domingo, 10 de maio de 2015

VALENTINA NAPPI - Sobre o uso (impróprio) do corpo na mídia

vnappiÉ indiscutível que os meios de comunicação e da publicidade fazem uso impróprio do corpo feminino e do corpo masculino. Uma abordagem bastante difundida, confrontada com este problema, é aquela crítica da hiper-sexualização que marcaria a nossa sociedade. Falando nestes termos, em geral, são mulheres que transmitem uma imagem de si mesmas - vinculada não à aparência física ou ao modo de se vestir, mas sim à escolha de palavras, ao modo de interação, às idiossincrasias dialéticas - que sugere que admitir publicamente que às vezes ela tocou um pênis seria para elas simplesmente inconcebível. Eu, por outro lado, toco pênis (é amplamente documentado) e com os mecanismos relacionados com a excitação sexual com que tenho muito a ver. Eu acho que a familiaridade com esses mecanismos deve estabelecer um conhecimento prático que, como todos os conhecimentos, práticos e não práticos, se beneficia com a transmissão pública, o intercâmbio e a evolução rápida que é um resultado desta natureza pública.

Agora, uma coisa que eu facilmente percebo é que a "sexualidade" que é vista em outdoors, nas colunas da direita dos jornais on-line etc. não tem nada, absolutamente nada a ver com a gramática - mesmo psicológica - da excitação efetiva relacionada à esfera sexual. Se eu me interpretasse uma modelo de um outdoor publicitário, eu não só interpretarei mal a atriz pornô, mas acima de tudo - e eu enfatizo: acima de tudo - eu faria o contrário de uma atriz pornô. Não são apenas duas direções diferentes: são duas direções opostas, que exigem duas abordagens opostas e dois tipos de tekne com finalidades opostas. Uma pista para esse caráter completamente antiético é o fato de que, enquanto o uso impróprio do corpo pelos meios de comunicação e na publicidade prospera, e prospera também na internet e nas redes sociais, a pornografia, ao contrário, está em crise e em perigo de desaparecer, e é criticada e vista como mal absoluto por canais de publicidade tradicionais na web e das redes sociais.

Alguém vai perguntar por que a presença de pelo menos um biquíni minúsculo pode produzir uma diferença tão absoluta no tratamento e na comercialização em termos de publicidade ou comerciais. Uma foto minha em um biquíni vale, na web, comercialmente mais do que uma foto minha nua, porque a primeira pode ser usada em um site com publicidade tradicional e a segunda não pode. Quando eu digo que eu tiro o biquíni porque eu tenho ética, em vez do que ele pode vender chegar ao topo, eu costumo despertar o riso de quem não entende determinados mecanismos. Mas como você explica esse aparente paradoxo? É a pergunta que devem colocar a si mesmos todos aqueles que colocam na mesma panela a pornografia, a alegada hiper-sexualização da nossa sociedade e o uso impróprio do corpo feminino e masculino pelos meios de comunicação e pela publicidade.

Valentina Nappi

(01 de setembro de 2014)

Original: Micromega, http://blog-micromega.blogautore.espresso.repubblica.it/2014/09/01/valentina-nappi-sulluso-improprio-del-corpo-nei-media

Tradução: Abigail Pereira Aranha

Testo originale in italiano: Sull’uso (improprio) del corpo nei media, http://blog-micromega.blogautore.espresso.repubblica.it/2014/09/01/valentina-nappi-sulluso-improprio-del-corpo-nei-media, riprodotto a http://avezdoshomens2.blog.com/2015/05/10/sulluso-improprio-del-corpo-nei-media e http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/05/valentina-nappi-sulluso-improprio-del.html
Traducción al español: Sobre el uso (indebido) del cuerpo en los medios, http://avezdoshomens2.blog.com/2015/05/10/sobre-el-uso-indebido-del-cuerpo-en-los-medios y http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/05/valentina-nappi-sobre-el-uso-indebido.html
Translation to English: On the (improper) use of the body in the media, http://avezdoshomens2.blog.com/2015/05/10/on-the-improper-use-of-the-body-in-the-media and http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/05/valentina-nappi-on-improper-use-of-body.html
Tradução para o português: Sobre o uso (impróprio) do corpo na mídia, http://avezdasmulheres.blog.com/2015/05/10/sobre-o-uso-improprio-do-corpo-na-midia e http://avezdoshomens.blogspot.com/2015/05/valentina-nappi-sobre-o-uso-improprio.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário