quarta-feira, 25 de junho de 2014

Como você homem hétero pode se aproximar de uma mulher "normal" sem parecer homem (e sem conseguir p*##a nenhuma que preste)

Abigail Pereira Aranha como Carol Patrocínio

Nós adoramos homens. Nós devemos mostrar aos homens que não é certo agredir uma mulher, achamos que um homem fazer mais do que OLHAR para as mulheres que chamam sua atenção é como pegar um relógio incrível numa loja e faz parte da cultura do estupro, sabemos que homens são ensinados a tratar mulheres como objetos ou propriedades, mas nós adoramos homens. É, infelizmente, vivemos em um momento em que sentimos medo de homens.

As denúncias de estupro e assédio que qualquer múmia frustrada pode fazer de telefone público não ajudam nosso medo a diminuir. Cada homem que nos olha como se fôssemos um belo bife de picanha ou faz comentários que não pedimos para ouvir é um estuprador em potencial. Embora eu já tenha dito que aceitar que tocar uma mulher é permitido é parte da cultura do estupro, não estou dizendo que todos os homens são estupradores, estou dizendo apenas que o medo não é algo racional, mesmo que OS HOMENS devam REPENSAR a relação que tem com as mulheres.

Li esses dias um texto incrível de uma mulher chamada Phaedra Starling. Ela criou um guia para que você, homem decente que quer apenas encontrar uma gatinha para compartilhar a vida (lembre-se de que sexo heterossexual é desrespeito ao corpo da mulher), possa se aproximar das mulheres sem deixá-las apavoradas. Achei a ideia tão genial que resolvi adaptá-la para um texto em português.

Aceite o medo que temos de caras legais. Todos os dias lemos histórias terríveis de caras que pareciam o sonho de qualquer mãe se tornando vilões dos mais perigosos, mesmo que a nossa amiga esteja há cinco anos mal falando com os pais porque foi morar junto com um traficante de drogas. E o caso do sonho da mamãe pode ser mais uma falsa denúncia ou um cara que simplesmente cansou de levar a pior. Não tem como a gente saber que você é um cara legal. Em uma propaganda das lojas Marisa, a loja teve que pedir desculpas por um erro de interpretação de várias de nós, porque vimos uma camiseta escrita "great rapers tonight" e confundimos "raper" (cantor de rap) com "rapist" (estuprador). Mas como você é um cara bacana e nós adoramos homens, vai respeitar isso e nos fazer sentir segurança, certo? Ah, e podemos ter um namorado estúpido e possessivo.

Tenha consciência do ambiente. O que são lugares bons? Como os homens acreditam que atitudes violentas contra mulheres são naturais, vamos lembrar que estamos falando de lugares bons para OLHAR para as mulheres que chamam sua atenção. O que são lugares bons? Lugares que ela pode sair quando quiser. A estação de metrô, por exemplo, é aceitável, mas o carro do metrô, não (lutamos por vagões rosas para isso, lembra?). Um shopping é bacana, mas um elevador, não. Vê a diferença? Ela pode namorar um cara cretino que divide o perfil do Facebook com ela, ou ter ido ao baile funk mais podre de um raio de 50 km no último fim de semana, mas você, como um cara legal, não vai ter dificuldade em entender que ela precisa, sempre, ter opção de ir embora da sua presença.

Leia as indiretas. Ela precisa dar um sinal verde para você se aproximar. Sim, você precisa ser observador. A qualquer momento ela pode deixar de querer você por perto. E você, cara legal, está pronto para respeitar isso. Mesmo que não ganhe com isso mais do que uma conversa de amenidades ou pseudointelectualidade. Ou a chance de provocar ciúmes no namoradinho capacho.

Respeite o que ela diz e nunca coloque seu direito de ser respeitado igual ao dela. Para que uma mulher se sinta segura, ela precisa ter certeza de que sua vontade será a lei máxima. Mulheres falam. O tempo inteiro. Falam de futilidades, das picuinhas do trabalho, do namorado babaca, de livros estúpidos que elas gostam, do professor da faculdade que deu o primeiro trabalho decente em 5 semestres e até do que não sabem como se soubessem. Mas se você chegasse para cumprimentar outro homem e ele desse a mão para você sem olhar no seu rosto, você acharia que ele tem algo contra você, certo? Quando uma mulher não olha para você ou é monossilábica quer dizer a mesma coisa. Não é timidez, é um aviso para você voltar para onde veio. Mais uma vez, respeite. Não toque em uma mulher sem que ela toque em você antes. Aliás, não espere nem que ela lhe dê um boa tarde primeiro. Aceite a educação e a TPM com o mesmo respeito. Você, como um cara legal, não vai ter dificuldade em fazer nada disso. Se nós dissermos que você tem medo de conversar com mulheres de atitude e não tem vida sexual fora da zona, amadureça lendo textos como este.

Texto original em português sem desenhos e fotos de putaria, no A Vez das Mulheres de Verdade: Como você homem hétero pode se aproximar de uma mulher "normal" sem parecer homem (e sem conseguir porra nenhuma que preste), http://avezdasmulheres.blog.com/2014/06/25/como-se-aproximar-de-uma-mulher-normal
Texto original em português com desenhos e fotos de putaria, no A Vez dos Homens que Prestam: Como você homem hétero pode se aproximar de uma mulher "normal" sem parecer homem (e sem conseguir porra nenhuma que preste), http://avezdoshomens.blogspot.com/2014/06/como-voce-homem-hetero-pode-se.html

Seção de espetáculo da violência contra a mulher, ops, sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Spectacle of violence against womyn, ops, Sex, lust, debauchery, naked woman, pornography section

Sección de espectáculo de la violencia contra las mujeres, ops, sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Sezione de spettacolarizzazione della violenza sulle donne, ops, sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia

O tema de hoje é... prostituição no transporte público

Il tema di oggi è... prostituzione sul trasporto pubblico

The today theme is... prostitution on public transport

El tema de hoy es... prostitución en el transporte público

3455775-blonde-hottie-gets-fuck-in-the-back-of-the-bus - veja mais / vea más / see more / vedi più

Handjob in a public bus

(Punheta em um autocarro coletivo / Sega in un autobus pubblico / Paja en un autobús público)

Spit roasted cutie jizzed at both ends

(Gatinha como espeto de churrasco penetrada dos dois lados / Ragazza sveglia come spiedo arrostito penetrato a entrambe le estremità / Linda chica como espetón asado penetrada en ambos extremos)

Apêndice

Seis passos para se aproximar de uma mulher sem parecer um tarado

https://br.mulher.yahoo.com/blogs/preliminares/6-passos-para-se-aproximar-uma-mulher-sem-110347666.html

Por | Preliminares – seg, 5 de mai de 2014 08:03 BRT

  • Saiba como paquerar uma mulher sem deixá-la apavorada. (Foto: iStock)

    Yahoo Brasil - Saiba como paquerar uma mulher sem deixá-la apavorada. (Foto: iStock)

Nós adoramos homens - ok, algumas de nós gostam bem mais de mulheres, mas vou focar aqui naquelas que curtem homens, tá? - e diariamente travamos uma luta interna para manter essa paixão mesmo com todo o medo que sentimos. É, infelizmente, vivemos em um momento em que sentimos medo de homens.

A estatísticas sobre estupro e assédio não ajudam nosso medo a diminuir. Cada homem que nos olha como se fôssemos um belo bife de picanha ou faz comentários que não pedimos para ouvir é um estuprador em potencial. Não, não estou dizendo que todos os homens são estupradores, apenas que o medo não é algo racional e não tem como a gente saber qual a intenção de cada um de vocês. Quem vê cara não vê índole.

Leia também:
Como chegar em uma garota na balada?
Como deixar claro que você está interessada
Descubra como seu corpo reage quando você se interessa por alguém

Li esses dias um texto incrível de uma mulher chamada Phaedra Starling. Ela criou um guia para que você, homem decente que quer apenas encontrar uma gatinha para compartilhar a vida, possa se aproximar das mulheres sem deixá-las apavoradas. Achei a ideia tão genial que resolvi adaptá-la para um texto em português.

Aceite o medo
Queira você ou não, temos medo. Evitamos sair na rua a noite sozinhas, evitamos lugares escuros, escolhemos o caminho mais longo se ele for mais movimentado. Quando temos um encontro, avisamos uma amiga com quem estamos saindo e ligamos assim que voltamos - e não é só para contar como foi, mas para garantir que estamos vivas e seguras. Todos os dias lemos histórias terríveis de caras que pareciam o sonho de qualquer mãe se tornando vilões dos mais perigosos. Não tem como a gente saber que você é um cara legal. Mas como você é um cara bacana, vai respeitar isso e nos fazer sentir segurança, certo?

Tenha consciência do ambiente
Rua escura, beco, lugar sem movimento, metro lotado. Esses são lugares que você não deve, de maneira alguma, se aproximar. Nem se for apenas para dizer que o tênis dela está desamarrado. Ela está com medo de ser assediada/estuprada/roubada/morta e sua aproximação já faz o coração bater mais acelerado - e não é por um bom motivo.

É uma pena deixar passar a chance de falar com aquela garota que parecia se encaixar perfeitamente nos seus sonhos, mas lembre-se que ela precisa estar segura para dar abertura para você.

O que são lugares bons? Lugares que ela pode sair quando quiser. A estação de metrô, por exemplo, é aceitável, mas o carro do metrô, não. Um shopping é bacana, mas um elevador, não. Vê a diferença? Ela precisa, sempre, ter opção de ir embora.

Leia os sinais
Ela precisa dar um sinal verde para você se aproximar. Se ela não o viu, entre em seu campo de visão para que ela o localize, você, mais uma vez, não quer assustá-la. Assim que ela o notar, ok, sinal verde para aproximação se ela não estiver lendo um livro, olhando para o outro lado ou apenas evitando contato visual com você. Sim, você precisa ser observador.

Se você olhou para ela e rolou um contato visual, dê um passo a frente. Pode abordar a mulher, mas fique atento aos próximos sinais. A qualquer momento ela pode deixar de querer você por perto. E você, cara legal, está pronto para respeitar isso.

Respeite o que ela diz
Mulheres falam. O tempo inteiro. Seja com palavras ou com o corpo. Estamos nos comunicando sem parar. Se você chegasse para cumprimentar outro homem e ele desse a mão para você sem olhar no seu rosto, você acharia que ele tem algo contra você, certo? Quando uma mulher não olha para você ou é monossilábica quer dizer a mesma coisa. Não é timidez, é um aviso para você voltar para onde veio. Mais uma vez, respeite.

Entenda porque você se torna uma ameaça
Você se torna uma ameaça quando coloca a sua vontade como mais importante. Ela não te dá abertura para se aproximar e ainda assim você se aproxima. Ela tenta cortar o papo sendo monossilábica e você continua insistindo. Ela dá um passo para trás e você dá um passo para frente. Como é que uma mulher vai se sentir segura quando se sente acuada?

No começo desse texto eu expliquei que todo homem é uma ameaça até que deixe de ser. Sua pontuação começa em 100, por exemplo, e vai caindo. Mas quando você não respeita o espaço de uma mulher, sua pontuação aumenta e ela passa a ter mais medo ainda de você. Mesmo que você esteja em um lugar movimentado e ela esteja acompanhada é como se você fosse o cara da rua escura.

Nunca coloque sua vontade acima da dela
Para que uma mulher se sinta segura, ela precisa ter certeza de que sua vontade será respeitada. Se você não consegue aceitar uma negativa para um café, iria aceitar um não na hora do sexo? Ela não sabe e prefere não se arriscar.

Não toque em uma mulher sem que ela toque em você antes - não estamos falando de esbarrões sem intenção. Não ultrapasse os limites que ela colocar. Aceite o sim e o não com o mesmo respeito. Não a ameace física ou verbalmente.

Se você quer conhecer aquela mulher, quer respeitá-la e conseguir o respeito dela. No primeiro contato você precisa que ela tenha o máximo de certeza que puder de que você não é um predador. Você, como um cara legal, não vai ter dificuldade em fazer nada disso.

Você tem alguma dúvida sobre sexo? Manda para mim no preliminarescomcarol@yahoo.com.br e siga-me no Twitter (@carolpatrocinio).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook