segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Página Garota Conservadora mostrando que o antifeminismo conservador não passa de outro feminismo

Se o amigo leitor viu o meu texto "Os dois feminismos" e achou estranho eu dizer que existem dois feminismos, ou se leu "Por que eu acho 'O Outro Lado do Feminismo' um livro reprovável, se eu sou mulher e antifeminista (ou: o flipside ainda é o mesmo disco)" e ainda achou estranho, pode me entender melhor com algumas postagens compartilhadas por um amigo meu do Facebook e do Google Plus.


Garota Conservadora

20 de fevereiro às 00:01

Recadinho para os homens

Mulheres virtuosas existem sim, parem de falar que todas gostam de cafajestes, isso não é verdade. Ainda existem mulheres tementes a Deus, que obedecem aos mandamentos divinos, que se preservam para o casamento, que não se entregam a sensualidade.

Entendam, na bíblia fala que existem mulheres virtuosas, mas em qual versículo diz que será fácil encontrar uma dama honrada?

Está escrito que mulheres virtuosas existem e que seu valor é superior ao de finas jóias, ou seja o sacrifício de esperar e se guardar por uma mulher virtuosa nunca será inútil.

‪#‎dre_cah‬

(https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1648330338763528&id=1643378225925406)

Comentei no original:

O que é ser uma mulher virtuosa além de achar a sexofobia de uma mulher dá a ela a autoridade de difamar as mulheres que não a têm? E onde achar uma mulher virtuosa se as igrejas estão cada vez mais cheias de vadias em fim de carreira?

Resultado: comentário apagado e não posso mais comentar na página.

Antes, uma postagem da página Homem Tradicional que ele me mostrou:


Homem Tradicional

19 de fevereiro

O problema não são as mulheres que não prestam. O problema é que você é um fracassado e não pega ninguém.

(https://www.facebook.com/homemtradicional/photos/a.178209069177513.1073741828.178201049178315/250235978641488)

Agora, outra postagem parecida:


Homem Tradicional

20 de fevereiro

O problema não está nas mulheres. O problema está em você que é feio e não aceita mulher feia, é gordo e não aceita mulher gorda, é fracassado e não aceita mulher fracassada. O problema está em você, seu merda!

https://www.facebook.com/homemtradicional/photos/a.178209069177513.1073741828.178201049178315/250727385259014

Mas cadê um exemplo de homem que se encaixa nessa legenda? O curioso é que a Cíntia Rojo do blogue Mulherão publicou em novembro de 2013 o caso de uma senhorita "plus size" que dizia "Não namoro gordo" (http://blogmulherao.com.br/15599/nao-namoro-gordo), e ela disse, e disse bem, que "se queremos que as pessoas nos enxerguem além do nosso peso, devemos agir assim com os outros".

Agora eu peço a sua atenção para estas imagens compartilhadas da Garota Conservadora na Homem Tradicional:


Uma mulher de verdade não precisa de roupas chamativas para chamar a atenção.

(20 de fevereiro, https://www.facebook.com/1643378225925406/photos/a.1643438549252707.1073741828.1643378225925406/1648342748762287, compartilhada em https://www.facebook.com/homemtradicional/posts/250489951949424)


O charme de uma mulher não está no quanto ela mostra, mas no quanto ela esconde.

(12 de fevereiro, https://www.facebook.com/1643378225925406/photos/a.1643438549252707.1073741828.1643378225925406/1646210278975534, compartilhada em https://www.facebook.com/homemtradicional/posts/249936875338065 19 de fevereiro às 14:40)

Bom, eu já disse aqui algumas vezes que eu tenho algo a esconder: melões na frente e melancias atrás. Se eu sair pra rua de burka, vou levar uma cantada a cada 200 metros. Então, eu uso enchimentos por baixo de roupas tradicionais. Deixei o meu corpo para os 257 gatinhos que me comeram até hoje. Mas se eu disser que esse meme é feminista, vai parecer loucura? Aqui também temos mulheres ditando regras pro mundo segundo suas próprias ideias mesquinhas. Mas temos aqui um outro problema: a mulher que prega a castidade tem tanto desprezo contra o homem e ódio contra a heterossexualidade masculina quanto a feminista cultura-do-estupro. As mulheres conservadoras ditas antifeministas odeiam as mulheres menos comportadas porque os homens gostam delas.

No mês passado, "um grupo de mulheres fez um ensaio fotográfico no último dia 18 de janeiro, na praia Vermelha, na Urca, contra o preconceito às mulheres fora dos padrões de beleza." ("Mulheres fazem protesto na Urca contra 'gordofobia'", Quem Inova,
26 de janeiro de 2015, https://queminova.catracalivre.com.br/influencia/mulheres-fazem-protesto-na-urca-contra-gordofobia). Assim como aquelas não gostam de serem criticadas, as moças honradas também não querem ser questionadas. Porque a dúvida é mais forte que a honra delas. E a postagem das "mulheres virtuosas" me lembrou um flagrante que eu dei em novembro de 2012:


(http://www.facebook.com/photo.php?fbid=377828115642654&set=pb.290323477726452.-2207520000.1353354941&type=3&permPage=1) "Me prove que você é diferente. Me mostre que por você vale a pena lutar"

Mas eu achei esta postagem que me chamou a atenção, foi mais ou menos aí que a bagunça começou:


Homem Tradicional

19 de fevereiro às 13:42

Ando Observando que há muitas Mulheres aqui na minha página, Mulheres que pensam como nós, e que nos apoiam, e isso me deixa Feliz.

Pois mostra que também tem Mulheres que não perderam seu valor, e não se entregaram a essa modernidade imunda que vivemos atualmente!

Parabéns a todas.

(https://www.facebook.com/homemtradicional/posts/249918928673193)

Mas isso tudo aconteceu porque as mulheres conservadoras que se dizem antifeministas são, na verdade, contra o feminismo das militantes esquerdistas e das putinhas enrustidas que frequentam as mesmas igrejas que elas.

E para mostrar até onde pode chegar o antifeminismo conservador, mais uma da Homem Tradicional:


Homem Tradicional

18 de fevereiro

O homem burro faz sua mulher sentir ciúmes de outras mulheres. O homem inteligente faz as outras mulheres sentirem inveja da sua mulher.

(https://www.facebook.com/homemtradicional/photos/a.178209069177513.1073741828.178201049178315/249219088743177)

A frase é velha, pode ser encontrada, por exemplo, em uma postagem da página Status do Amor de janeiro do ano passado, mas também nesta postagem de 2011:


Márcia Mello para Superando a Decepção

19 de agosto de 2011

"O Homem BURRO faz sua mulher sentir ciúmes de outras mulheres, o Homem INTELIGENTE faz as outras Mulheres sentirem inveja da sua Mulher."

Fica a dica!!!

(https://www.facebook.com/SuperandoDecepcao/posts/252063668147635)

Foto de perfil da cidadã de junho, um tanto sugestiva:


E mais uma coisinha que eu tenho que registrar: por que as moças celebridades da direita estão citando algumas das mesmas ideias e obras que eu com uns cinco anos de atraso? A Ana Caroline Campagnolo Bellei citou "Sexo Privilegiado: o mito da fragilidade feminina" em um vídeo de setembro de 2014. Eu trouxe um trecho escrito no primeiro texto da série "O machismo foi criado pelas mulheres", novembro de 2010. A Luana Basto publicou "O movimento feminista não é um movimento de duas vertentes" no blogue dela em novembro, citando um trecho do Manifesto SCUM que eu copiei no A Vez das Mulheres de Verdade em dezembro de 2010 (e no A Vez dos Homens que Prestam em maio de 2013). A Cris Correa publicou "Conservador sim, machista NÃO" no blogue dela em outubro, abordando que o tema da redação ENEM 2015 foi "violência contra a mulher" mas existe mais violência contra os homens. Eu mostro exemplos de violência ou apologia a violência de mulher contra homem desde 2009.

Vou encerrar com uma coisa que parece sair do assunto, mas explica tudo. Também compartilhada por aquele parceiro:


Por que os homens me tratam como uma puta?

Porque você se comporta como uma.

(Hétero Orgulhoso, https://www.facebook.com/HeteroOrgulhosoOfficial/photos/pb.1642482572700167.-2207520000.1456158784./1671901243091633. Também em http://heteroorgulhosooficial.blogspot.com.br/2016/02/uma-simples-resposta.html. Obrigada ao amigo Alberto Panegassi por ter compartilhado.)

Eu descobri o blogue Hétero Orgulhoso e comentei lá e na página do blogue no Facebook:

Bom, a tirada foi boa, mas há duas falhas: a primeira é que as vadias são muito mais respeitadas do que merecem, pelo menos pelos homens que prestam; a segunda é que uma "puta", em princípio, é só uma mulher que se oferece, e só isso. E o que mais? Ela pode ser "puta" e de bom caráter, por exemplo? Vou dar o meu próprio exemplo: eu tenho desde 2006 o primeiro trabalho antifeminista funcional na blogosfera em língua portuguesa escrito por uma mulher, entre outras coisas porque eu NÃO ligo falta de sexo a dignidade ou a valor. Vou te mostrar um pouco deste trabalho, mais exatamente uma postagem que eu fiz com indicações de leitores: http://avezdoshomens.blogspot.com.br/2015/10/direita-crista-acabou-parte-6.html. Aqui, você vai ver um atalho para a minha tradução do texto "Why Governments Love Feminism" (Por que os governos amam o Feminismo), do Angry Harry, por indicação de um leitor, com os meus próprios comentários. O mesmo leitor me indicou também o texto "The Sexual Liberation of Women: Contraceptive Pill", também do Angry Harry, traduzido em http://avezdoshomens.blogspot.com.br/2015/12/a-liberacao-sexual-das-mulheres-pilula.html. E você pode ver também algumas mensagens, que inclusive ilustram o "ser tratada como puta" no meu caso particular. Por outro lado, eu tenho observado há anos que até pelo menos a primeira Marcha das Vadias, praticamente todo o antifeminismo feminino era difamação caipira contra todas as mulheres que parecem melhor resolvidas sexualmente e alfabetizadas que as avós de quem fala.

O blogue A Vez dos Homens que Prestam não foi recheado de pornografia só porque os leitores homens iriam gostar. Era também, principalmente, porque eu acredito que é ilegítimo, é imoral pretender que vocês não gostem. E além da putaria, tem textos, muitos deles antifeministas. Não é só porque esses textos eram o que eu tinha para transmitir pra vocês, não era também só pra mostrar que nós podemos juntar as duas coisas, era também para mostrar que a dignidade do homem e a heterossexualidade dele são inseparáveis.

Vimos aqui também que o homem tradicional NÃO é um homem antifeminista, é um servo do universo feminino que oferece mais energia e sacrifício por ainda menos recompensa do que um boêmio típico. O antifeminismo é tirar a conveniência do universo feminino do centro da vida social. A mulher antifeminista é a mulher que vê o homem decente com tanto valor e tanta dignidade quanto ela, e com direito legítimo ao prazer sexual. Aliás, vamos voltar àquela frase "O Homem BURRO faz sua mulher sentir ciúmes de outras mulheres, o Homem INTELIGENTE faz as outras Mulheres sentirem inveja da sua Mulher". Uma pessoa antifeminista nunca será mais uma para dizer aos homens decentes o que eles devem dizer, fazer ou ser, a não ser que seja para levantar a cabeça deles. Uma pessoa antifeminista nunca vai exigir nada do homem com caráter sem primeiro ter o que oferecer. Homens que prestam não precisam de mais regras pra seguir, não precisam provar nada para o universo feminino, eles precisam PRIMEIRO receber respeito e atenção para DEPOIS ter o que retribuir.

Abigail Pereira Aranha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página no Facebook