sábado, 5 de julho de 2014

A esquerda e o caso do legado da Copa que caiu em Belo Horizonte: já estamos passando vergonha na imprensa internacional, mas a Rainha Louca diz que essa e outras críticas à infraestrutura foram um complexo de vira-latas que foi derrotado e parece que os vagabundos da militância esquerdista já estão se preparando para faturar em cima do caso

Abigail Pereira Aranha

Um viaduto não terminado desabou na cidade de Belo Horizonte, anfitriã da Copa do Mundo do Brasil, deixando pelo menos uma pessoa morta e lançando uma sombra sobre o torneio que sofreu repetidos acidentes e atrasos de construções. O viaduto que desabou passava sobre uma das principais vias ligando a área do estádio com o aeroporto internacional. Era parte de um sistema BRT que oficiais haviam prometido que estaria pronto para a Copa do Mundo. A obra de rede de corredores de ônibus, financiada com mais de um bilhão de reais em verbas públicas, começou em 2010 e era suposto que terminasse em maio. As partes do Centro da rede BRT estão funcionando durante a Copa do Mundo, mas longos trechos ainda estão em construção. Trecho de matéria publicada hoje, 03:43 pelo... The Telegraph, Inglaterra (lá era de manhã, 07:43).

Enquanto isso, no país onde ocorreu a tragédia...

"Derrotamos os pessimistas, que disseram que não havia a menor possiblidade de dar certo a Copa do Mundo, mas ela não só deu certo, como mostrou um país que sabe receber."

(...) Foram derrotados todos os que tinham complexo de vira-lata, que diziam que seria a Copa do caos ou da falta de energia, de tudo que há de pior.

Quem disse isso? A excelentíssima presidente da República sra. Dilma Rousseff! Matéria publicada na página do jornal O Tempo, de Belo Horizonte, hoje, 04/07/14, 13:34: "A presidenta Dilma Rousseff afirmou, há pouco, ao inaugurar um hospital, em Porto Alegre, que o sucesso da Copa do Mundo no Brasil derrotou 'os pessimistas' e o 'complexo de vira-lata' de alguns brasileiros" ("Sucesso da Copa derrotou 'complexo de vira-lata', afirma Dilma", http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/sucesso-da-copa-derrotou-complexo-de-vira-lata-afirma-dilma-1.877097. A fonte foi a Agência Brasil). No dia seguinte à tragédia!

Quase aquela hora (13:28), o mesmo jornal O Tempo publicou matéria sobre declarações do secretário municipal de obras da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), José Lauro Terror ("PBH diz que obra não foi feita às pressas, mas operário desmente", http://www.otempo.com.br/cidades/pbh-diz-que-obra-n%C3%A3o-foi-feita-%C3%A0s-pressas-mas-oper%C3%A1rio-desmente-1.877095). Algumas trapalhadas nas falas, como que a obra seguia um cronograma mas tinha prazo livre, mas o legal é um peão que confirmou o que a gente já sabia:

"As obras funcionavam na correria, trabalhávamos de 7h às 21h, com as devidas horas extras pagas, a empresa é boa em termos de pagamento. Um engenheiro chegou a dizer pra nós, antes do início dos jogos, que a pista deveria estar liberada para o Move passar durante a Copa", diz o funcionário, que não quis se identificar.

Ainda segundo ele, a fiscalização era precária. "Durante os meses que estou trabalhando lá, nunca vi nenhum fiscal de trabalho da PBH ou de qualquer outra esfera do poder público", denuncia o operário. Ele diz estar ansioso, assim como vários colegas, com a incerteza diante do embargo das obras, além de estar preocupado com um dos operários, que ele viu ter machucado o pescoço na tragédia. "Nós costumávamos descansar, na hora do almoço ou do café, justamente debaixo do viaduto".

E ainda escapou pra contar a história. Literalmente.

Mas o que me levou a postar sobre isso, em especial, foi ver este evento no Facebook:

JUL 05

Grande Manifestação contra Cowan e Márcio Lacerda!

Amanhã às 14:00

COWAN (Rua General Aranha , Nº 340 - Pampulha)

O povo, unido, em meio ao clima festivo de Copa do Mundo, se reunirá novamente nas ruas para mostrar à Cowan especialmente, construtora da obra do viaduto que caiu, e a todas as outras empresas e governos a nossa revolta contra suas obras e as mortes provocadas por elas!

Será que os treze mil policiais deveriam mesmo estar nas ruas atrás dos quebradores de vidraças e não dos empreiteiros?

O Prefeito Márcio Lacerda justificou a tragédia afirmando que é um acidente "normal".

Até quando vamos tolerar descaso com as nossas vidas?

Essa é a Copa das Copas?

Contra as empreiteiras que superfaturam obras e ceifam vidas!

Contra o Prefeito Márcio Lacerda!

(https://www.facebook.com/events/263506097168616)

Ah, e o prefeito Márcio Lacerda é do PSB. E na campanha para o primeiro mandato (2008) o então prefeito Fernando Pimentel, aquele amigão da Dilma, se juntou a Aécio Neves para apoiá-lo.

Ou seja, a cambada de maconheiros da extrema-esquerda vai tentar desviar a coisa do PT e da Dilma. Aproveitando que o caso foi em uma cidade com governo estadual e um municipal que não são do PT. E mesmo aí, vocês podem ver o nível da confusão mental (por analfabetismo funcional mais falta de andar com gente normal mais maconha). A presidAntA diz que esta é a Copa das Copas, eles dizem o contrário (e estão certos), mas querem transformar a coisa em malfeito de uma construtora e um prefeito que não é do PT. O povo estava unido no clima festivo da Copa, agora vai largar a festa e a boa recepção aos estrangeiros, especialmente a "receptividade" das meninas que as lesbofeministas não gostam, pra cuidar de política. O prefeito disse (ou o secretário de obras dele) que foi um acidente normal e merece pagar a língua, mas ele e a Cowan sozinhos? E por fim, o protesto é contra "governos", ou... todos menos o federal do PT. Ah, e polícia é para empresário, que fica mais rico com dinheiro público mas é empresário, não para quebrador de vidraça.

O viaduto caiu! A casa caiu! Mas a esquerda ainda quer aproveitar o entulho para fazer outra.

Apêndice

Brazil bridge collapse: at least one killed, two miles from World Cup venue

Part of a passenger bus and a car were crushed as a bridge fails in the Brazilian city of Belo Horizonte

By Agencies

7:43AM BST 04 Jul 2014

An unfinished overpass collapsed in the Brazilian World Cup host city of Belo Horizonte on Thursday, leaving at least one person dead and casting a shadow over a tournament that has suffered repeated construction accidents and delays.

The bridge, located about two miles from the Mineirao Stadium where World Cup games are being played, collapsed as vehicles were passing on a busy road underneath.

Part of a passenger bus was crushed and another car was still trapped in the wreckage hours later.


The collapsed bridge ran over one of the major thoroughfares connecting the stadium area with the international airport (AFP/GETTY)

The collapsed bridge ran over one of the major thoroughfares connecting the stadium area with the international airport. It was part of a Bus Rapid Transit (BRT) system that officials had promised would be ready for the World Cup.

Groups of people gathered around the scene of the accident, some shouting furiously.

"This is the incompetence of our authorities and our businesses," said Leandro Brito, 23, a bank worker. "Because of the World Cup they sped everything up to finish faster. That's why this tragedy has happened. They are not making things properly. Everyone is very angry."

Heavy government spending on the World Cup and long delays in infrastructure projects spurred violent street protests across Brazil over the past year, although they have died down in recent weeks and the tournament has gone more smoothly than many fans and government officials expected.

Still, several projects were plagued by fatal construction accidents. Eight workers died building stadiums in the 12 cities that have hosted games.

There were conflicting reports over the casualties of the accident in Belo Horizonte, which has already hosted five World Cup games and has the semi-final match on Tuesday.

The city's fire department confirmed one death and 19 injuries, Lieutenant Colonel Edgard Estevo said. A health department spokesman earlier said two people died, but later said one of the deaths had not yet been confirmed. Work on the network of bus corridors, financed with more than 1 billion reais ($450 million) in federal funds, began in 2010 and was supposed to finish in May.

Downtown portions of the BRT network are running during the World Cup, but long stretches are still under construction.

The cause of the accident, the worst since the month-long tournament began on June 12, was unclear and no workers were known to be on the overpass when it fell.

Rescuers had still not been able to reach one of the cars trapped underneath. "We cannot reach the vehicle; we don't know how many victims there are and there could still be someone alive," Estevo said.

GloboNews TV showed video of bloodied passengers of the bus staggering away from the wreckage, screaming.

"We were traveling normally and then there was a terrible noise," Renata Soares, who said she was on the bus at the moment of the accident, told GloboNews. "I am sure that more people in other cars were underneath the debris." Last month a worker died after a 90-tonne beam fell during the construction of a monorail train project in São Paulo.

Edited by Arron Merat

(The Telegraph, Inglaterra, 04 de julho de 2014, http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/southamerica/brazil/10945283/Brazil-bridge-collapse-at-least-one-killed-two-miles-from-World-Cup-venue.html)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook