sexta-feira, 1 de maio de 2015

Desfrute a conquista do ódio, lésbica cretina

Abigail Pereira Aranha

As pessoas mais admiráveis que você conhece são as que tratam o respeito dos outros a elas como algo que elas devem se esforçar para merecer. E as pessoas mais desprezíveis que você conhece pensam que esse respeito é uma obrigação dos outros que elas mesmas não têm.

Os feministas usam o termo "misoginia" para dizer que mulheres não devem ser contrariadas, criticadas e muito menos desmoralizadas façam o que fizerem, não para designar o ódio de homens contra a mulher. Para dar um exemplo, qual sociedade na historia mundial deixou de criminalizar o estupro, pelo menos o das próprias mulheres? No máximo, algumas tribos glorificam o estupro de mulheres de fora. Então por que as feministas procuram o estuprador em série que é isolado até nos presídios nos homens honestos que viajam entre a casa e o trabalho no transporte público? Porque elas sabem que os homens ocidentais típicos são homens de bem e querem abusar disso. Elas não querem direitos nem respeito, querem primazia. SEMPRE quiseram. Mesmo as facções do Feminismo mais amigáveis aos homens respeitam os homens porque elas mesmas reivindicaram o direito de decidir quanto respeito eles merecem, não porque os homens tenham direito de serem respeitados. Por isso, todos os feministas enxergam mais valor e autoridade em qualquer lésbica de inteligência mediana sem luz própria fora do movimento do que no mais nobre e mais brilhante dos homens. Então, quem diz que denuncia a misoginia tem participação direta na ginofobia e na misoginia, não no fim delas.

Só que eu me lembro de ter lido na internet alguma feminista dizer que a mulher é meiga por imposição do patriarcado, foram seis vezes. Mas não é só na militância feminista que está o problema. É comum uma mulher achar incômodas a gentileza, a solicitude e mesmo o cavalheirismo dos homens, várias já escreveram que acham isso. Essas mulheres que são júri dos homens até na amabilidade têm elas próprias um "jeito de ser" que elas acham ofensiva a própria sugestão de mudar minimamente. As amizades entre mulheres e homens heterossexuais em geral são mimos para as mulheres em troca de quase nada para os homens. Mesmo entre as mulheres cristãs tradicionalistas, o combate ao Feminismo se resume a não ser tosca e acusar as feministas de promover a putaria. Essas mulheres não mostram tanta simpatia ou tanto conteúdo a mais e por isso podem estar sentindo o isolamento dos homens e o desinteresse deles pelo casamento, mesmo que estes homens percebam que elas não são como as lesbonazistas.

É uma publicidade falaciosa dizer que um mundo melhor para a mulher é melhor para todos. A recíproca é verdadeira, cai na armadilha quem confunde a afirmação "todo A é B" com a recíproca "todo B é A". Combater a rara misoginia real, a misoginia imaginária e o antifeminismo crescente faz um mundo pior para (quase) todos em troca de nada. Para um exemplo rápido, ficando só no caso do Brasil, leis que fazem agredir uma mulher ser mais grave que agredir um ser humano e delegacias específicas para mulheres ajudam a transformar o Judiciário em pistoleiro de vadias, a diminuir o número de casamentos, a colocar o Brasil abaixo da taxa de reposição populacional, tudo isso para que os casos de violência contra mulheres não parem de crescer, como as próprias feministas admitem. Pensando bem, vou dar mais um exemplo: eu sou lesbofóbica e eu já escrevi que considero o lesbianismo uma doença psiquiátrica, mas eu não prego nem estupro nem assassinato de lésbicas porque elas não são dignas disso. E as leitoras lesbofeministas nunca me mostraram uma única lésbica com algum mérito pessoal, mas elas gostariam de me ver na cadeia. Vamos supor que eu seja presa. Quantos funcionários, quantas horas de trabalho e quanto dinheiro, públicos e privados, foram investidos só para represália de uma legião de vacas contra uma blogueira que escreveu o que elas não querem?

Se todos os assassinatos de mulheres fossem por ódio ao gênero feminino como um todo, isso significaria 8 ou 9 por cento do total geral de assassinatos no caso do Brasil e uma prova de que a misoginia é residual. Para completar, o caso típico destes assassinatos, a violência doméstica, é um crime comum. Aliás, vamos chamar a "violência contra a mulher" de crime comum diante de uma lesbofeminista: é como dizer uma blasfêmia (você acha que um cara desses matou uma p@%%# de um ser humano?). Aliás, é uma blasfêmia: ela é uma deusa.

Mas muitas mulheres, incluindo todas as lesbofeministas declaradas, merecem viver no mundo infernal onde dizem que estão, onde os homens que já foram amáveis e prestativos sejam o que elas dizem nas reclamações irrefletidas delas. Mas eu não digo que elas merecem isso por rancor ou maldição, eu digo isso por justiça: como dizemos no Brasil, quem com ferro fere com ferro será ferido. Se a violência contra uma mulher fosse tão zombada ou ignorada quanto a violência contra um homem hoje, as mulheres em geral não teriam nada que não mereçam.

Mas o enterro do Feminismo não vai ser com a difusão da misoginia, vai ser com a autoafirmação dos homens de caráter. Com boa autoestima, os homens que prestam vão assumir o poder sobre as próprias vidas, daí podem ser melhores companheiros se unindo por interesses comuns e daí o resto melhora. As mulheres boas pedirão pouco porque todos juntos já terão muito. As mulheres pobres de espírito não pedirão nada porque os homens de caráter, agora conscientes do seu valor, não vão dar a quem só quer e só pode tirar. Antes disso, "as mulheres" devem chegar ao topo com canalhices, amizades pobres utilitárias, favorecimentos e, algumas que puderem, com o "pussy card". Essas mulheres bem sucedidas vão atrair o desprezo dos homens que não gostam de mulheres empoderadas. OK, mas por que alguém deve gostar de lésbicas medíocres prepotentes?

É verdade que alguns indivíduos conseguiram destaque social ou pelo menos viver relativamente bem em um lugar onde já foram discriminados ou até odiados por serem de certa etnia, classe social, religião, etc. Mas estes indivíduos tinham luz própria e bom caráter. Quando o Feminismo for jogado no lixo, legiões de mulheres mostrarão que suas vidas inteiras foram difamação profissional dos homens ou uma farsa de competência e erudição sustentada em favorecimentos honrando a mediocridade e o mau caráter, tudo isso se aproveitando de um legado construído pelos homens (e algumas mulheres) honestos que elas ajudaram a destruir.

Mas como eu posso ser mulher e achar que a misoginia, o ódio ou a aversão à mulher, é merecida, e ainda achar que vou sair bem disso? Por três motivos. O primeiro é que o ódio que eu recebo vem basicamente de outras mulheres. O segundo é que eu sei que mesmo que eu encontre um homem que me diga que é tarde demais para convencê-lo a não odiar as mulheres, e eu já encontrei vários assim dentro e fora da internet, eu sei que posso receber dele pelo menos boa educação se eu agir bem com ele. O terceiro é o principal: eu consegui amigos homens e sei que não vou perdê-los. Porque eu me obriguei a edificar e acrescentar na vida dos meus amigos homens, e a trazer na vida deles as alegrias que um homem costuma ter com um bom amigo homem. E as que alguns homens pensam em ter com a amiga mulher bonitinha, hehehehe. Se ninguém é obrigado a gostar de mim e eu quero que as pessoas à minha volta gostem, eu tenho que dar motivos. Então, eu encontro pessoas que merecem respeito e coisas boas e eu dou alegria, dou carinho, dou solidariedade, compartilho conhecimentos, e acabo recebendo coisas boas quando eu mesma preciso. Aí, quando eu estiver velha eu quero mais é chegar com os peitos e a bunda mais apalpados que abacate no supermercado e com a buceta com mais passagens que roleta de ônibus, com uma história de vida em que eu tenha dado valor e coisas boas a cada homem que presta que eu pude encontrar, mesmo sem ter oferecido a periquita. O problema da maioria das mulheres não é confiar na beleza da juventude, inclusive porque muitas nem são tão bonitas; é acreditar que podem viver pedindo para serem odiadas ou desprezadas impunemente. Já puderam.

P. S.: Eu estava ainda com este texto em mente quando vi esta postagem da página Anti-Mangina:


Eu não sei se eu iria tão longe se eu fosse homem, mas é bem provável que a distinta mereceu. Conheço várias moças que merecem. Quem eu vi compartilhar esta postagem foi um homem, que o fez para condenar a atitude do cara. Mas se há homens dispostos a condenar os erros de outros homens mas faltam mulheres para condenar os erros de outras mulheres (se não neste caso, em inumeráveis outros), é mais um sinal de que se todas as mulheres condenarem a misoginia para censurar críticas merecidas, todas merecerão o ódio.

Questo testo in italiano senza filmati di dissolutezza in Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Divertiti con la conquista del odio, lesbica cretina, http://avezdoshomens2.blog.com/2015/05/01/divertiti-con-la-conquista-del-odio
Questo testo in italiano con filmati di dissolutezza in Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible: Divertiti con la conquista del odio, lesbica cretina, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/05/divertiti-con-la-conquista-del-odio.html
Eso texto en español sin peliculas de putaría en Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Disfrute de la conquista de lo odio, lesbiana cretina, http://avezdoshomens2.blog.com/2015/05/01/disfrute-de-la-conquista-de-lo-odio
Eso texto en español con peliculas de putaría en Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible: Disfrute de la conquista de lo odio, lesbiana cretina, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/05/disfrute-de-la-conquista-de-lo-odio.html
This text in English without licentiousness movies at Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: Enjoy the conquest of hatred, you cretin lesbian, http://avezdoshomens2.blog.com/2015/05/01/enjoy-the-conquest-of-hatred
This text in English with licentiousness movies at Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible: Enjoy the conquest of hatred, you cretin lesbian, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2015/05/enjoy-conquest-of-hatred-you-cretin.html
Texto original em português sem filmes de putaria no A Vez das Mulheres de Verdade: Desfrute a conquista do ódio, lésbica cretina, http://avezdasmulheres.blog.com/2015/05/01/desfrute-a-conquista-do-odio
Texto original em português com filmes de putaria no A Vez dos Homens que Prestam: Desfrute a conquista do ódio, lésbica cretina, http://avezdoshomens.blogspot.com/2015/05/desfrute-conquista-do-odio-lesbica.html
Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia
Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia
Section of sex, lust, licentiousness, naked woman, pornography
Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Swedish Mom Fucks His Own Son And His Friend

Mamãe sueca fode seu próprio filho e o amigo dele

Mamá sueca folla a su propio hijo y el amigo de él

Mamma svedese scopa il proprio figlio e il amico de lui





Monster Amateur Facials Compilation Part 1 By Loudsparx

About 30 minutes of casting milk in girls faces. I am careful with this, but here's some fun I have with my male friends. I love when they lick my pussy (they always do it), but I also love taking cum in my mouth and my face.


Compilação de Faciais Amadoras Monstro Parte 1 por Loudsparx

Cerca de 30 minutos de lançar leite nas caras das moças. Eu tenho cuidado com isso, mas aqui está um pouco da diversão que tenho com meus amigos homens. Eu adoro quando eles lambem minha buceta (eles sempre fazem isso), mas eu também adoro tomar porra na minha boca e no meu rosto.


Compilación de faciales aficionados monstruos Parte 1 por Loudsparx

Cerca de 30 minutos de echar leche en las caras de niñas. Tengo cuidado con esto, pero esto es un poco de diversión que tengo con mis amigos varones. Me encanta cuando ellos lamen mi vulva (siempre lo hacen), pero también me encanta tomar leche en mi boca y mi cara.


Compilazione di facciali amatoriali mostro Part 1 da Loudsparx

Circa 30 minuti di lancio di latte nelle fronti delle ragazze. Io sono attenti con questo, ma ecco qualche divertimento che ho con i miei amici maschi. Mi piace quando loro leccano la mia figa (fanno eso sempre), ma mi piace anche prendere sperma nella mia bocca e il mio viso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página no Facebook