sexta-feira, 8 de julho de 2016

Putaria, Direitos Humanos dos Homens, e um pouco de piadinha

"Virgem. Ensine o seu filho que isso não é um palavrão."

Virgin. Teach your kid it's not a dirty word. (Virgem. Ensine o seu filho que isso não é um palavrão)

Mgmow Kailash

16 de dezembro de 2013

Isso acontece em Delhi também...

"Alô, socorro! Mande alguém rápido!", a garota gritou no telefone. "Dois ciclistas pelados estão subindo a parede na direção da janela do meu quarto!"

"Aqui é o Corpo de Bombeiros, senhora", a voz respondeu. "Eu tenho que transferir você à Polícia."

"Não, é VOCÊ que eu quero!", ela gritou. "Eles precisam de uma escada maior!"

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=616385525064797&set=a.101428303227191.3006.100000800662410

Meus comentários

Para o progressista, é errado quando o homem que come 10 mulheres é um garanhão e a mulher que deu para dois homens (não necessariamente ao mesmo tempo) é uma galinha. O certo é que essa mulher transe com 10 homens se quiser sem ser condenada e esse homem seja desprezado se transar com duas mulheres (não necessariamente ao mesmo tempo).

Para a mulher feminista normal, é errado quando o homem que come 10 mulheres é um garanhão e a mulher que deu para dois homens (não necessariamente ao mesmo tempo) é uma galinha. O certo é que essa mulher transe com 10 homens se quiser sem ser condenada e esse homem nem olhe para ela (sexualmente) se ela estiver com uma roupa que não cobre um travesseiro.

Para a mulher feminista radical, é errado quando o homem que come 10 mulheres é um garanhão e a mulher que deu para dois homens (não necessariamente ao mesmo tempo) é uma galinha. O certo é que essa mulher fosse lésbica e esse homem fosse gay ou um reprodutor em uma sociedade com 10% de homens.

Para o homem falso moralista, é errado quando os três primeiros desprezam o garanhão e supervalorizam a galinha. Porque, como eles dizem, a chave que abre qualquer fechadura é chave-mestra e a fechadura que abre com qualquer chave não vale nada.

Para a mulher falsa moralista, é errado supervalorizar a galinha. É o passado escondido dela, ou o que ela queria ter tido.

Para o homem conservador, é errado quando o homem que come 10 mulheres é um garanhão e a mulher que deu para dois homens (não necessariamente ao mesmo tempo) é uma mulher sexualmente livre. O certo é os dois esperarem virgens para só fazerem sexo em um casamento monogâmico para toda a vida, e nunca verem o corpo de outra pessoa do sexo oposto antes ou depois.

Para a mulher conservadora, é errado quando o homem que come 10 mulheres é um garanhão e pior ainda quando a mulher que deu para dois homens (não necessariamente ao mesmo tempo) é uma mulher sexualmente livre. Como se diz, para o homem, o preço do sexo é o casamento; para a mulher, o preço do casamento é o sexo.

Para os progressistas, a sociedade permite aos homens fazer sexo à vontade e as mulheres são reprimidas. Para as mulheres conservadoras, as outras mulheres fazem estripulias de filme pornô antes dos 16 anos e o Feminismo é a mulher dar para os homens o que eles querem. Para os homens conservadores, as mulheres jovens não-conservadoras estão transando com todos os homens menos eles. Explicando melhor: os progressistas e as mulheres conservadoras acham que os homens conservadores estão comendo garotas da igreja ou da vizinhança, os homens conservadores e as mulheres conservadoras acham que os homens progressistas estão comendo as mulheres progressistas, os progressistas e os homens conservadores acham que as mulheres conservadoras mais formosas estão adulterando com homens conservadores.

Quando um conservador, um esquerdista moderado, um homem feminista ou uma mulher feminista tem inveja do que pensa que é a vida sexual de outros, ainda vamos bem. O pior é quando uns condenam os outros por fazerem bacanais onde não teve porra nenhuma.

A diferença entre homem e mulher é sexual. Nós somos homens e mulheres pra meter. Para ser uma física, eu tenho que fazer o curso de Física. Um homem que queira ser físico também. E para entrarmos no curso de Física, temos que fazer vestibular e passar. Aí, nós entramos em uma universidade com sistema de cotas de gênero (para reparar a injustiça histórica do patriarcado), meio a meio, eu não tive nota para entrar sem a cota. O meu colega de curso não pode me cumprimentar, me tocar ou olhar para mim. Muito menos falar em sexo comigo (não é conversar comigo sobre sexo). Porque eu vou acusá-lo de crime sexual. Ou seja, eu sou mulher para tudo que me interessa, e o que não me interessa é justamente a diferença entre homem e mulher.

Mas se a mulher é valorizada por ser sensual, isso não significa uma sexualização da sociedade? Não, é o contrário. A mulher sensual é a que é sexualmente desejável ao mesmo tempo em que tem horror a sexo e se afasta dos homens. Se a mulher não faz sexo porque nenhum homem quer comê-la, ela é só uma vaca antipática. Se ela é sexualmente interessante e faz sexo, ela é uma puta. Se ela não tem muitos atrativos físicos e é muito amiga dos rapazes, ela decididamente é uma puta. Mas se a mulher usa roupas que escondem o corpo, é assanhada, tem conta no Pornhub, no XVideos e no Tnaflix, tem um blogue para os rapazes e transa com mais homens em uma semana do que muitas mulheres na vida, ela é Abigail P. Aranha.

É impensável que um lugar onde uma mulher típica não se incomode se um homem olha para uma mulher sexualmente tenha quem defenda que um homem seja preso por procurar uma prostituta ou disponibilizar material pornográfico. Se qualquer mulher pode acusar um homem que ela nunca viu antes de estupro com uma facilidade que ela não teria para acusá-lo, por exemplo, de roubo, é porque a heterossexualidade masculina é vista como tão abominável que, nesse caso, a pressuposição de inocência e o ônus da prova da culpa para quem acusa deixam de valer mesmo em países onde são a regra jurídica geral. Ah, mas as mulheres foram historicamente reprimidas pela sociedade patriarcal e várias delas foram punidas por serem sexualmente liberais. Tá bom, quem está comigo pra uma passeata em defesa da licenciosidade? Atenção, eu estou procurando mulher (para a passeata). As mulheres sexualmente liberais e as profissionais do sexo foram hostilizadas inclusive por outras mulheres, algumas delas do próprio movimento feminista. Essas outras mulheres continuaram suas vidas com boa aceitação social, defendidas por seus maridos, pais e irmãos homens.

O direito de uma mulher de ser safada sem o direito do homem de gostar de sexo e fazer com uma mulher que lhe dê oportunidade vira Modelo Nórdico. Quem vilaniza a heterossexualidade masculina despreza o homem como pessoa. Quando uma mulher tem o direito de não gostar de que um homem goste de admirar a bunda ou os seios dela e de qualquer outra mulher, os homens deixam de ter uma série de direitos. Este é só aquele que vemos no momento. Um dos outros é o de encontrar uma mulher que goste de homem.

Abigail Pereira Aranha

Questo testo in italiano senza filmati di dissolutezza in Men of Worth Newspaper: "Dissolutezza, Diritti Umani degli Uomini, e un po' di scherzo", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2016/07/dissolutezza-diritti-umani-degli-uomini.html.
Questo testo in italiano con filmati di dissolutezza in Periódico de Los Hombres de Valía: "Dissolutezza, Diritti Umani degli Uomini, e un po' di scherzo", http://avezdoshomens2.blogspot.com/2016/07/dissolutezza-diritti-umani-degli-uomini.html.
Ce texte en français sans films de libertinage au Men of Worth Newspaper: "Débauche, Droits Humains de les Hommes, et un peu de plaisanterie", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2016/07/debauche-droits-humains-de-les-hommes.html.
Ce texte en français avec films de libertinage au Periódico de Los Hombres de Valía: "Débauche, Droits Humains de les Hommes, et un peu de plaisanterie", http://avezdoshomens2.blogspot.com/2016/07/debauche-droits-humains-de-les-hommes.html.
Eso texto en español sin películas de putaría en Men of Worth Newspaper: "Libertinaje, Derechos Humanos de los Hombres, y un poco de broma", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2016/07/libertinaje-derechos-humanos-de-los-hombres.html.
Eso texto en español con películas de putaría en Periódico de Los Hombres de Valía: "Libertinaje, Derechos Humanos de los Hombres, y un poco de broma", http://avezdoshomens2.blogspot.com/2016/07/libertinaje-derechos-humanos-de-los.html.
This text in English without licentiousness movies at Men of Worth Newspaper: "Debauchery, Human Rights of Men, and a bit of joke", http://avezdoshomens2.over-blog.com/2016/07/debauchery-human-rights-of-men.html.
This text in English with licentiousness movies at Periódico de Los Hombres de Valía: "Debauchery, Human Rights of Men, and a bit of joke", http://avezdoshomens2.blogspot.com/2016/07/debauchery-human-rights-of-men-and-bit.html.
Texto original em português sem filmes de putaria no A Vez das Mulheres de Verdade: "Putaria, Direitos Humanos dos Homens, e um pouco de piadinha", http://avezdasmulheres.over-blog.com/2016/07/putaria-direitos-humanos-dos-homens.html.
Texto original em português com filmes de putaria no A Vez dos Homens que Prestam: "Putaria, Direitos Humanos dos Homens, e um pouco de piadinha", http://avezdoshomens.blogspot.com/2016/07/putaria-direitos-humanos-dos-homens-e.html.
Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia
Section of sex, lust, licentiousness, naked woman, pornography
Section de sexe, luxure, débauche, femmes nues, pornographie
Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia
Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía
Mature MILF With Young Nerd (with Nina Hartley)
MILF (Coroa que Eu Gostaria de Foder) com jovem Nerd (com Nina Hartley)
MILF (Maman Je Voudrais Baiser) avec jeune Nerd (avec Nina Hartley)
MILF (Mamá que Me Gustaría Follar) con joven Nerd (con Nina Hartley)
MILF (Mamma che Mi Piacerebbe Scopare) con giovane Nerd (con Nina Hartley)

Nenhum comentário:

Postar um comentário