quinta-feira, 21 de abril de 2011

[avezdoshomens:203] Homens não são todos monstros que devoram crianças


O Dia das Mães está chegando, e com ele o pior da cretinice lesbofeminazista.
Vamos reagir.

O começo da série, com a relação de todos os textos: Uma humilde reação contra o Dia Internacional da Mulher

Texto anterior: "Mulheres, do Dia Internacional da Mulher e do dia-a-dia", no A Vez das Mulheres de Verdade e no A Vez dos Homens que Prestam

Próximo texto: "Vamos lutar contra o feminazismo", no A Vez das Mulheres de Verdade e no A Vez dos Homens que Prestam


Não sei se seria apertinente ao grupo apresentar o que vou escrever... mas preciso disso como um desabafo com pessoas que certamente irão entender o que passei nesse sábado (16/04/2011)....


Estava em casa à tarde com meus 2 filhos e meu sobrinho (9, 5 e 4 anos respectivamente), quando meu sobrinho derepente adentra a sala gritando que um deles havia se machucado por causa de uma brincadeira. Foi quando vi meu filho mais novo com sangue jorrando do queixo, porque o mais velho o puxou da cama pelos pés e ele caiu com o queixo no chão. Feito o barulho todo, consegui estancar o sangue com gelo e fui com eles para o pronto-socorro mais próximo... chegando lá, é que aconteceu a questão.


Entrei com ele na recepção, com uma toalhinha no queixo, aparando o pouco sangue que ainda pingava, fui para o setor de triagem, onde se vê a gravidade do caso, e daí já começou: as pessoas olhando para um pai com um filho machucado como se ele tivesse feito o machucado no próprio filho!!! Absurdo! Chegar a um hospital, quase no desespero do filho machucado e ser recebido com os olhares condenadores de uma sociedade condenável!!


As pessoas não olham o pai que levou o filho para ser tratado de um ferimento, mas olham para o pai que provavelmente foi o autor do ferimento - sem mesmo nem perguntarem. Para minha sorte, meu filho mais velho foi também e confirmava que havia sido uma brincadeira dos dois às enfermeiras e à médica.


Por que postar isso no "A vez dos homens que prestam"? Porque homens que prestam são bons pais, são incapazes de ferir com gravidade seus filhos, e correm em defesa deles assim que vêem a situação complicada. Homens que prestam não são apenas os que valorizam as mulheres que prestam, mas são aqueles que se dedicam a uma família que presta. Que se dedicam a um casamento sem pudores, sem segredos, com companheirismo e cumplicidade. Onde a liberdade sexual não é tratada como um tabu, ou como safadeza, mas como um desejo normal de marido e mulher. Onde a educação dos filhos não é colocada apenas à mulher, onde os proventos não são colocados apenas aos homens.


Eu sou um homem que presta, porque respeito meus filhos e minha esposa, que também me respeita. Respeito suas escolhas, suas vontades e até mesmo seus chiliques - e vice-versa. Sou um homem que presta, porque estou numa sociedade machista criada por mulheres que querem que os homens sejam tidos como os "bichos-papões" da sociedade, os verdadeiros culpados pelo terror das crianças.


Muitos homens ferem e matam as crianças, filhos, enteados, sobrinhos.... porém, nem todos são assim. Gostaria muito que a sociedade NÃO GENERALIZE a violência doméstica e a pedofilia a TODOS os homens.


Willian


Rio de Janeiro

https://groups.google.com/d/topic/avezdoshomens/jJgXWrCZXt0/discussion


Comentário do A Vez dos Homens que Prestam

Willian, muito obrigada pelo relato. E só pra vocês verem como ele está certo. Eu publiquei o texto "O mito do poder masculino" (http://paraisoconcreto.blogspot.com/2009/06/o-mito-do-poder-masculino.html) em 24 de setembro de 2009. Entre outras coisas, o texto diz:

Enquanto reconhecemos as barreiras que impediram a mulher de ascender ao topo, esquecemos as correntes que prenderam o homem ao chão. Uma pesquisa feita nos EUA revela que, entre os 25 piores empregos de mundo, quase todos são, "por acaso", destinados aos homens.

As feministas oficializaram o lado sombrio do homem e o lado iluminado da mulher, mas esqueceram-se do lado sombrio da mulher e do lado iluminado do homem.

E vejam o que uma cidadã respondeu:

Quanto aos homens serem todos heróis, os que salvam vidas, e as mulheres, nunca salvaram ninguém, leia issto, que saiu num site serio:

"Mãe morre ao tentar resgatar filha em temporal em Prudentópolis (PR)

PUBLICIDADE

da Agência Folha, em Curitiba

Uma mulher morreu em meio a um temporal em Prudentópolis (202 km de Curitiba) ao tentar salvar a filha de nove anos que caíra em um córrego. O corpo da agricultora Ezoni Ferreira dos Santos, 46, foi localizado a 150 metros do local da queda da filha, no final da tarde desta quarta-feira (23).

Santos se jogou na água após a filha escorregar de uma ponte de madeira e cair no riacho, na zona rural da cidade. Arrastada pela correnteza, a menina foi salva por um vizinho.

Moradores também tentaram salvar Santos, mas ela acabou submergindo na correnteza --o nível do riacho estava um metro acima do normal.

O Paraná deve registrar mais tempestades entre sábado (26) e domingo (27), segundo a meteorologia. Em Pitanga (338 km de Curitiba), centro-sul do Paraná, a prefeitura decretou estado de emergência em razão das chuvas. Ao menos 50 casas foram alagadas na cidade.

A Defesa Civil estima que cerca de 50 mil pessoas em 15 cidades tenham sido afetadas pelos temporais que atingiram o Paraná entre a noite de terça-feira (22) e a madrugada de quarta.


Os transtornos mais comuns foram interrupções no fornecimento de energia e de água e alagamentos de ruas. "

A mulher é um ser humano covarde e egoísta, o homem é que é maravilhoso, pois só ele pode salvar outras vidas

Quanto á mulher viver mais do que o homem e você colocou no seu POST que elas são privilegiadas por causa disso, só tenho uma coisa a lhe dizer:

A mulher morre menos de cancer do que o homem porque ela vai mais ao médico e ela, a mulher, não tem culpa de vocês, homens, terem medo de virarem viados só porque o UROLOGISTA vai apalpar sua própata.

É por isso que a mulher vive mais do que o homem, porque ela cuida mais da sua saúde do que o homem

É culpa nossa o fato de sermos mais responsáveis e cuidadosas no trânsito e na saúde?

Deborah

deborahmeira@yahoo.com.br

Comentários assim quando dizemos que nem todos os homens são trastes e as mulheres não são santas nem vítimas, não foram 2, nem 5, nem 10. É porque homem não presta.

Mulheres, muitos homens são completamente diferentes dos trastes de que vocês correm atrás. Tratem de enxergá-los como gente.

Beijos pra todos. Viva a vida, o caráter, o ateísmo, a anarquia e a putaria.

Abigail Pereira Aranha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook