quinta-feira, 22 de julho de 2010

Violência contra o homem 10

Mulher de prefeito assassinado no Paraná é presa e acusada de encomendar o crime

Publicada em 04/03/2010 às 13h16m

Anderson Hartmann, Cleide Carvalho, O Globo

SÃO PAULO - Josiane Portes Rutz, mulher de Adel Rutz, prefeito de Rio Branco do Sul, no Paraná, foi presa e é acusada de mandar matá-lo por ciúme. O casal estava separado há cerca de duas semanas. A informação foi confirmada pelo presidente da Câmara Municipal de Rio Branco do Sul, Ariel Ribeiro. A Secretaria de Segurança Pública convocou uma entrevista para falar sobre a elucidação do caso. Além de Josiane, outras três pessoas foram presas. A prisão de Josiane teria sido divulgada no twitter do governador Roberto Requião durante a madrugada desta quinta-feira e posteriormente retirada. Requião teria informado que Joseane encomendou o crime por R$ 25 mil e ainda teria ficado devendo R$ 10 mil. Foi pelo twitter que o governador informou também a primeira prisão de suspeito, o piloto da moto usada no crime.

Rutz tinha 36 anos e dois filhos com Josiane. A hipótese de crime passional já estava sendo investigada pela polícia , que chegou a avaliar também motivação política. Rutz havia assumido a prefeitura da cidade em janeiro de 2009, depois de ser eleito no ano anterior. Entre 2005 e 2008, Rutz era vereador do município. O prefeito que o antecedeu, Amauri Johnsson (PSC), renunciou ao cargo em outubro de 2008 depois de sofrer um processo do Ministério Público do Paraná, que o acusava de fraudar licitação.

Rutz estava em seu veículo, modelo Golf, próximo à sua residência, por volta da 20 horas. De acordo com informações da Polícia Militar, os assassinos teriam armado uma tocaia para matar o prefeito. Rutz estava na rua Domingos Faria quando uma moto preta, com dois ocupantes, cercou o veículo. Rutz saiu do carro e tentou fugir, mas foi baleado. O político foi atingido por cinco tiros: dois nas costas, um no peito, um na perna e outro no pé. Ele chegou a ser encaminhado para o Hospital Municipal de Rio Branco do Sul, mas não resistiu aos ferimentos. Um terceiro participante, em outro veículo, teria dado cobertura à dupla da moto.

Joerison Portes de Barros, irmão de Josiane, teria perseguido os homens de moto e teria dito à polícia que conseguiu derrubá-los da moto, mas que os dois ocupantes fugiram para o mato. A polícia descobriu que a motocicleta havia sido roubada em novembro de 2009. O município de Rio Branco do Sul fica ao norte de Curitiba e tem uma população estimada em pouco mais de 30 mil habitantes.

O Globo, 04 de março de 2010, http://oglobo.globo.com/cidades/mat/2010/03/04/mulher-de-prefeito-assassinado-no-parana-presa-acusada-de-encomendar-crime-915986277.asp

2 comentários:

  1. fato,violência contra ninguém é justa,mas este mundo ta meio deturpado...por ser mais fortes não podemos nos prevalecer disso,mas essa lei maria da penha e a muito maior tolerância com abusos femininos são convite a abusarem da fragilidade como arma...

    ResponderExcluir
  2. e uma coisa que eu canso de ouvir,que homem quase sempre perde em disputa de guarda familiar,mas pouco citam é que se for uma juiza julgando a chance tende a ficar nula...é estranho aquelas mulheres que ficam se fazendo de amigas umas das outras,de certa forma elas parecem arabes(nem todas,mas muitas parecem sim),se odeiam,vivem fazendo intrigas e brigando entre si,mas se uma é ''atacada''(leia-se atacar por expor alguma falha dela) por um ''inimigo comum''(homem) elas se unem..analogia bizarra,mas que essa relação de falsidade parece isso,parece.E por favor não me venha alguma dizer que nem todas são assim,porque QUASE TODAS SÃO,e todas juram não ser!!

    ResponderExcluir

Página no Facebook