segunda-feira, 4 de julho de 2016

A sociedade não morreu, só o Conservadorismo-Liberalismo - parte 3: professoras presas por sexo com alunos adolescentes

Professora de Caratê envia nudes para aluno de 11 anos e avisa: "quero você na cama"

Jovem acabou sendo presa acusada de corromper aluno que sonhava em ser lutador.

É Manchete! - Especialista em Brasil

25 de junho de 2016

Professora de Caratê tenta 'ensinar sexo' para menino de 11 anos

Professora de Caratê tenta 'ensinar sexo' para menino de 11 anos

A americana Stephannie Figueroa, de 21 anos, virou notícia em todo mundo após ser presa pela polícia de Orlando, nos Estados Unidos. Stephanie, lutadora e instrutora de caratê, é acusada de enviar nudes para o celular de um garoto de 11 anos, cujo nome não foi divulgado. Ele era seu aluno da luta marcial. No entanto, a profissional educadora não queria só que o garotinho visse as imagens. Ela queria ele, que o menor transasse e aprendesse como é a vida após a virgindade não mais existir.

Professora queria ensinar mais que Caratê

Em mensagens, a bela educadora fala que quer levá-lo para a cama, mesmo sabendo que está fazendo algo complementante ilegal. Além de mandar fotos sem roupa para o garoto, Stephannie não parava de convidar o garotinho. De acordo com uma publicação do jornal New York Daily News, ela planejava como seria a primeira vez de seu aluno aplicado.

Desconfiança da mãe ajudou em investigações contra crime

O que a jovem professora não imaginava é o fato da mãe do garoto ser daquelas que fiscalizam tudo. Ela começou a desconfiar do comportamento do filho e descobriu as imagens no celular dele. Não demorou muito para que as fotos calientes fossem parar com os investigadores e Stephannie fosse parar na cadeia. Ela dava aulas de caratê em uma escola na cidade de Orlando, que fica no estado da Flórida, recheada de parques da Disney, onde conheceu o menor de idade.

Prisão e fiança

A professora, no entanto, tinha dinheiro guardado dos anos de trabalho. Ela acabou solta depois de pagar fiança. Só que a justiça tarda, mas não falha e a sedutora jovem será julgada em breve pelo crime de corrupção de menores. Isso sem ela ter concluído seu plano maior, que era ganhar como presente pelos seus 21 anos uma noite de sexo com o garoto. Ela enviada fotos sem roupa para o garoto e avisava: "Quero transar com você na minha casa".

Fotos picantes

Pelo menos quinze imagens sem roupas foram publicadas pela professora, que também ousava nas redes sociais com imagens sensuais. O garoto parecia entusiasmados por ter aulas de algo perverso para sua idade. "Ok, topo, eu não estou nem aí", responde ele em uma das mensagens. Para a Polícia, o menor de idade teria sido avisado pela "carateca" que o ato que eles fariam seria contra a lei.

http://br.blastingnews.com/mundo/2016/06/professora-de-carate-envia-nudes-para-aluno-de-11-anos-e-avisa-quero-voce-na-cama-00984851.html

Comentários de A Vez das Mulheres de Verdade / A Vez dos Homens que Prestam

O jeito como este caso foi contado neste artigo mostra como o esquerdismo-feminismo tem que se preocupar mais com os seus próprios erros do que com os antifeministas conservadores. O rapaz tinha 11 anos, era novo demais? Mesmo que seja, se ele tivesse 17, o rebuliço seria exatamente o mesmo. Vou lembrar alguns casos parecidos recentes só nos Estados Unidos:

1. Fatima Grupico, professora em um colégio católico de Nova Jersey. Foi presa por sexo com um aluno de 17 anos. O Procurador do Condado de Middlesex, Andrew Carey, disse que ela pôs em perigo o bem-estar de uma criança (sim, ele usou essa palavra!). (http://www.nydailynews.com/news/crime/n-teacher-24-sex-catholic-hs-student-da-article-1.2287658)

2. Brianne Altice, professora em Utah. Foi presa por sexo com três alunos de 16 e 17 anos. Foi condenada a 30 anos de prisão. (http://www.good4utah.com/news/local-wasatch-front-/brianne-altice-sentenced-to-2-30-years-in-prison)

3. Alexandria Vera, professora em Houston. Foi presa por sexo com um aluno de 13 anos. (http://distractify.com/news/2016/06/01/middle-school-teacher)

Casos como esses aumentaram de 10 anos pra cá ou são só mais noticiados? Mas se esses casos aumentaram, por quê? Foi o Feminismo? Sim e não. Com certeza, uma mulher conservadora não faria isso. Mesmo que nenhuma dessas moças seja feminista, elas se permitiram uma liberdade que o movimento feminista deu para a mulher de sair à caça, e depois de que elas já eram solteiras ou divorciadas. Essa liberdade não é de uma pessoa que estava oprimida e passou a ser como as outras que já eram livres, essa liberdade da mulher é a de alguém que passou a ser superior aos outros. A mulher heterossexual realmente precisa ser livre para poder fazer um sexo gostoso com um homem. Mas o Feminismo é só um movimento anticristão, algumas mulheres feministas militantes só são a favor do sexo hétero gostoso porque o Conservadorismo cristão é contra, e algumas mulheres que gostam da lascívia só são militantes feministas ou simpatizantes do Feminismo porque aquelas outras mulheres se parecem com elas. Vamos pular a parte de que é só o Feminismo ganhar força e o Conservadorismo cristão perder expressividade, o Feminismo radical se mostra, lembrando que "radical" vem de "raiz". Hoje ou na década de 1970, uma mulher feminista pode defender a liberação da prostituição e da pornografia ou a criminalização delas; pode defender o casamento aberto (hétero) ou a legalização do lesbianismo mais a classificação de todo sexo heterossexual como estupro e de toda a pornografia para homens heterossexuais como violência contra a mulher. O ponto chave é que no Feminismo, toda mulher é rainha. Uma mulher que faz sexo com dois homens recém-conhecidos por semana porque gosta de sexo hétero e a mulher que não pode ver um homem olhando pra ela sem querer chamar a polícia são iguais perante a lei do Feminismo.

Aí, você pode ir a qualquer tópico no Facebook onde um desses casos foi compartilhado, você vai ver alguns rapazes que gostariam de estar no lugar da vítima do estupro. Viva a heterossexualidade masculina! Mas se o tópico está em uma página conservadora, e geralmente está, qual foi a ideia de quem compartilhou a notícia? Condenar o sexo em si, ainda mais a abordagem de uma mulher a um rapaz adolescente. Os conservadores fazem isso em vez de fazer o desmascaramento que eu fiz no parágrafo anterior. Então, o antifeminismo conservador, especialmente o das mulheres conservadoras, é só uma difamação caipira que atribui ao Feminismo o que ainda resta de heterossexualidade feminina, e quando eu uso o termo "heterossexualidade feminina", é no sentido equivalente na mulher à heterossexualidade masculina. Aí, o conservador mostra uma mulher de 24 anos que abordou um rapaz de 13 para sexo, como foi o caso da Alexandria Vera, diz que isso é culpa do Feminismo, pronto, só não entregou um rapaz hétero para o inimigo porque a militância feminista já está fazendo atrocidades medonhas.

E a Brianne Altice, por exemplo, foi presa e condenada a 30 anos de prisão. No Brasil, isso é a pena máxima por homicídio e menos de 10% dos casos de homicídio são punidos. Nos mesmos Estados Unidos, um estudante de 9 anos de idade, em Tampa Bay, Florida, foi acusado de ASSÉDIO SEXUAL porque passou um bilhete de amor para uma colega de classe. Para os conservadores, um rapaz de 17 anos é adulto pra ser preso e criança pra meter; para os progressistas, ele é criança pra ser preso e adulto para ser criminoso sexual ou querer mudar de sexo. Ah, e também nos Estados Unidos, Michael Wolfe foi condenado a prisão perpétua por jogar bacon em uma mesquita.

Vamos voltar a um detalhe naquele caso: "o que a jovem professora não imaginava é o fato da mãe do garoto ser daquelas que fiscalizam tudo". Como o Conservadorismo cristão pode ter vitórias da moral e dos bons costumes onde e ao mesmo tempo que, por exemplo, o casamento gay foi legalizado? Será que os conservadores cristãos são burros o suficiente para pensar que vão derrotar o movimento LGBT-feminista nas escolas bisbilhotando os celulares dos filhos e denunciando quem é menos sexualmente problemático do que eles à polícia? Os conservadores cristãos são burros o suficiente para pensar que vamos voltar aos anos 1950 se ignorarmos a violência contra profissionais do sexo e ajudarmos o pior do movimento feminista a censurar a prostituição, a pornografia e a gostosa de biquíni nos comerciais? Bom, muitos são. O conjunto dos casos como aqueles que eu citei vai ter pelo menos um de quatro desdobramentos, podem acontecer todos ao mesmo tempo:

1) A direita cristã vai se unir ao pior do movimento feminista para criminalizar ou manter criminalizadas a prostituição e a pornografia adulta, e os conceitos legais delas vão ser ampliados até o ridículo, como já aconteceu com os de estupro e de pedofilia.

2) Além de confirmar a classificação de sexo consentido de mulheres adultas com rapazes adolescentes como abuso sexual, os conservadores cristãos e o Feminismo Radical vão se unir para censurar conteúdos sexuais (héteros) na internet e nos celulares.

3) Alguma seção moderada do movimento esquerdista-feminista vai mostrar a gravidade desses casos (de prisão) e o apoio dos conservadores a essas punições draconianas, para mostrá-los como repressores da sexualidade alheia, pelo menos a sexualidade heterossexual feminina, enquanto esconde as seções feministas com mesmo pensamento ou pior.

4) A liberação sexual heterossexual feminina vai ser colocada em um mesmo pacote que o homossexualismo e o transexualismo, nas escolas e nos meios de comunicação, de forma que não só vai ser mostrado que os que condenam a licenciosidade feminina são os mesmos que condenam o homossexualismo (o que já acontece), também vai ser difundida a ideia de que desejar a liberdade sexual heterossexual exige a defesa da homossexualidade.

A esquerda pode colocar a direita cristã para fazer o papel de Liga Juvenil Antissexo, como a nossa presidente afastada Dilma Rousseff, que já foi guerrilheira socialista contra o governo militar, conseguiu, ainda no cargo, colocar o Exército para caçar o mosquito Aedes aegypti nas nossas casas.

Abigail Pereira Aranha

Texto original em português sem filmes de putaria no A Vez das Mulheres de Verdade: "A sociedade não morreu, só o Conservadorismo-Liberalismo - parte 3: professoras presas por sexo com alunos adolescentes", http://avezdasmulheres.over-blog.com/2016/07/a-sociedade-nao-morreu-so-o-conservadorismo-liberalismo-parte-3.html.
Texto original em português com filmes de putaria no A Vez dos Homens que Prestam: "A sociedade não morreu, só o Conservadorismo-Liberalismo - parte 3: professoras presas por sexo com alunos adolescentes", http://avezdoshomens.blogspot.com/2016/07/a-sociedade-nao-morreu-so-o.html.
Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia
Section of sex, lust, licentiousness, naked woman, pornography
Section de sexe, luxure, débauche, femmes nues, pornographie
Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia
Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía
BTAS (Big Tits At School) Audrey Bitoni 02

Slutty big-tit Asian school teacher fucks student's dick in class

By Reality Gang. Feat. Jessica Bangkok.

Professora de escola asiática de seios grandes sacana fode pau do aluno em sala de aula

Por Reality Gang. Com Jessica Bangkok.

Enseignant scolaire asiatique de gros seins salope baise la bite de l'étudiant en classe

Par Reality Gang. Mettant en vedette Jessica Bangkok.

Profesora de la escuela asiática tetas grandes cachonda folla polla de estudiante en la clase

Por Reality Gang. Presenta a Jessica Bangkok.

Insegnante di scuola asiatica grandi tette troia scopa cazzo di studenti in classe

Da Reality Gang. Con Jessica Bangkok.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook