sábado, 9 de janeiro de 2016

Direita cristã, acabou! - parte 11: notas de treze horas

Abigail Pereira Aranha

Pessoal, eu fico um tanto perplexa com o quanto o que eu escrevo se confirma. Eu publiquei o meu texto "Seis e dezesseis (Ou: direita cristã, acabou! - parte 10)"[1] às 13:11 de ontem, dando sequência à série onde eu mostro como a direita cristã não só foi quase aniquilada pela esquerda, também perdeu espaço na vida cotidiana das pessoas comuns enquanto o discurso de esquerda só ganha. Eu disse no texto:

Para que você possa entender melhor o que eu estou tentando explicar, vou contar-lhe um caso ilustrativo, enquanto eu estava com estas palavras em mente. Poucos dias atrás, um amigo no Facebook e leitor dos meus blogs disse que aceitou o meu pedido de amizade mas ele parou de seguir meus escritos desde que eu o chamei de desconversador gayzista e gay anti-cristão. Quando perguntei a ele quando isso aconteceu, ele me mostrou uma postagem, de 12 de julho, em que eu disse isso sobre o seu ESTILO DE DISCURSO, não sobre sua PESSOA. Esta postagem foi um pouco depois dos meus comentários no Facebook sobre alguns comentários na página brasileira Mulheres Contra o Feminismo comemorando a prisão da professora Brianne Altice por ter relações sexuais com três estudantes do sexo masculino duas semanas após a legalização do casamento gay em todos os Estados Unidos. Ah, meu amigo se apresenta no Facebook como ateu e centro-direita. A direita no Brasil tem um monte desta hiper-sensibilidade. Mas isso é um pouco.

No mesmo dia:

15:23: O amigo citado me responde, quando eu compartilhei a postagem, com um print screen de uma mensagem privada com grifo onde dizia que ele não queria ser marcado. Ele não leu a parte sobre hipersensibilidade.[2]

11:18: O amigo André Tinoco fez o compartilhamento da publicação de Ricardo Borges no grupo Libertarianismo que era o compartilhamento da matéria da revista Exame sobre a rede Meu Patrocínio: "Rede social promete conectar mulheres a homens ricos".[3]

16:16: O amigo Roney Alessandro Milan compartilhou u'a matéria do Tecmundo: "Fazer sexo com robôs pode ser tornar realidade (e natural!) muito em breve"[4]. Como lembrou o amigo Arthur Tavares nos comentários, "Silvio Koerich já falava isso faz muito tempo" (2009, se não me falha a memória).

19:01: O amigo Arthur Tavares compartilhou a publicação do blogue Astaroth Realista sobre a participação de uma maria-exceção no Metendo a Real, respondendo a uma postagem sobre mulheres interesseiras daquele jeito de maria-exceção, se dizendo diferente mas no fundo vestiu a carapuça.[5]

20:10: O amigo Antonio Carlos Voni Junior compartilhou a foto de Colorindo Ideias[6] (e me marcou nela) cuja legenda dizia:

A família é o nosso maior patrimônio. Nenhum sucesso profissional ou financeiro compensa o fracasso do seu casamento

Nenhuma aventura compensa a perda dos filhos

Lute pela sua família

Chore pela sua família

Ore pela sua família

♡Nunca desista da sua família!♡

Eu respondi a ele:

Obrigada pela lembrança, mas casamento convencional com as mulheres de hoje em dia? Eu digo isso na visão dos homens porque mulher sempre foi a parte passiva do namoro ou dos próprios relacionamentos em geral. A mulher quase sempre é a parte que ganha mimos, que espera a aproximação. Eu comento na visão de um homem porque esse texto foi escrito pensando em um homem, em dizer a ele para fazer isso, fazer aquilo.

Eu mesma tenho pelo menos três anos que eu abordo especificamente no meu blogue assuntos como violência de mulher contra homem, falsas denúncias de crimes sexuais e indústria da pensão alimentícia. Por sinal, veja esta postagem de um amigo: http://astarothrealista.blogspot.com.br/2016/01/debulhacao-discursiva-contra-espertinha.html. Como brinca a turma da Real, futura esposa de vocês.

23:41: A página Conservadorismo do Brasil publica um vídeo com a legenda "Polêmica. Cartilhas de Educação Sexual para estudantes de 06 anos de idade"[7]. Comentários como "Deturpação total do futuro do nosso país" e "Vagabundos do PT ... satanistas do inferno!! Querem acabar com nossas crianças". Um dos comentaristas chega com o clichê "tira a educação das garrinhas pútridas do estado e deixa na iniciativa privada"[8], apesar de Gustavo Ioschpe ter contado um ano e dois meses antes como o esquerdismo já estava dentro de uma escola do SESC (Serviço Social do Comércio) do Rio de Janeiro, em seu artigo "Estamos acabando com o país."[9]

Ligou os pontos? Mesmo que você homem acredite no valor da família tradicional, como NÃO é o meu caso, você pode observar que a chance de encontrar uma vadia interesseira ou uma zinha que se acha a oitava maravilha do mundo é alta o suficiente para você não pensar em casamento. E do jeito que o universo feminino está de nariz em pé e cheio de frescura, você pode desistir das mulheres até para sexo casual. Mas os conservadores em geral ainda estão namorando o passado e estão perdendo o futuro.

NOTAS:

[1] http://avezdasmulheres.over-blog.com/2016/01/seis-e-dezesseis-ou-direita-crista-acabou-parte-10.html

[2] https://www.facebook.com/abigail.pereira.aranha.91/posts/736101503188060?comment_id=736126819852195

[3] https://www.facebook.com/andre.tinoco.188/posts/10153388922243036, compartilhando http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/rede-social-promete-conectar-mulheres-a-homens-ricos

[4] https://www.facebook.com/barrabin33/posts/1079978898692401, compartilhando http://www.tecmundo.com.br/robotica/92678-fazer-sexo-robos-tornar-realidade-natural.htm

[5] https://www.facebook.com/Mindshao.1/posts/770755446385456, compartilhando http://astarothrealista.blogspot.com.br/2016/01/debulhacao-discursiva-contra-espertinha.html

[6] https://www.facebook.com/antoniocarlos.vonijunior/posts/803971053080139, compartilhando https://www.facebook.com/ColorindoIdeiasJP/photos/a.401047110011633.1073741828.401038966679114/887277914721881/?type=3

[7] https://www.facebook.com/1644495095790648/videos/1661990187374472, compartilhado por Paulo Rocha no perfil do Olavo de Carvalho às 00:55 de hoje em https://www.facebook.com/paulo.rocha.14203544/posts/10204078023391325

[8] Wesley Ribeiro:

Tira a educação das garrinhas pútridas do estado e deixa na iniciativa privada... faz um projeto de bolsa e valchers onde o governo cobrirá algum percentual dos custos da educação para crianças pobres e deixe que os pais escolham uma escola com uma grade curricular de sua preferencia (algumas terão educação sexual e outras não) e pronto. Problema resolvido.

(https://www.facebook.com/1644495095790648/videos/1661990187374472/?comment_id=1662011690705655)

[9] "Estamos acabando com o país", Veja, 09/11/2014, http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/estamos-acabando-com-o-pais

Nenhum comentário:

Postar um comentário