sexta-feira, 14 de março de 2014

Brasil, de piada pronta a laudo psiquiátrico pronto: dois tuítes lado a lado, punição para a crimideia, soltura para o corrupto

Um flagrante da seção Twittando, do jornal O Tempo de hoje, 14.03.14:

@Greenhalgh_

PCdoB vai à Justiça contra repasses de verba pública para TV onde Sheherazade faz apologia do terrorismo e da barbárie.

Luiz E. Greenhalgh

deputado federal (PT-SP)

@CamilaPitangaTv

Gosto do Zé Dirceu como gente! É uma pessoa culta, inteligente e admirável. Ministro e preso injustamente!

Camila Pitanga

atriz

Será que o povo brasileiro chegou a tal nível de duplipensar que dois tuítes com tanto contraste um ao lado do outro não chocam (quase) ninguém? Eu explico.

O caso a que o deputado do PT se refere é aquele em que a jornalista Rachel Sheherazade comenta o caso do "de menor" com ficha na polícia amarrado por populares em um poste dizendo que é compreensível a ação deles. E disse foi pouco, porque quando baderneiros travam o trânsito e emporcalham muros, a Polícia só olha e os palhaços de esquerda ainda dizem que a Polícia é violenta e assassina. Querem tirar dinheiro público de emissora que faz apologia ao crime? Então mostre serviço naquela piadinha do Paulo Henrique Amorim caracterizado como black bloc, palhaços.

Mas não para por aí. Só esse tuíte, de um deputado, já é caso para ELE E O PCdoB irem parar na Justiça. Vamos fazer a lista:

  1. Calúnia (art. 138 do Código Penal), pra começar

  2. Constrangimento ilegal ("constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, ou depois de lhe haver reduzido, por qualquer outro meio, a capacidade de resistência, a não fazer o que a lei permite, ou a fazer o que ela não manda") contra a emissora (art. 146)

  3. Denunciação caluniosa (art. 339)

  4. Comunicação falsa de crime (art. 340)

  5. Extorsão (art. 158)

E isso é pura intolerância a qualquer meia frase com verdades duras e necessárias, porque no mesmo dia daquele jornal, a moça publica um texto lesbonazista no blogue dela. E no meio tempo, 26 de fevereiro, ela defende a vigilância estatal em nome do combate à pedofilia.

Mas se tudo der certo, para "eles", quem defender black blocs e Marcha das Vadias vai cair pelo precedente. Hua, hua, hua, hua, hua!

E temos o segundo tuíte, da atriz Camila Pitanga, que também é garota-propaganda da Caixa Econômica Federal. Ela diz que o José Dirceu foi preso injustamente. Bom, é até verdade. Então, vamos dar um desconto. Ela elogia o distinto como pessoa. Vá lá, ele talvez mereça a parte do culto e inteligente. Mas o que aconteceu quando o Olavo de Carvalho disse que o presidente Franco, ditador da Espanha, era um homem de conduta pessoal exemplar? Ou quando o Reinaldo Azevedo disse que Oscar Niemeyer era um arquiteto genial, mas como pessoa era cúmplice das atrocidades do Socialismo?

Hello, lulopetistas, a moça é da Globo!

Uma pessoa psiquiatricamente normal que conheça o fundo desses dois tuítes, de preferência que não tenha sido criada no Brasil, percebe: temos criminosos comuns no Congresso e no lulopetismo e cidadãos comuns transformados em alvo do Judiciário só por tentar conduzir a vida se dando ao respeito. E esses criminosos não são só chefes ou patrocinadores de bajuladores com rabo preso ou apenas com inteligência medíocre, mas são eleitos por uma gente não menos imoral e intelectualmente medíocre. Não que isso seja coisa nova, mas nunca foi com tanto atrevimento.

Abigail Pereira Aranha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook