sábado, 26 de novembro de 2016

Diário filosófico da Abigail P. Aranha: Notas de 16 dias, sobre intervencionistas, Dia Internacional do Homem e outros assuntos

Abigail Pereira Aranha

Nota 01

Meus amigos e minhxs inimigxs, estou bloqueada no Google Plus por duas semanas, até o dia 1º próximo. Eu não encontrei esquerdistas por lá. É coisa da direita caipira mesmo.

Nota 02

Resposta do Google Plus quando eu perguntei qual foi a postagem que me fez ganhar suspensão:

Prezado usuário do Google+,

Agradecemos sua mensagem.

Analisamos sua contestação e determinamos que seu conteúdo violava a Política de Conduta e Conteúdo do Usuário. Seu acesso ao Google+ ficará limitado por duas semanas.

Se você continuar violando nossas políticas, seu acesso ao Google+ e a outros serviços sociais do Google, como o Hangouts, poderá ser suspenso permanentemente. Saiba mais

Entendemos que talvez nem todas as pessoas consigam se adequar a essas políticas. Se você optar por sair, pode primeiro fazer uma cópia dos seus dados. Se preferir, também é possível desativar o Google+ totalmente.

Atenciosamente,

Equipe de suporte do Google+

Depois disso, me senti tentada a voltar pro Facebook. Perto disso, o Suckerberg é um modelo de seriedade.

Nota 03

Caso de ontem, num ônibus: um rapaz está entre amigos contando como ele fazia agrados para uma amiguinha, aí alguém diz "agora ela está com um homem que não faz nada por ela, mulher é assim". E quem disse isso? Um guerreiro da Real? Não! Foi uma mulher, uma das amigas do grupo.

Sabem o que isso significa? Isso mostra que a Real nunca foi para trazer ao público algum conhecimento escondido sobre o universo feminino. A Real veio para os homens medianos aprenderem a enxergar o que já está na própria frente. E outra coisa: enquanto o homem comum colocar as mulheres em pedestais, seja como cavalheiro, seja como feminista, o próprio ato de dizer a verdade sobre o universo feminino vai ser ou crítica interna do mesmo universo feminino ou coragem de meia dúzia de pseudônimos em redes sociais.

(11 de novembro de 2016, https://plus.google.com/+AbigailPereiraAranha/posts/5oBqmiXJ6Vw)

Nota 04

E não é que ainda há gente no Brasil pedindo intervenção militar depois de dois anos, em que NÓS fizemos pressão e aconteceu até o meio impeachment, enquanto as Forças Armadas não fizeram nada além de trabalhar de segurança da Rainha Louca e caçar o "mosquito"? O intervencionismo é um instinto atávico do fundamentalismo caipira. Mesmo que o grupo dos intervencionistas seja uma minoria no antiesquerdismo brasileiro, ele já mostra que a maior preocupação da esquerda, tirando a crítica interna e a parte mais visível dos próprios erros, é ler alguns arroubos nostálgicos de herdeiros de dinastias decadentes do interior.

(10 de novembro de 2016, https://plus.google.com/+AbigailPereiraAranha/posts/NUcWCMDLg2z)

Nota 05

Eu fiz este comentário no texto "Uma solução liberal para o problema da educação no Brasil", texto de Ivan Dauchas reproduzido no blogue do Rodrigo Constantino, via Google Plus no dia anterior à minha suspensão:

Eu ia lembrar que o movimento Vai Ter Shortinho Sim aconteceu em um colégio privado. Eu ia lembrar os nomes de alguns professores militantes esquerdistas que trabalham em universidades privadas ou confessionais. Eu ia lembrar um caso que o Gustavo Ioschpe conta da doutrinação esquerdista em um colégio mantido pelo SESC ("Estamos acabando com o país", Veja, 09 de novembro de 2014). Eu ia lembrar que os secundaristas que dão ao Brasil alguns dos piores resultados no PISA já são de escolas privadas (imagine-se as públicas). Mas estou vendo que escrever as ideias que estão neste artigo não é burrice. Dar boquete emocional em netos de coronel que quebraram a empresa que fizeram com herança do avô, de tanto pagar indenização pra ex-empregado e imposto sonegado pra Receita, já virou profissão.

(16 de novembro de 2016, https://plus.google.com/+AbigailPereiraAranha/posts/EJPuVPPvbGF)

Ah, e o comentário desapareceu do endereço original.

Nota 06

Eu compartilhei também no dia 16, com o comentário "Direita caipira desenhada!" (erros de ortografia conforme original, grifos meus):


O "MANIFESTO DA INTERVENÇÃO MILITAR & POPULAR" !!!

ACORDA BRASIL ! Vamos unir as nossas forças, em um só objetivo, para irmos às ruas aos milhões pedir e determinar que as Forças Armadas tomem o Poder das mãos dessas facções políticas criminosas e devolva imediatamente o Brasil aos Cidadãos de Bem, através da implantação imediata das Pautas de Reivindicações abaixo, para acabar com a corrupção política, a miséria social, e levar o Brasil a nível de País de 1º mundo já !

A tomada do Poder será um ato patriótico feito com embasamento legal no regime democrático, em que todo poder emana do povo. Parágrafo Único do art. 1º da Constituição Federal de 1988.

MANIFESTO DA INTERVENÇÃO MILITAR & POPULAR

RESUMO DE SUAS PAUTAS

1ª pauta - Depois da tomada do Poder, o Governo Provisório será obrigado a Prender e Confiscar os Bens dos Políticos Corruptos (...)

2ª pauta - Destituir todos os Ministros do STF, dentre outros, onde esses Cargos serão preenchidos por Concursos Públicos (...)

3ª pauta - Os Delegados e Promotores passarão a ter Poderes de investigar qualquer pessoa sem autorização judicial (...)

4ª pauta - Os Políticos serão escolhidos por Concursos Públicos em quatro em quatro anos, ao invés de eleições políticas (...)

5ª pauta - As leis e outras coisas de interesses públicos serão aprovadas ou reprovadas diretamente pelo o Povo (...)

6ª pauta - O Congresso Nacional, onde os seus integrantes serão escolhidos por concursos públicos, serão obrigado a erradicar o desemprego, a falta de moradia e outros males sociais (...)

7ª pauta - As Forças Armadas passarão a ser o Fiscal dos Municípios, dos Estados e da União, podendo intervir nesses Entes Públicos em caso de corrupção (...)

8ª pauta - Essas pautas serão implantadas dentro da Própria Constituição de 1988, onde os requisitos constitucionais contrários estarão nulos e revogados de pleno direito (...)

COMPARTILHEM E DIVULGUEM MACIÇAMENTE, OK!

(Luciana da Silva Soares, 26 de julho de 2016, https://plus.google.com/100938904790811983670/posts/idaisAJjrXB)

Nota 07

No mesmo dia 16, aconteceu uma dita invasão de intervencionistas em uma sessão no Congresso Nacional. A invasão aconteceu, a questão é se eram intervencionistas mesmo ou se eram militantes de esquerda se passando por intervencionistas. O portal Sul Connection tem um texto sobre isso: "False flag? A estranhíssima invasão da Câmara". Mas se eram mesmo direitistas pedindo intervenção militar, foi o Fora Temer da direita. Talvez não tenha sido um tiro no pé porque os petistas não tiveram material para usar contra a direita.

As Forças Armadas tomaram conhecimento do caso, mas não interviram.

Nota 08

Matéria relacionada (da relacionada) àquela do Sul Connection: "Você quer uma intervenção militar, é? Me diga de que tipo". Texto de Bolívar Lamounier, análise excelente, publicada no dia 17. Vou pegar um trecho de cada um dos dois comentários até quando eu li. "Não se trata mais de uma escolha, de combinar com os russos, acabou as alternativas". "O ideal é permanecermos com o puteiro chamado Brasil da forma que está, não é Dr?". A direita em geral ainda não sabe a diferença entre discutir um problema e discutir uma proposta de solução dele; ou melhor, não sabe a diferença entre rejeitar um totem sociopolítico e negar o problema que ele supostamente soluciona.

Nota 09

Olavo de Carvalho

16 de novembro às 10:11

"Quem é orgulhoso se fode", ensinava o bom Severino, meu amigo de infância. A esquerda só conquistou a hegemonia porque a direita achou que as idéias esquerdistas eram tão estúpidas que jamais alguém em seu juízo perfeito acreditaria nelas. E a direita reconquistou seu lugar no mundo quando a esquerda se persuadiu de que ser direitista era uma coisa só para idiotas irrecuperáveis. Sentir-se superior é atrair a ira de mil pirocas flamejantes.

(https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/732171053601638)

O professor errou. É fato comprovado que a força dos pensamentos direitista e conservador está ligada ao analfabetismo e à aliança entre a religião e o Estado. A esquerda teve aquela hegemonia cultural e política enquanto a atividade intelectual digna de nota estava dentro dela mesma, estava na dissidência ou podia ser absorvida no debate interno. A esquerda perdeu aquela hegemonia, o que não significa que "a direita reconquistou seu lugar no mundo", quando começou a fazer tantas atrocidades e sandices que o discurso liberal-conservador passou a ser aceitável.

Nota 10

Steh Papaiano publicou o vídeo "Dia do Homem" em 15 de julho. O vídeo é baseado no vídeo "MTV Hates Men", do Paul Joseph Watson, com comentários dela. Eu já vi mulheres feministas lembrando o Dia do Homem para fazer palanque para o feminismo moderado. A Steh Papaiano foi mais uma mulher conservadora a se lembrar do Dia do Homem para atacar o feminismo esquerdista usando o trabalho dos ativistas de direitos dos homens. Eu publiquei no mesmo dia "Seção de mulher (quase) pelada para 15 de julho, Dia do Homem no Brasil" no A Vez das Mulheres de Verdade e "Seção de mulher pelada..." no A Vez dos Homens que Prestam (postagem mais acessada dos últimos 7 dias e 3ª mais acessada dos últimos 30 dias, hehehehe). No dia 19, Dia Internacional do Homem, eu fiz alguma coisinha, tentando levar para o humor. Eu sei que não ficou tão bom quanto eu gostaria, mas pelo menos na versão com putaria, eu tentei homenagear os amigos. Eis o ponto: as mulheres feministas moderadas e feministas conservadoras atacam as feministas radicais porque estas estão levando a sociedade pro buraco e vão levá-las junto, eu ataco o Lésbico-Socialismo porque ele ataca os homens decentes.

Steh, quando você permitir comentários no seu canal, eu me apresento e te digo por que eu tenho autoridade para te chamar de neta de latifundiário nervosinha.

Nota 11

Reinaldo Azevedo, dia 22: "A anistia ao caixa dois é a 'loura do banheiro' do debate político". O "caixa 2" ainda não é tipificado como crime, vai ser se forem aprovadas as medidas contra a corrupção que eram 10. O argumento que ele mostra é simples: "E quem cometeu caixa dois até agora? Bem, não poderá ser enquadrado nesse tipo penal, já que a Constituição, no Inciso LIX do Artigo 5º, uma cláusula pétrea, impede que lei penal retroaja para punir, só para beneficiar.". O Felipe Moura Brasil, colega dele na Veja e aluno do prof. Olavo de Carvalho, errou miseravelmente, e citando esse inciso, no vídeo "O golpe da anistia explicado". A direita ainda não entendeu nada:

1) Limpinho e Cheiroso, 30 de junho de 2015: "Dilma paga pelo golpe: Globo, Veja e UOL lideram fatias da publicidade do governo federal" ("Via Comunique-se em 29/6/2015"). "Os números revelam que, sem contar as afiliadas, a Globo e suas cinco emissoras próprias (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Recife) foram responsáveis por arrecadar R$6,2 bilhões em publicidade estatal federal ao longo de 12 anos dos governos Lula (2003 a 2010) e Dilma (2011 a 2014)." Isso não foi desvio de dinheiro público, quando muito foi mau uso. Para quem não sabe a diferença entre corrupção e desvio de dinheiro público, um empreiteiro que deu um décimo disso para a campanha de um presidente eleito, em troca de licitações superfaturadas, é mais corrupto do que o governo que usou este dinheiro para adoçar a boca da imprensa. E uma lei contra o "caixa 2" vai deixar essa corrupção ilesa.

2) Dentro do dinheiro citado na matéria citada, está publicidade da Petrobrás. O Petrolão patrocinou canais como o Limpinho e Cheiroso e comprou a grande imprensa, para falar bem, ou o menos mal possível, do governo PT e das lésbicas insanas da extrema-esquerda. Dinheiro liberado por quem já estava dentro da Petrobrás e do governo federal. E o povo está preocupado com ninharias que foram para empreiteiras ou que alguém disse que foram para políticos do PSDB.

3) O financiamento empresarial de campanha política já é proibido, confere? Então, se o caixa 2 for transformado em crime, será caso de polícia apoiar um candidato no Brasil. Então, se Dilma voltar do meio impeachment em 2019, quem patrocinar qualquer político de oposição a partir daí vai para a cadeia. E a direita burra está apoiando isso.

Nota 12

Jornal Extra, 17 de novembro: "Gaby Amarantos se une a Bruno Gagliasso e vai prestar queixa de racismo sofrido na web". A Gaby Amarantos, para quem não se lembra ou nunca ouviu falar, é a cantora da música "Ex Mai Love" (letra e vídeo no Vagalume para quem quiser sofrer). E o dia 17 foi o dia seguinte ao da entrada do grupo de intervencionistas (ou não) no Congresso Nacional. Interessante, né?

Nota 13

E eu chamando quase todos os liberais-conservadores de netos de coronéis decadentes, chupadores de condenados da Justiça do Trabalho, fundamentalistas caipiras e vacas neuróticas; ainda faço menos mal e mais bem à direita pregando a anarquia, o ateísmo e a prostituição do que Luana Basto dando testemunho de conversão evangélica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página no Facebook