sábado, 10 de maio de 2014

A Sociedade dos Garotos - parte 3: As mães e a destruição interior dos filhos

Abigail Pereira Aranha

A ideia da série "A Sociedade dos Garotos" não é mostrar uma conspiração das mamães para dominar o mundo. Qualquer homem que não seja feminista deve ter notado que mesmo hoje uma mulher destacada profissionalmente, com pós-graduações, com viagens para o exterior e aparentemente bem informada geralmente não tem sequer equilíbrio mental e argumentos para responder um comentário discordante de dois parágrafos, principalmente em LGBT-Feminismo. "A Sociedade dos Garotos" está mais para uma estrutura empírica que serve às mães e consegue se autoalimentar.

Qualquer casal de "losers" desequilibrados que mal se toleram pode formar uma família. Ou algo parecido. Se você fosse Deus e quisesse dar a uma criança toda a formação necessária para que ela se transformasse em uma pessoa adulta decente, ela só poderia ser filha de pouquíssimas pessoas sensatas e esclarecidas no mundo. Mas se você fosse Deus e odiasse essa mesma criança, bastaria entregá-la aos cuidados de qualquer família típica.

Vamos ver sobre a importância da família?

Ensino de valores morais. Fora honrosas exceções de pais que até se preocupam com isso, os pais usam a palavra "educação" significando transmitir a própria ignorância e impedir que os filhos sejam ou conheçam algo melhor que eles próprios. O Brasil é um exemplo ilustrativo: 90% da população é cristã e qualquer criança de 5 anos é levada pelos pais à igreja, mas poucas pessoas não são alcóolatras, estúpidas ou desonestas.

Disciplina. O que se costuma chamar de disciplina ou educação é igual refrigerante de laranja: suco de laranja tem, mas até o gosto é artificial. Qualquer raiva reprimida no trabalho ou na vizinhança pode virar disciplina. Uma criança podia ser espancada só por ser canhota e os pais analfabetos acharem que ela usa a mão esquerda de brincadeira. Claro que não estou falando de honrosas exceções de pais que sabem a missão que têm nas mãos e o que estão fazendo.

Responsabilidade. Hoje em dia nós vemos um bocado de mães solteiras que deixam o filho pequeno na creche ou na escola com gosto, para passear com vadia com o dinheiro da pensão alimentícia. É um exemplo grotesco, mas parece que a grande diferença entre as mães de hoje e as do passado é a oportunidade. E quando os pais se dizem responsáveis pelos filhos, em geral se referem a proibir contatos, bloquear internet e ensinar religião. Ser responsável legal e pagar os gastos dos filhos, que é só parte de uma missão, virou fonte de poder para abusar de uma criança e argumento de qualquer lésbica mãe precoce de bairro horrível que ouve o que não quer.

Educação sexual. Quando os pais, principalmente a mãe, estão interessados nos filhos, em geral estão preocupados em criar pessoas tão infelizes quanto eles mesmos, isso quando não estão preocupados apenas no próprio horror a sexo e prazer. Até as vadias de passado podre fazem educação anti-sexual dos filhos, talvez elas sejam até as mais "moralistas".

A verdadeira importância da família

Ensinar a bipolaridade moral. Pais ensinando os filhos a mentir, ou aprendendo a serem cobrados de uma coisa e ver os pais fazendo outra: se nem todas as famílias são assim, isso não ajuda nada aos defensores da família, porque um simples caso de pais amorais tira muito do sentido de se submeter aos pais e desmonta toda a louvação. Crianças veem a incoerência, e em vez de ouvir argumento levam surra.

Criar canalhas. Você conhece algum caso de criança que fazia coisas erradas com o irmão e sempre se dava bem. Também conhece casos de pais que prosperaram fazendo algo errado ou colheram ingratidão e canalhice fazendo o correto. E quando a mãe se casou enganando o marido quando estava grávida de outro homem ou fingia estar grávida? Por que quem viu o erro dar lucro vai se interessar na vereda da justiça?

Ensinar a valorização da família acima de (quase) tudo. É a mais grosseira das autoadulações a família ensinar a valorização e a defesa da família. Pouquíssimas famílias conseguem ter filhos que conseguem uma conversa decente com os pais, ou irmãos que conseguem se divertir juntos. O próprio discurso comum entre carolas de que é preciso paciência e sacrifício para preservar o casamento e a família já mostra que colocar a família em primeiro lugar é a exaltação do vazio baseada no nada em troca de continuar usando a tolerância. Nos tempos antigos, pais deviam apedrejar ou cortar relações com um filho porque ele abandonava a religião. Algumas religiões pagãs tinham pais fazendo sacrifícios humanos dos filhos. Nos tempos modernos, o seu desafeto visita o seu perfil no Facebook enquanto o seu irmão te bloqueou. E então, onde está a família de sermão de domingo?

Ainda a verdadeira importância da família: alimentar a pobreza moral e mental reinante

Vamos fazer um exercício rápido de Estatística. Vamos supor que a probabilidade de um homem ou de uma mulher ser acima da mediocridade moral e mental seja 10%, e vamos supor que a probabilidade de um homem ou uma mulher se casar e ter filhos seja independente de estar acima da mediocridade ou não. E vamos supor que a chance de um homem acima da mediocridade se casar com uma mulher acima da mediocridade seja 80%, e que homens e mulheres são em mesmo número. Isso significa que 8% dos casais (80% de 10%) são acima da mediocridade e 4% dos casais são de homem acima da mediocridade com mulher não-acima da mediocridade ou vice-versa (20% de 10% para cada). Bom, 2 chances em 3 de um homem e uma mulher superiores estarem em família (nos dois sentidos) ainda está bom. E também estamos supondo um país onde as pessoas podem escolher os próprios cônjuges. Onde elas não podem, o próprio casamento vai ser uma tentativa dos pais de "corrigir" os filhos (nenhum pai católico tradicional disse para o filho: "você, que duvida de algumas doutrinas da Igreja, vai gostar da sua futura esposa ateia, anarquista, contra a castidade e defensora do tal casamento aberto"). Mas vamos supor que a chance de um homem acima da mediocridade se casar com uma mulher acima da mediocridade seja 15%. Portanto, 85% dos homens acima da mediocridade casados vão ter estar casados com mulheres não-acima da mediocridade e vice-versa. Então, a chance de uma pessoa acima da mediocridade casada ter um cônjuge que não é vai ser 100% × (2 × 85) / (2 × 85 + 15) = 91,9%. Bom, também vamos supor cada homem casado com uma mulher só. Mas isso tudo é pra mostrar "com número" (no Brasil, às vezes até um universitário pede para explicar "com números") como as pessoas de mente acima da mediocridade, que já são minoria, ainda são intimidadas pelo casamento. E além dos pais que tentam corrigir os filhos no que os filhos estão certos usando casamento arranjado onde isso é comum, ou atrapalhando o namoro onde isso não é, uma pessoa acima da mediocridade tende a ser atrapalhada pelo cônjuge que não é na educação do seu próprio filho.

Famílias não criam mulheres e muito menos homens

Tudo que os defensores da família têm de argumentos são as responsabilidades dos pais sobre os filhos pequenos, e até estas são mal cumpridas. E em nome do "pagar as contas", o filho da família típica é abusado fisicamente, pedagogicamente, mentalmente, socialmente. Os pais quase sempre só permitem que um filho seja intelectualmente melhor e mentalmente mais saudável que eles próprios quando têm expectativa de que ele tenha sucesso financeiro e social, e que eles próprios possam se aproveitar dele. Fora isso, e mesmo em alguns casos desse tipo, o amor incondicional da mãe ia, no passado, desde tratar uma descoberta do filho que veio do uso da lucidez ou da ciência como futilidade até entregar o próprio filho para uma morte dada pelo poder político ou religioso, assistida ou provocada por uma multidão de analfabetos infelizes. A família tende a transformar mulheres em donzelas medíocres e homens em garotos idiotas. As poucas pessoas bem ajustadas, respeitáveis e bem sucedidas por causa de suporte familiar são filhas, parentes ou esposas de pessoas ricas ou excepcionalmente sábias e amorosas, o que só mostra que a regra geral é exatamente o contrário. Lembrando que a família é a base da sociedade.

Palavras relacionadas: Dia das Mães, amor de mãe, amor verdadeiro de mãe, família em primeiro lugar, preservar a família, filhos saudáveis, criação de filhos, sabedoria dos pais, ouvir os idosos
Related words: Mother's Day, Mother's Love, true mother's love, family first, preserving the family, healthy children, raising children, parental wisdom, listen to the elderly
Parole correlate: Festa della Mamma, amore di mamma, vero amore della madre, la famiglia in primo luogo, preservando la famiglia, bambini sani, educazione dei figli, la saggezza dei genitori, ascoltare gli anziani
Palabras relacionadas: Día de la Madre, el amor de madre, amor verdadero de la madre, de la familia en primer lugar, la preservación de la familia, los niños sanos, crianza de los hijos, la sabiduría de los padres, escuchar a los ancianos
Questo testo in italiano senza foti e filmati di sesso, in Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: La Società degli Ragazzini - parte 3: Le madri e la distruzione interiore dei bambini, http://avezdoshomens2.blog.com/2014/05/10/la-societa-degli-ragazzini-parte-3
Questo testo in italiano con foti e filmati di sesso, in Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible: La Società degli Ragazzini - parte 3: Le madri e la distruzione interiore dei bambini, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2014/05/la-societa-degli-ragazzini-parte-3-le.html
Eso texto en español sin fotos e peliculas de putaría, en lo Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: La Sociedad de los Chiquitos – parte 3: Las madres y la destrucción interna de los niños, http://avezdoshomens2.blog.com/2014/05/10/la-sociedad-de-los-chiquitos-parte-3
Eso texto en español con fotos e peliculas de putaría, en lo Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible: La Sociedad de los Chiquitos – parte 3: Las madres y la destrucción interna de los niños, http://avezdoshomens2.blogspot.com.br/2014/05/la-sociedad-de-los-chiquitos-parte-3.html
This text in English without sex pics and movies, at Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: The Little Boys Society - part 3: The mothers and inner destruction of children, http://avezdoshomens2.blog.com/2014/05/10/the-little-boys-society-part-3
This text in English with sex pics and movies: The Little Boys Society - part 3: The mothers and inner destruction of children, at Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible, http://avezdoshomens2.blogspot.com.br/2014/05/the-little-boys-society-part-3-mothers.html
Texto original em português sem fotos e vídeos de putaria: A Sociedade dos Garotos - parte 3: As mães e a destruição interior dos filhos, no A Vez das Mulheres de Verdade, http://avezdasmulheres.blog.com/2014/05/10/a-sociedade-dos-garotos-parte-3
Texto original em português com fotos e vídeos de putaria: A Sociedade dos Garotos - parte 3: As mães e a destruição interior dos filhos, no A Vez dos Homens que Prestam, http://avezdoshomens.blogspot.com.br/2014/05/a-sociedade-dos-garotos-parte-3-as-maes.html e no Viver a Vida e Planejamento Estratégico, http://imaculadaeabigail.blogspot.com/2014/05/a-sociedade-dos-garotos-parte-3-as-maes.html
La serie La Società degli Ragazzini senza fotos e filmati di dissolutezza
La serie La Società degli Ragazzini con fotos e filmati di dissolutezza
La serie La Sociedad de los Chiquitos sin fotos e peliculas de putaría
La serie La Sociedad de los Chiquitos con fotos e peliculas de putaría
The series The Little Boys Society without sex pics and movies
The series The Little Boys Society with sex pics and movies
A série A Sociedade dos Garotos sem fotos e vídeos de putaria
A série A Sociedade dos Garotos com fotos e vídeos de putaria no Viver a Vida e Planejamento Estratégico
A série A Sociedade dos Garotos com fotos e vídeos de putaria no A Vez dos Homens que Prestam

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Sex, lust, debauchery, naked woman, pornography section

Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia

Feliz Dia das Mães

Felice Festa della Mamma

Happy Mother's Day

Feliz Día de la Madre

Granny gangbanged

(Velhota faz gangbang / vecchia donna fa un gangbang / anciana hace un gangbang)

Both My Grannies Got Gangbanged - Scene 1 - Robert Hill

(Minhas duas avós fizeram um gangbang - Cena 1 - Robert Hill / Entrambe le mie nonne hanno ottenuto un gangbang - Scena 1 - Robert Hill / Mis dos abuelas recibieron un gangbang - Escena 1 - Robert Hill)


BOTH MY GRANNIES GOT GANGBANGED - Scene 1 - ROBERT HILL brought to you by Spankwire

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook