terça-feira, 17 de janeiro de 2012

"Onde estão os homens?": a arrogância e a imbecilidade do universo feminino

Abigail Pereira Aranha

Onde estão os homens? (Gisela Campos, no Mulher 7 x 7)

Na Visita de Domingo de hoje, a escritora Gisela Campos faz aquela perguntinha básica. Você tem a resposta?

O negócio é o seguinte: não é que eu esteja querendo começar o ano com pessimismo, não. Estou sendo apenas REALISTA. E o que eu quero dizer é: se você é mulher, tem mais de 35 anos e está começando 2012 solteira, não quero te desanimar, não. Mas as chances são grandes de que você TERMINE o ano solteira... Depois dos 35, a regra é: quem namorou, namorou. Quem não namorou, só contando com um milagre divino. Porque simplesmente está faltando homem no pedaço. Não tá?

Pra onde eu olho, vejo amigas lindas, maravilhosas, independentes e... solteiras. Mas não são solteiras com “ficantes”, não. São solteiras sem nada no horizonte, sem nem uma paquerinha ao longe, sem fumacinha nenhuma saindo de janela nenhuma para onde se encaminhar no final do dia. Todas se queixam do mesmo: não tem homem, os homens sumiram todos, os bons estão casados ou são gays. Eu diria mesmo que os bons são os gays!

Outro dia fui numa festa de aniversário e a cena era impressionante: a pista de dança estava cheia de mulheres lindas, jovens (inclusive com bem menos de 35 anos!) e... sozinhas. Era tanta mulher que uma bela hora tocou um forró e elas dançavam JUNTAS, fazendo pares umas com as outras! Nesta festa havia apenas dois homens dentro da categoria “solteiro-hetero”. O resto dos homens, ou era casado, ou não era heterossexual. Um dos heteros, olhando para a pista de dança lotada de mulheres, preferiu ir para casa, exausto por antecipação, tal a diversidade da escolha!

Essa semana, num jantar pequeno de amigos, eram 12 mulheres solteiras “contra” 2 homens solteiros. Tenho sempre a sensação de que o placar está desfavorável para as mulheres. Não sei, não, mas ando realmente preocupada com isso. Tenho visto amigas totalmente conformadas com a solidão, como se procurar um namorado já não fizesse mais parte dos seus desejos. Como se o sonho de um companheiro tivesse virado algo tão impossível quanto, no passado, foi para outras gerações de mulheres, a independência financeira, o direito ao voto e outras conquistas adquiridas neste século.

Por outro lado, penso que a independência das mulheres de hoje fez com que ficássemos mais exigentes, mais seletivas do que no passado. Isto só pode ser bom. Ou não? Sonhamos hoje com uma relação idealizada e perfeita como aquelas que vemos nos filmes americanos. E se não for assim, simplesmente saímos pela porta e vamos em frente. Será por isso que os namoros não funcionam? Será por isso que há tantas mulheres sozinhas?

Uma amiga me contou que brigou com o marido e saiu de casa. Foi para a casa de outra amiga nossa, desabafar. Esta outra amiga, solteirona com mais de 35 anos, deu o seguinte conselho: “você vai voltar a-go-ra pra sua casa e pro seu marido, entendeu? Porque se você não voltar agora, você simplesmente NÃO vai arranjar outro marido, nem outro namorado NUNCA MAIS, porque simplesmente NÃO TEM mais homens para namorar ou casar”. A amiga recém-separada (linda, loura, dos olhos verdes) resolveu seguir o conselho e voltar para casa. Onde está até hoje, feliz da vida com seu maridinho.

Outro dia, uma amiga da minha mãe me disse: “o problema de vocês é que não vocês não aguentam nada, não tem o menor grau de tolerância, e por qualquer motivo se separam”. Será que é isto mesmo? Será que a nossa independência nos trouxe um outro lado de falta de tolerância que nos isola e dificulta as nossas relações amorosas?

Ou será que simplesmente está faltando homem no mercado?

Feliz ano novo!

Mulher 7 x 7, http://colunas.revistaepoca.globo.com/mulher7por7/2012/01/08/onde-estao-os-homens/. Grifos meus.

Comentários de A Vez das Mulheres de Verdade / A Vez dos Homens que Prestam

Esta coluna Mulherzinha 7 x 7 não consegue ser uma coluna que preste, impressionante como tanta mulher consegue ser diplomada, viajada, vitaminada e medíocre ao mesmo tempo. Pelo menos nem todo homem é burro e corno. Algumas reais nos comentários na página original.

Igo Magalhães 8/01/2012 | 12:29

Se está faltando homens para vcs, está faltando mulheres para nós homens. Tem outra tb! Se há homens que se colocam no patamar de fazer o mundo de vcs mulheres os deles tb, a maioria de vcs preferem descartá-los e escolherem os moleques para ficarem. Depois reclamam sem razão alguma! Tem homens seletivos tb, como eu sou, pois eu quero é mulher e não "piriguetes" ao meu lado. o Lance aí da idade para as mulheres em uma sociedade machista como a do Brasil pesa, ms quando se trata de feminismo muitas mulheres nem sabem o que é isso, apenas acham que copiar até comportamentos de homens cafajestes é assumir como igualdade em direito, mas do que adianta assumir esse comportamento? Adiantrá nada! pois se igualou ao pior que há no gênero/sexo masculino! Para terminar: se há homens de verdade há moleques, se há mulheres há "piriguetes"

Paul 9/01/2012 | 19:42

HAHAHAHAHAHAHAHA eu dou muita risada dessas balzacas frustradas, rio mesmo, pq a grande maioria quando são novas com seus 20 e poucos anos, só querem saber de balada, se relacionar com trocentos cafajestes fazendo dos bons homens invisíveis, quando não são, os deixam na "zona da amizade" transformando-os em amiguinhos confidentes" contando de suas frustrações com o canalhas que tanto amam além de sempre pedir favores a eles. Aí quando chegam perto dos 30, começando a engordar vendo seu poder de barganha caindo vertiginosamente, com os pais pressionando a arrumar um marido, lhe dar netos, quer um bom homem pra casamento, agora vcs querem né? Isso não é justo, é por isso que descarto mulheres com mais de 25 anos pra namoro, descarto mesmo sem dó, muitas não servem nem pra sexo a não ser que seja uma tipo "Guilhermina Guinle", senão leva um NÃO bem grande mesmo até pra... vcs sabem. Ué, estão achando que estou sendo agressivo? Nada disso, só sou sincero demais, vcs balzacas colheram o que plantaram, e se não gostaram do que eu disse, reclamem com as feministas, sim... se vcs analisarem bem o movimento feminista, elas ajudaram as mulheres por um lado, mas prejudicaram e muito vcs por outro querendo igualar as mulheres aos homens, não adianta, somos diferentes, um completa o outro, coisa que as feministas não admitem por serem um bando de frustradas e assim querendo contaminar todas as mulheres, portanto não culpem nos homens chamando os bons de gays, e todos de frouxos, sem iniciativa... isso só prova o quanto vcs são frustradas, algumas até mesmo chegando a misandria.

Rodrigo Silva Lima 9/01/2012 | 21:06

Me lembro do tempo em que era invisível para as mulheres...o carinha que tinha carro, moto era mais interessante do que um rapaz que andava de ônibus não é??? Hoje tenho uma vida financeira estruturada, sou formado e pós graduado....e como num passe de mágica passei a ser interessante para as que não me viam como tal. É bom quando tem vários caras aos seus pés quando são jovens não é?? Que isso sirva de lição, para as mais jovens que humilham e descartam homens bons em detrimento de trastes!

Charlles 9/01/2012 | 21:08

Mas isso aí não é novidade nenhuma. Nós ,os guerreiros da real ,já cantamos essa pedra a muito tempo.

Arlindo Menezes 9/01/2012 | 22:02

Vou repetir: Nada que elas não mereçam. Deram todo o frescor de sua juventude a cafajestes e marginais, agora que chegou a idade e estão ficando \caidonas\ ficam choramingando pelos cantos que \não tem homem no mercado\. O que ocorre é que os homens outrora \invisíveis\ pra elas (quando elas estavam no auge), estudaram, conquistaram suas graduações, trabalharam, se esforçaram, tem agora carro, casa e não querem menos do que uma mulher jovem e curtir a vida, pois estes homens já perderam muitos anos de lazer para conquistar um patrimônio, agora eles vão curtir. Já as balzacas, estão aí, rodadas, caídas e sem nenhum dos cafajestes de antes lhe dando atenção, visto que esses só querem as garotas novas que recém-entraram no mercado sexual. A vocês, só resta criar gatos sozinha em apartamento e tomar Prozac e Rivotril... às mulheres que desejam um relacionamento sério no futuro e ainda não chegaram aos 30, sugiro que deixem de lado a vadiagem, pois o Deus Chronos é forte, poderoso e sua mão pesa sobre todas as coisas e pessoas... Agora podem me xingar. O choro é livre!

Kristian 9/01/2012 | 23:00

Não tenho pena. A mulher quando está com seu corpo em cima, não quer um cara quieto e conservador, querem os marginais ou caras com carro ou caras que gostam de aparecer e cheios de marra. Pra elas não interessa o caráter, não interessa se é romântico, interessa se ele tem grana ou se é "pegador", pois elas querem domar esses. Com o tempo passando, os bobos apaixonados que fariam tudo por elas, acordaram e viram que ela não serve pra relacionamento e que ela é pura futilidade. Agora tem que ficar sozinha mesmo. Teve suas INÚMERAS chances de dar valor pra um cara decente e honesto e as jogaram no lixo. Em uma frase: "Estão colhendo o que plantaram." Sem mais.

A verdade Dói 9/01/2012 | 23:13

Mulheres na juventude preferem os cafajestes, marginais, tudo que é tipo de escória masculina. Eses homens que 100% das mulheres molham a calcinha tão pouco se lixando pra elas, usam somente para sexo, traem elas, fazem com elas o que eles bem entendem, depois descartam como lixo, é o famoso amor bandido, infelizmente é esse tipo de homem que elas valorizam em detrimento daquele cara legal, romantico, que fazem de tudo pra ela, esse homem legal elas vêem como um eunuco, um homem sem bolas que merece somente chifres porque não tem pegada e porque não dão as fortes emoções que somente os cafajestes podem dar. E muitas dispensam o \cara legal\ na juventude até com requintes de humilhação e crueldade. Esses homens bonzinhos só tem valor pra elas quando estão velhas ( lá perto das casas dos 30 ) e precisam logo casar e sossegar. Homens não aceitem restos de cafas e nem mulheres velhas, aceitem somente mulheres jovens, mulheres com menos de 25 anos, porque nenhum homem merece casar com mulheres que deram o melhor, sua juventude e beleza pro pior tipo de homem que existe.

Fuck Yea 10/01/2012 | 8:55

Quando eu tinha 18 anos de idade, me envolvi com uma mulher de 29, mãe solteira. Ela morava numa cidade a quase 500km de distância, ainda assim me dediquei totalmente, fui carinhoso, dedicado, me sacrifiquei e gastei um bom dinheiro para poder viajar e visita-la, dei presentes pra ela e pra filha. Em troca, não consegui nada a não ser jogos emocionais, humilhações e uma greve de sexo que durou 6 meses. Após um ano de namoro, sem qualquer tipo de justificativa, ela terminou o relacionamento. Claro que as feminazis de plantão irão dizer que sou um frustrado por ter levado "fora", mas na verdade não, agradeço muito a essa balzaca que me chutou, fiquei mal por um tempo, mas meses depois, no emprego que havia arrumado pra ter o dinheiro das viagens que fazia para vê-la, conheci minha segunda namorada da minha idade e VIRGEM. Ápós quase 3 meses de namoro, tivemos nossa primeira noite, com direito a sangue no lençol e tudo. De lá pra cá já se vão 5 anos de namoro e estou muito feliz, construí um corpo excelente na academia, estou pra me formar na faculdade, tenho um bom emprego agora e uma boa grana no banco... Quanto a essa mulher, só lamento, 35 anos de idade, acabada e infeliz em busca de um CSP* para sustentar a filha do cafa que a engravidou. O choro é livre!

Adviser 10/01/2012 | 20:36

A autora do artigo tomou a percepção que tem do meio no qual atua e se relaciona e a extrapolou para toda a sociedade. Dos fatos que relatou, pode-se tirar as seguintes conclusões: 1. Relaciona-se em ambientes nos quais a proporção de homossexuais é mais alta que a média da sociedade. 2- Relaciona-se com pessoas de nível de escolaridade mais alto que a média da sociedade. 3. Relaciona-se com muitas mulheres financeiramente independentes, o que não é preponderante entre a maioria da população. 4. Relaciona-se com muitas mulheres loiras, de olhos verdes, lindas e maravilhosas, o que está longe de ser o normal na população. 5. Relaciona-se com muitas mulheres loiras, de olhos verdes, lindas e maravilhosas, de 35 anos ou mais, e, acima de tudo, solteiras, o que está longe de ser preponderante na sociedade (eu, inclusive, já garanti uma dessas como minha esposa há muito tempo). 6. Relaciona-se com muitas mulheres extremamente exigentes e seletivas, o que também não é o normal na população. Como prova disso, nos últimos dias, assisti a três casamentos, nos quais os noivos não eram ricos, nem cultos, nem bonitos e, pra dizer a verdade, não tinham muitas perspectivas na vida. 7. Não foi dito pela autora, mas nem é necessário dizer. Relaciona-se num meio onde há muita desconfiança das mulheres em relação aos homens. Sendo assim, facilmente se deduz que o problema relatado é um problema do meio no qual a autora vive e se relaciona, o qual não é representativo de toda a sociedade. Será muito difícil para uma mulher desse meio encontrar um marido, pois buscará, logicamente, um homem cujos atributos sejam superiores aos seus ou, no mínimo, muito parecidos. Uma mulher desse meio não aceitará um homem qualquer, mas somente aquele que ela idealizou ou um que esteja 'á sua altura'. Portanto, a autora pergunta: Onde estão os homens? Resposta: Estão procurando mulheres loiras ou não, de olhos verdes ou não, lindas e maravilhosas ou não, solteiras, de qualquer idade, as quais sejam mais humildes, menos independentes, menos desconfiadas e menos complicadas que as mulheres do meio no qual a autora vive e se relaciona.

Raul 11/01/2012 | 4:16

Em resposta aos comentários (e não ao artigo, que está muito bom). Vocês, mulheres, precisam entender uma coisa: os Homens não sumiram, eles apenas não habitam mais o sistema criado por vocês. Eles entenderam que os relacionamentos com a mulher moderna terminam, inevitavelmente, em: - infernos emocionais - dores de cabeça - tempo perdido - projetos inacabados et cetera Nós nos cansamos. Os homens solteiros estão abandonando os caminhos antigos, largando mão dos "tens que", das listas de exigências, das convenções inúteis que tomam nosso tempo em troca de mulheres mal agradecidas e ressentidas. Nesses tempos modernos: - Não temos mais a obrigação de sustentar uma família, - Podemos aproveitar os momentos de paz que a vida de solteiro proporciona; lendo bons livros, tomando um conhaque, fortalecendo laços de amizades com outros homens que chegaram aos 30, solteiros Nós desaparecemos do sistema - como fantasmas... Podem nos chamar irresponsáveis por não assumir uma mulher de carreira nos seus 35, Os fantasmas estão rindo... Podem arrancar os cabelos e nos chamar de frustrados e pega-ninguém, Os fantasmas estão em silêncio... Podem usar outros homens para nos ofender e atacar, Os fantasmas abandonaram a casa... E a cada ano que passar, mais e mais homens continuarão a desaparecer do sistema. Dentro de alguns anos, visões estarão concretizadase, líderes formados, e um novo sistema onde os homens poderão ser homens novamente. O amanhã chegou.

*CSP é capitão salva-putas, o homem bonzinho que se casa com uma senhorita depois que ela passou a juventude soltando pros cafajestes e marginais. (Pra turma que não conhece bem os termos dos masculinistas)

Não acredito! Achei até uma mulher que confirma o que a turma da Real disse:

Mayara 9/01/2012 | 21:50

Dói no meu coraçãozinho admitir mas...o texto tem uma ponta de verdade. Quando eu fazia faculdade, recebia propostas de vários garotos todos os dias. Alguns ficavam empolgados só de fazer trabalho no mesmo grupo que eu. Outros me desejavam de longe, davam aquele Bom Dia, e não tinham coragem de falar mais nada. Eram todos uns amores, eu sabia que eles queriam um momento mais íntimo comigo...mas eu não os amava. Eu era simpática com eles, sempre muito educada, isso eu aprendi em casa. Mas quando eles vinham querendo algo a mais, eu sempre falava que eles tavam confundindo as coisas...e que eles não me entendiam. No fundo eu gostava do jeito deles, eu me sentia uma rainha, sem fazer nada pra merecer tudo que eles me davam. Eu só saía com garotos que tinham carro. Minhas amigas adoravam comparar os carros dos nossos namorados, e isso acabou se tornando meio que um requisito pra eu sair com um desses caras. O tempo foi passando, e cada um foi tomando o rumo da sua vida. Muitos dos garotos da minha sala hoje estão casados com lindas mulheres, estão bem de vida, alguns já estão no segundo filho. Tenho 33 anos e não encontrei o meu par. Admito...curti muito minha fase universitária, vivi como se não tivesse amanhã...mas agora eu já não tenho vontade de sair a noite, minhas amigas já estão casadas, e semana passada uma delas me ligou perguntando como eu tava. Perguntou se eu tinha arranjado alguém, e me convidou pra um café com algumas amigas. Fiquei no chão...não quero ir lá e ver elas bem casadas, com filhos, e eu sozinha, deprimida...puxa...

Eu ia fazer um comentário e achei um exemplo que ilustra o que eu ia dizer. A mulher é uma deusa e está encalhada, é porque os homens são uns lixos. Mas se um homem é bem resolvido e está solteiro... é no mínimo machista. Olha só:

True Berin 11/01/2012 | 15:33

Ninguém gosta de problema. Mulher trintona e solteira só está nesta condição pq é bem problemática e não foi competente o suficiente pra ter um bom homem a seu lado para casar. Eu não tenho qualquer ressentimento, mas também não gosto de restos, se sou um cara com boa aparência e boa situação financeira, na mesma faixa etária, darei preferência às mais novas. Digam que é preconceito, reclamem, esperneiem, mas estou feliz assim.

Mariana 12/01/2012 | 16:25

O True Berin é um babaca. Ele q deve ser um trintão ou quarentão problemático, por isso não tem mulher nenhuma e só as novinhas de 20 e poucos q aguentam a conversa babaca dele. É tão covarde q não coloca nem o nome. Babaca.

True Berin 12/01/2012 | 18:33

Hahahahahahaha a verdade dói, né, Mariana? Não tive intenção de ofender ninguém, mas já que a carapuça lhe serviu, não posso fazer nada. Como eu disse no comentário abaixo, podem reclamar, espernear, dizer que é preconceito, não tô nem ligando. Tenho poder de barganha suficiente pra me relacionar com mulheres da faixa etária que eu quiser, passei anos estudando, trabalhando e investindo na aparência, não venha querer me obrigar a aceitar restos de cafajestes.

Esta coluna Mulherzinha 7 x 7 é uma coluna piriguete pseudointelectual, mas tem uma vantagem: ao contrário de muitos blogs femininos, lá aparecem mais de dois homens que não são capachos cornos nem bichas baladeiras.

Revisão de 17/01/12: eu pulei dois comentários. Um do amigo Punk Canibal, que só agora eu foi ver:

Punk Canibal 8/01/2012 | 22:16

Se as estatísticas do 51%/49% ainda forem aproximadamente corretas, então o motivo da rarefação masculina deve ser porque os homens maiores de 35 estão todos morrendo cedo ou indo pra guerra. Ou então não são convidados para as festas do seleto mercado dos louros de olhos verdes. Sugestão: peguem com os casados. Ou os gays.

E este outro:

lolita 9/01/2012 | 21:27

È por essas e por outras que eu bato palmas ás mulheres da periferia. Não ficam chorando e nem se queixando, elas trabalham muito e não tem tempo para perder com choradeira, são bem humoradas, elas riem de si mesmas e também da sua solterice, levam tudo na flauta como tem que ser e não estão nem aí.

Quer dizer que se você é homem e está sem mulher é um gay revoltado, mas até aquelas barrigudas de cabelo ridículo da periferia são de bater palmas? Alguém aí se lembrou de um texto que o Sílvio escreveu sobre isso em 2010? Pois é, eu achei o texto e publiquei aqui: "Porque as mulheres se acham tanto? Epidemia de narcisismo e egocentrismo feminino".

Beijos.

Abigail Pereira Aranha

Um comentário:

  1. SE as mulheres soubessem como é facil conquistar um homem não chegariam ao 30 solteiras.Semana passada aconteceu um milagre na minha vida.Eu encontrei uma garota que tinha conhecido a 2 anos atras (ela tinha 15 e eu 20) e trocamos msn e depois decidimos que a gente ia se ver.Quando eu perguntei onde a gente ia se ver ela disse:"pode ser ali na pracinha perto da casa da minha tia", eu nem acreditei pois as ultimas 2 garotas que chameipra sair me deram bolo e olha que uma eu chamei pra ir no cinema e a outra pra ir num Parque aquatico e elas não toparam...
    resultado:Encotrei a garota, batemos um bom papo,fiquei com ela, deu pra dar uns bons amaços e tudo de maneira natural e divertida.
    Tava tão desanimado com os ultimos "foras" que aquele dia de um "up" em minha alto-estima.
    Ontem ja marcamos de nos encontrar num barzinho bacana que eu conheço.Pode ate ser que não role sexo mas so que ter uma boa companhia sem joguinhos eu ja fico feliz...
    Um namoro não precisa começar de forma perfeita, é dar um tempo que com um tempo o pe rapado arruma um emprego melhor, a gordinha perde peso, o pedestre c ompra uma moto, a magrinhas entre numa academia, o ocupado demais arruma um tempo pra sair com a namorada e a quietinha se solta...Tudo nessa vida exige tempo, com os relacionamentos acontece o mesmo...
    Sexo e rock n roll pra todos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook