sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Quem rotula um argumento sólido como preconceito transformará um preconceito em argumento sólido

Abigail Pereira Aranha

Eu estava me preparando para escrever um texto como este, quando li esta postagem em um grupo no Facebook (o autor, que vou manter não identificado, é de Trinidade e Tobago):

A MAIORIA da sociedade negra apoia e acredita nas ideologias mais ESTÚPIDAS. É NA MAIORIA DAS VEZES na sociedade negra que encontramos pessoas que querem PARECER ricas em vez de realmente SEREM ricas. É NA MAIORIA DAS VEZES na sociedade negra que nós achamos que GORDURA e OBESIDADE são coisas a serem consideradas desejáveis em um parceiro, em vez de algo considerado INSALUBRE. Uma pessoa MAGRA ou EM BOA FORMA sempre precisa de alguma "carne em seus ossos" ou ser um pouco mais "fofa", a fim de ser considerada desejável. A maioria das mulheres na sociedade negra ESCOLHE um vagabundo, bandido ou caloteiro PREFERENCIALMENTE a um homem bom ou decente. A sociedade negra vê os homens de pele clara como sendo femininos e indesejáveis, como se não houvesse justamente tantos irmãos de pele escura tão femininos.

Na sociedade negra, por algum motivo, simplesmente ter filhos em idade precoce é suposto ser considerado um distintivo de honra, em comparação com a geração de riqueza para colocar no lugar para uma infra-estrutura econômica para que seus filhos estejam confortáveis mesmo depois que você se foi. Na sociedade negra e, ESPECIALMENTE, entre estes "novos negros" ou "negros modernos", quanto mais IGNORANTE a música, mais ela é apreciada.

Como é que nós, como uma raça, fomos de ser REIS e RAINHAS da África, para uma raça que apoia tal ESTUPIDEZ?

(Não fique bravo com o mensageiro, apenas ouça a mensagem)

https://www.facebook.com/groups/crossculturalnatioanlism/permalink/1535187923417575

Mas em vez de simplesmente concordar com estas palavras, gostaria de salientar uma outra questão: dizer que algo como isso é um preconceito é tudo que aqueles que discordam podem fazer?

Uma imagem do Socialismo como um império da mediocridade e da insanidade nos é dada quando os socialistas, depois de terem crescido na Política, regrediram em Lógica mesmo conquistando nossas universidades e vindo delas. Provar que "há uma mulher que não é burra" refuta "todas as mulheres são burras", mas não nega "existem mulheres burras". As proposições "algum A é B" e "algum A não é B" são subcontrárias, que não podem ser ambas falsas. Se afirmamos "alguns A são B" e nosso(a) discordante não pode negar, mas argumenta que "alguns A não são B", ele / ela ou prova apenas a nossa declaração, se a dele / dela é falsa, ou prova ambas as declarações. Da mesma forma, quando ele / ela comete a falácia chamada Ignoratio Elenchi, ou Conclusão Irrelevante, que é "provar uma conclusão não pertinente e bastante diferente do que foi pretendido ou exigido" (http://philosophy.lander.edu/logic/ignoratio.html). Bem, quem já viu discussões com esquerdistas viu que ambos são excelência intelectual perto dos argumentos típicos deles, mas vamos ficar neste nível.

Notemos que isso é pior do que um simples Argumentum Ad Hominem. Se o debatedor tem sorte em demonstrar o preconceito em uma declaração sem demonstrar que ela é errada ou não geral, este debatedor demonstrou que esse preconceito é lógico. A postagem citada, por exemplo: se alguém diz que "isso é Nazismo", mas não tem como refutar uma única frase, essa pessoa (a que discorda) está mostrando o Nazismo como um sistema logicamente sólido de ideias.

Nós, masculinistas, mostramos dados de falsos casos de estupro, alguns deles sexo consensual denunciados como estupro semanas depois; uma mulher lesbofeminista responde dizendo algo sobre casos de estupro VERDADEIROS. Garantir direitos para as mulheres significa retirar direitos humanos dos homens, além de ficar em silêncio ou celebrar a respeito? Expor as falsas alegações de estupro é machismo? Se ambos estamos certos, esta feminista provou que NÓS somos humanistas e ELAS são sexistas. Parabéns, lésbica estúpida!

Ah, o lesbianismo já foi classificado como uma doença. E se eu mostrar o lesbianismo como uma doença mental e uma mulher feminista disser apenas que isso é homofobia? Ela demonstrou que a homofobia é considerar uma certa doença como... doença.

Eu tenho escrito em meus blogues e nos meus perfis de redes sociais um pouco das minhas putarias com amigos homens, e eu tenho defendido a licenciosidade, a prostituição e a pornografia. Eu também digo que este é um estilo de vida antifeminista e antilésbico. Às vezes, uma mulher feminista lê isso e diz que eu sou machista, eu sou objeto sexual, estou me desvalorizando como mulher. Vamos supor que, por ter dezenas de parceiros sexuais, às vezes dois ou três na mesma foda, é impossível que eles me respeitem e me amem (eu provei o contrário em vários textos). Liberdade sexual e dignidade da mulher são ela ser liberta DOS homens? O que é pior: os meus parceiros sexuais me tratando como lixo, mas sustentando e tendo filhos com outras mulheres (frígidas), ou uma mulher feminista desprezando TODOS os homens inclusive sexualmente? Ah, uma coisa que eu amo ler: eu sou um homem usando um "fake" feminino. Assim, só um homem pode meramente IMAGINAR um relacionamento próximo, sadio e agradável, não só sexual, de mulheres com homens. Eu disse em algum lugar no Facebook: os homens machistas não precisam afirmar a superioridade masculina se as mulheres provarem a inferioridade feminina.

Nós dizemos como cotas em universidades e empregos diminuirão qualidade, desmotivando bons funcionários e colocando pessoas medíocres no lugar de candidatos melhores, e alguém diz que só assim as pessoas negras podem ter uma carreira de sucesso? Isso significa que o Brasil teve a sua justiça social real na década de 90, quando os afrodescendentes eram a metade da população, mas 1 ou 2 por cento entre os estudantes universitários e nos níveis de renda mais altos?

Nós mostramos mulheres fazendo loucuras para transar com traficantes de drogas dentro e fora da prisão, enquanto desprezam os homens de valor, fazendo falsas acusações, ganhando pensões alimentícias abusivas de ex-namorados e até mesmo desprezando abertamente os homens em redes sociais, e uma mulher vem dizer que ela não é como estas e nós somos misóginos? Se uma mulher feminista está certa de odiar os homens porque ela foi casada com um homem violento ou foi estuprada uma vez por, vamos exagerar, seis homens ao mesmo tempo, quanto mais os homens deveriam odiar as mulheres?

Nós expomos retirada de clitóris de meninas em uma tribo africana, infanticídio de gêmeos em uma tribo indígena da América, ditadura na China, mulheres apedrejadas no Oriente Médio por sexo fora do casamento e alguém diz que isso significa dizer que a civilização europeia é melhor do que as outras? Tu o disseste!

Se um indivíduo brilhante de grupos discriminados discorda dos supostos defensores (o mais provável), ele ou ela simplesmente desaparece do discurso, como Margareth Thatcher no Feminismo ou Thomas Sowell no Movimento Negro. Não por acaso, o discurso sobre "igualdade" prega trocar algumas discriminações por discriminações em sentido oposto, e que essas políticas sejam feitas pelo poder do Estado ou de organizações transnacionais. E os autores são políticos de esquerda ou membros de organizações de esquerda sustentadas por dinheiro dos contribuintes. Por que não é por acaso? Porque esses ativistas e os beneficiados com as ações afirmativas estarão fulminados em uma verdadeira justiça social. Para garantir seus rendimentos conquistados via fraudes legalizadas em um currículo aparentemente normal na melhor das hipóteses e puro parasitismo do dinheiro dos contribuintes na pior, eles precisam mostrar todos os supostos representados no nível deles mesmos. O problema é se eles conseguirem.

Questo testo in italiano senza filmati di dissolutezza in Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Chi etichetta un argomento solido come pregiudizio diventarà un pregiudizio un argomento solido, http://avezdoshomens2.blog.com/2015/02/22/un-argomento-solido-come-pregiudizio
Questo testo in italiano con filmati di dissolutezza in Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Chi etichetta un argomento solido come pregiudizio diventarà un pregiudizio un argomento solido, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/02/chi-etichetta-un-argomento-solido-come.html
Eso texto en español sin peliculas de putaría en Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Quien etiqueta un argumento solido como prejuicio trasformará um prejuicio en argumento solido, http://avezdoshomens2.blog.com/2015/02/22/un-argumento-solido-como-prejuicio
Eso texto en español con peliculas de putaría en Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Quien etiqueta un argumento solido como prejuicio trasformará um prejuicio en argumento solido, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/02/quien-etiqueta-un-argumento-solido-como.html
This text in English without licentiousness movies at Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Who labels a solid argument as prejudice will turn a prejudice a solid argument, http://avezdoshomens2.blog.com/2015/02/22/a-solid-argument-as-prejudice
This text in English with licentiousness movies at Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Who labels a solid argument as prejudice will turn a prejudice a solid argument, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/02/who-labels-solid-argument-as-prejudice.html
Texto original em português sem filmes de putaria no A Vez das Mulheres de Verdade: Quem rotula um argumento sólido como preconceito transformará um preconceito em argumento sólido, http://avezdasmulheres.blog.com/2015/02/22/um-argumento-solido-como-preconceito
Texto original em português com filmes de putaria no A Vez das Mulheres de Verdade: Quem rotula um argumento sólido como preconceito transformará um preconceito em argumento sólido, http://avezdoshomens.blogspot.com/2015/02/quem-rotula-um-argumento-solido-como.html
Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia
Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia
Section of sex, lust, licentiousness, naked woman, pornography
Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Two monsters one Mia Khalifa

With the Lebanese actress Mia Khalifa. Two monster, one with a condom.



Dois monstros, uma Mia Khalifa

Com a atriz libanesa Mia Khalifa. Dois monstros, um com camisinha.



Dos monstruos, una Mia Khalifa

Con la actriz libanesa Mia Khalifa. Dos monstruos, un con condón.



Due mostri, una Mia Khalifa

Con l'attrice libanese Mia Khalifa. Due mostri, un con preservativo.



Minka Mom Is A Cheater

With South-Korean and monster-boobs Minka



Minka em Mom Is A Cheater (Mamãe é uma adúltera)

Com a sul-coreana e peitos monstro Minka



Minka in Mom Is A Cheater (Mamá es un adúltera)

Con la surcoreana y tetas monstruo Minka



Minka in Mom Is A Cheater (Mamma è un adultera)

Con la sud-coreana e tette mostre Minka

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página no Facebook