quarta-feira, 18 de novembro de 2015

As melhores mentiras, a Real e Lola Aronovich

Abigail Pereira Aranha


Folha de São Paulo, 24/02/15: "Mulheres sofrem ameaças de estupro ao defender feminismo na internet". A foto à direita é uma montagem de foto da ativista lesbonazista brasileira Lola Aronovich, que é citada na matéria, sobre foto de Thomas James Ball. Veja sobre o caso Thomas James Ball em http://archive.lewrockwell.com/grigg/grigg-w219.html, traduzido em http://canal.bufalo.info/2011/12/quando-o-estado-quebra-um-homem. Publicada pela primeira vez na postagem "Mal da Vaca Louca ameaça as feministas de morte", 08/03/2015, http://avezdoshomens.blogspot.com/2015/03/mal-da-vaca-louca-ameaca-as-feministas.html

Olá, meus amigos e minh@s inimig@s! Eu perdi a chance de mostrar uma postagem do blogue falso com o nome da ativista lesbofeminista disfarçada de professora universitária Lola Aronovich no endereço lolaescreva.wordpress.com. Um amigo meu no Facebook me mostrou e eu li uma postagem sobre porque as universidades deviam expulsar os professores homens. Eu devia ter copiado, mas vi logo que o blogue era falso. Mas em 2011, ela deu esta resposta a um comentário no blogue dela:

lola aronovich disse...

Ha ha, anônimo, o Silvio é um homem de bem? Quer que eu coloque aqui as dezenas de prints de declarações racistas que ele fez (até seus seguidores – seu caso – assumem que essas declarações são dele)? O Silvio não é misógino? Um blog que chama mulheres de vadias não é misógino? É o quê, então? Ah, já sei o que vcs têm pra dizer na ponta da língua: é realista! Admita, Anônimo, foi tão fácil pra todo mundo acreditar que o blog do Silvio Koerich atual é o mesmo do Silvio de antes porque ambos defendem os mesmos "ideais", só que o atual um pouco mais extremado e declarado que o original (que parece que de original não tinha muito, né?, já que vivia copiando posts de blogs mascus americanos, sem citar a fonte). Tente fazer um blog com meu nome e esse conteúdo de ódio pra ver se cola.

("A mente genial dos mascus", 07/05/2011, http://escrevalolaescreva.blogspot.com/2011/05/mente-genial-dos-mascus.html)

Ela mente sobre Silvio Koerich e só não está presa porque a Polícia Federal é pistoleira do PT atrás de internauta que diz o que a Marcha das Vadias não quer, e porque o Ministério Público lhe dá até informações de processos sigilosos sobre ela ou desafetos. Ela também mente no que dá a entender sobre ela mesma. Mas ela disse uma grande verdade no final: "tente fazer um blog com meu nome e esse conteúdo de ódio pra ver se cola". Não cola, mas não pela explicação que ela dá a entender. E é isso que eu gostaria de abordar aqui.

Se o Foro de São Paulo foi mesmo quem salvou a ideologia socialista no mundo, não podia ter acontecido em lugar melhor que o Brasil. O Brasil tem, ao longo de mais de 500 anos de história, quase nenhum cientista de renome internacional, quase nenhum escritor digno de nota, quase nenhuma mulher famosa pela beleza, quase nenhum intelectual digno de nota, quase nenhuma música admirada no exterior, etc. Mas os brasileiros em geral, individualmente e como povo, têm um autoconceito que vai na contramão da própria insignificância, se levam a sério quanto mais irrelevante e infeliz é a própria vida. Uma imagem disso é a nordestina lésbica pseudomasculina que "faz e acontece" no Sudeste entre o terreno invadido onde ela mora e o emprego de onde ela diz que vai sair. O Socialismo como evangelho da inveja e filosofia do fracasso, nas palavras de Winston Churchill, não podia ter uma terra melhor pra germinar: muita riqueza natural e muita pobreza de espírito e de intelecto.

Nós podemos ver a miséria do Brasil quando estudantes e professores nas maiores universidades acreditam que o governo militar entre 1964 e 1985 foi iniciativa dos Estados Unidos como parte do domínio da América Latina. Aliás, como o Brasil tem legiões de vacas infelizes que só conhecem o fracasso, prospera o pensamento de que alguém só consegue ser bem sucedido quando se dedica a prejudicar a vida dos outros. No começo da década de 1960, o Brasil era a 45ª economia do mundo, mais ou menos como o Paquistão hoje, com um PIB de US$ 21,2 bilhões / mil milhões, o que hoje é menos que o de Trinidad e Tobago ou um quinto do de Angola. E os Estados Unidos financiaram o governo militar para manter o Brasil na pobreza, mesmo que o país tenha passado de 45ª para 8ª economia do mundo, passando de um PIB per capita de US$ 259,47 (abaixo do Congo hoje) em 1964 para US$ 1560,46 (perto do da Nigéria hoje, mas melhorou).[1] Este é só um exemplo de como pessoas e países que se recusam a reconhecer a própria insignificância e amadurecer mergulham na confusão mental, na paranoia e na megalomania, às vezes enquanto afundam em ainda mais irrelevância, ridículo e demência.

E o que isso tem a ver com a sra. Lola Aronovich e o blogue que apareceu usando o seu nome? Não é por acaso que isso tenha acontecido no Brasil, nem que ela seja professora na irrelevante Universidade Federal do Ceará, nem que ela seja talvez a única professora de lá que o leitor já ouviu falar, ainda assim porque ela é uma blogueira lesbofeminista. Mas eu ainda preciso levantar outros pontos.

Quando o humorista Rafinha Bastos fez uma piada de que "toda mulher que eu vejo na rua reclamando que foi estuprada é feia pra caralho" e perguntou em entrevista se "você já viu uma mulher gostosa na TV reclamando que foi estuprada", ele realmente brincou com coisa séria: a projeção inversa que o brasileiro típico e a brasileira típica fazem de como são ridículos, fracassados e desinteressantes.[2] Eu mesma já vi múmias subempregadas reclamando que estão sendo assediadas em ônibus lotados, mas nunca vi uma garota atraente (para os rapazes) levar u'a mão na bunda, mesmo quando todos os homens estão "babando" por ela. Nós também vemos no dia-a-dia pessoas com medo de vírus feitos por programadores desempregados para estragar HD's de desconhecidos e roubar senhas de cartões de crédito de auxiliares administrativas. Assim como vemos câmeras de vigilância do lado de dentro e do de fora de lojas de vinte metros quadrados que irão à falência no ano seguinte. Assim como vemos lésbicas simiescas de corpos disformes, com empregos que detestam e chutadas por três ou quatro ex-namorados dizendo que são invejadas. Assim como, pelo que levam a crer quase todos os evangélicos de hoje, Satanás deixou de se preocupar com cristãos íntegros e conhecedores da Bíblia para molestar favelados consumistas e vadias em fim de carreira.

Mas este problema do Complexo de Border Collie brasileiro anda junto com a debilidade intelectual, que vem tanto da imaturidade para encarar a verdade quanto da falta de capacidade intelectual para apreender o mundo. Não apenas a futilidade, a má informação, a confusão mental e a burrice tomaram conta dos nossos jornais. Não só você não precisa saber redigir um texto coerente ou saber a diferença entre um argumento válido e uma falácia grosseira para conseguir um doutorado. O povo em geral também não sabe reconhecer a mentira porque não consegue mais apreender a verdade no cotidiano.

E aí voltamos à sra. Lola Aronovich. Ela publicou no seu blogue verdadeiro "Site de ódio no meu nome obviamente não é meu". É, eu perdi a chance de chegar primeiro, mas eu tinha outros assuntos para tratar nos meus blogues. Eu não vou me concentrar no ponto de que ela aproveita para caluniar os antifeministas para revidar um blogue calunioso contra ela mesma. Nem no ponto de que as calúnias contra ela são pueris perto das que ela própria ajudou a difundir contra os masculinistas em 2011. Nem que ela dá atalho à matéria do R7 feita para caluniar um inimigo pessoal dela e de Edir Macedo e o blogueiro Robson Otto Aguiar só porque ele lhe deu espaço. Nem que essa matéria e outra semelhante tiveram de ser refeitas ou apagadas por processo judicial. Nem no teatro farsesco dela de superioridade que tentou manter uma indiferença. O meu ponto aqui é o que ela mesma disse em 2011: "tente fazer um blog com meu nome e esse conteúdo de ódio pra ver se cola".

O falso Escreva Lola Escreva não vai convencer bem menos gente que a verdadeira Lola Aronovich porque está mais distante do Feminismo que ela defende, mas porque está mais próximo. O Feminismo é documentado como uma ideologia lésbica, patológica e assassina pelas próprias feministas desde a década de 60. Se o leitor é novo aqui, pode ter uma visão rápida com "As citações feministas mais discriminatórias, odiosas e SUJAS da história" listadas pelo verdadeiro Silvio Koerich[3], aquele que, curiosamente, Lola Aronovich finge que é o silviokoerich.com. O blogue de ódio aos homens não é dela não porque ela nunca escreveria aquilo, mas porque o conteúdo é consequência lógica das mesmas ideias que ela expõe, polidamente, no blogue verdadeiro.

Não é coincidência que a mesma Lola Aronovich fez uma série de postagens em 2011 não apenas ligando o antifeminismo à direita, o que seria aceitável, mas também igualando antifeminismo a misoginia, assassinato de mulheres, estupro, racismo e até pedofilia (ou melhor, abuso sexual de crianças). Ela fez isso não apenas sugerindo que a silviafake.com representava os antifeministas, mas fazendo essas ligações nos seus próprios escritos. Em um país de população bem alfabetizada, é bem entendido que igualar antifeminismo e abuso sexual de menores é como dizer que todo torcedor do Clube Atlético Mineiro é gay. Mas aqui, a dona Lola Aronovich pode fazer uma associação como essa porque milhões de pessoas vão tentar acreditar, ou, pior ainda, acreditar de verdade.

Se eu mostrar, nos próprios escritos e fotos da militância, que o Feminismo trata todos os homens como agressores de mulheres em potencial e defende o extermínio de quase toda a população masculina, eu estou "generalizando". Se eu disser que um único estuprador que vai ser linchado na cadeia se for colocado junto com os outros presos representa a "cultura do estupro", homens vão acreditar. Se de cada 12 ou 14 vítimas de homicídio no Brasil, só uma é mulher, ou se só uma de cada 160 é homossexual, "ninguém" vai notar se eu tratar este um caso como a maior calamidade social do país e as outras vítimas como privilegiadas. Se eu sugerir que estamos cercados de homens loucos de vontade de penetrar a vagina de uma garota de 8 anos, muitos homens vão achar muito mais plausível do que se eu disser que a maioria das denúncias de crimes sexuais são falsas, mesmo se eu der vários exemplos de homens inocentes condenados sem provas.[4] Se eu mostrar um caso em que o CONAR proibiu uma propaganda de cerveja com uma boazuda por algazarra de meia dúzia de macacas lésbicas descompensadas, "todo mundo" pode ver aí que as mulheres são oprimidas desamparadas e o capital e os homens dominam. Mesmo depois que o mesmo CONAR recebe o maior número de reclamações de todos os tempos contra uma propaganda que deprecia os homens e deixa como está.[5]

Ah, eu compartilhei em um grupo no Facebook na semana passada o texto "Quatro em cada cinco pessoas assassinadas por violência doméstica no Brasil são homens!", do amigo Charlton Heslich Hauer, em que ele pega dados do próprio Mapa da Violência de 2012 para chegar a este dado que ele mostra no título.[6] Um imbecil mangina disse que a fonte não era confiável.

O blogue de ódio lolaescreva.wordpress.com é da verdadeira Lola Aronovich. A autoria é que não é dela. Entendeu? Mas ninguém vai acreditar, porque os "posers" do Facebook, ao contrário do que dizem, querem ser iludidos com as melhores mentiras, mas não magoados com as menores verdades.

NOTAS:

[1]



Dados do Banco Mundial, https://www.google.com.br/publicdata/explore?ds=d5bncppjof8f9_&met_y=ny_gdp_mktp_cd&idim=country:BRA:ARG:IND&hl=pt&dl=pt#!ctype=l&strail=false&bcs=d&nselm=h&met_y=ny_gdp_mktp_cd&scale_y=lin&ind_y=false&rdim=region&idim=country:BRA&ifdim=region&hl=pt&dl=pt&ind=false

[2] "A Graça de um Herege", Rolling Stone, http://rollingstone.uol.com.br/edicao/56/a-graca-de-um-herege?page=1 e http://rollingstone.uol.com.br/edicao/56/a-graca-de-um-herege?page=3

[3] Publicada em http://silviokoerich.blogspot.com/2009/08/as-citacoes-feministas-mais.html em agosto de 2009. Copiado no A Vez dos Homens que Prestam em http://avezdoshomens.blogspot.com/2013/03/as-citacoes-feministas-mais.html.

[4] Um caso que eu mesma citei está em "Mentira de enteada deixa homem preso por cinco meses", publicado na Revista Consultor Jurídico em http://www.conjur.com.br/2013-abr-24/homem-fica-preso-cinco-meses-falsa-acusacao-feita-enteada, que eu comentei em http://avezdoshomens.blogspot.com/2013/05/falsa-denuncia-deixa-homem-inocente.html.

[5] "300 homens recorrem ao Conar contra Bombril", Veja, 15/07/2011, http://veja.abril.com.br/noticia/economia/300-homens-recorrem-ao-conar-contra-bombril.

[6] O texto está em http://sexoprivilegiado.blogspot.com.br/2014/03/quatro-em-cada-cinco-pessoas-assassinadas-por-violencia-domestica-no-brasil-sao-homens.html. E, para ilustrar o que eu estou dizendo, o parceiro fez uma conta simples (negrito no original):

Ora, se 14,3% e 41% são, respectivamente, as taxas percentuais do total de homicídios de homens e mulheres causados por violência doméstica em 2010, isso quer dizer que:

  • 14,3% do número total de homicídios de homens: 0,143 x 48.493 = 6.934
  • 41% do número total de homicídios de mulheres: 0,41 x 4.477 = 1.836
  • Total: 6.934 + 1836 = 8.770

Ou seja, morreram 6.934 homens por violência doméstica, enquanto morreram por violência doméstica apenas 1.836 mulheres. Do total de 8.770 homicídios por violência doméstica que ocorreram em 2010 no Brasil, morreram aproximadamente quase quatro vezes mais homens do que mulheres, ou ainda, os homens foram 79,1% do total de vitimados por homicídios causados por violência doméstica (6.934 / 8.770), enquanto que as mulheres foram apenas 20,9% desse total (1.836 / 8.770).

Apêndice

"Site de ódio no meu nome obviamente não é meu", Escreva Lola Escreva, 02 de novembro de 2015. Disponível em http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/2015/11/site-falso-no-meu-nome-obviamente-nao-e.html.

Site de ódio no meu nome obviamente não é meu

Lá vou eu gastar meu tempo com mascus e reaças de novo...

Eu e maridão ontem em Caponga, CE

Cheguei hoje de Caponga, uma praia próxima a Fortaleza. Estava lá com o maridão desde sexta. Desta vez, ao contrário das outras vezes, a pousada onde ficamos tinha internet funcionando. Mas eu só ligava o computador bem tarde, depois da meia noite, porque tinha mais o que fazer durante o dia.

Ontem, quase uma da manhã, vi que havia mais de vinte emails pra mim falando de um site de ódio (que prega o aborto e infanticídio de meninos, por exemplo) com o meu nome. Vários emails perguntavam: "É seu?"

Sim, óbvio que

vou colocar meu

endereço resi-

dencial para que

aqueles que me

ameaçam de morte

e estupro saibam

onde eu moro

Esse tipo de pergunta me ofende, pra falar a verdade. Eu não consigo acreditar que alguém que conheça o meu blog (que, com quase 8 anos de atualizações diárias, não é exatamente uma novidade na internet) pode se deixar enganar por um site tão mal escrito e que não tem nada a ver com o que defendo. Só com muita má vontade mesmo dá pra confundir.

Mas que tal usar a cabeça? Eu tenho um blog com um bom número de visitas. Sou bastante conhecida por ele, já que o Escreva Lola Escreva é um dos maiores blogs feministas na internet brasileira. Por que cargas d'água eu criaria um outro blog, com meu nome "oficial", digamos (em um minuto de busca no Google é possível ver que meu nome na carteira é Dolores Aronovich Aguero, e que Lola Aronovich -- além de ser a mesma pessoa -- é como gosto de ser tratada e como sou conhecida), e com ideias tão diferentes das minhas? Ideias que vão contra os direitos humanos mais básicos?

Tio Astolfo, outra criação de Marcelo:

layout idêntico

As pessoas um pouco mais inteligentes podem se perguntar: puxa, mas esse site no nome dela tem exatamente o mesmo layout dos outros sites de ódio criados por mascus como o Marcelo Mello -- será que não teria sido feito por eles pra difamar uma feminista famosa?

Aviso no meu twitter sobre site de ódio em meu nome em 3/10

Sem falar que alguém que me segue no Twitter ou ocasionalmente lê meu blog (o único que tenho, que é este aqui) sabe que sou constantemente atacada e ameaçada por mascus e outros reaças (mascus são reaças; quase todos são de extrema direita, a maior parte neonazis, mas nem todo reaça é mascu. Vários são apenas machistas genéricos).

Avisei no meu twitter em 3/10 (clique para ampliar)

Eu avisei várias vezes que o site no meu nome havia sido criado por mascus e coloquei prints. Pedi para denunciá-los.

Aviso no meu twitter em 5/10

Que eu saiba, o site de ódio começou a ser divulgado no início de outubro. Marcelo Mello, seu autor, é obcecado por mim. No final de agosto a revista IstoÉ fez uma reportagem sobre ele em que o chama de "criminoso da internet". Marcelo não é um menino, mas um desequilibrado de 30 anos, misógino e racista assumido, que foi preso pela Operação Intolerância em março de 2012 (aqui a matéria da Veja sobre Marcelo).

Preciso dizer que a foto não é minha, mas uma montagem?
Marcelo Valle Mello

Ele e seu comparsa, Emerson Rodrigues, tão maluco quanto ele, permaneceram na cadeia até maio de 2013. Enquanto estiveram presos, foram condenados a 6,5 anos de encarceramento. Pouco depois de sair, Marcelo voltou a fazer o que fazia antes -- ameaçar e atacar desafetos e tentar convencer homens tão problemáticos quanto ele a cometerem um atentado e matar o máximo possível de "vadias e esquerdistas".

Planos em setembro

Em 2014 Marcelo, ao ser expulso de vários chans (fóruns anônimos, muito preconceituosos), decidiu criar o seu próprio chan. Eu nunca dou link pra sites mascus, mas abrirei uma exceção, já que a polícia não faz nada mesmo, e já que nossas denúncias não funcionam.

Psy (Marcelo) ontem em seu chan: "demorei 3 meses"

Vou colocar o endereço do Dogolachan, o chan do Marcelo [o link estava levando para um outro chan. Tem que colar: https://dogolachan.org/b/index.html]. É um chan pequeno, com poucos frequentadores, mas com tempo de sobra. Vocês podem ir lá e verem com seus próprios olhos o nível da demência. Eu já provei que Marcelo (vulgo Psy) é o autor do Dogola, e que sites de ódio como o Realidade, Homens de Bem, Tio Astolfo etc são criação do Dogola.

Mascus comemoram a viralização do site de ódio em meu nome

Até uns anos atrás, eu nem sabia o que era um chan. E nunca na minha vida iria encontrar sozinha o Dogolachan, o chan do Marcelo. Afinal, chans não aparecem em sites de busca nem nada. Sabem como eu fiquei sabendo da existência do Dogola? Porque Marcelo enviou o link pra mim. Mais de uma vez, aliás. Ele quer que eu leia as ameaças e os "planos do Cebolinha" que ele organiza quase que diariamente contra mim.

Marcelo no Campus Party 2012

Marcelo também é obcecado pelo meu marido. Portanto, planeja criar um site de ódio também no nome dele, acusando-o de pedofilia, pornografia infantil e apologia ao estupro. O terrível crime que meu marido cometeu? Amar uma feminista.

Só que o alcance que mascus têm é minúsculo. Para tentar viralizar os muitos sites de ódio e páginas no FB que criam, inventam inúmeros fakes e tratam de entrar em páginas que eles chamam de SJW (social justice warriors, guerreiros pela justiça social, ou seja, feministas, sites LGBT, movimento negro etc). Nessas páginas, geralmente deixam mensagens do tipo "Vocês viram isso?", e o link pro site de ódio.

Mascus tramando como viralizar mais

Apenas isso não resolve, porque tem muita gente que já percebeu essa forma de espalhar ódio. Pra difamar alguém, mascus dependem da ajuda de seus primos próximos, os reaças. Algum site ou página ou perfil no Twitter maiorzinho tem que ecoar a mentira. Aí sim viraliza.

Isso aconteceu na páscoa. Eu estava viajando, sem acesso à internet, e mascus literalmente criaram um tuíte falso no meu nome, referente ao trágico acidente do filho do Alckmin. Colocaram o tuíte falso numa página no FB (uma página, aliás, que prega a legalização do estupro, entre outras aberrações), alegando que eu havia deletado o tuíte, mas eles o printaram a tempo.

Por incrível que pareça, teve reaça que acreditou. Luciano Ayan escreveu um post sobre meu tuíte (e a minha índole -- baseando-se num tuíte feito para me difamar), e um tal de EdmilsonPapo10 (que tinha mais de 10 mil seguidores no Twitter) colocou o tuíte falso pra rodar. Resultado: quando voltei do feriado, havia mais de mil tuítes no meu perfil, a enorme maioria com xingamentos e ameaças.

Apesar de todo o trabalho empenhado por Marcelo e sua trupe, o site de ódio no meu nome não estava indo bem. Não estava conseguindo chamar a atenção. Tanto que a última atualização datava de 14 de outubro. Eu fui à delegacia fazer um boletim de ocorrência (o sétimo contra mascus) no dia 8 de outubro. Tem quase um mês.

BO em 8/10/15: A declarante comparece a esta delegacia para comunicar que desde o ano de 2014, vem sofrendo ameaças de morte, de estupro e de divulgação de seus dados pessoais na internet, por parte do Sr. Marcelo Valle Silveira Mello, CPF no. 002.395.011-01, residente em Curitiba/PR, através do chan de altoria [sic] dele "Dogolachan.org", que no início de outubro/2015, o Sr. Marcelo Valle lançou na internet um site de ódio em nome da declarante "doloresaronovich.com", sem seu conhecimento e autorização, onde nesse site, o sr. Marcelo Mello vende remédios para aborto, inclusive, diz que a declarante já abortou várias vezes, que a mesma defende o aborto, em caso do feto ser do sexo masculino, afirma a declarante que ref. site "doloresaronovich.com" não é de sua autoria, que o objetivo do Sr. Marcelo Mello ao criar esse site é divulgar tal site falso como sedno autoria da declarante e seja visto pelo maior número de sites conservadores, para que a declarante seja linchada e para "manchar" sua reputação [...].

Depois do BO, conversei rapidamente com um delegado que me pediu para voltar, pois ele iria me encaminhar para alguém do Ministério Público que levará o caso adiante. Mas, com a pressa do dia a dia, eu ainda não havia voltado à delegacia.

No dia 26 de outubro algum anônimo deixou no meu blog os dados do site de ódio no meu nome. Lá havia um endereço de email para reportar abusos, e no mesmo dia eu enviei o seguinte email pra Cinipac (que hospeda esses sites e parece ficar na Malásia):

Email enviado a quem hospeda o site de ódio em meu nome

Dois dias depois, o site de ódio estava fora do ar, e Marcelo se queixava, no seu chan, que havia sido expulso da Cinipac. Lógico que eu sabia que outros sites difamatórios viriam (afinal, o que mais Marcelo faria da vida?), mas pensei que o que me acusava de abortar fetos masculinos (inclusive fazendo rituais na minha universidade!) e exigir a castração de meninos teria chegado ao fim.

Não vi quando o site voltou, mas, graças à benevolência dos reaças, ele foi viralizado, novamente enquanto eu viajava. Não sei quem foram os primeiros a falar do site falso no FB. Sei que o guru da direita Olavo de Carvalho espalhou o endereço como se fosse meu. E Roger, aquele que teve um grupo de rock nos anos 80, divulgou o site para seus 650 mil seguidores.

Quando foi informado que o site tinha sido feito justamente para me difamar (como se não soubesse!), esta foi a resposta do roqueiro reaça:

A ética e o caráter de um reaça

Pois é, vale tudo para caluniar feministas e pessoas de esquerda, mesmo espalhar mentiras sabendo que são mentiras. Grande parte dos reaças quer acreditar que um dos maiores blogs feministas do país defende infanticídio de meninos. Assim fica mais fácil rotular. Se eles lessem meu blog, ficariam confusos com textos que não excluem ninguém e que nunca pregaram qualquer tipo de ódio a homens ou a quem quer que seja (nem a mascus e reaças que me difamam e me ameaçam de morte e estupro desde 2011).

E claro que, ao me atacar, eles não estão atacando somente a mim. Estão atacando todas as feministas. No site de ódio com meu nome já jogaram o nome de outra feminista, Patty Kirsche, doutoranda da USP, que amanhã mesmo irá a uma delegacia fazer BO.

Marcelo se prepara para atacar outra feminista

E esta semana derrubaram a página no FB Feminismo Sem Demagogia. E não podemos nos esquecer da cômica se não fosse trágica moção de repúdio da Câmara de Vereadores de Campinas à questão sobre Simone de Beauvoir no Enem.

Reaças espalhando mentiras

Peço a todxs que cruzarem com o repulsivo site de ódio no meu nome que o denunciem a Humaniza Redes e a SaferNet, de preferência deixando claro que o site não é meu, e sim uma criação de Marcelo Mello para me difamar. Mais importante ainda, peço que avisem às pessoas que estão divulgando o site como se fosse meu o óbvio: que ele não é meu, e que ele foi feito para caluniar o feminismo.

Aviso em meu TT em 6/10

De preferência, deixem o link pra este post em que tento explicar mais este ataque.

E, reaças, melhorem: discordem do que falamos. Não precisam usar mentiras criadas por gente que pensa como vocês para atacar quem discorda.

Texto original em português sem vídeos de putaria no A Vez das Mulheres de Verdade: "As melhores mentiras, a Real e Lola Aronovich", http://avezdasmulheres.over-blog.com/2015/11/as-melhores-mentiras-a-real-e-lola-aronovich.html
Texto original em português com vídeos de putaria no A Vez dos Homens que Prestam: "As melhores mentiras, a Real e Lola Aronovich", http://avezdoshomens.blogspot.com/2015/11/as-melhores-mentiras-real-e-lola.html
Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia
Section of sex, lust, licentiousness, naked woman, pornography
Section de sexe, luxure, débauche, femmes nues, pornographie
Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia
Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

"Uma vez, eu tomei a iniciativa sexual com um homem, me aproximei dele carinhosamente, mas ele me rejeitou dizendo que eu não me encaixo nos padrões de beleza".

Mulheres feministas protestando contra os padrões de beleza, nós já vimos muitas. Mas você já viu alguma mulher feminista dizer isso?

(EU NÃO FIZ ESTA FOTOMONTAGEM com a lesbofeminista Lola Aronovich, professora da Universidade Federal do Ceará, e nem sei quem fez, eu só achei legal pra caralho, e, já que eu já tinha esta piadinha em mente, achei que seria uma bela ilustração)

(http://avezdoshomens.blogspot.com/2015/09/uma-piada-pesada-sobre-os-padroes.html)

"Once, I took the sexual initiative toward a man, I approached him affectionately, but he rejected me saying that I do not fit the standards of beauty".

Feminist women protesting against the standards of beauty, we have seen many. But have you ever seen any feminist woman saying that?

(I DID NOT MAKE THIS PHOTOMONTAGE with the lesbian-feminist Lola Aronovich, female professor at the Federal University of Ceará, and I don't know who did it, I just thought it was cool as fuck, and, since I had this joke in mind, I thought it could be a beautiful illustration)

(http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/09/a-heavy-joke-about-feminist-macho.html)

"Una vez, yo tomé la iniciativa sexual hacia un hombre, me acerqué a él con cariño, pero él me rechazó diciendo que yo no me encajo en los estándares de belleza".

Mujeres feministas protestando contra los estándares de belleza, hemos visto muchas. Pero ¿alguna vez usted ha visto a alguna mujer feminista diciendo eso?

(YO NO HICE ESTE FOTOMONTAJE con la lesbiano-feminista Lola Aronovich, profesora de la Universidad Federal de Ceará, y yo no sé quien lo hizo, yo sólo pensé que era jodidamente bueno, y, visto que ya tuve esta broma en mente, pensé que podría ser una hermosa ilustración)

(http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/09/una-broma-pesada-sobre-los-estandares.html)

"Una volta, ho preso l'iniziativa sessuale verso un uomo, mi avvicinai a lui con affetto, ma lui mi ha rifiutato dicendo che io non mi adatto agli standard di bellezza".

Donne femministe protestando contro gli standard di bellezza, abbiamo visto molte. Ma tu hai mai visto una donna femminista dicendo questo?

(IO NON HO FATTO QUESTO FOTOMONTAGGIO con la lesbico-femminista Lola Aronovich, professora presso l'Università Federale del Ceará, e non so chi l'ha fatto, ho solo pensato è stato buono come cazzo, e, dato che ho avuto questo scherzo in mente, ho pensato che poteva essere una bella illustrazione)

(http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/09/un-scherzo-pesante-sui-standard.html)

PT-BR: Feministas também querem foder! Clique aqui

Feministas também querem foder! Clique aqui

Fotomontagem com a professora universitária e blogueira ativista lesbofeminista (escolhe uma, Abigail) Lola Aronovich. Não fui eu que fiz, mas ficou boa pra caralho!

(http://avezdoshomens.blogspot.com/2015/11/socialismo-capitalismo-e-cristianismo.html)

PT-BR: Feministas também querem foder! Clique aqui / EN: Feminists want to fuck too! Click here

Feminists want to fuck too! Click here

Photomontage with the university professor and lesbo-feminist activist blogger (choose one, Abigail) Lola Aronovich. Was not me who did it, but it got good as fuck!

(http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/11/socialism-capitalism-and-christianity.html)

PT-BR: Feministas também querem foder! Clique aqui / FR: Les féministes veulent baiser aussi! Cliquez ici

Les féministes veulent baiser aussi! Cliquez ici

Photomontage avec le professeure d'université et blogueur activiste lesbo-féministe (choisis une, Abigail) Lola Aronovich. Étais pas moi qui l'a fait, mais ce travail avait l'air bien comme de la baise!

(http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/11/socialisme-capitalisme-et-christianisme.html)

PT-BR: Feministas também querem foder! Clique aqui / ES: ¡Las feministas quieren follar también! Haga clic aquí

¡Las feministas quieren follar también! Haga clic aquí

Fotomontaje con la profesora universitaria y blogger activista lesbo-feminista (elija una, Abigail) Lola Aronovich. No fui yo quien lo hizo, pero ¡este trabajo logró a ser jodidamente bueno!

(http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/11/socialismo-capitalismo-y-cristianismo.html)

PT-BR: Feministas também querem foder! Clique aqui / IT: Le femministe vogliono scopare troppo! Clicca qui

Le femministe vogliono scopare troppo! Clicca qui

Fotomontaggio con la professora e blogger attivista lesbo-femminista (scegli una, Abigail) Lola Aronovich. Non ero io chi l'ha fatto, ma questo lavoro è sembrato buono come cazzo!

(http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/11/socialismo-capitalismo-e-cristianesimo.html)

Gemini BBW Ebony Gangbang
Gangbang negro de gêmeos e BBW (BBW: Big Beautiful Woman - mulher bonita grande)
Gangbang ébène des Gémeaux et BBW (BBW: Big Beautiful Woman - grande belle femme)
Orgia negra de géminis y BBW (BBW: Big Beautiful Woman - mujer hermosa grande)

Gangbang nero di gemelli i BBW (BBW: Big Beautiful Woman - bella donna grande)

Lexxxi Luxe gets plowed by 2 BBC
Lexxxi Luxe é arada por 2 BBC (BBC: Big Black Cock - grande rola / pixa negra)
Lexxxi Luxe est labourée par 2 BBC (BBC: Big Black Cock - grosse bite noire)
Lexxxi Luxe es arada por 2 BBC (BBC: Big Black Cock - gran polla negra)
Lexxxi Luxe è solcata da 2 BBC (BBC: Big Black Cock - grande cazzo nero)

SSBBW Gangbang
Gangbang com SSBBW (SSBBW: Excess Big Beautiful Woman - mulher bonita grande em excesso)
Gangbang avec SSBBW (SSBBW: Excess Big Beautiful Woman - trop grande belle femme)
Gangbang con SSBBW (SSBBW: Excess Big Beautiful Woman - mujer hermosa grande en exceso)
Gangbang con SSBBW (SSBBW: Excess Big Beautiful Woman - bella donna grande in eccesso)

Nenhum comentário:

Postar um comentário