terça-feira, 24 de outubro de 2006

Paraíso Concreto

Abigail Pereira Aranha
Enquanto senhoras com doutorado usam o que sabem como arma pra se promoverem, eu falo de coisas importantes dentro do meu primeiro ano de Ensino Médio de escola pública.
Enquanto muitos preferem não saber ou não pensar, eu prefiro refletir e pesquisar.
Enquanto muitos têm medo do que vai acontecer se não agirem como ovelhas, eu resolvi não ser, e descobri que pior que as chamas do Inferno é ele não existir e você tiver aceitado uma vida medíocre por medo.
Enquanto muitos têm trabalho pra fazer, estudo pra terminar, casa pra cuidar, filhos pra criar, bens pra ajuntar, e com isso estão ocupados demais pra dar atenção a quem não pensa como eles, eu tenho a escola e a casa, mas quero o que há de bom da vida.
Enquanto algumas mulheres só não são reprimidas em farras com traficantes ou quando estão entre quatro paredes com seus maridos com bom patrimônio, eu não escondo de ninguém que gosto de sexo.
Enquanto muitas mulheres são fiéis por medo de gravidez e doenças, eu uso camisinha e pronto.
Enquanto muitas mulheres mal conversam com homens pra parecerem "direitas", eu não deixo que quem acha que mulher deve ser dona de casa, empregada, mãe, propriedade dos pais ou do marido me diga como eu devo me comportar, agir, pensar, sentir e viver, ainda mais se elas mesmas são mulheres e têm algo a esconder.
Enquanto muitas mulheres mal admiram um homem atraente discretamente, quando já admiraram um, eu prefiro puxar uma conversa e ver se consigo uma amizade ou sexo (já consegui com vários deles).
Enquanto meninas querem passar dos 50 como donas de casa reprimidas, chefes mal-humoradas ou empregadas submissas, eu quero passar dos 50 sem lamentar nem o que eu fiz nem o que podia ter feito.
Enquanto muitos responsabilizam deuses e demônios, eu assumo os meus erros e não assumo os que não são meus.
Enquanto religiosos oram, eu penso e faço por merecer as coisas boas.
Enquanto alguns se desculpam até quando estão certos, eu só peço perdão quando erro com quem não merece.
Enquanto os religiosos agradecem os seus deuses, eu procuro agradecer as pessoas que merecem.
Enquanto os religiosos reverenciam reis, padres, juízes, patrões, etc. e amam quem os desrespeitam, eu só considero e dou o meu melhor pra quem merece minha consideração.
Enquanto muitos obedecem leis e ordens sem discutir ou pensar, eu não prejudico alguém que acho que não merece por causa delas.
Enquanto muitos procuram aprovação social, eu procuro a aprovação de quem gosta ou pode gostar de mim.
Enquanto alguns jovens pintam o cabelo, usam piercing na sobrancelha, falam um palavrão atrás do outro ou fazem alguma outra coisa pra chamar a atenção, eu penso o que não querem que seja pensado, falo o que não querem que seja falado e faço o que não querem que seja feito e chamo mais a atenção mesmo parecendo uma rezadeira (eu uso roupas discretas na rua, eu só mostro o corpo para os gatinhos).
Enquanto muitos preferem as melhores mentiras, eu prefiro as piores verdades.
Enquanto muitos escolhem uma velhice de alienação, moralismo, religiosidade e hipocrisia, eu decidi chegar aos 15 anos procurando a verdade e sendo atéia, e pretendo ser uma vovozinha com cada vez mais nobreza de espírito.
Enquanto muitos querem destaque com fama, posição social, emprego importante ou poder, eu quero que pessoas sejam mais inteligentes, informadas e felizes porque me ouviram, leram algo que eu escrevi, passaram bons momentos comigo ou por alguma outra coisa que eu fiz por elas.
Enquanto muitos riem de quem não se conforma, eu decidi não entregar nem mais um minuto, centavo ou caloria que eu puder evitar à exploração e à religião, porque sou consciente que são os fiéis que dão vida e bençãos pros seus deuses, e não o contrário.
Enquanto muitos lutam por um Paraíso em outra dimensão, eu construo a felicidade aqui, em um Paraíso Concreto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook