domingo, 1 de março de 2015

Por que nenhuma feminista defende a prostituição, a pornografia ou a sexualidade feminina

Abigail Pereira Aranha

Olá, meus amigos e minh@s inimig@s! Eu sempre disse quando vi os meus amigos conservadores associarem o Feminismo à prostituição e à suposta liberalidade das jovens de hoje: se dependesse do Feminismo, teríamos um apartheid lésbico, não uma putaria generalizada. E eu também já disse algumas vezes para eles: até eu sou mais ameaça à família que todas as empreitadas feministas até hoje juntas. A mulher ter as alternativas de não se casar ou não ser virgem quando se casar, nós mulheres não devemos às lesbonazistas. Associar o Feminismo a mocinhas passando uma noite em uma festa pecaminosa não é de todo errado, mas quantas feministas você conhece, pode ser conhecer só pelos escritos, que sejam notoriamente heterossexuais? Bissexual não conta, é lésbica mal camuflada. Quantas mulheres feministas já contaram que saíram com um homem, ou já elogiaram a beleza de um homem? De centenas de mulheres feministas que eu já vi, posso dar nomes de três e olhe lá. Tá bom, muitas feministas são casadas (com homem). Mas casamento e sexo é como deserto e água, não deserto e areia.

Aí uma feminista vai dizer: "algumas feministas são a favor da prostituição e da pornografia, pesquise". Eu já pesquisei, lésbica idiota. Vamos aos textos que eu encontrei (na verdade, eles me encontraram).

Caso 1: "Mulheres que carregam camisinha podem ser indiciadas como prostitutas em Nova York"

(Carol Patrocínio, blogue Preliminares, 02 de junho de 2014, https://br.mulher.yahoo.com/blogs/preliminares/mulheres-que-carregam-camisinha-podem-ser-indiciadas-como-093626391.html)

A matéria é sobre a polícia de Nova Iorque considerar a mulher estar com camisinhas como indício de que a mulher é prostituta, e lá a prostituição é crime. Como feminista, ela conseguiu lamentar que o padrão da liberdade sexual da mulher "é dado por homens e não por ela mesma", que a prostituição é crime e que os homens não são presos por procurar prostitutas. Ah, e o dia da postagem é o Dia Internacional da Prostituta, se ela sabia e se lembrou, não parece.

Caso 2: "'Tento mostrar um sexo que as mulheres curtam', diz diretora de filmes pornôs"

(Marina Cohen entrevistando Erika Lust, O Globo, 01 de fevereiro de 2015, http://oglobo.globo.com/sociedade/sexo/tento-mostrar-um-sexo-que-as-mulheres-curtam-diz-diretora-de-filmes-pornos-15210887)

Erika Lust já na primeira resposta: "Venho da Suécia, um país muito feminista. (...) Eu, que na época estudava Ciências Políticas na Universidade de Lund, notei que vozes femininas praticamente não existem na indústria de filmes adultos, um gênero feito para homens e por homens. Decidi mudar isso". Filmes pornôs "convencionais": "o que todos têm em comum é que são feitos para satisfazer os homens".

Caso 3: "Belle Knox terá documentário sobre como uma garota de 18 anos virou atriz pornô para pagar os estudos"

(Rodolfo Viana, Brasil Post, 16 de setembro de 2014, http://www.brasilpost.com.br/2014/09/16/belle-knox-documentario_n_5831850.html)

O núcleo da matéria: Belle Knox estudava em uma universidade tradicional, um colega descobriu que ela era atriz pornô, espalhou e ela foi hostilizada lá dentro. A matéria diz que houve petição para ela ser expulsa da universidade, mas não menciona algum grupo feminista ou de manginas se manifestando a favor dela. Mesmo ela sendo feminista. E o Brasil Post é "The Huffington Post associado à Abril" (é, a editora da liberal-fascista-cristã-gay-homofóbica-misógina revista Veja).

Caso 4: "Por que eu quero que meus filhos me vejam nua"

(Rita Templeton, Brasil Post, 04 de novembro de 2014, http://www.brasilpost.com.br/rita-templeton/por-que-eu-quero-que-meus-filhos-me-vejam-nua_b_6099174.html)

Outra do The Huffington Post. Deixou escapar os pontos-chave (já vou explicar). No primeiro parágrafo: "se o meu desejo se realizasse, eles nem pensariam em sexo até uns 25 anos". Logo depois: "Mas antes que tudo isso aconteça - antes deles serem expostos a peitos que são tão redondos e firmes quanto melões e a fotos de bundas durinhas, photoshopadas e sem um furinho de celulite sequer - estou expondo meus meninos a um tipo de corpo feminino diferente". No fim: "Mas até lá, vou deixar que eles passem os dedos nas minhas estrias e dar um sorrisinho e aguentar quando eles derem gargalhadas sobre como a minha bunda treme quando ando para pegar uma toalha. Por que enquanto eles são pequenos, eu quero plantar a semente - para que quando forem mais velhos e suas esposas disserem, 'Queria que minhas coxas fossem menores', meus filhos possam dizer, 'Elas são perfeitas do jeito que elas são'. E realmente achar isso".

Conclusões

O Feminismo é colocar as piores mulheres como medida padrão literalmente de Deus e do mundo. Por exemplo, os feministas veem a violência real contra mulheres como questão de direitos das mulheres, não de direitos humanos. Quando tratamos na internet de direitos humanos negados a homens honestos, como nas denúncias falsas, os feministas sempre aparecem para nos ofender ou nos denunciar, porque seres humanos somos nós mulheres não-feministas e os homens. As mulheres feministas são mais iguais que os outros.

Daí, a lesbofeminista que escreveu sobre mulheres com camisinha na bolsa detidas por suposto crime de prostituição protesta contra uma polícia que incomoda mulheres, não por um erro dentro de outro, como eu e alguns amigos homens faríamos. O autor da matéria sobre a Belle Knox hostilizada na faculdade e a própria atriz só atacam a hostilidade dos homens brancos cristãos contra uma mulher fora da "dicotomia virgem-puta". Até quando falam em "dupla moral", é para condenar o homem cristão heterossexual, não a incoerência que até eu já critiquei.

Eu nunca vi um filme da Erika Lust, apesar de já ter ouvido falar dela em 2007 (eu era "de menor", mas já assistia filme de sacanagem, hehehehe). Mas já digo por que esse "pornô feminista" é uma trapalhada totalitária. Primeiro, a pornografia deve mudar menos do que os não-me-toques das mulheres. Segundo, ela acha que "satisfazer os homens" é o contrário de satisfazer as mulheres. Já vi que eu vou ver um filme desses e achar "fraco" (na melhor das hipóteses). Eu sou mulher, alguns duvidam, e adiciono vídeos pornôs "machistas" no meu blogue http://avezdoshomens.blogspot.com não só para os meus leitores, alguns são para eles e para mim também. E na seção For Women do PornHub (http://www.pornhub.com/video?c=73), são centenas de vídeos da indústria machista. Quantos da Erika Lust?

Mas a melhor parte foi a da mamãe que quer ser vista nua. Na rua, o "padrão de beleza" mal se acha entre as prostitutas de luxo, as que atendem os pobres são na maioria bagaços. Os amigos podem conhecer uma prostituta de corpo não tão bonito que é a preferida de vários clientes. A fictícia ditadura da beleza é pretexto para a real ditadura da feiura. Da feiura e da inveja. E essa iniciativa da coroa é até bacana mesmo com um pressuposto podre. Eu poderia citar protestos feministas contra a (ditadura da) beleza que são de vomitar.

Se o movimento feminista tem mulheres defendendo a pornografia e a prostituição, tem outras, muito mais visíveis, que defendem a criminalização delas. Pluralidade é na minha bunda! Um movimento decente racharia por muito menos. Isso é a ginolatria como a base do Feminismo, permitindo a psicose e a dissimulação. Eu já vi um misógino declarado no Facebook dizer que procura prostitutas, e nas minhas amostras, ele é percentualmente mais entre os misóginos do que as mulheres que falam de sexo hétero entre as mulheres feministas. Todas as mulheres feministas são lésbicas. Qualquer palavra, gesto ou experiência delas que pareça heterossexualidade é rebeldia adolescente e zombaria ao Cristianismo em um Ocidente com democracia e falta de testosterona. Eu sou ateia contra a religião, a família e a castidade, mas eu não apoio a ditadura da estupidez lésbica e socialista por isso.

P. S.: Eu ainda estava escrevendo este texto, 27 de fevereiro, e eu tinha lido duas coisas no mesmo dia. A primeira coisa é o e-mail do Google avisando que o Blogger ia excluir os blogs adultos. Houve tantas reclamações de usuários que o Google reverteu sua decisão. A segunda coisa é que um amigo meu no Facebook compartilhou um vídeo que Mercedes Carrera postou no Youtube em que ela diz que a casa de Cytherea foi invadida por três ladrões e eles atacaram a família dela e estupraram a ela. O vídeo era para arrecadar fundos para o tratamento para ela e sua família. E o que Mercedes Carrera destaca é que a mídia de massa e as feministas não disseram nada sobre isso.


Questo testo in italiano senza mia vignetta di dissolutezza in Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Perché nessuna donna femminista difende la prostituzione, la pornografia o la sessualità femminile, http://avezdoshomens2.blog.com/2015/03/01/perche-nessuna-donna-femminista-difende
Questo testo in italiano con mia vignetta di dissolutezza in Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Perché nessuna donna femminista difende la prostituzione, la pornografia o la sessualità femminile, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/03/perche-nessuna-donna-femminista-difende.html
Eso texto en español sin mi viñeta de putaría en Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Por que ninguna feminista defiende la prostitución, la pornografía o la sexualidad femenina, http://avezdoshomens2.blog.com/2015/03/01/por-que-ninguna-feminista-defiende
Eso texto en español con mi viñeta de putaría en Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Por que ninguna feminista defiende la prostitución, la pornografía o la sexualidad femenina, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/03/por-que-ninguna-feminista-defiende-la.html
This text in English without my licentiousness cartoon at Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Why no one feminist woman defends prostitution, pornography or female sexuality, http://avezdoshomens2.blog.com/2015/03/01/why-no-one-feminist-woman-defends
This text in English with my licentiousness cartoon at Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Why no one feminist woman defends prostitution, pornography or female sexuality, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/03/why-no-one-feminist-woman-defends.html
Texto original em português sem meu desenho de putaria no A Vez das Mulheres de Verdade: Por que nenhuma feminista defende a prostituição, a pornografia ou a sexualidade feminina, http://avezdasmulheres.blog.com/2015/03/01/por-que-nenhuma-feminista-defende
Texto original em português com meu desenho de putaria no A Vez das Mulheres de Verdade: Por que nenhuma feminista defende a prostituição, a pornografia ou a sexualidade feminina, http://avezdoshomens.blogspot.com/2015/03/por-que-nenhuma-feminista-defende.html
Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia
Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia
Section of sex, lust, licentiousness, naked woman, pornography
Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Um desenho com traços feitos à mão baseados em uma história real, uma brincadeira que eu fiz com seis amigos homens: foi um fim de semana, eu coloquei maquiagem, que eu não tenho o hábito de usar, e um vestido e eu os chamei para me foder e encher meu rosto e meu vestido de porra. Eu tenho que confessar que eu amo levar uma gozada. Eu não sou mulata, eu desenhei uma garota mulata para fazer um contraste. Eu terminei pior que isso, todos nós rimos muito. Depois disso, tivemos um lanche que todos nós estávamos fazendo na cozinha alternadamente.
A drawing with handmade traces based on a true story, a kidding I made with six male friends: it was a weekend, I put a maquillage, what I do not have the habit of using, and a dress and I called them to fuck me and load my face and my dress with sperm. I have to confess I love to take a cumshot. I am not mulatto, I drawed a mulatto girl to make a contrast. I ended worse than this, we all laughed a lot. After it, we had a snack that all of us were making in the kitchen alternately.


Un dibujo con trazos hechos a mano basado en una historia real, una broma que hice con seis amigos hombres: era un fin de semana, he puesto un maquillaje, lo que yo no tengo el hábito de usar, y un vestido y llamé a ellos para cogerme y cargar mi cara y mi vestido con el esperma. Tengo que confesar que me encanta tomar una corrida. Yo no soy mulata, dibujé una chica mulata para hacer un contraste. Terminé peor que esto, todos nos reímos mucho. Después, tuvimos un aperitivo que todos estabamos haciendo en la cocina de forma alterna.

Un disegno con le tracce a mano sulla base di una storia vera, un scherzo che ho fatto con sei amici uomini: era un fine settimana, ho messo un trucco, quello che non ho l'abitudine di usare, e un vestito e li ho chiamato a fottermi e caricare la mia faccia e il mio vestito con lo sperma. Devo confessare che amo di prendere una sborrata. Io non sono mulatta, ho disegnato una ragazza mulatta per fare un contrasto. Ho finito peggio di questo, abbiamo tutti riso molto. Dopo esso, abbiamo fatto uno spuntino che tutti noi stavano facendo in cucina alternativamente.

2 comentários:

  1. Querida Biga, se você e realmente, uma mulher, deve saber que a unica forma da mulher ter prazer sexual é com a estimulação do clitóris e isso passa longe dos videos pornos que você deixa aqui. (Contei: vi apenas 10 por cento de orais femininos)Se você é mulher você deve saber perfeitamente que uma relação sexual apenas com penetração, sem estímulos ao clitóris da mulher, dá prazer somente ao homem, ou seja, nem toda relação sexual é prazerosa para ambos

    Você, ouso arriscar, certamente se preocupa em dar mais ao homem na cama que receber orgasmos clitoridianos, que não são possíveis apenas com penetração. A menos que vc seja Linda Lovelace, que tinha o clitóris na garganta e gozava fazendo felatio. Seu clitóris é na garganta? KKKKKKK

    Não venha derturpar o que digo. Não estou dizendo que sou contra o sexo com penetração, e claro que gosto e curto muito, mas o nosso orgasmo vem dos estímulos anteriores a penetração e ser você não sabe disso, você não é uma mulher de verdade

    COPIEI TODO O COMENTARIO VIU?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe o que é, fofa? Você e eu sabemos como é gostoso receber prazer dos rapazes. O negócio agora é você pensar melhor em dar. Quiá, quiá, quiá, quiá, quiá!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook