quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Mulher, vamos acabar com a violência contra a mulher? Vamos fazer DP com os nossos amigos homens que prestam

Abigail Pereira Aranha

Quê?! Você está afastada de Deus?! Fazer dupla penetração?! Você está vendo “puta louca” na minha testa?! Vai lendo. E, bom, sem Deus eu sou mesmo, ou melhor, você que tem Deus demais, mas essa é outra discussão.

Se você não conhecesse o Brasil e acreditasse nos feministas, pensaria que no Brasil qualquer empresa paga, nominalmente, pelo mesmo trabalho 1000 para um homem e 800 uma mulher e que agredir ou matar uma mulher nunca foi crime antes da Lei Maria da Penha, nº 11.340 de 7 de agosto de 2006.

Se a lei Maria da Penha fosse tão necessária ou tão justa, o que teria acontecido? Milhões de mulheres estariam esperando esta lei, certo? Então, assim que ela começasse a valer, veríamos um pico de milhares de denúncias em cada estado. Um telefone próprio teria que ter funcionários temporários contratados pra dar conta da demanda. Mas a polícia só receber as denúncias e trabalhar no ritmo normal não ia resolver o problema. Deveríamos ter mais policiais para atender essas denúncias. Também teríamos de ter mais cadeia para os presos, mas vamos pular esta parte. Com uma semana, e com muita eficiência, não haveria um pedaço de chão com mil habitantes que não tivesse um preso. Aí, quem devia ser preso e ainda não foi fica com medo. Vai tratar melhor a coitada da vítima ou vai fugir, mas as denúncias vão cair muito. Então, o número de casos e de denúncias iria a quase zero em poucos meses, dois anos se muito. Não faz sentido, lésbica doente?

Mas o que a gente encontra numa pesquisa rápida no Google com os termos “crescem casos violência mulher”? Lembrando que a lei é de 2006.

Denúncias de violência doméstica contra mulher crescem 112% em 2010 (G1,http://g1.globo.com/brasil/noticia/2010/08/denuncias-de-violencia-domestica-contra-mulher-crescem-112-em-2010.html)

Casos de violência contra a mulher crescem na capital (Bahia 247,http://www.bahia247.com.br/pt/bahia247/salvador/4575/Casos-de-viol%C3%AAncia-contra-a-mulher-crescem-na-capital.htm). O texto diz “Os atendimentos psicossociais da unidade, por exemplo, cresceram de janeiro a novembro deste ano [2011], 229,35%, em relação a 2010, com 7.743 casos. É o maior número em oito anos.”

Casos de violência contra as mulheres crescem 15% em dezembro (de 2011, em relação a novembro de 2011. Rudge Ramos On line, http://www.metodista.br/rronline/noticias/cidades/2012/02/casos-de-violencia-contra-as-mulheres-crescem-15-em-dezembro)

Que diabos está acontecendo? Algum feminista quer tentar explicar? Você já viu uma lei feita pra acabar com alguma coisa e depois dela a coisa aumentar?

Um delegado conta que:

Quantas vezes presenciei a própria mulher, vítima de uma ameaça ou de uma lesão corporal, desesperada (literalmente) porque seu companheiro ficaria preso, a não ser que fosse recolhida fiança, que muitas vezes é arbitrada pelos delegados em R$500,00 a R$ 800,00. Quantas outras tantas vezes presenciei as próprias mulheres vítimas apresentando o dinheiro da fiança poucas horas após ela mesma ter ido à delegacia denunciar o companheiro.

“Crítica à Lei Maria da Penha”, Liberdade de Expressão, http://liberdadedeexpressao.multiply.com/reviews/item/61. Também em “Seu delegado, ô seu delegado…”, http://seudelegado.blogspot.com/2007/05/verdadeira-aberrao-jurdica-e-social.html

Última tentativa de explicação: ah, mas não foram os espancamentos que aumentaram, foram só as denúncias porque a mulher não tinha amparo, nem vez, nem voz. Ah, é? Primeiro, elas se casam com bandidos e cafajestes até hoje. Segundo, se a mulher demorou 5 anos pra denunciar o marido, foram 5 anos que ela evitou colegas de trabalho gentis e falou vários “meu marido não pode te ver comigo” com homens legais pra dar chance pra um homem tosco.

Então quem esta lei está levando pra cadeia? Adivinha: homens bonzinhos. EU NÃO ESTOU CHAMANDO HOMEM QUE REALMENTE BATE EM MULHER DE BONZINHO, LÉSBICA PSICÓTICA. Estou falando de homens bons, gentis e pessoas de bem de verdade. Estou falando disto aqui:

#64 – Ronni

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012 21:21

Sou casado a 8 anos, tenho uma filha de 7 anos e um filho de 2 anos. Minha esposa sempre foi muito agressiva, grita, quebra as coisas dentro de casa e as vezes maltrata as crianças e maltrata verbalmente minha mãe que mora na caa da frente. Já tirei a faca diversas vezes da mão dela quando foi me atacar, e sempre quando eu tomo a faca da mão dela ela fica com os punhos marcados como se eu a tivesse agredido, e ela diz para mim: SEU COVARDE, BATE EM MULHER, VOU DE BOTAR NA CADEIA, VOCE ME MACHUCOU, isso sempre na frente das crianças que ela usa de escudo para que eu não revide, mesmo assim jamais levantei a mão contra ela para agressão, sempre para defesa. Quando ela cortou a minha mão em 2008, tive que dar pontos no pronto socorro, ~disse que me cortei sozinho em casa, pois minha esposa disse que se eu a denunciar ninguem vai acreditar pois ela diz que a LEI MARIA DA PENHA veio pra ajudar ela, e se ela for chamada pela policia ou ela mata as crianças ou some no mundo, isso com a ajuda da minha sogra que até escreveu varias cartas que me mostrou relatando falsamente nesses 8 anos de casado que eu maltrato minha esposa. Em 2010, conversando com um policial, socialmente eu relatei o ocorrido, ele riu muito e disse que homem de verdade reage, não fica como eu fico. Resumindo, amo muito meus filhos e não quero que nada aconteça com eles, por isso que aguneto tudo isso.

Comentário em “Violência doméstica contra mulher”, BBel, http://bbel.uol.com.br/comportamento/post/violencia-domestica-contra-mulher.aspx.

Uma mulher comenta 17 dias depois o caso dela e conclui “a gente não tem apoio algum neste país”. Será que os policiais da Delegacia da Mulher riram dela também por estar sendo humilhada? E a autora Duda Schwab, como toda feminista, nem comenta o caso do homem.

E pra quem duvida que Vadia da Penha é nazismo lésbico puro, veja este outro comentário no mesmo texto:

#35 – Kalu

quinta-feira, 18 de agosto de 2011 15:09

Homens são bichos criados para matar…

Se escondem em suas próprias covardias, pois não são HOMENS suficientes para bater em outro HOMEM.

São incapazes de demonstrar afeto, pq a criação os fez assim…FRIOS.

Graças a Deus, nunca sofri nenhum tipo de agressão desses seres nojentos, mesmo pq se um dia acontecer com certeza ele não vai acordar para contar o que aconteceu.

Tive e tenho a chance de conviver com um homem de verdade, meu pai, exemplo de dignidade e responsabilidade familiar, infelizmente, acho que ele foi o último homem digno que Deus criou, lamento de verdade pelas vidas que foram tiradas e pelas vidas que não vivem…sofrem.

MULHERES…DENUNCIE.

Não deixe que qualquer um afaste o sonho de vcs de serem livres e felizes…afinal, esses covardes não podem ficar impunes.

Grande abraço a todas.

A lei não está sendo suficiente, já teve mulher dizendo isso. Claro que não, eu concordo. Mas será que as mulheres não estão errando em nada? Explicando melhor a pergunta: supondo que a denunciante não está entregando um homem bom infeliz por causa de ataque de ego ofendido, será que vocês mulheres infelizes não estão correndo atrás dos mesmos cachaceiros, imbecis e cafajestes até hoje, lésbicas de nariz empinado? Veja, por exemplo, a linda história de amor dessa moça de 15 ANOS:

#79 – Juliana

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012 21:48

Namoro a 1 ano e 6 meses , quando começei a namora fui mora com ele . ele me agredia toda hora eu ja não aguentava mais fica com ele denunciava mas ele me ameaçava tenho 15 anos e ele tem 18 ele era até traficante , toda vez que ele me dava em min eu pedia socorro mas nunca tinha gente na casa dele , ele m trancava dentro do quarto sempre tentava me matar mas não conseguia seilá é muito ruim apanha , ainda bem que existi essa lei , o ruim é que eu amo ele e tenho medo de deixar :S

Quantas vezes você já ouviu caso de uma mulher que deixou de casar com um homem legal que ela amava e que amava ela porque os pais ou um irmão não deixaram? E quantas vezes você já ouviu falar de casos como o da Juliana?

Mesmo com a Vadia da Penha, milhões de mulheres ainda estão casadas ou ajuntadas com homens que implicam com as suas amizades e até que as agridem com frequência. E o que elas fazem? Se isolam dos homens no trabalho, na escola, na faculdade. Elas mesmas falam do carinha cretino ciumento e tosco mesmo quando ele está longe.

E pro homem que presta, gentil, carinhoso, prestativo, o que sobra? O que sobra é… o que sobra. Se ela não está dizendo que nenhum homem presta, vem a vaca entregando para o homem que presta o que sobra, da vida, do corpo e do psicológico dela. Um hímen aberto aos 15 anos ou menos por um idiota qualquer, vários namoros e casamentos mal sucedidos com cafajestes, tempos fora da casa dos pais morando com canalha pinguço em barraco pequeno sem reboco, belas histórias de sexo em meio do mato, talvez até sexo na cadeia, uma vida, em termos sexuais e não-sexuais, antes do nobre rapaz receber alguma atenção dela. Ah, ela nem conhecia o cara, coitada. Conheceu VÁRIOS do nível dele pra cima (nível de grandeza de espírito, não é de salário) e chutou todos. Ah, e filhos de cada relacionamento fracassado que durou mais de um ano e tanto ela quanto a família dela cobram deste homem que faça tudo ao contrário do que os outros fizeram. Provavelmente, sexo só depois do casamento.

Quando a mulher faz loucuras pelos bandidos, canalhas e cretinos em geral, em termos sexuais e não-sexuais, enquanto quer que o homem legal seja um capado, apanhar é o mínimo. Se fosse o contrário, mulher fazendo “horrores” com homens trabalhadores e carinhosos e chutando babacas e marginaizinhos, a violência contra a mulher seria raríssima. Por isso, vamos fazer a campanha: pegue dois homens legais, que são seus amigos e te respeitam, e faça um sanduíche.

Quê?! Você está louca? O que vão falar de mim? Ora, faça como eu: esconda da gentalha frustrada na cama e fora dela com quem você transa. Mas engraçado que quando uma mulher vai morar junto com um cachaceiro encrenqueiro, ela manda quem falar alguma coisa praquelugar.

Quê?! Você está louca? Ainda mais que eu desconfio que alguns amigos só estão querendo é me comer. Faz o seguinte: se o amigo for cafajeste, corta; mas se for homem que presta, faça o favor pra você mesma e pra ele de largar de ser fresca.

Mas o sexo é magia, tem que ter amor, paixão, respeito, cumplicidade. Caramba, para de assistir novela das 9 e dê valor aos homens que estão prontos pra dar o carinho que você, e eles, tanto procuram.

Impressionante como quanto mais o homem é bonzinho, gentil e de caráter, menos uma mulher faz qualquer coisa por ele. Se o homem é trabalhador, esforçado, amável, gentil, bonito, bom de cama e está interessado numa mulher, ele tem que passar pela família da moça como se o pai e os irmãos fossem se casar com o rapaz. Inclusive “o você aceita o Pedro com seu marido?” se bobear vão ser eles que vão responder não pela Mariazinha.

Ah, e se homem respeitar mulher fosse nem pensar em sexo antes ou fora do casamento, a violência doméstica não seria a maior causa de assassinato de mulheres.

Publicado pela primeira vez em 04/03/2012 no A Vez das Mulheres de Verdade do Wordpress, em http://avezdasmulheres.wordpress.com/2012/03/04/vamos-acabar-com-a-violencia-contra-a-mulher/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook