quinta-feira, 27 de junho de 2013

Olha quem está falando a verdade - parte 1: quando a verdade está na cara e se impõe (ou: um pouco de Silvio Koerich, O Livro Negro do Comunismo, Rachel Sheherazade, Janaína Paschoal e muitos outros)

Abigail Pereira Aranha

O Brasil não é mais um país de alienados sem acesso ao ensino, virou caso de Psiquiatria Forense. Alguns são psicopatas, e aqui falo de militantes "do bem" (indico o texto "Justiça social, a dupla moral dos oprimidos" para você entender melhor). Alguns são esquizofrênicos histéricos, são cidadãos comuns até de boa índole, mas de tanto ouvir e ler "fatos" sem refletir vivem uma realidade e acreditam em outra. Alguns são só mentirosos e vigaristas pé-de-chinelo. Ou seja, fora as honrosas exceções das pessoas com bom nível de sanidade, inteligência e caráter, chamar alguém de imbecil, ignorante ou alienado no Brasil (e em outros países) é afirmar confiança no nível moral e mental do ofendido. Até chamar alguém de mentiroso ou desonesto deve ser feito com cuidado, porque pode ser um elogiar a consciência da realidade e a articulação para a mentira que a pessoa pode não ter.

Mas a cultura da mentira e da loucura não é coisa brasileira nem nova. Até a popularização da internet, dizer a verdade era mais trabalhoso e mais perigoso, e era mais fácil distorcer o que foi dito ou eliminar quem disse antes que as palavras chegassem ao conhecimento, digamos, de 100 pessoas, o que qualquer postagem de um blogue sem visibilidade pode conseguir em menos de um ano hoje. E o perigo que falo nem é de repressão da polícia ou da elite, o próprio dizer a verdade não é algo que se pode fazer em qualquer roda de conversa de colegas de trabalho ou de escola sem pelo menos alguma zombaria, qualquer pessoa intelectualmente decente sabe do que estou falando. Além do dizer a verdade em si, o próprio registro desta verdade é ainda mais difícil. Não faz muito tempo em que até em um país em desenvolvimento como o Brasil os alfabetizados eram minoria. Depois, a comunicação de massa não era muito fácil. Sem contar que metade da população nem sabia ler, jornais e revistas eram poucos, com espaço limitado. Publicar um livro também era difícil. Era mais difícil alguém ter máquina de escrever na sua época do que alguém ter um computador hoje, e fazer 10 cópias de um texto de uma página a máquina de escrever dava um trabalho que nem estudantes de primeiro grau hoje estão acostumados a ter.

E nisto não estou considerando que o escritor diga algo que discorde do que é linha editorial da publicação ou da editora do livro, fora, quando é o caso, discordar do governo. Não faz muito tempo que nem um magnata da mídia ou o dono de uma grande editora tinha tanta autonomia para se expressar quanto qualquer blogueiro de hoje, que na pior das hipóteses dura o suficiente para expor as suas ideias e alguém conhecê-las.

Com tudo isso, se já é difícil dizer a verdade (sobre quase qualquer coisa) na frente de qualquer grupo de pelo menos três pessoas, publicar a verdade em qualquer espaço com grande alcance é quase impensável. Isso era ainda pior quando as únicas pessoas com acesso a informação séria e alfabetização eram clérigos, nobres, ricos ou no mínimo servos ou especialistas leais ao sistema vigente e algum privilegiado em especial. Mesmo hoje, achar certas verdades visíveis pelo senso comum em livros, revistas, programas de televisão ou na internet pode exigir muita leitura, muita procura, muita paciência e alguma sorte. Estamos em uma fase em que pessoas inteligentes e bem informadas são as que leem livros, jornais e revistas pensando quando eles vão começar a dizer a verdade.

Schopenhauer disse que "Toda verdade passa por três estágios: Primeiro é ridicularizada. Segundo, é violentamente combatida. Terceiro, é aceita." A verdade não passa por fases porque não muda, o que muda é a aceitação geral da verdade ou a mentira que tenta substitui-la. Uma grande mentira ou perversidade, eu diria que passa por 10 estágios:

1. É imposta, com dinheiro e comunicação de massa, por quem se interessa por ela

2. É repetida ou imposta como verdade por especialistas que sabem ou deviam saber que o erro é erro, mas seu trabalho ou status depende de não dizer a verdade

3. É acreditada pelo povo em geral

4. Alguma ressalva que não afeta o núcleo aparece entre os especialistas (onde nem todos merecem este termo)

5. Pessoas com um conhecimento mediano e minimamente alfabetizadas já percebem algo errado, mesmo que tenham uma noção superficial

6. Os especialistas, em geral os considerados como tal que não merecem, mudam a mentira para salvar o núcleo enquanto podem.

7. A mentira ou a perversidade já produziu problemas e/ou um número de vítimas que ultrapassam o limite do que pode ser escondido, ridicularizado ou ignorado.

8. Especialistas, pesquisadores e pessoas conceituadas dizem a verdade superficialmente e esporadicamente, defendendo o erro em grande parte ou em trechos isolados em material sobre outros assuntos.

9. Um especialista sério bem posicionado denuncia a mentira ou a perversidade, às vezes mostrando os males que ela já produziu.

10. A verdade é amplamente publicada ou reconhecida publicamente, porque ou parte da verdade é útil para quem já está no poder, e só esta parte vai ser promovida; ou a mentira é tão flagrante que ameaça cair sob o próprio peso e os informadores e os formadores de opinião abordam o fato porque vai ser amplamente conhecido, e não o contrário; ou a verdade já está cobrando caro por ter sido desprezada.

Vou dar alguns exemplos de mentiras que já estão nas fases de 7 a 10.

Hoje é moda se falar de mobilidade urbana, plano diretor, desenvolvimento urbano sustentável. Planejamento do que já está pronto ou gerenciamento do que já aconteceu não existe. Será que nenhum urbanista previu há 50 anos atrás o que a sua cidade seria hoje? Onde estava o planejamento urbano sustentável quando surgiu a primeira favela da cidade? Ou o primeiro bairro pobre que uma rodovia é a única saída para qualquer lugar? Ou quando uma fazenda virou bairro e o leito do córrego virou uma avenida torta que recebe enxurrada de ruas íngremes de 7 metros de largura? O que um engenheiro civil ou um urbanista da década de 50 de qualquer grande cidade hoje que pegasse uma série histórica da população mais meia dúzia de dados poderia profetizar para dali a 30 ou 50 anos que não aconteceu? E se houve este visionário e ele avisou a tempo, como o público e os colegas reagiram?

E o aquecimento global que você provoca até quando usa uma lâmpada incandescente no lugar de uma fluorescente muito mais cara? "Especialistas" veem que o ano mais quente depois da Revolução Industrial foi 1934, o mundo ainda se recuperando da Quebra da Bolsa de Nova Iorque de 1929, a contribuição de CO2 do Brasil era café encalhado nas fazendas que virou carvão de locomotiva. Em vez de mudarem a tese, mudam os modelos e os mapas. Um hacker solta e-mails do IPCC dos caras combinando como falsificar as informações sobre Aquecimento Global Antropogênico. A mentira continua. Até que em abril deste ano, o IPCC promete um relatório para "procurar explicar a pausa atual no aquecimento" (veja esta no Verde: a Cor Nova do Comunismo). Depois de cara perder emprego porque negou o aquecimento global.

Mulher na polícia e no exército: a rede Record mostrou este mês uma reportagem sobre mulheres no exército de Israel. Mas o Ricardo Setti, da Veja, publicou em agosto de 2012 um texto sobre uma comandante do exército que disse que não dava pra mandar mulher pra guerra ("'Chega de igualdade! Mulher não dá para ser soldado!' – diz capitã dos 'marines' dos EUA"). Se gaysquerdista lesse a Veja, eu poderia dizer que tomou na cara o que o Silvio Koerich já tinha dito em 2007 numa série de quatro postagens. Apesar de que o mesmo Ricardo Setti publicou dia 3 de junho a postagem "Vejam as fotos de mulheres soldados de diversos países. É uma conquista, mas problemas e preconceitos continuam a existir". Fotos quase de exibicionista de Facebook, se você clicou no atalho é testemunha.

Descoberta sobre SIDA / AIDS: não é doença só de gays, drogados, prostitutas e adúlteros. Só os viciados em drogas injetáveis compartilhando seringas contaminadas, os gays e os adúlteros adulterando com adúlteras podem transmitir DST pra alguém. Fora isso, quando alguém destes grupos pega DST (não apenas AIDS), ela vem "de fora". Aliás, o próprio HIV / VIH / HTLV-3 veio de fora: foi um macaco que mordeu um africano na selva ou uma criação de laboratório, conforme a versão. Se eu sou uma prostituta e tenho o HIV e não se usa a camisinha no Brasil, quantos homens heterossexuais vão pegar o meu HIV antes de um deles passar para a minha primeira colega? Mas não adiantava: enquanto a doença estava matando "só" gays, a comunidade científica e os governos nem queriam falar do assunto. Quando chegou nas prostitutas e nos homens heterossexuais, a pesquisa andou alguma coisa, mas não era grande preocupação do Ministério da Saúde. Quando chegou a mulheres que só tiveram um ou dois homens na vida, não só os médicos como a mídia e os governos admitiram que DST não é só coisa de quem não pratica a castidade.

Os autores do Livro Negro do Comunismo eram todos marxistas. E contaram os horrores do Comunismo (ou Socialismo, como preferem os comunistas) porque "não se pode deixar a uma extrema direita cada vez mais presente o privilégio de dizer a verdade".

E a feministização-ninfetização do mercado de trabalho, do meio acadêmico e da política já é tão grande que já temos mulher até pra dizer a verdade. Na verdade, mulheres em destaque dizendo coisas honrosas estão quase como cristãos cientistas na Europa da Idade Moderna: nem sempre eram os mais qualificados, mas quase só eles tinham a permissão de existir. Me lembro da professora de Direito Penal da USP Janaína Conceição Paschoal, que disse no blogue dela algumas verdades sobre os baderneiros dessa confusão que se espalha pelo Brasil e a imprensa ainda chama de manifestações. Ela fala dos babacas da USP, fala da geração de moleques mal acostumados de hoje, conta que já disse pro Lindbergh Farias pouco antes de uma passeata pela derrubada do então presidente Collor "sua cara bonita não me engana" e em uma cerimônia perguntou para o então ministro da justiça Márcio Tomaz Bastos sobre a quebra do sigilo do caseiro Francenildo. Não achei o blogue dela nem o título original, mas o texto pode ser visto no Liberdade Econômica ou no blogue do Reinaldo Azevedo. O texto tem uma conversa fiada de "tempos em que falar em Deus é crime", mas ela também tem um artigo excelente "Cuba é uma grande Guantánamo" publicado na Folha de São Paulo de 14 de fevereiro de 2012, outro "Em defesa da estudante Mayara" Petruzo publicado na Folha de São Paulo de 12 de novembro de 2010, e outro "Sobre o abandono dos corintianos presos na Bolívia" (http://ucho.info/sobre-o-abandono-dos-corintianos-presos-na-bolivia). Me lembro também da jornalista Rachel Sheherazade, que não chega perto de Luiz Carlos Prates ou Arnaldo Jabor e já disse algumas frases lamentáveis como "liberdade, igualdade, honestidade, respeito, justiça são todos princípios do cristianismo", mas falou muito bem na postagem sobre as badernas do momento em "Democracia ou Anarquia?" e no caso do delegado Pinho. Também me lembro da mestre em Ciência da Religião pela PUC de São Paulo Talyta Carvalho, que publicou o texto "Não devemos nada ao feminismo" na Folha de São Paulo e perdeu a chance de passar o Dia Internacional da Mulher de 2012 reclamando de como a mulher sofre tendo delegacia específica para fazer falsa denúncia contra homem. Ela disse "como mulher e intelectual, posso afirmar sem pestanejar: nunca precisei 'lutar' contra meus colegas para ser ouvida, muito pelo contrário", coisa que muitos homens já teriam percebido que qualquer mulher de onde exista movimento feminista podia ter dito se eles parassem de lamber saltos. Ah, e o texto também está no Mulheres Contra o Feminismo. E teve uma visionária que fez uma empresa só com mulheres. Enquanto os manginas imaginam o Céu na Terra, ela conta no Daily Mail como foi horrível até a empresa quebrar em menos de dois anos (o Canal do Búfalo traduziu).

Estiquei muito, né? Só pra concluir: quando uma mulher papa-hóstia fala certas verdades, é porque as mentiras já estão entrando em decadência, depois de uma fase em que a demência geral, o amor ao erro e a psicopatia de alguns chegam ao ponto em que o que revolta qualquer pessoa mentalmente sã já é dito ou feito abertamente. Mas sobre esta última eu escrevo na parte 2.

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Sex, lust, debauchery, naked woman, pornography section

Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia

Seminário Nacional Sobre Sexualidade Precoce: anais e outras posições

National Seminar About Early Sexuality: annual recordings and other positions

Seminario Nacional Sobre La Sexualidad Temprana: actas anuales y otras posiciones

Seminario Nazionale Sulla Sessualità Precoce: le registrazioni annuali e altre posizioni

blonde-teen-240613: veja mais / vea más / see more / vedi più

moca-bonita-loura-240613: veja mais / vea más / see more / vedi più

dupla-desenho-animado-240613: veja mais / vea más / see more / vedi più

doble-penetracion-dibujo-animado-240613: veja mais / vea más / see more / vedi più

chico-lame-mujer-madura-240613 e rapaz-na-porta-de-coroa-240613: veja mais / vea más / see more / vedi più

student-teen-anal-240613: veja mais / vea más / see more / vedi più

Mãe, fale sobre sexo com seus filhos, seja um exemplo de grandeza para eles e tente preparar seus filhos para o mundo, e não o contrário, antes de uma mulher sem fé em Deus ensinar algum princípio moral para eles além de crenças da Idade Média e falta de orgasmo. Hua, hua, hua, hua, hua!

Mom, talk about sex with your children, be an example of greatness for them and try to prepare your children for the world, and not the opposite, before some woman without faith in God teach some moral principle for them besides beliefs of Middle Age and lack of orgasm. Hua, hua, hua, hua, hua!

Mamá, habla de sexo con sus hijos, sea un ejemplo de la grandeza para ellos y trata de preparar a sus hijos para el mundo, y no al revés, antes de alguna mujer sin fe en Dios enseñar algún principio moral para ellos además de las creencias de la Edad Media y la falta de orgasmo. Hua, hua, hua, hua, hua!

Mamma, parlare di sesso con i vostri figli, essere un esempio di grandezza per loro e cercare di preparare i bambini per il mondo, e non il contrario, prima di alguna donna senza la fede in Dio insegna qualche principio morale per loro oltre a credenze del Medioevo e mancanza di orgasmo. Hua, hua, hua, hua, hua!

quinta-feira, 20 de junho de 2013

A Primavera Brasileira e um bocado de coisas esquisitas

Dizem que "o gigante acordou". Pois bem. Protestos contra a Copa das Confederações, contra a corrupção, contra o aumento da tarifa de ônibus com vandalismo, agressões contra a polícia, agressões da polícia, em várias cidades do Brasil. Como é que isso começou mesmo?

Edição do dia 07/06/2013

07/06/2013 22h01 - Atualizado em 07/06/2013 22h01

SP: protesto contra aumento de passagens causa nova confusão

As manifestações são contra o reajuste de R$ 3 para R$ 3,20 nas passagens de ônibus e do metrô.

Pelo segundo dia seguido, um protesto contra o aumento das passagens de transporte público provocou muita confusão, em São Paulo.

O protesto atingiu as principais avenidas da Zona Oeste de São Paulo. A Polícia Militar acompanhou os manifestantes desde 18h. Houve um princípio de confronto e a polícia teve de soltar bombas.

A manifestação de quinta-feira assustou os moradores. Pichações, bancas de jornais depredadas. A balconista Karina Augusto estava dentro de uma delas. "De repente um barulho de bater aqui na lateral, que vocês viram que está quebrado. Parece que foi um chute, uma bica na porta. Foi bem apavorante", lembra.

Durante um protesto contra o reajuste de R$ 3 para R$ 3,20 nas passagens de ônibus e do metrô, começou a violência. No Anhangabaú, centro da cidade, manifestantes atearam fogo em cones. Depois caminharam em direção à Avenida Paulista, onde houve o primeiro confronto com os policiais.

Uma cabine da polícia foi jogada ao chão. Uma lixeira de concreto foi usada como barreira. Bombas de gás, tiros para o alto e rojões pipocavam entre policiais e manifestantes.

O vandalismo assustou quem trabalha na região. "Eles chegaram já atirando as garrafas nos clientes, nós tomamos prejuízo de R$ 1,5 mil a R$ 2 mil", conta Marcos Dantas da Silva, garçom.

Para fugir do confronto, motoristas fizeram manobras perigosas. Um shopping foi invadido, pichado e um carro que seria sorteado, depredado. O prejuízo foi de R$ 6 mil. Seis pessoas foram autuadas em flagrante. Quatro pagaram fiança e duas continuam presas.

A avenida mais famosa de São Paulo ficou irreconhecível. As placas de madeira cobrem o que foi destruído da entrada desta estação do metrô. A companhia diz que o prejuízo foi de R$ 73 mil só com lâmpadas e vidros quebrados. O valor que vai ser gasto com o conserto é o mesmo da venda de bilhetes para que 22.812 passageiros façam apenas uma viagem.

Nesta sexta-feira, durante o dia, tudo começava a voltar ao normal na Avenida Paulista. Na Zona Oeste, a situação ainda era agitada na noite desta sexta-feira. A polícia mantém o bloqueio.

G1, http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2013/06/sp-protesto-contra-aumento-de-passagens-causa-nova-confusao.html

Isso tudo por causa de vinte centavos de aumento da passagem, o que dá 6%?

Como disse o José do Adrenaline, "se o 'gigante acordou', foi por causa das redes sociais". Redes sociais que no Brasil são basicamente para compartilhar grosserias que ninguém pediu, montagens baixo QI e conversa de boteco sobre futebol mobilizando "o povo"? Tá. Você já viu um texto decente com mais de 10.000 compartilhamentos no Facebook? Aliás, na postagem dele está um pouquinho das bobagens que se fala desta porcaria. A manifestação nem tem mais proposta específica, mas ainda é pelo transporte público de qualidade. Já chegaram a cidades que nem tiveram aumento da tarifa de ônibus, mas ainda é pelo transporte público. Em todas as cidades tiveram vandalismo e choque com a polícia, mas é pacífica com meia dúzia de infiltrados. A coisa chega ao ponto de a imprensa cobrir essas manifestações com vandalismo e choque com a polícia como uma coisa no Rio de Janeiro e outra em São Paulo. O jornalista Reinaldo Azevedo não foi nesta onda e publicou que já recebeu uma série de ameaças.

E que partidos estão nessa manifestação? PSOL, PSTU e PCO? Votos na eleição para presidente em 2010: 886.816 para o PSOL (Plínio de Arruda Sampaio), 84.609 para o PSTU (José Maria de Almeida), 12.206 para o PCO (Rui Costa Pimenta). Não dá um milhão os três juntos, eram 135.804.433 eleitores no Brasil (Wikipedia). Eles mudaram de estratégia? Desistiram de ganhar a presidência no processo normal? Em algumas passeatas foram proibidas bandeiras de partido e teve gente que tentou levar. Por que eles estão tentando tirar casquinha de movimento dos outros, ainda mais essa balbúrdia?

E se esses partidos de esquerda, mais esquerda que o PT, não têm nada com essa confusão?

E os manifestantes? Tem alguma faxineira ou algum servente de pedreiro lá? Se a questão era tarifa de ônibus, por que só dava estudante universitário, ou pelo menos de colégio privado? Que povo está reagindo, poxa? O povo está no ônibus voltando do trabalho, parado essa bagunça xingando a mãe dos manifestantes.

Protesto contra a Copa das Confederações e a Copa do Mundo 2014, contra o dinheiro que foi para estádios e deixou de ir para saúde e educação? Primeiro o país de uma copa é escolhido 8 anos antes. Em 2006 o presidente era o Lula. Ele foi reeleito com a imprensa denunciando o Mensalão e em 2010 ainda fez a sucessora, a atual "presidenta" Dilma Rousseff. Até hoje ela está com a popularidade boa. Cadê a insatisfação então?

Conclusão: é mais uma do PT, contra a imprensa que já estava minimizando as patifarias do governo e dos movimentos esquerdistas, contra os partidos de direita, contra os partidos mais à esquerda e contra a democracia.

Abigail Pereira Aranha

#Ogiganteacordou: manifestações de vandalismo em todo o país e o único preso vai ser o cara que atropelou alguns baderneiros

Polícia localiza carro de suspeito de atropelar e matar manifestante em SP

DE SÃO PAULO

A Polícia Civil de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo) localizou no final da noite de quinta-feira (20) o carro de Alexsandro Ishisato de Azevedo, suspeito de atropelar e matar um manifestante durante protesto na cidade. O veículo, um Land Rover, foi apreendido na casa dele, em um condomínio fechado no bairro Jardim Botânico, região nobre da cidade.

De acordo com a polícia, o motorista chegou na residência minutos depois do crime, pegou o carro da irmã, um VW Gol, e fugiu. Até o começo da manhã desta sexta-feira, Alexsandro seguia foragido.

Sua prisão temporária já foi decretada. Se preso, ele responderá pelos crimes de homicídio doloso (quando há a intenção de matar), lesão corporal grave e omissão de socorro.

Além de matar um manifestante, Alexsandro é suspeito de ferir outros três durante o protesto que reuniu ontem em Ribeirão Preto pelo menos 25 mil pessoas.

Veja vídeo

Assista ao vídeo em tablets e celulares

O CRIME

O grupo foi atropelado na avenida João Fiúsa logo após o motorista furar o bloqueio montado por manifestantes na via. O estudante Marcos Delefrate, 18, morreu no local.

Até o momento do atropelamento, a manifestação ocorria de forma pacífica na cidade.

Entre os outros três atropelados, o ativista José Felipe Braga, 19, foi encaminhado à UBDS (Unidade Básica Distrital de Saúde) Central em estado grave.

Outras duas manifestantes --Pabline Luana Lalluci, 21, e Nicole Rogéria Moreira, 19-- sofreram fraturas e foram atendidos em outros prontos-socorros. Segundo a polícia, elas são de Pontal (cidade vizinha de Ribeirão e a 351 km de SP).

'SEM VIOLÊNCIA'

Vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento do atropelamento. Os manifestantes gritavam "sem violência" quando o Land Rover se aproximou deles na avenida. O carro foi cercado então pelos ativistas, que começaram a gritar "volta, volta".

O motorista deu marcha-ré, mas depois avançou novamente o veículo na direção dos manifestantes. Neste momento, ele foi ofendido pelos ativistas e, segundo a Polícia Militar, ao menos um deu um soco no carro.

Foi então que ele acelerou o Land Rover e atropelou o grupo dos manifestantes. Na sequência, o motorista fugiu sem prestar socorro, segundo a polícia.

Testemunhas anotaram a placa do Land Rover que, segundo a PM, está em nome de uma empresa.

PM relataram à Folha que Azevedo estava acompanhado de uma mulher e uma criança dentro do veículo.

RELIGIOSO

Segundo familiares e amigos de Delefrate, o estudante cursava o terceiro ano do ensino médio na escola estadual Otoniel Mota, tradicional colégio de Ribeirão.

"Não queria que meu filho fosse [ao protesto]", afirmou a mãe do estudante à Folha na porta da UBDS, antes de saber que Delefrate tinha morrido.

Sem dar seu nome à reportagem, ela entrou na unidade de saúde. Foi quando a Folha ouviu os gritos de desespero da mulher ao receber a notícia.

Conhecido como Markin, Delefrate era católico e frequentador da paróquia Santo Estevão, no Ipiranga, bairro da periferia localizado na zona norte de Ribeirão. Lá, tocava violão com grupos católicos da igreja havia quatro anos.

"Era muito tranquilo e tímido e por isso o trouxemos para o grupo musical", disse Maurício da Silva Gomes, 46, que foi professor de catequese de Delefrate.

Folha de São Paulo, 21/06/13 06:14, http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/06/1298846-policia-localiza-carro-de-suspeito-de-atropelar-e-matar-manifestante-em-sp.shtml

Comentários de Jornal dos Homens que Prestam

Um homem de bem (ao que parece) perde a paciência com um bando de baderneiros atrapalhando o trânsito e atropela uns à noite e já é um foragido da Justiça de manhã.

Há 10 dias atrás, um policial quase foi linchado em um protesto de São Paulo. Quem agrediu o policial? Aliás quem era o policial?

Todas as depredações de patrimônio público ou privado, todos os saques e todas as agressões aos policiais foram de uma minoria exaltada ou infiltrada. Uma nota do dia 07 do Movimento Passe Livre São Paulo diz que "não incentiva a violência em momento algum de suas manifestações, mas é impossível controlar a frustração e a revolta de milhares de pessoas com o poder público e com a violência da Polícia Militar". Mais nada. Nenhuma testemunha que não quer se identificar deu um nome de vândalo infiltrado. Mas na hora que um burguês capitalista perde a paciência e passa o carrão em cima, alguém anotou a placa.

Prefeitura de Ribeirão Preto declara luto de 3 dias pela morte do jovem. "Delefrate terminava o ensino médio, fazia curso de mecânica no Senai, trabalhava e sonhava em ser fisioculturista". O homem que atropelou o rapaz é empresário, devia estar voltando do trabalho quando passou pelo engarrafamento que a turminha estava provocando.

Está cada vez pior ser uma pessoa decente no Brasil.

Abigail Pereira Aranha

A Primavera Brasileira e um bocado de coisas esquisitas

Dizem que "o gigante acordou". Pois bem. Protestos contra a Copa das Confederações, contra a corrupção, contra o aumento da tarifa de ônibus com vandalismo, agressões contra a polícia, agressões da polícia, em várias cidades do Brasil. Como é que isso começou mesmo?

Edição do dia 07/06/2013

07/06/2013 22h01 - Atualizado em 07/06/2013 22h01

SP: protesto contra aumento de passagens causa nova confusão

As manifestações são contra o reajuste de R$ 3 para R$ 3,20 nas passagens de ônibus e do metrô.

Pelo segundo dia seguido, um protesto contra o aumento das passagens de transporte público provocou muita confusão, em São Paulo.

O protesto atingiu as principais avenidas da Zona Oeste de São Paulo. A Polícia Militar acompanhou os manifestantes desde 18h. Houve um princípio de confronto e a polícia teve de soltar bombas.

A manifestação de quinta-feira assustou os moradores. Pichações, bancas de jornais depredadas. A balconista Karina Augusto estava dentro de uma delas. "De repente um barulho de bater aqui na lateral, que vocês viram que está quebrado. Parece que foi um chute, uma bica na porta. Foi bem apavorante", lembra.

Durante um protesto contra o reajuste de R$ 3 para R$ 3,20 nas passagens de ônibus e do metrô, começou a violência. No Anhangabaú, centro da cidade, manifestantes atearam fogo em cones. Depois caminharam em direção à Avenida Paulista, onde houve o primeiro confronto com os policiais.

Uma cabine da polícia foi jogada ao chão. Uma lixeira de concreto foi usada como barreira. Bombas de gás, tiros para o alto e rojões pipocavam entre policiais e manifestantes.

O vandalismo assustou quem trabalha na região. "Eles chegaram já atirando as garrafas nos clientes, nós tomamos prejuízo de R$ 1,5 mil a R$ 2 mil", conta Marcos Dantas da Silva, garçom.

Para fugir do confronto, motoristas fizeram manobras perigosas. Um shopping foi invadido, pichado e um carro que seria sorteado, depredado. O prejuízo foi de R$ 6 mil. Seis pessoas foram autuadas em flagrante. Quatro pagaram fiança e duas continuam presas.

A avenida mais famosa de São Paulo ficou irreconhecível. As placas de madeira cobrem o que foi destruído da entrada desta estação do metrô. A companhia diz que o prejuízo foi de R$ 73 mil só com lâmpadas e vidros quebrados. O valor que vai ser gasto com o conserto é o mesmo da venda de bilhetes para que 22.812 passageiros façam apenas uma viagem.

Nesta sexta-feira, durante o dia, tudo começava a voltar ao normal na Avenida Paulista. Na Zona Oeste, a situação ainda era agitada na noite desta sexta-feira. A polícia mantém o bloqueio.

G1, http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2013/06/sp-protesto-contra-aumento-de-passagens-causa-nova-confusao.html

Isso tudo por causa de vinte centavos de aumento da passagem, o que dá 6%?

Como disse o José do Adrenaline, "se o 'gigante acordou', foi por causa das redes sociais". Redes sociais que no Brasil são basicamente para compartilhar grosserias que ninguém pediu, montagens baixo QI e conversa de boteco sobre futebol mobilizando "o povo"? Tá. Você já viu um texto decente com mais de 10.000 compartilhamentos no Facebook? Aliás, na postagem dele está um pouquinho das bobagens que se fala desta porcaria. A manifestação nem tem mais proposta específica, mas ainda é pelo transporte público de qualidade. Já chegaram a cidades que nem tiveram aumento da tarifa de ônibus, mas ainda é pelo transporte público. Em todas as cidades tiveram vandalismo e choque com a polícia, mas é pacífica com meia dúzia de infiltrados. A coisa chega ao ponto de a imprensa cobrir essas manifestações com vandalismo e choque com a polícia como uma coisa no Rio de Janeiro e outra em São Paulo. O jornalista Reinaldo Azevedo não foi nesta onda e publicou que já recebeu uma série de ameaças.

E que partidos estão nessa manifestação? PSOL, PSTU e PCO? Votos na eleição para presidente em 2010: 886.816 para o PSOL (Plínio de Arruda Sampaio), 84.609 para o PSTU (José Maria de Almeida), 12.206 para o PCO (Rui Costa Pimenta). Não dá um milhão os três juntos, eram 135.804.433 eleitores no Brasil (Wikipedia). Eles mudaram de estratégia? Desistiram de ganhar a presidência no processo normal? Em algumas passeatas foram proibidas bandeiras de partido e teve gente que tentou levar. Por que eles estão tentando tirar casquinha de movimento dos outros, ainda mais essa balbúrdia?

E se esses partidos de esquerda, mais esquerda que o PT, não têm nada com essa confusão?

E os manifestantes? Tem alguma faxineira ou algum servente de pedreiro lá? Se a questão era tarifa de ônibus, por que só dava estudante universitário, ou pelo menos de colégio privado? Que povo está reagindo, poxa? O povo está no ônibus voltando do trabalho, parado essa bagunça xingando a mãe dos manifestantes.

Protesto contra a Copa das Confederações e a Copa do Mundo 2014, contra o dinheiro que foi para estádios e deixou de ir para saúde e educação? Primeiro o país de uma copa é escolhido 8 anos antes. Em 2006 o presidente era o Lula. Ele foi reeleito com a imprensa denunciando o Mensalão e em 2010 ainda fez a sucessora, a atual "presidenta" Dilma Rousseff. Até hoje ela está com a popularidade boa. Cadê a insatisfação então?

Conclusão: é mais uma do PT, contra a imprensa que já estava minimizando as patifarias do governo e dos movimentos esquerdistas, contra os partidos de direita, contra os partidos mais à esquerda e contra a democracia.

Abigail Pereira Aranha

domingo, 16 de junho de 2013

Do grupo A Vez dos Homens que Prestam

Do amigo Laio

Do amigo Laio

Do amigo Laio

Do amigo Duarte

Do amigo Duarte

Do amigo Duarte

Do amigo Duarte

Do amigo Duarte

Do amigo Duarte

Do amigo Filezinho

Do amigo Duarte

Do amigo Duarte

Do amigo Duarte

Do amigo Duarte

Do amigo Duarte

Grupo secreto do Facebook, só amigos nossos participam por convite. Copiei para o nosso grupo A Vez dos Homens que Prestam no Google Plus, que também é só para convidados.

E importante: os nossos amigos participam também com debates bons sobre outros assuntos. Beijos.

Abigail Pereira Aranha

Palavras relacionadas: gif, cavalgada, dp (dupla penetração), anal e vaginal, morena de saia colegial, loura de biquíni preto, três peitudas uma pegando nos peitos das outras, morena ninja, ruiva de decote, morena segurando um pau grande, morena de bruços em árvore, loura de bunda grande, morena bunduda
Related words: gif, riding, dp (double penetration), anal and vaginal, brunette in a schoolgirl skirt, blonde black bikini, three busty girls one of them picking boobs from the other two, brunette ninja, redhead with a neckline, brunette handling a big dick, brunette prone on a tree, blonde big ass, booty brunette
Palabras relacionadas: gif, montada, DP (doble penetración), anal y vaginal, morena de falda colegiala, rubia de bikini negro, tres chicas tetonas una de ellas recogiendo los senos de las otras dos, ninja morena, pelirroja con un escote, morena manejando una gran polla, morena propensa en un árbol, rubia de gran culo, morena culuda
Parole correlate: gif, guidada, dp (doppia penetrazione), anale e vaginale, bruna in una gonna studentessa, bionda de bikini nero, tre donne grandi tette una raccolta tette dagli altri due, ninja bruna, rossa con una scollatura, bruna maneggiano un grande cazzo, bruna prono su un albero, bionda de grande culo, bruna de grande culo

Quem o machismo matou hoje? Violência contra mulher homossexual em Belo Horizonte - só que a agressora também era

Irmãs são baleadas em ponto de ônibus na Pampulha, depois de se envolverem em briga em uma boate

A polícia suspeita que elas sejam vítimas de uma disputa entre gangues rivais; uma delas morreu e a outra está em estado grave no Hospital Risoleta Tolentino Neves

PUBLICADO EM 07/06/13 - 10h37

Fernanda Viegas

José Vítor Camilo

Duas irmãs foram baleadas em um ponto de ônibus na região da Pampulha, na capital, na madrugada desta sexta-feira (7). As duas se envolveram em uma briga dentro de uma boate antes de serem atingidas. A polícia suspeita que elas sejam vítimas de uma briga entre gangues.

Por volta das 4h30, a Polícia Militar (PM) foi acionada e compareceu a avenida Dom Pedro I, no bairro Jardim Atlântico, na região da Pampulha, onde duas mulheres foram baleadas.

As irmãs Thainá Gonçalves, 18, e Daphine Gonçalves, 20, foram socorridas pelos militares para o Hospital Risoleta Tolentino Neves. Contudo, Thainá não resistiu e morreu. Daphine continua no hospital em estado grave. A PM suspeita que elas sejam vítimas de uma disputa entre gangues rivais.

Testemunhas contaram à PM que as jovens estavam em uma boate e que lá se envolveram em uma briga. Depois, junto com outras pessoas elas foram para um ponto de ônibus e lá foram surpreendidas por agressores, que também estariam na festa. Novamente, houve um desentendimento, mas desta vez, eles dispararam contra elas. Thainá foi atingida por um tiro na axila esquerda e Daphine por uma bala no pescoço e uma no abdômen. Ela passou por cirurgia para reparar os danos. Daphine espera por uma vaga no Centro de Tratamento Intensivo (CTI). O estado dela é grave, mas estável.

As testemunhas não souberam dar informações sobre o (s) atirador (es). A PM fez rastreamento na região, mas ninguém foi encontrado.

Outra versão

A reportagem de O Tempo conversou com amigas das irmãs, que pediram para não ser identificadas. Elas contaram que as jovens são homossexuais e que Thainá teve uma briga com uma moça chamada Néia, porque esta teria dado em cima de Priscila, que era namorada de Thainá. Isso teria acontecido há um mês, também em uma boate no bairro Letícia, na região de Venda Nova, na capital.

Na noite dessa quinta-feira, as duas teriam discutido novamente. Dessa vez, na boate Orange, na Pampulha. Na versão das amigas, depois da briga, Thainá e a irmã Daphine foram para o ponto de ônibus com umas colegas e lá uma amiga de Néia teria disparado contra elas. A mulher que atirou veste roupas, tipicamente masculinas e tem cabelo curto, o que teria feito as testemunhas acharem que o atirador era um homem.

Ainda, segundo elas, Néia e uma amiga dela, Carol, que também é homossexual, estariam no ponto de ônibus na hora do crime e ficaram gritando "atira, atira".

Investigação

A Polícia Civil informou que foi instaurado inquérito na Delegacia de Homicídios de Venda Nova. Duas testemunhas já foram ouvidas. Elas alegaram não saber a motivação da briga. Policias fazem diligência.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, as duas irmã participavam de um baile funk e se envolveram em uma briga. Do lado de fora, continuaram a briga e foram baleadas. A polícia trabalha com hipótese de crime passional, já descartando a suspeita de se tratar de uma disputa entre gangues.

O atirador está foragido. Uma testemunha presencial já foi localizada, mas ainda não foi ouvida.

Daphine tem um filho de dois anos, que é criado pela avó.

Thainá estava no 1º ano do Ensino Médio.

As duas irmãs não trabalham.

A ocorrência foi registrada na Delegacia de Plantão de Venda Nova.

Atualizada às 14h

Super Notícia, Belo Horizonte, 07/06/13, http://www.otempo.com.br/super-noticia/irmãs-são-baleadas-em-ponto-de-ônibus-na-pampulha-depois-de-se-envolverem-em-briga-em-uma-boate-1.659624

Comentários de A Vez das Mulheres de Verdade / A Vez dos Homens que Prestam

Só não dou aquela risadinha porque teve morte. Mas se fosse caso de um homem mexer com a namorada do outro e os dois brigarem, seria uma briga comum. Seria no máximo o machismo onde os homens tratam as mulheres como objeto. Um cara mexe com uma moça que é namorada de uma lésbica, e dá um pau na lésbica. Seria violência contra a mulher e homofobia. Mas e quando mulher agride mulher? Mais: lésbica agride lésbica. É o quê?

Fofinhos, sem sacanagem, imaginem a cena das duas patas brigando, e por causa de mulher. Quantas lésbicas elegantes e/ou bonitas vocês conhecem? E o cavaleiro branco (para quem não conhece a gíria, homem que defende uma mulher incondicionalmente só porque ela é mulher), vai ficar do lado de qual das três? E a Delegacia da Mulher, o que faz nestes casos?

E olha só os detalhes. A irmã que sobreviveu tem um filho criado pela avó. E onde elas estavam mesmo sem trabalhar, hein! Por que a matéria entrou nesse detalhe? Será que o povo já aceita de tal forma a pobreza de espírito das mulheres que nem pensa em tentar omitir?

Mais um caso para engrossar a onda de homofobia no Brasil.

Abigail Pereira Aranha

terça-feira, 11 de junho de 2013

Do perfil da Abigail: o Facebook pode perder o meu perfil

O Facebook pode perder o meu perfil.

O Facebook foi tomado por idiotas que pensam que liberdade é postar grosserias dispensáveis e apagar o que não conseguem aguentar, enquanto protegem o emprego que não gostam ou tentam parecer gigantes bem-resolvidos. Se você é contra o esquerdismo, a eurofobia, o LGBT-feminismo, a mediocridade, a hipocrisia, a religião, a família, o horror a sexo, a Polícia do Pensamento, a ditadura da estupidez ou só tentou fazer novas amizades, já deve ter tido alguma imagem apagada pelo Facebook ou o perfil suspenso ou bloqueado.

Te convido a abrir um perfil em outra rede social e deixar o endereço ao compartilhar esta imagem. Se além de bisbilhotar a sua pessoa o Facebook prefere ser reboque da Polícia do Pensamento, vai ser a moral deles mesmos que vai sumir.

Autora: Abigail Pereira Aranha. Pode copiar, também estou em http://www.stumbleupon.com/abigailpereira.

Facebook may lose my profile.

Facebook has been conquered by idiots who think that freedom is posting expendable rudeness and delete what they can not endure, while protecting the jobs they dislike or try to appear well-resolved giants. If you are against the leftism, the europhobia, the LGBT-feminism, the mediocrity, the hypocrisy, the religion, the family, the aversion to sex, the Thought Police, the dictatorship of stupidity or just tried to make new friends, you probably already had some image deleted by Facebook or your profile suspended or blocked.

I invite you to open a profile on another social network and leave the address when sharing this image. If in addition to eavesdrop on his person the Facebook prefers to be a trailer of the Thought Police, will be their own moral to disappear.

Author: Abigail Pereira Aranha. You can copy, I am also in http://www.stumbleupon.com/abigailpereira.

Facebook puede perder mi perfil.

El Facebook ha sido conquistado por los idiotas que piensan que la libertad es la publicación de groserías prescindibles y eliminar lo que no pueden soportar, mientras protegen los trabajos que no les gustan o tratan de parecer gigantes bien resueltos. Si usted es en contra del izquierdismo, la eurofobía, el LGBT-feminismo, la mediocridad, la hipocresía, la religión, la familia, la aversión al sexo, la Policía del Pensamiento, la dictadura de la estupidez o solo trató de hacer nuevos amigos, probablemente ya tuvo alguna imagen borrada por el Facebook o su perfil suspendido o bloqueado.

Te invito a abrir un perfil en otra red social y dejar la dirección al compartir esta imagen. Si además de espiar a su persona el Facebook prefiere ser un trailer de la Policía del Pensamiento, será su propia moral que va desaparecer.

Autora: Abigail Pereira Aranha. Usted puede copiar, también estoy en http://www.stumbleupon.com/abigailpereira.

Abigail Pereira Aranha

http://www.facebook.com/abigail.pereira.aranha.91

https://plus.google.com/102494518729286023431

http://www.stumbleupon.com/stumbler/AbigailPereira

http://pinterest.com/abigailpereira

Do perfil da Abigail: qual era mesmo a sua benção?

Fonte da imagem: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=475566735825177&id=373928272655691&set=a.373929629322222.78073.373928272655691&_mn_=5

Abigail Pereira Aranha

http://www.facebook.com/abigail.pereira.aranha.91

https://plus.google.com/102494518729286023431

http://www.stumbleupon.com/stumbler/AbigailPereira

http://pinterest.com/abigailpereira

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Violência contra o homem 18: piadas que se fosse o contrário...

Girls rule / As garotas governam / Las ninãs gobiernan / Donnas le ragazze

Problem (marriage). Solved (woman discards the man).

Problema (casamento). Resolvido (a mulher descarta o homem).

Problema (el matrimonio). Resuelto (mujer descarta el hombre).

Problema (matrimonio). Risolto (la donna scarta l'uomo).

Isso foi na fachada de uma loja em um shopping center em alguma cidade no Brasil. Imagine uma loja cuja fachada tem uma imagem de um mulher sendo chicoteada por um homem. Melhor, imagine esta imagem em algum perfil pessoal no Facebook. Em quanto tempo ela seria, se o autor tiver sorte, apenas excluída? E as feministas reclamam quando dizemos que as mulheres costumam amar e respeitar os canalhas muito mais do que os homens de valor. Ser uma piranha trapeceira é melhor?

Abigail Pereira Aranha

Questo testo in italiano senza fotos e filmati di sesso, in Concrete Paradise: La violencia contra el hombre 18: chistes que si fuese lo contrario... / La violenza contro l’uomo 18: scherzi che, se fosse il contrario..., http://avezdoshomens2.blog.com/2013/06/10/la-violencia-contra-el-hombre-18
Questo testo in italiano con fotos e filmati di sesso, in Paraíso Tangible: La violencia contra el hombre 18: chistes que si fuese lo contrario... / La violenza contro l’uomo 18: scherzi che, se fosse il contrario..., http://avezdoshomens2.blogspot.com/2013/06/la-violencia-contra-el-hombre-18.html
Eso texto en español sin fotos e peliculas de putaría, en lo Concrete Paradise: La violencia contra el hombre 18: chistes que si fuese lo contrario... / La violenza contro l’uomo 18: scherzi che, se fosse il contrario..., http://avezdoshomens2.blog.com/2013/06/10/la-violencia-contra-el-hombre-18
Eso texto en español con fotos e peliculas de putaría, en lo Paraíso Tangible: La violencia contra el hombre 18: chistes que si fuese lo contrario... / La violenza contro l’uomo 18: scherzi che, se fosse il contrario..., http://avezdoshomens2.blog.com/2013/06/10/la-violencia-contra-el-hombre-18
This text in English without sex pics and movies, at Concrete Paradise: Violence against man 18: jokes that if it was the opposite..., http://avezdoshomens2.blog.com/2013/06/10/violence-against-man-18
This text in English with sex pics and movies, at Paraíso Tangible: Violence against man 18: jokes that if it was the opposite..., http://avezdoshomens2.blogspot.com/2013/06/violence-against-man-18-jokes-that-if.html
Texto original em português sem fotos e vídeos de putaria, no A Vez das Mulheres de Verdade: Violência contra o homem 18: piadas que se fosse o contrário..., http://avezdasmulheres.blog.com/2013/06/10/violencia-contra-o-homem-18
Texto original em português com fotos e vídeos de putaria, no A Vez dos Homens que Prestam: Violência contra o homem 18: piadas que se fosse o contrário..., http://avezdoshomens.blogspot.com/2013/06/violencia-contra-o-homem-18-piadas-que.html

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Sex, lust, debauchery, naked woman, pornography section

Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia

Secretary Double Teamed

(Secretária penetrada por dois / secretaria penetrada por dos / Segretaria doppio penetrata)

Sex In The Office

(Sexo no escritório / sexo en la oficina / sesso in ufficio)

Uma velhota se afirmando no mercado de trabalho com quatro rapazes.

Una anciana ganando espacio en el mercado de trabajo con cuatro chicos.

An old lady gaining space in the job market with four boys.

Una signora vecchia guadagnando spazio nel mercato del lavoro con quattro ragazzi.

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Transformando em preconceito acreditar no que é provado

Abigail Pereira Aranha

Galileu Galilei disse que "é certamente prejudicial para as almas tornar uma heresia acreditar no que é provado." Vamos adaptar a frase pra falar de um assunto que tem algo a ver: o preconceito. Mais exatamente, a transformação do fato visível em preconceito e do preconceito em fato. Vamos pegar alguns exemplos rapidamente. E que nenhuma lésbica hipócrita e nenhum emasculado venha com um protesto de três linhas ou em maiúsculas.

  1. Se os homens antifeministas tratarem melhor as mulheres, eles vão conquistar alguma. Nunca vimos um caso de um homem machista cretino que não tinha sucesso com as mulheres e depois de respeitar mais as mulheres teve boas amigas e uma esposa. O contrário é a primeira coisa de um novato da Real conta que aconteceu com ele ou ele viu acontecer com os melhores rapazes do colégio.
  2. Feministas não odeiam os homens. E as frases de feministas que já achamos e compartilhamos justamente mostrando isso? E o que é a palavra "presidenta", não é um barbarismo lésbico contra uma palavra comum de dois gêneros só para "deixar claro" que a pessoa que ocupa o cargo não é um maldito assassino e estuprador em potencial?
  3. Universitários cotistas têm rendimento melhor que a média. Qual é o objetivo do sistema de cotas para afrodescendentes e alunos de escolas públicas senão garantir na universidade a entrada de um candidato que não entraria fazendo um vestibular em pé de igualdade com os outros? E como um graduando de Ciência da Computação que entrou na faculdade sem saber a diferença entre seno e arcotangente conseguiu ir melhor em Cálculo III que o colega que estudou no melhor colégio da cidade? Como disse o Rodrigo Constantino falando disso, "a estatística pode ser a arte de torturar números até que eles confessem qualquer coisa".
  4. Existe um preconceito contra mulheres bonitas. Até prova em contrário, o currículo de uma mulher bonita é muito mais otários facilitando a vida dela ou com medo dela do que talento. Eu já vi, e você já deve ter visto também, várias mulheres com pós-graduação que nada nelas lembra uma mulher inteligente. Até da própria vida acadêmica elas falam como se fosse uma balada ou uma viagem de férias de fim de ano.
  5. O patriarcado reprime a sexualidade das mulheres. Só se as mulheres forem naturalmente lésbicas, porque a única sexualidade que o feminismo defende especificamente é esta. Se um homem heterossexual for contra o machismo, ele nunca terá uma amiga dizendo "eu estou louca de vontade de trepar gostoso com alguém que me respeite e você é um homem que eu posso confiar". Se ele falar em sexo, perde a amiguinha.
  6. Feministas lutam pela igualdade. O que @s feministas dizem quando mostramos que homens morrem mais cedo? Qual mulher fala em igualdade na questão Lei Maria da Penha, onde a mulher é uma vítima sem maldade e o homem é um monstro sempre que ela denunciá-lo? Quando a mulher ganha um ônibus só para mulheres em uma cidade, o que ela diz?
  7. A autoridade é essencial para a organização da sociedade e para o bem comum. As maiores insanidades e atrocidades aconteceram exatamente onde o poder dos governantes era ilimitado. A promoção da justiça muitas vezes foi um trabalho contra autoridades, e não delas. O Estado Democrático de Direito é um progresso exatamente por sujeitar os próprios poderes às leis.
  8. A família está sendo atacada pelas feministas, pelos gayzistas e pelos ateus. Só porque idiotas despreparados deixaram de ser vistos como infalíveis pelos mais novos? Ou porque os rapazes transam com as namoradas que eles escolheram com a idade em que a bisavó já era casada? Ou porque um rapaz de 14 anos sabe como é uma buceta? Gente, os LGBT-feministas gostam tanto da família que querem uma pra eles. Ou algo parecido. Eu posso me lembrar de dois ateus até hoje que já escreveram alguma coisa sobre a família, faz um bom tempo. Talvez as maiores blogueiras contra a família e a castidade em língua portuguesa somos eu e a minha mãe. Cadê uma feminista ou um gay nos comentários, ou fazendo alguma referência a nós?
  9. As mulheres feministas lutaram contra o patriarcado pelos direitos das mulheres. Véi, imagine só um grupo que pertence à metade da humanidade que mal saía de casa organizando uma simples passeata em uma cidade com 10.000 habitantes. Imagine 50 senhoras organizando uma assembleia sem telefone, sem saber ler e escrever e nem podendo estar na rua sozinhas.
  10. Os negros, os árabes e os indianos tinham conhecimentos mais avançados que os brancos e esses brancos fizeram a sua civilização hegemônica escravizando estes povos e roubando tudo que eles tinham. Tente achar mais de 5 cientistas árabes importantes na era do Islamismo. Não vale dizer que os sultões recebiam livros e recompensavam com o peso dos livros em ouro, eu quero um Isaac Newton árabe, um Laplace árabe, um Lavoisier árabe. Como uma Índia tão fabulosa pode ter sido colônia da Inglaterra no meio do século XX? Como o fabuloso Egito ainda continua um curral do Islamismo? Onde está a África onde surgiram as primeiras universidades do mundo? Acabou só por causa de 2 ou 3 séculos de colonização para tráfico de escravos e exportação de produtos primários? O que de Informática e computação veio de fora dos Estados Unidos e da Europa além de componentes feitos pela mão de obra barata da China?
  11. A sociedade machista trata as mulheres como objeto sexual. Quanto mais machista a sociedade, mais difícil um homem sequer conversar com uma mulher. Nenhum machista arcaico deixaria a filha ou a irmã fazer material pornográfico, às vezes sequer um material publicitário onde só vai aparecer o rosto da moça. Quanto mais machista a sociedade, maior a vigilância no namoro pelo pai e pelos irmãos homens da moça. E quanto mais machista uma sociedade, mais fácil que apenas tirar a virgindade de uma mulher (pra não falar em estupro) acabe em morte.
  12. A Ciência do Ocidente veio do Cristianismo. O historiador e filósofo Richard Carrier mostra o contrário em "'Historiadores' Cristãos: Incompetentes, Desonestos ou Iludidos?", mas aqui vamos lembrar que nenhum país com mais de 95% de cristãos é desenvolvido. Nem mesmo se faz uma discussão racional sobre qualquer assunto em uma cidade católica.
  13. As elites atrapalham o ensino de filosofia nas escolas porque não querem um povo pensante. Como um filósofo que não seja tipo um Olavo de Carvalho escreve sobre qualquer coisa? Uma colcha de retalhos de pensamentos dos outros, em geral mortos europeus. Uma coisa é reconhecer uma boa obra, outra coisa é disfarçar o medo ou a incompetência de pensar com citações dos outros. O curso de Filosofia é basicamente estudo de filósofos, assim como a Pedagogia é um estudo de pedagogos. Aí, quando o filósofo está perdendo o debate pode sair dizendo que a questão divide os filósofos.
  14. Homossexuais e prostitutas são os responsáveis pela disseminação das doenças sexualmente transmissíveis. Estes sempre foram minoria da população. O sexo homossexual inseguro só pode transmitir doença a outro homossexual. O sexo com prostitutas inseguro só pode transmitir doença a quem as procura. Então, a maioria puritana devia apenas estar assistindo os infiéis morrendo horrorosamente.
  15. As mulheres foram oprimidas pelo patriarcado. Podemos nos lembrar de um bocado de pessoas ao longo da História que foram mortas de formas horríveis por enfrentar uma religião, tentar a independência do seu país, defender teses científicas, etc. Num mundo onde as mulheres fossem oprimidas pelos homens, a primeira feminista seria esquartejada ou coisa do tipo. Mas no nosso mundo, feministas podem planejar masculinicídio e fica por isso mesmo. E os antifeministas são uma meia dúzia que às vezes nem podem dar os nomes para dizer o que sabem.
  16. A religião é um freio moral para o ser humano, assim ateus não têm princípios morais. A religião é uma ligação com um deus. Se deuses não existem, a religião não tem proveito nenhum. Um código de princípios sem um deus não é religião, é filosofia. Religiões, ou mesmo o Cristianismo que alguns cristãos dizem que não é uma religião, não impediram escravaturas, guerras, genocídios entre outras pragas morais. Ateus têm princípios morais exatamente por não acreditarem na vida após a morte.
  17. Um Dia do Homem, um Dia da Consciência Branca ou uma Parada do Orgulho Hétero são bobagens. Diga o contrário pro outro lado pra ver.
  18. Várias mulheres fizeram inventos mas tiveram que registrá-los nos nomes dos maridos. Como é que a turma lesbonazista sabe? Quantas mulheres você conhece que se graduaram na década de 2000 em algum curso de engenharias ou ciências puras? E por que Marie Curie ganhou dois prêmios Nobel quando as mulheres não podiam votar na França?
  19. "Não sei por que o preconceito com as obras no papel. Vamos tratar com mais generosidade o que está no papel." Aldo Rebelo, ministro dos Esportes, questionado sobre o fato de que 41% das obras da Copa de 2014 ainda não saíram do papel (citado por Ricardo Setti). Sem comentários.

quarta-feira, 5 de junho de 2013

O Puritano-Feminismo episódio 2: Campanha "Eu sou feliz sendo prostituta" do Ministério da Saúde do Brasil é retirada do ar, o diretor é exonerado e deputado homossexual faz evangélicos passarem vergonha

Campanha “Eu sou feliz sendo prostituta” é retirada do ar

Bancada evangélica reage: “Não tem outra política pública para se fazer?”

BRASÍLIA O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, recuou, ontem, sobre uma ação lançada pela pasta na internet, voltada às prostitutas e com foco na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. Uma das peças da campanha, lançada no último fim de semana, “Eu sou feliz sendo prostituta”, já aparece como indisponível no link do Twitter do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do ministério.

“Enquanto eu for ministro, não acho que seja uma mensagem a ser passada pelo Ministério da Saúde”, afirmou Padilha sobre a peça ontem. Para o ministro, veiculado como possível candidato do PT ao governo de São Paulo, a pasta deve se limitar a divulgar campanhas com foco na prevenção das DST’s. Padilha determinou, ainda, a demissão do diretor do departamento responsável pela peça, Dirceu Greco.

REAÇÃO. Ontem, deputados da bancada evangélica usaram a comissão de Direitos Humanos, presidida pelo pastor Marco Feliciano (PSC-SP), para fazer críticas à campanha. O assunto entrou em debate com uma manifestação do deputado João Campos (PSDB-GO). “Esse governo tem uma capacidade de buscar uns temas que me assusta. ‘Eu sou feliz sendo prostituta’, diz campanha do Ministério da Saúde. Não tem outra política pública decente pra fazer?“, questionou.

Outros parlamentares fizeram manifestações na mesma linha. “Estamos combatendo a prostituição infantil e vem uma campanha incentivando. Você está combatendo, tirando das ruas, aí vem uma campanha dizendo que é feliz, ninguém é feliz”, disse a deputada Liliam Sá (PSD-RJ).

Houve ataques ao governo e a parlamentares que defendem a legalização da profissão de prostituta. “Infelizmente, a prática da prostituição não é crime. Agora, quando se trata de Estado brasileiro patrocinando, é crime, é apologia à prostituição, é um crime praticado pelo Estado, pelo governo“, disse Marcos Rogério (PDT-RO). “Tudo tem a ver com o mercado da prostituição, essa indústria que está de olho na Copa e na Olimpíada”, afirmou Pastor Eurico (PSB-PE).

“Já vejo os títulos das próximas campanhas. Sou adúltero, sou feliz. Sou incestuoso, siga-me. Sou pedófilo, sou feliz, sou realizado.”

João Campos

DEPUTADO FEDERAL (PSDB-GO)

Antecedente

Aids. No início de 2012, após descontentamento até de Dilma Rousseff, Alexandre Padilha recuou da campanha que seria lançada com foco nos jovens gays para a prevenção de Aids no Carnaval.

Minientrevista

Cida Vieira

Presidente

Associação das Prostitutas de MG (APROSMIG)

“Queremos saber o motivo dessa suspensão”

Como você vê o recuo do Ministério da Saúde e a retirada da peça “Eu sou feliz sendo prostituta” da campanha “Sem Vergonha”? Alguma polêmica aconteceu para o Ministério da Saúde suspender a frase. Queremos saber o motivo dessa suspensão. Todos têm que ser felizes com o que fazem.

As profissionais do sexo ainda enfrentam muito preconceito? A sociedade tenta fechar os olhos para a prostituição. Doa a quem doer, a sociedade tem que “nos engolir”. Somos reais, somos polêmicas e gostamos disso. Estamos dialogando com a sociedade. Tenho meus direitos e, independentemente do preconceito, nós existimos porque há demanda. Temos direito de cuidar da saúde e lutamos pela saúde da mulher.

Qual é a importância da campanha para as profissionais do sexo? “Sem Vergonha” (tema da campanha) significa não ter medo de se assumir. Não é um incentivo (à prostituição). Há um preconceito de uma sociedade moralista. Não tenho o direito de dizer que sou feliz na minha profissão? Há mulheres que se formaram em direito, são dentistas, médicas e quiseram exercer. Vou fazer o que eu gosto. (Andréa Juste)

O Tempo, Belo Horizonte, 05/06/13, página 16. Grifos meus.

Jean Wyllys diz que 60% dos parlamentares contratam prostitutas

Deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) é autor de um projeto de lei que legaliza a prostituição

PUBLICADO EM 16/01/13 – 21h03

DA REDAÇÃO/ O TEMPO

Autor de um projeto de lei que legaliza a prostituição, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) afirmou que 60% dos homens do Congresso usam os serviços de prostitutas. A declaração foi feita em entrevista ao portal IG, ao avaliar qual seria as chances de sua proposta ser aprovada, uma vez que o tema é tabu para a maioria dos deputados.

“Eu diria que 60% da população masculina do Congresso Nacional faz uso dos serviços das prostitutas, então acho que esses caras vão querer fazer uso desse serviço em ambientes mais seguros”, disse Wyllys.

A frase não foi bem recebida por representantes da bancada evangélica, que pretendem trabalhar pelo arquivamento da proposta.

“Se ele [Wyllys] sabe quem faz isso, por uma questão de responsabilidade eu o desafio a dizer os nomes dos deputados que vão aos prostíbulos”, disse o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ), vice-presidente da Frente Parlamentar Evangélica.

O projeto de Wyllys prevê que serão considerados profissional do sexo toda pessoa maior de 18 anos e absolutamente capaz que voluntariamente presta serviços sexuais mediante remuneração.

Segundo o texto, os profissionais poderão atuar de forma autônoma ou em cooperativa e terão direito a aposentadoria especial com 25 anos de serviço. O parlamentar também diferencia prostituição de exploração sexual.

Segundo o texto proposto, a exploração ficará evidenciada quando ocorrer apropriação total ou maior que “50% do rendimento da atividade sexual por terceiro; pelo não pagamento do serviço sexual prestado voluntariamente; ou por forçar alguém a se prostituir mediante grave ameaça ou violência”.

Proposta similar foi apresentada pelo ex-deputado Fernando Gabeira em 2003. Após pressão de integrantes de setores conservadores da Casa, ela teve como destino o arquivo.

Agência Estado

O Tempo, Belo Horizonte, http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/jean-wyllys-diz-que-60-dos-parlamentares-contratam-prostitutas-1.387994

Comentários de A Vez das Mulheres de Verdade / Jornal dos Homens que Prestam

Outro cartaz da campanha, disponível em http://www.otempo.com.br/capa/brasil/minist%C3%A9rio-da-sa%C3%BAde-tira-do-ar-pe%C3%A7a-da-campanha-eu-sou-feliz-sendo-prostituta-1.657632. Pros rapazes que não gostaram muito da outra, hehehehe.

Matéria de 04/06/13, 09:02: Campanha federal diz: ‘sou feliz sendo prostituta’. Matéria de 04/06/13, 20:55: Diretor da Saúde é exonerado após campanha polêmica. Pois é, amigos, bem que eu falei no outro texto: mulheres contra a família, o Cristianismo e a castidade no Brasil, só meia dúzia além da Abigail. Já é difícil o governo PT fazer uma coisa boa, quando faz é a turma conservadora que dá vexame? Eu já estava sonhando com uma colega de serviço que é prostituta à noite e os meus filhos que eu ainda não tenho assistindo o Sexy Hot na TV aberta com 13 anos. Tô brincando.

E que engraçado: o ministro, pelo que diz a primeira matéria, tem medo de concorrer ao governo do estado de São Paulo no ano que vem e alguém desenterrar essa campanha da gestão dele defendendo as prostitutas; mas a Marta Suplicy ia ser candidata ao governo do mesmo estado de São Paulo em 2006 e apareceu dentro da 9ª Parada do Orgulho GLBT em 2005, tinha 20 petistas com camisetas “Marta 2006″ dentro da Parada LGBT, e ela ainda subiu num trio elétrico e disse “eu amo vocês” pros paneleiros (“Palanque eleitoral invade parada gay e Marta grita ‘amo vocês’”, Folha de São Paulo, 29/05/2005). O PT trocou a moça pelo Aloizio Mercadante, mas em 2011 ela conseguiu ser senadora até 2012, saiu pra assumir o Ministério da Cultura. E o Eduardo Suplicy, ex-marido dela e que também estava lá, foi o senador mais votado pelo estado na eleição de 2006.

Quer dizer que político tem coragem de aparecer na Marcha das Vadias, como um amigo nosso viu a deputada Jô Moraes em Belo Horizonte no ano passado, e em parada gay, mas amarela com meia dúzia de cartazes defendendo as prostitutas? E professora que faz vídeo de sacanagem ou posa nua não pode nem continuar sendo professora, mas a Marta Suplicy pode ser ministra da Cultura depois de participar de Parada LGBT. Temos que fazer a Marcha das Putas, contra o preconceito! E com boquete na rua, porque os gays podem fazer parada de cueca e as vadias podem protestar de peito de fora.

E os trechos que eu destaquei lá em cima é pra mostrar como a bancada evangélica fala parecido com as lésbicas feministas mais bizarras. Prostituição de mulheres é igual à prostituição infantil, Liliam? Procurar uma prostituta é igual estuprar uma criança ou a própria filha, João? Por que prostituição não é crime, mas apologia à prostituição é, Marcos Rogério? A bancada da indústria da prostituição é maior que a evangélica, pastor Eurico?

E agora até o gayputado Jean Wyllys, que ganhou porque era o herói gay de um reality show abominável (Big Brother Brasil), ficou bonito na foto. Além do Fernando Gabeira, ex-guerrilheiro e defensor da maconha, por ter feito antes a proposta que o Jean Wyllys está tentando aprovar agora de ajudar as prostitutas. E além de posarem como idiotas e sexualmente reprimidos, os deputados evangélicos ainda são denunciados como vida-dupla por um colega homossexual assumido, que em outra ocasião tomou uma cacetada junto com a turma gayzista e não teve como responder. A turma da direita tem que tomar cuidado agora, porque desse jeito eles vão voltar a ser os dinossauros da década de 80 e perder o que ainda faz alguns deles serem levados a sério: ser a voz sensata enquanto a esquerda era a voz da idiocracia raivosa.

E essa porcaria toda foi do fim pro meio da semana. Foi mais rápido que a primeira Marcha das Vadias. Gente, se político ou funcionário público incompetente ou corrupto fosse tirado do cargo tão rápido e tão fácil, o mundo seria muito melhor. E isso mostra, como é a ideia desta série, que os puritanos são muito parecidos com os esquerdistas.

Abigail Pereira Aranha

Página no Facebook