coisa), nunca foi infiel, teve pouca vida sexual com meia dúzia de parceiros (aliás, meia dúzia é muito). A vadia às vezes se faz de santa, ou uma mulher que era vadia na juventude quer pagar de santa depois de velha. A nem-vadia é reprimida de verdade.

Free Image Hosting at imageturtle.com

A nem-vadia geralmente é feia de rosto e de corpo. Então os homens não se interessam por ela. E ela finge que tem auto-estima e é bem-resolvida se enfiando no trabalho ou nos estudos. Mas a nem-vadia também pode ser bonita de rosto e/ou de corpo. Ela acha que uma mulher bonita e sexualmente reprimida acentua a beleza. Ela também pode se dedicar ao trabalho ou aos estudos, mas pra se destacar e inchar o ego.

Free Image Hosting at imageturtle.com

A nem-vadia também pode ser uma mulherzinha de algum fim de mundo que nunca saiu de lá. Estudou pouco, saía pouco, as poucas pessoas com quem conversava eram de cabeça limitada, se casou cedo. E virou uma mulherzinha de cabeça limitada que acha que tudo é errado, que a mulher deve ser submissa ao homem e que sexo que preste traz castigo de Deus.

A nem-vadia às vezes não foi vadia por falta de oportunidade, mas nem por isso ela hoje é uma vadia em potencial. Às vezes ela teve uma criação muito moralista e assimilou esse moralismo dentro dela.

Free Image Hosting at imageturtle.com

Algumas nem-vadias não são vadias porque se levam muito a sério até para serem vadias. A vadia ainda transa com homens que têm dinheiro ou com o chefe, e a nem-vadia deixa de fazer isso não porque é errado (e é errado mesmo), mas se acha muito boa até pra eles, sem contar com os homens que prestam que ela também despreza. É o caso daquelas mulheres muito destacadas, muito qualificadas que dizem que falta homem à altura delas.

Free Image Hosting at imageturtle.com

A nem-vadia feia às vezes assume que se fosse bonita ia se arrumar na vida explorando o corpo, ou melhor, os trouxas que babam por qualquer decote.

A nem-vadia não é vadia por falta de beleza, coragem, oportunidade ou humildade. Então, quase sempre a nem-vadia no fundo, no fundo tem inveja da vadia. E quando não tem inveja da vadia, tem o ego ainda mais inchado que o dela. Pior que ser vadia é ter inveja das vadias, ou ser ainda mais arrogante.

Free Image Hosting at imageturtle.com

Free Image Hosting at imageturtle.com

Free Image Hosting at imageturtle.com

Free Image Hosting at imageturtle.com

terça-feira, 15 de setembro de 2009

O arrependimento e a hipocrisia

Abigail Pereira Aranha

Um caso: ex-atriz de filme pornô vira pastora e assume catedral

Antes de virar pastora na cidade de Los Angeles, no estado da Califórnia (EUA), Melissa Scott foi estrela de filmes pornôs e posou nua para revistas masculinas com o nome de "Barbie Bridges". Ela se casou em 1995 com o pastor Gene Scott, que construiu um império. Com a igreja, ele arrecadava US$ 1 milhão por mês em doações e contava com uma fortuna que incluía dois ranchos, uma mansão em Pasadena e uma coleção de carros de luxo. Gene, que era cerca de 40 anos mais velho, morreu há quatro anos por causa de complicações provocadas por um câncer de próstata. Com a morte do marido, Melissa acabou assumindo a "University Cathedral", no centro de Los Angeles. Mas, após seu primeiro sermão, alguém enviou cartões mostrando fotos de uma estrela pornô chamada "Barbie Bridges", que era muito parecida com ela tentou negar seu passado.

Publicado em: 07/05/2009

"Ex-atriz de filme pornô vira pastora e assume catedral". Super Notícia, 07 de maio de 2009, http://www.otempo.com.br/supernoticia/noticias/?IdNoticia=27629.

Sobre arrependimento e hipocrisia

Quanto ao caso mostrado, associar a exposição da nudez ou a vida sexual ativa de uma mulher a pouco valor é uma tolice.

Bom seria não termos de que nos envergonharmos. Quando alguém fez algo ou tem uma atitude para se envergonhar, tem uma de duas atitudes. A primeira é sentir pesar, corrigir a quem tiver prejudicado no que puder e não continuar no erro. Isso é arrependimento. A segunda é esconder ou diminuir o fato e criar uma falsa virtude. Isso é hipocrisia. Quando o hipócrita mostra arrependimento, é porque o fato não pôde permanecer escondido e a coisa mais virtuosa que ainda pode fazer é mostrar arrependimento. Quando o hipócrita mostra humildade, é porque a soberba é um defeito.

O arrependido investe em reparar o erro, evitar outros erros e melhorar como pessoa; o hipócrita investe na sua imagem pública e em evitar que outros descubram aquelas coisas embaraçosas.

Para o arrependido, o passado traz um aprendizado; para o hipócrita, o passado traz constrangimento.

Como o hipócrita trabalha uma imagem pública, enfatiza as regras e as ações com resultados mais visíveis. É ilustrativo o sermão de Jesus contra os fariseus em Mt 23. Já o arrependido, age por novas atitudes, e tudo que ele faz e é visível é conseqüência natural.

O arrependido, mesmo envergonhado, é ele mesmo; o hipócrita interpreta uma farsa.

É mais aceitável socialmente ser um santarrão do que alguém que amadurece com seus erros, mas é melhor amadurecer com os erros. E também é mais confortável não ter de investir em uma imagem pública que é uma mentira.

domingo, 13 de setembro de 2009

Violência contra o homem 3

Quem quiser ver casos de violência contra a mulher, tem dois blogs da Tânia Rocha, chamados Cinderela se Rebela, em http://cinderelaserebela.blog.terra.com.br/ e em http://tanianienkotterrocha.blogspot.com/. Aqui eu vou fazer uma seção só de violência de mulher contra homem, que existe mas nem sempre se fala. Aqui vai o caso de hoje.

===============================

Passageira ameaça jogar pizza no rosto de motorista de ônibus em Vitória

TV Vitória

As imagens captadas pelas câmeras instaladas nos ônibus que circulam em Vitória são o retrato do desrespeito. São cenas que revelam a audácia dos passageiros. Em um flagrante, uma jovem tenta bater no motorista. Logo depois ela se levanta e os insultos e as ameaças continuam: ela volta a agredi-lo. Passageiros tentam falar com a jovem, mas com medo, descem do ônibus. A mulher, que parecia estar descontrolada, volta a ameaçar o motorista. Depois, pega o celular. Ela quer que o rodoviário atenda ao telefone e volta a agredi-lo. E a confusão continua.

Depois, ela pega uma pizza que ele havia ganhado e ameaça jogar na cara dele. E até oferece o rosto para ele bater. O ônibus continua em movimento e as ofensas também continuam. Em um determinado ponto da viagem, a mulher joga a pizza pela janela em pessoas que estavam em um ponto de ônibus.

Ela ainda tira a blusa e joga no motorista, mas acaba a colocando de volta. O motorista para o coletivo e consegue pedir ajuda. Um homem entra para conversar com a jovem, ela se recusa a sair e diz que foi atacada pelo motorista: mostra a blusa que ela mesma tirou como se fosse prova da violência.

Em um descuido dela, o homem a empurra e consegue tirá-la do coletivo. Enfim, o motorista pode seguir em frente. Esse é um dos flagrantes que foram enviados pelas empresas donas dos ônibus para a polícia. Mas, segundo o sindicato dos rodoviários, as câmeras de segurança não diminuíram a criminalidade. "As pessoas continuam pulando as roletas e ninguém toma uma providência. Ninguém é punido. Só o trabalhador mesmo. Qualquer imagem que dê a entender para o empresário que o trabalhador foi omisso, ele é punido com a demissão", revelou Édson Bastos, presidente do Sindicato dos Rodoviários (Sindirodoviários).

O secretário-geral do Sindicato das Empresas de Transporte (Setpes), Jaime de Angeli, concorda que as câmeras não estão sendo suficientes. "Está provado que somente a câmera não inibe o ato infracional. Há necessidade de uma ação mais contundente de quem tem essa responsabilidade, no caso, o poder público. Isso já foi colocado por escrito e solicitado verbalmente... A gente espera por esse apoio", contou.

Folha Vitória, 04/09/2009. http://www.folhavitoria.com.br/site/?target=noticia&cid=8&ch=f8a20ccb8e944cfc24a79578147b972f&nid=136417

===============================

A mulher é louca. Mas e se não fosse as câmeras? Será que ainda por cima o motorista ia ser enquadrado na lei Vadia da Penha?

Abigail Pereira Aranha

Violência contra o homem 1

Violência contra o homem 2

Página no Facebook