sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Sem-vergonhices do Ano Novo de 2010 pra 2011

Eso texto en español (con fotos e peliculas de putaría, en lo Para Hombres de Calidad y Mujeres Verdaderas): Desvergüenza del Año Nuevo 2010 a 2011 , http://avezdoshomens2.blogspot.com/2011/03/desverguenza-del-ano-nuevo-2010-2011.html
This text in English (with sex pics and movies, at A Vez das Mulheres at Thumblogger): Shamelessness of the New Year 2010 to 2011, http://avezdasmulheres.thumblogger.com/home/log/2011/11/shamelessness-of-the-new-y.html
Texto original em português (com fotos e vídeos de putaria, no A Vez dos Homens que Prestam): Sem-vergonhices do Ano Novo de 2010 pra 2011 , http://avezdoshomens.blogspot.com/2011/01/sem-vergonhices-do-ano-novo-de-2010-pra.html

As fotos e os filmes da festa mesmo eu não posso mostrar. Se fosse só pela putaria eu até não ia me incomodar, mas tinha homem casado que a esposa não pode saber que ainda fala comigo, tiveram outros amigos meus que foram pra lá escondidos, e esse negócio de vídeo com safadeza quando cai em mãos erradas dá problemas, e eu quero preservar os meus amigos.
A festa foi bem planejada, com os convidados selecionados, tudo amigos meus, e só amigos meus ficaram sabendo (antes). Os convidados eram só homens que prestam (não é porque eles se envolveram em altas putarias que eles deixam de ser homens de caráter) e mulheres direitas (não roubam, não dão golpes,...). E quem me conhece já sabia que ia ter indecência, por isso alguns amigos não tiveram coragem de ir. O meu patrão não foi, ele é muito legal, é arrumadinho, sabe das minhas sem-vergonhices, é meu fã e do A Vez das Mulheres de Verdade, mas ele morre de medo da mulher (que detesta o A Vez das Mulheres de Verdade e não sabe que a autora trabalha pro marido). O meu pai também foi convidado, mas pensou na luxúria que podia acontecer e também não teve coragem. Prova de que não teve nada inadequado para menores é que os que estavam lá gostaram muito, hehehehe.
Mas vamos falar da festa. A festinha foi no dia 30 à noite (das 18:00 até 22:00), do dia 31 pro dia 1 e no dia 1. Porque tinha gente que ia viajar ou virar o ano com a família chata e não pôde sair fora. Alguns amigos, como eu disse, vieram escondidos (dos pais ou da mulher). Foi na minha casa, no meio da roça (saí da cidade exatamente pra não ter vizinho incomodando por causa de quem entra, de um prego que eu martelo na parede). Consegui atingir a meta de 2 homens para cada mulher, e foi difícil. Chamar os amigos homens até que nem tanto, mas chamar as amigas mulheres foi o que pesou. Afinal, uma festa cheia de sexo, quase nenhuma mulher tem coragem de ir (com homens que prestam a maioria pobres, porque em baile funk cheio de marginais, casa noturna com cachaceiros e festinha em casa de playboy a mulherada vai e sai com um cafajeste, ou transa com ele por lá mesmo). Aí, algumas meninas tiveram de vir de outra cidade. Umas amigas prostitutas (são amigas, não são colegas de profissão, eu não sou e nunca fui prostituta). Mas consegui: 28 homens e 14 mulheres (incluindo eu e os dois gatinhos que moram comigo). Teve churrasqueiro (e churrasqueira, porque a Abigail também faz churrasco), teve porteiro (só pra controlar a entrada, espantar os indesejados, essas coisas), teve tocador de violão, mas todo mundo aproveitou a festa, e meteu. Porque o pessoal se revezava, estava sempre um saindo da diversão pro outro entrar.
Já entrando na casa, o convidado via quem estivesse lá pelado, por isso a gente colocava sempre um dos amigos na entrada. Essa passagem de ano choveu, mas dentro de casa estava mais quentinho.
festinha-da-imaculada-3 e festinha-da-imaculada-4 - http://www.psypussy.com/galleries/hardcore-party/1183/party-hard-10.html
Algumas coisas boas da festa:
01 - Tivemos caldas de chocolate e de morango. Servidas pros homens nas nossas bucetinhas e pras mulheres nas picas dos rapazes.
02 - Um amigo levou o computador dele pra gente assistir filme. E aí, ele levou uns filmes pornôs gravados no computador. Tinha um com anãzinha, tinha um com uma vovozinha até bem arrumada, tinha um com uma garota muito gostosa (palavras dos rapazes) com dois de uma vez, etc.
03 - Ah, falando em filme, aquele filme do baile funk que eu já coloquei no blog o nosso amigo passou também.
04 - Uma amiga viu o filme da garota muito gostosa (palavras dos rapazes) com dois de uma vez e pegou o nosso amigo do computador e um outro pra fazer igual. Foi a primeira vez dela (com dois) e ela gostou. Porque além dos rapazes serem legais, eles já tinham experiência em dividir mulher (comigo).
05 - Uma amiga viu outro filme, de uma mulher com três, e, como é brincalhona, resolveu fazer igual. Também deu tudo certo, porque além dos rapazes serem legais, eles já tinham experiência comigo. A gente ficou surpresa porque ela disse que foi a primeira vez dela (com três), e ela é prostituta.
06 - Aquela outra amiga que transou com dois vai fazer 17 anos, viu a outra com três e disse que antes de fazer 18 vai fazer igual.
07 - A Abigail fez uma coisa que já tinha tentado antes e não tinha dado certo: transar com 4 homens de uma vez. Um na buceta, um no cu, chupando um e punhetando um. Dessa vez deu certo. Aí quem estava metendo parou de meter e ficou olhando pra gente. Mas, gente, a Abigail não é tão depravada, ninfomaníaca assim, essa foda com 4 homens de uma vez foi uma grande brincadeira.
Mas as coisas boas da festa não foram só sexo:
08 - Alguns amigos na festa não se conheciam antes, ficaram se conhecendo, bateram muito papo. Não só homens conhecendo mulheres. Tomara que não saia casamento, porque eu gosto de desfazer (os infelizes), não de fazer.
09 - Um amigo levou o War pra gente jogar, a Abigail jogou um pouco.
10 - Um amigo nosso, também anarquista, falou comigo sobre uns textos do Coletivo de Estudos Anarquistas Domingos Passos. Sinceramente, eu acho essas páginas anarquistas meio fraquinhas. Aí, a gente ficou conversando. Quem não sabia o que era anarquia ficou sabendo de quem sabe, isso foi muito bom.
11 - A gente comentou sobre as últimas notícias, como a posse do Poste na presidência.
Teve gente que ficou menos de uma hora (porque veio escondido), mas ganhou pelo menos um pouco de churrasco, de calda (daquele jeito que eu contei) e uma trepadinha. Todo mundo gostou. Alguns dias depois, eu me encontrei com os nossos três amigos homens casados e eles além de elogiarem a festinha de novo, porque já elogiaram lá, me disseram que tomaram coragem e já começaram a tomar providências pra se separarem das esposas. Eles disseram que as esposas são antipáticas, consomem o tempo e o dinheiro deles, não falam nada agradável, e são ruins de cama pra caramba, quando não ficam meses sem transar com eles (e eu sei que é verdade porque eles são ótimos e eu conheço as filhas da mãe), e eles estavam com elas mais pra evitarem a separação (o processo). E aí, eles dizem que vão se separar e foda-se a pensão (palavras deles), porque estão de saco cheio e a gota d'água foi ter de ter momentos tão bons com pessoas agradáveis (não só de sexo, e não só com as mulheres) escondidos das vacas.
Ah, um detalhe. Ninguém bebeu. Eu organizei a festa e foi proibido álcool. Teve chá de erva-cidreira, limonada (a erva-cidreira e o limão eram do sítio), refrigerante, chocolate. Não teve álcool, não teve droga, não teve briga, a música não foi alta, os convidados eram só gente muito boa, pra ser uma festa de família só faltou não ter sexo, hehehehe.
Abigail Pereira Aranha
Em alguma cidade de Minas Gerais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página no Facebook