quinta-feira, 24 de abril de 2008

Melhor Idade ou velharada que não se enxerga?

Antigamente, ser velho era o máximo. Podia ser alienado, mas era mais velho. Podia ser covarde, mas era mais velho. Podia não enxergar os próprios defeitos, mas era mais velho. Podia ser parado no tempo e na vida, mas era mais velho. Muita gente queria ser igual aos pais e aos mais velhos, por falta de coragem e inteligência pra ir além disso. Aí muita gente queria ser velha quando crescesse.

Mas acabou que o mundo mudou. Hoje, velho burro é velho e burro. Velho alienado é velho e alienado. Velho que sempre teve medo de viver é velho e sempre teve medo de viver. E conselho dos mais velhos, é como diz o ditado, se fosse bom ninguém dava, vendia. E quem acha que os tempos antigos eram os bons são os velhos beatos com saudade da juventude. Preconceito de 50 anos atrás é preconceito de 50 anos atrás. Muita coisa que fazia gente matar e morrer ou quase isso antigamente, a gente olha e pensa "gente, como é que pode?".

E agora? O jeito é imitar os jovens. Então surge a Melhor Idade.

Baile da Melhor Idade, por exemplo. Se eles querem se divertir, por que tem que ser com o grupo deles? É vergonha dos mais novos?

A Melhor Idade estuda. Estudar faz bem, até previne o Mal de Alzheimer. Mas no tempo deles os pais tiravam os filhos da escola (ou nem punham) pra eles trabalharem na roça ou em casa de família. Estudo era coisa de vagabundo. Agora os tempos são outros.

O sexo da Melhor Idade. Está certo que dá pra ter vida sexual com 50, 60 anos ou até mais. Mas esse povo tem é muito assanhamento. No tempo deles, as moças tinham que casar rápido e virgens com quem o pai escolhia, homem chegar perto de mulher era caso até de o marido matar e o sexo desse povo era muito sem graça e com aquele clima de pecado. Qualquer sexo melhorzinho era coisa de puta. Agora eles tentam ser os jovens namorados de hoje. E o tal do Viagra? O senhor toma remédio pra conseguir ficar de pau duro? Ai, que decadência.

Dizem que a Melhor Idade tem mais experiência e sabedoria. Gente, deixa a mocinha contar um segredinho pra quem não sabe. O que vem com a idade é ruga, sabedoria é atitude. Eu conheço vários jovens maduros e inteligentes e muito velho idiota com a cabeça deste tamanhinho.

Eu queria ver alguém da Melhor Idade falar olhando no olho que não gostaria de achar um gênio da lâmpada que o fizesse ter 15 anos de novo. Bom, eu também aceitaria no lugar deles, aí, se eu tivesse a história de vida que muita gente teve e voltasse à juventude, iria mandar mais gente tomar banho, me divertir mais, fazer mais amigos, iria a mais lugares, iria ler mais, iria falar coisas necessárias pra mais gente, iria dar pra mais gatinhos, eu iria viver mais. Engraçado eu estar com 17 anos e escrever sobre aproveitar a vida. Mas isso é pra gente ver como estamos tão acostumados com frustração e burradas que nenhuma pessoa madura diz que fez isso e aquilo, e por causa disso ela sofreu isso e aquilo, mas foi bom e ela não se arrependeu.

Que a vida não acaba nos primeiros cabelos brancos é verdade. O idoso que tem maturidade, inteligência, alegria de viver, uma cabeça acima da mediocridade ganha admiração fácil de quem quer ver gente interessante. Dá pra ter idade e, além de ganhar respeito pelas qualidades e pela inteligência, ainda aproveitar a vida.

Abigail Pereira Aranha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook