quarta-feira, 27 de maio de 2015

Duas tragédias antes da tragédia da manchete do jornal Extra: a propagação da alienação marxista e a covardia dos bonecos de Judas da esquerda

Abigail Pereira Aranha

Olá, meus amigos e minh@s inimig@s! Quem mora no estado do Rio de Janeiro deve ter tido o desgosto de ver esta primeira página do jornal Extra de 22 de maio de 2015:


Esclarecendo para quem não é do Brasil: o menor da foto é um dos acusados de matar a facadas o médico Jaime Gold enquanto ele andava de bicicleta no Botafogo, Rio de Janeiro, no dia 19. Outro esclarecimento para quem não é do Brasil: o jornal Extra é das Organizações Globo, um dos demônios favoritos da esquerda brasileira.

Esta imagem foi compartilhada por um amigo no Facebook. Aí eu fui ao endereço original (https://www.facebook.com/jornalextra/photos/a.208847352481556.57414.190833037616321/995170607182556) e vi alguns comentários que eu não podia pra acreditar. Ou melhor, o pior é que eu podia. Ah, vou transcrever os comentários, a data e o número de curtidas / gostos. Com dois deles, eu fiz até uma piadinha.


Julia Pedra Vocês estão de parabéns por essas capas que desafiam o senso comum! A de ontem foi linda e a de hoje, melhor ainda.

3.443 · 22 de maio às 08:21

Lucas Aguiar Tem que ter coragem para bater de frente com o senso comum. Parabéns, Extra!

1.848 · 22 de maio às 13:36

Temos que desafiar, bater de frente com a verdade, principalmente quando ela é notória e reconhecida publicamente (também conhecida como senso comum). Abaixo a decência moral e mental! Abaixo a verdade! Patocracia e histeria coletiva já!

Pessoal, eu também achei que a Júlia Pedra estava fazendo uma ironia. Não estava. Aqui estão mais alguns comentários, nas respostas do primeiro:


Renan Luiz Não espero muito das Organizações Globo. Talvez alguém dentro da redação tenha ficado com vergonha e decidido fazer jornalismo.

17 · 22 de maio às 09:52

Julia Pedra Pensei nisso também, mas ainda acho que o responsável pela capa teve uma atitude bacana ao escrever isso. Trabalhando para a Globo isso é um ato de coragem.

16 · 22 de maio às 09:57

Lavínia Bárbara http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/05/ex-mulher-de-ciclista-morto-na-lagoa-rio-diz-ser-contra-maioridade-penal.html "Foi um ente querido dela, e ela é contra a redução da maioridade penal. Qual é o próximo argumento?"

Ex-mulher de morto na Lagoa diz ser contra redução da maioridade penal

G1.GLOBO.COM

40 · 22 de maio às 10:05

Pessoal, eu ia fazer uma piada com a Júlia Pedra, mas ela ia responder "eu sou esquerdista sim, eu estou junto com a população marginalizada sim, eu defendo a descriminalização das drogas e Pedra é o meu sobrenome".

E como parte da tragédia, vejam a matéria indicada. Um trechinho, dito pela quase viúva: "São gerações de vítimas do nosso sistema, da nossa falta de educação, saúde. O ser humano caiu no valor banal, onde não existe o menor valor humano". É, a mãe dos filhos da vítima (o falecido) teve "serenidade" pra dizer isso!

Mas fora o farol do trem, existe luz no fim do túnel. Tivemos gente dando ao jornal Extra e aos esquerdistas a resposta que eles não queriam. Aqui vão algumas, e os outros como eles se sintam representados:


Patrícia Vianna Não! Eu não posso acreditar que acordei e li essa manchete! Trabalho em uma escola pública e outro dia fui xingada por tentar trazer as crianças que estavam matando aula na praça na frente da escola em q eu trabalho. Eles subiram a rua aos berros e me xingando. Já levei porrada por tentar separar briga de adolescentes. E trabalho só há 3 anos lá. E qd chamamos os pais eles nos ligam dizendo que não podem ir pq estão trabalhando. Eu tbm estou e não mereço ser agredida por aluno! Ano passado as crianças ganharam os kits de material no início do ano e no fim do dia rasgaram os cadernos e largaram tudo na praça! Eles não sabem o valor das coisas! E a culpa é da escola? E a escola o abandonou? Conheço pessoas que cresceram em lares destruídos, sem família... e hj são p essoas de boa índole! Como a família desse médico está lendo essa notícia? Então pq ele não foi bem criado pode matar quem quiser? Essa criatura tem 15 anotações e não pode ser chamado de bandido! Essa matéria é um soco na cara de quem se mata de trabalhar e estudar pra ser alg melhor na vida! #revolta #atéqd #nojo

1.052 · 22 de maio às 09:52


Durval Henry Se todo mundo que sofresse na vida tivesse que matar alguém...hahaa estaríamos extintos !!

791 · 22 de maio às 08:24

Rick Lima Engraçado como se usa esse.tipo de.desculpa todo o tempo para.menores infratores. Ja vi relatos de pessoas sem escola e sem familia, que venceram na vida usando uma.coisa bem.simples : CARATER

1.179 · 22 de maio às 08:17

Pedro Silveira Que legal. Estudei em escola pública. Fui criado sem pai. Nunca morei em casa própria nem tive pistolão. Nunca recebi bolsa do governo. Nunca fui incluído em cota. Nunca tive programa social. E nunca dormi em delegacia. Nunca matei. Nunca assaltei. Nunca freqüentei boca de fumo. Cresci honesto. O que deu errado comigo?

188 · 22 de maio às 11:33

E teve até ato falho esquerdopata (royalties para Reinaldo Azevedo), com respostas merecidas:


Jailton Correia Adorei os comentários de quem nunca será julgado por absolutamente nada...

112 · 22 de maio às 08:19

Eduardo Izidorio da Silva Se nao matar, roubar, cometer crimes pq teríamos que ser julgado? Para de defender bandido, amanha pode ser com vc ou familiar teu.

29 · 22 de maio às 08:53

Mas vou ter que voltar às coisas ruins e dar mais detalhes da tragédia (a servilidade do boneco de Judas da esquerda brasileira). Os amigos que não viram o jornal impresso e viram aquela foto podem não ter visto um detalhe: uma chamada na parte de baixo no meio. Como a resolução não está boa, eu vou mostrar o detalhe ampliado e transcrever o texto.


Mãe de jovem morto quer um encontro com Pezão e Beltrame

Mãe de Wanderson, morto no Dendê, teve o depoimento à polícia adiado. Agora, quer conversar com o governador e com o Secretário de Segurança.

A matéria é "Mães de jovens mortos no Morro do Dendê criticam ação da polícia", está em http://extra.globo.com/noticias/rio/maes-de-jovens-mortos-no-morro-do-dende-criticam-acao-da-policia-16230473.html. Esta matéria e aquela do G1 têm uns paralelos interessantes. A mãe do Wanderson disse que o policial "matou a família toda". A ex-mulher do dr. Jaime Gold mal conseguiu pensar no futuro dos filhos depois de fazer aquele discurso esquerdista. A mãe do Wanderson quer falar com o governo do estado. Se ela conseguir, o jornal Extra deve nos contar como foi. E quem vai explicar por que o local onde o dr. Jaime Gold foi atacado tinha só uma viatura depois de dois casos de esfaqueamento no mesmo local no mês passado?

Ah, e eu li há poucos dias: as Organizações Globo estão indo à falência com mais de três bilhões de dólares de dívida. A matéria está em http://www.portalmetropole.com/2015/02/auditora-financeira-revela-que-rede.html. No fim, o autor diz uma coisa que liga isso a coisas como aquela matéria do Extra: "a Globo faz o que sempre fez… negocia favores de salvação do PT em troca de sua própria salvação". Talvez a Rede Globo seja mesmo quebrada pelo PT, com alguma picuinha para dar o que fazer para a militância de desonrados imbecilizados e lésbicas histéricas, esconder algum passado e elevar um grupo concorrente que vai estar nas mãos do Partido. Se isso acontecer, a Rede Globo já vai tarde para onde merece pelo menos por covardia.

Como diz a letra daquela coisa que chamam de funk, "tá dominado, tá tudo dominado". Não apenas as nossas escolas e faculdades, também os grandes capitalistas como as Organizações Globo, a classe alta como a ex-esposa do dr. Jaime Gold e a oposição política formal, que aceitava como normal uma presidente supostamente reeleita em uma eleição duplamente fraudada (urnas eletrônicas fraudáveis e apuração secreta). A oposição ao Socialismo no Brasil só existe porque já existia internet livre e democracia formal antes do PT chegar à Presidência da República. E essa oposição é de indivíduos organizados no lugar dos políticos, ou no mínimo de gente que prefere conversa normal em redes sociais no lugar de pseudointelectuais com dinheiro ou holofotes sem coragem ou inteligência para desagradar militantes parasitas. Nós não nascemos chineses ou muçulmanos, nós já vimos o que é democracia nem que seja em teoria e não queremos perdê-la. A militância esquerdista brasileira de hoje não entendeu o que é indivíduo que vive e tem sucesso com o próprio trabalho. O governo esquerdista não entendeu o que é indivíduo com pensamentos próprios. A mídia convencional ainda não entendeu o que é a internet. Se o governo esquerdista for para o precipício, a militância esquerdista que vive de parasitar a coisa pública vai com ele. Mas a mídia convencional que se submete à militância esquerdista que vive do governo esquerdista vai na frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário