sábado, 16 de janeiro de 2016

Rede social para interesseiras descaradas proíbe entrada de prostitutas

Executivo do site Meu Patrocínio rebate acusação de prostituição: "É estritamente proibida"

Rede social liga "homens generosos e bem-sucedidos" a "mulheres atraentes e ambiciosas"

Do R7


Sugar Daddy ou Sugar Baby? Site de relacionamento causa polêmica

Reprodução

Os dirigentes do site Meu Patrocínio partiram em defesa da rede social que aproxima "homens generosos e bem-sucedidos" (os Sugar Daddies) e "mulheres atraentes, ambiciosas e com objetivos claros" (as Sugar Baby). Em nota, o diretor executivo Michel Acherboim refuta a ideia de que há prostituição envolvida nos serviços prestados pelo site.

Primeiramente é importante ressaltar que, assim como em outros sites sérios de relacionamentos, a prostituição é estritamente proibida. No momento de cadastro no site, todos os novos membros precisam concordar com os Termos de Uso, e suas atividades no site são constantemente monitoradas.

Além disso, o diretor avisa que as conversas dos usuários são monitoradas para evitar a prática.

— A rede possui cinco funcionários em sua sede no Brasil direcionados para monitorar conversas e troca de informações na rede, para banir qualquer tipo de indício ou prática de prostituição, além de garantir a segurança dos usuários do site.

Segundo o dirigente, o objetivo da rede social é atingir "homens e mulheres que buscam relacionamentos de benefício mútuo".

O Meu Patrocínio foi criado em 2015 no Brasil por Jennifer Lobo para combater, segundo o material de divulgação do serviço, "a falta de transparência que ela enxergava nos namoros convencionais".

— Todos nós temos o direito de buscar relacionamentos onde as expectativas são claramente definidas desde o começo. Metas e ambições, na maioria das vezes, estão desalinhadas nos namoros convencionais. Então criei esta comunidade onde pessoas podem ser abertas e honestas sobre suas expectativas e obter em retorno exatamente o que estão buscando em um relacionamento.

R7 Mulher, 08/01/2016, http://entretenimento.r7.com/mulher/executivo-do-site-meu-patrocinio-rebate-acusacao-de-prostituicao-e-estritamente-proibida-08012016

Meus comentários a u'a matéria relacionada

Sabem o que é pior? A "sugar baby" não é novidade, o termo pode ser recente, mas o tipo é milenar. O pior também não é uma "sugar baby" se assumir. Eu já li algo a respeito acho que em 2010. O pior também não é uma "sugar baby" se assumir como tal publicamente. Eu já vi uma interesseira declarada naquele quadro de namoro do programa do Rodrigo Faro. O que é nojento é uma rede social inteira dedicada a mulheres que não se incomodam mostrar que são escrotas.

Os amigos já me viram definir o Feminismo como a promoção do pior do universo feminino? Neste sentido, isto também é Feminismo. Não apenas as damas desta rede, mas a própria ideia da rede. Qual lesbofeminista vai se pronunciar?

Que as putinhas interesseiras e os velhotes usuários de Viagra aproveitem enquanto podem. O Brasil e os Estados Unidos vão começar a ter decréscimo populacional em breve. Quando isso acontecer, os homens não vão estar apenas evitando as mulheres, também vão estar fora do Sonho Americano e não vão se matar de trabalhar e estudar para sustentar a máquina que só dá valor a vadias e apadrinhados da esquerda. E os próprios "sugar daddies" podem diminuir drasticamente antes. Eu torço pelo sucesso da Meu Patrocínio, para os homens que prestam que ainda virão tenham medo de se casarem com uma vagabunda enrustida e para que os homens desonrados se afundem na própria desonra.

05 de janeiro às 12:04, https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=996082340457165&id=100001662266109&comment_id=996992650366134. Comentando a matéria "Nova rede social une homem rico a mulher em busca de dinheiro", Folha de São Paulo, 02/01/2016, em http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/01/1725259-nova-rede-social-une-homem-rico-a-mulher-em-busca-de-dinheiro.shtml.

Conclusão

Um ponto que me chamou a atenção aqui: "a rede possui cinco funcionários em sua sede no Brasil direcionados para monitorar conversas e troca de informações na rede, para banir qualquer tipo de indício ou prática de prostituição". Bisbilhotar conversas para flagrar "garotas de programa"? Isso me lembra um artigo, "China tem exército de 2 milhões de censores da internet" (Folha de São Paulo, 11/10/2013, http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2013/10/1354886-china-tem-exercito-de-2-milhoes-de-censores-da-internet.shtml), que conta que estes fiscais da internet podem apagar um comentário negativo ao governo ou a uma empresa em um tempo de 5 minutos a 24 horas. Lá é política, neste caso é prostituição. Mas as "sugar babes" podem ficar longe da concorrência. Hua, hua, hua, hua, hua!

Está certo que ser uma vadia interesseira declarada não é crime, mesmo que seja abjeto. Mas a prostituição já foi crime no Brasil. E mesmo não sendo mais crime ser prostituta, isso ainda não é uma coisa muito bem vista. Eu tento fazer brincadeiras com meu pai e os meus irmãos (4 homens e 3 mulheres) sobre as minhas putarias, eles já conseguem rir um pouco nos últimos anos, mas eles não conseguem ver as minhas duplas penetrações como uma coisa normal. Eles já me disseram que tentam achar isso tão normal quanto eu acho. E, nisso, eu não sou prostituta nem atriz pornô. Se eu fosse, eu sei que eles poderiam me amar, me respeitar, admirar as coisas boas que eu faria por eles, mas não seria a mesma coisa, para eles, do que se eu fosse uma pediatra ou uma vendedora em uma loja de sapatos.

Na mesma quinzena das duas matérias, a primeira de janeiro, eu escrevi que o pensamento conservador-interiorano em relação à sexualidade (heterossexualidade) primeiro foi uma degeneração lógico-intelectual pior do que o próprio pensamento esquerdista da época. "Não por acaso, o movimento esquerdista atraiu e formou legiões de intelectuais de verdade. Também não é por acaso que a direita só começou a ganhar credibilidade, quando não visibilidade, fora da burguesia puritana quando o próprio movimento esquerdista fez sandices demais". Eu disse isso no meu texto "Vamos esperar mais loucura", dia 04. Também não é por acaso que o maior filósofo católico foi um farrista em fim de carreira, o sr. Tomás de Aquino. Em segundo lugar, eu disse no dia 08 no meu texto "Seis e dezesseis (Ou: direita cristã, acabou! - parte 10)", focando a "pedofilia", mas abordando a heterossexualidade em geral, que tudo que os conservadores iriam conseguir defendendo a castidade seria fazer o papel de coadjuvante do pior da esquerda e serem descartados junto.

Ah, e você já leu o texto "A Pomba e a Estrumeira", de Raul Pompéia, publicado em 1890? Se você não leu, eu estou deixando no apêndice. No Código Penal em vigor a partir do ano seguinte, uma pessoa podia ser presa por dar suporte ao trabalho de uma prostituta (Art. 277), e um homem que estuprasse essa prostituta teria sua pena reduzida só porque ela era prostituta (Art. 268 § 1º). Agora, eis aí: "mulheres atraentes, ambiciosas e com objetivos claros" (biscate mudou de nome) podem se assumir como tais em uma rede só para elas, mas prostitutas não. Lésbicas desocupadas podem fazer algazarra em várias cidades da América em quatro anos seguidos, a Marcha das Vadias, para caluniar todo o gênero masculino, não só de cara descoberta, algumas também com os peitos murchos descobertos. Quando prostitutas tiveram que protestar contra problemas de verdade em Honduras, inclusive assassinatos de colegas que ficaram impunes, algumas tiveram de usar máscaras.

Mas eis aí: a repressão ao sexo heterossexual une o pior do universo feminino ao pior do Conservadorismo.

Abigail Pereira Aranha

Apêndice

"A Pomba e a Estrumeira", Raul Pompéia. Do livro "Contos", 1890. Disponível em http://www.biblio.com.br/defaultz.asp?link=http://www.biblio.com.br/conteudo/raul_pompeia/apombaeaestrumieira.htm. O livro "Contos" está disponível em https://books.google.com.br/books?id=_rVcAAAAQBAJ&pg=PT292&dq=Contos+Raul+Pompeia&hl=pt-BR&sa=X&redir_esc=y#v=onepage&q=Contos%20Raul%20Pompeia&f=false.

A Pomba e a Estrumeira

Raul Pompéia

Eu quero um noivo rico... Que não seja formoso!... Formosa já sou eu... Quero um noivo de ouro, de ouro como o bezerro. Adoro tudo que é de ouro: as jóias, as moedas e o bezerro mosaico. Quando durmo, sobre o meu corpo os sonhos entornam douradas cascatas... As auroras são belas para mim, porque têm diademas de ouro. Ama-se geralmente a montanha pela verdura basta e frondosa, que a reveste; eu amo a montanha, porque sinto lá dentro da crosta granítica, o espesso filão dourado. Há quem adore o ciciar do córrego, cachoeirando-se pelas pedrinhas afora; eu acho apenas adorável o ribeiro, quando rola palhetas de ouro nas areias do leito... Com o ouro faz-se o domínio e funde-se o trono. Os imperadores romanos faziam esculpir em ouro as próprias figuras...

Os raios do sol são de ouro.

Enfim, eu serei conquistada pelo ouro... A formosura tem a glória de valer o grande metal e de poder trocar-se por ele.

A mulher que se deixa conquistar pelo ouro passa a ser conquistadora; a fraqueza da formosura transfunde-se na onipotência do metal... De que serviria a nós outras, mulheres, a beleza, se a beleza não fosse ouro no mercado da vida e se o ouro não exigisse o formoso róseo da nossa carne para mais fino realce?!... Os homens dominam pela matéria, que é o ouro, nós dominamos pelo ideal, que é a sedução. A aliança dos dous domínios faz o domínio supremo... Esta é a verdade. Por isso, eu quero um noivo rico. Um noivo de ouro; de ouro maciço como o bezerro do velho testamento... Pertenço a quem mais der!... O calão vulgar da canalha chama isso vender-se...

Eu vendo-me!

Eu estava horrorizado. E ela dizia a brilhante catadupa de blasfêmias com aqueles mimosos lábios, que eu supusera feitos para o murmúrio doce das santas confidências da virtude e do amor...

Como era horrível a lagarta amarela do ouro, a sair por entre as rosas daquela boca!

.................................................................

Diante de nós, lá embaixo, no jardim, haviam acumulado a um canto uma grande porção de estrume.

Sobre o estrume, uma pomba branca, de lindos pés sangüíneos e sangüíneo bico, revolvia com as unhas o monte infecto, procurando alimento...

Fez-me estremecer o epigrama da casualidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário