sábado, 16 de novembro de 2013

Isso também é feminismo: para você entender o que é uma mulher ser assediada por dois homens, imagine VOCÊ assediado por dois homens

Abigail Pereira Aranha

Amigos, agora há pouco achei essa pérola. Já vou comentar.

Rodrigo Fernandes

Querem acabar com o sexismo e com o machismo afim da igualdade plena dos gêneros.

E quando tudo for igual, vai ser chato pra caralho!

Karina Santiago Rodrigo, vou pressupor que você se expressou muito mal nesse post, ok? Mas falemos de machismo. Machismo ou feminismo não é considerar todo homem um possível estuprador, é entender que fora do nosso círculo de convivência classe média, o número de homens que realmente acreditam que mulheres em roupas provocantes merecem ser abusadas, é enorme. Porque foram criados assim, ok? Abram o campo de visão, o mundo é um tiquinho mais feio do que o que vivemos. Acreditem.

Outra coisa, não confundam direitos e deveres iguais do com a exclusão da boa educação. Mulher que sabe seu direito de ganhar o mesmo que um homem pra mesma função, tem que dividir a conta, pagar pensão se for o caso e jamais usar seu gênero para conseguir facilidades. A questão é que a grande maioria quer só o bônus sem o ônus. Aí não rola. Entretanto nada impede que o homem abra uma porta ou puxe uma cadeira, oras.

Quanto ao comentário do "trocar pneu", só digo que já o fiz muito bem sozinha do alto dos meus "fortes" 43kg. E homem que se baseia nisso pra mostrar sua importância, tá bem sem qualificações.

Mas falando no meu caso vou dizer o machismo que me atinge: É eu estar trabalhando, de forma séria e responsável e ser obrigada a aguentar o assédio dos homens envolvidos na produção. Machismo é eu não sair pra fotografar um dia sequer sem ter que ser desrespeitada pelo menos umas duas vezes. E olha que você já me viu trabalhando, vou vestida que nem um moleque. Foi a forma que encontrei de me proteger. Adianta? Não.

Mas os homens jamais entenderam isso. Aliás, entenderiam se no caso for um hétero sendo assediado todo santo dia por uns dois homo. Sim, porque se eu falar por duas mulheres vão dizer que é legal. Então digo por dois homossexuais pra que talvez tenham a dimensão do que é ser assediada no trabalho por quem não se que de jeito nenhum.

Vamos lá. O Rodrigo só falou do sexismo, que é o mesmo que machismo até para o tradutor do Google. Quando o machismo acabar, ficará o feminismo, mas o mundo não vai ficar chato. O mundo vai estar dividido em três superestados comunistas e a Oceania vai se aliar com a Lestásia para fazer guerra contra a Eurásia, depois trocam (já leu "1984"?).

"Fora do nosso círculo de convivência classe média, o número de homens que realmente acreditam que mulheres em roupas provocantes merecem ser abusadas, é enorme". Se fosse alguém da Real que tivesse dito isso, só não perderia o perfil para ser investigado pela Polícia Federal.

E a moça é uma feminista moderada, até racha a conta. Mas já vou cuidar dela e de muitas outras. Depois de amanhã, neste mesmo canal, prometo.

Fofinhos, eu já contei que eu me disfarço de gorda para esconder o corpo. E é para evitar o assédio, mas o assédio de babacas, de cafajestes, de homens paspalhos. Mas mesmo assim, sou mimada por carinhas bacanas. E aí a gente conversa e alguns desses carinhas bacanas fizeram umas piadinhas no primeiro encontro. Por exemplo, um amigo de Datas (nome trocado) disse no meio da nossa primeira conversa que ia me visitar pra me ver sem a burka (eu também uso roupa comprida). Eu respondi, com uma voz brincalhona: meu endereço, sábado cinco da tarde, vou te receber nua porque já vou estar com dois amigos, mas pode entrar. Ele ficou chocado e não apareceu neste dia. Mas isso não é com todos (com alguns fico só na amizade). E assédio sexual é chato mesmo. Eu já passei por isso na adolescência.

Ah, duas fotinhas da assediada, antes do ponto que me chamou a atenção.

Agora sim. De acordo com a moça, uma mulher ser assediada por dois homens é como um homem ser assediado por dois homens. Ou seja, ela compara o assédio heterossexual a uma mulher com o estupro gay para o homem heterossexual. Se ela igualar dois homens assediando uma mulher a duas mulheres assediando um homem, os homens não vão entender como isso é horrível, porque se um homem hétero fosse assediado por duas mulheres ele iria gostar.

Está certo que a moça também não gostaria, creio eu, de ser assediada por duas mulheres. Mas ela ia comparar com o quê? Com duas mulheres feias assediando um homem? Mas como se dizia nos anos 60, feminismo é a teoria, lesbianismo é a prática.

Pois é, eu estava procurando outra coisa e trouxe diversão para toda a família, menos para quem tem irmã que é mãe solteira. Quiá, quiá, quiá, quiá, quiá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página no Facebook