quinta-feira, 28 de julho de 2011

A American Pie mineira, a cruzada anti-aquilo e as piriguetes hipócritas

Juizado acaba com festa inspirada em filme

Adolescentes foram surpreendidos por comissários de menores em balada com funk, strip-tease e bebida alcoólica

Publicado no Super Notícia em 27/07/2011

JAQUELINE ARAÚJO

falesuper@supernoticia.com.br


FOTO: REPRODUÇÃO

Convites para a festa foram vendidos por R$ 30 em shoppings e na porta de colégios particulares da capital

Uma festa em Belo Horizonte inspirada na série de filmes "American Pie", em que adolescentes e jovens se fartam em encontros regados a bebida alcoólica e competições de sexo, terminou no Juizado da Infância e Juventude da capital, na última sexta-feira. Denunciada pelo pai de uma adolescente de 13 anos que foi ao evento mesmo sem autorização, a festa foi interrompida cerca de duas horas após seu início.

Comissários de menores, acompanhados de policiais militares, surpreenderam os menores que se divertiam ao som de funk e tomavam vodca e chope. O local da festa foi um espaço conhecido como Mirante da Raja, na avenida Raja Gabaglia, no bairro Santa Lúcia.

Segundo a coordenadora substituta do Comissariado da Vara da Infância e Juventude, Denise Pires Costa, quando os comissários chegaram uma garota estava na pista de dança tirando a roupa, simulando um show de strip-tease.

Ao todo, 109 adolescentes de classe média, com idades entre 13 e 15 anos, foram levados em kombis ao juizado e só foram liberados com a chegada dos pais, que tiveram que assinar um termo de responsabilidade. A organizadora do evento, segundo relatos dos adolescentes, foi embora depois de eles terem dito que tinham pagado R$ 30 para entrar na festa.

Aos policiais e comissários, a mulher, que ainda segundo os adolescentes, seria mãe de uma das garotas que também estava na balada, teria dito que a festa era uma comemoração pelo aniversário de 15 anos da filha. Ela chegou a ser vaiada pelos adolescentes quando tentava dar sua versão aos policiais. A promoter teria contado com a ajuda da filha e de dois amigos dela, todos menores, para organizar a festa e divulgar o evento pela internet.

A secretária da Associação de Rádios Amadores, Núbia Monalisa Santos, responsável pelo Mirante da Raja, informou que a entidade vai acionar a organizadora na Justiça. Segundo Núbia, o local é destinado somente a associados - o que seria o caso dela (a organizadora) -, mas apenas para "festas familiares". "A organizadora dessa festa reservou o local e disse que seria uma festa de aniversário da filha, de 15 anos. Fomos enganados", disse a dona do espaço.

Segundo o juizado, a promoter foi denunciada outras vezes por fazer festas para menores, sem qualquer restrição ao uso de bebidas alcoólicas. Uma delas, há duas semanas, aconteceu no apartamento da acusada, com a participação de 50 adolescentes.

Pelo menos 300 convites da "American Pie mineira" teriam sido vendidos em shoppings e na porta de colégios particulares. Na hora, o ingresso custava R$ 50. A promoter foi procurada em casa e por telefone, mas não retornou as ligações.

American Pie

O nome da festa foi inspirado na série de filmes American Pie, lançada em 1999, nos Estado Unidos, que conta a história de um rapaz que procura uma garota para ter sua primeira relação sexual e, junto com os amigos, se envolve numa série de confusões.

Responsável pode ser preso

Festas envolvendo menores regadas a álcool e com apologias sexuais são consideradas crimes previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). De acordo com o estatuto, quem for flagrado estimulando a prática pode ser preso. A pena varia de 2 a 4 anos de reclusão. Para o Conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MG), Adilson Rocha, a penalidade para esse tipo de caso deve ser rigorosa. "É um crime considerado grave pelo ECA e os pais devem ficar atentos, pois também podem ser responsabilizados caso seja comprovado um consentimento por parte deles na participação dessas festas", destacou. Ainda, segundo Rocha, a denúncia contra esse tipo de festa pode ser uma alternativa para a diminuição do crime. "Os pais jamais podem ser coniventes. Em casos extremos eles podem até mesmo perder a guarda dos filhos envolvidos".

O empresário que denunciou a festa não se conformava com o estado em que a filha de 13 anos foi encontrada. Bêbada, ela xingou o pai e os comissários, e tentou rasgar o banco do carro em que foi levada ao juizado. O pai contou aos comissários que já tentou de tudo para conter a filha. A mãe de um rapaz de 16 anos contou que se impressionou com o estado dos menores. "Alguns, que pareciam crianças, estavam completamente embriagados".

MINIENTREVISTA

"Quando toca funk, as meninas ficam mais peladas e os meninos tiram a camisa"

Menor que participou da festa

Como você soube dessa festa American Pie Mineira? Sei que a divulgação foi feita pelo Twitter, pelo Orkut e pelo Facebook. Tinha também uma promoter divulgando pra galera.

E essa história de que havia meninas fazendo strip tease? Não vi nada disso. Na verdade, tinham uns grupos de dança e como toca muito funk, as meninas ficam mais peladas e os meninos vão tirando a camisa.

E o que foi servido na festa? Tinha bebida alcoólica? Tinha vodca com energético, chope e refrigerante.

Você viu drogas no banheiro? Não sei nada disso.

E promoter, você a viu na festa? Vi sim. Ela é mãe de uma menina que estava na festa e ficava olhando se estava tudo certo.

O que você fez quando a polícia e os comissários do juizado chegaram? Não fiz nada. Fiquei esperando o que ia acontecer e liguei para o meu pai. Tinha muitos meninos chorando.

http://www.otempo.com.br/supernoticia/acervo/?IdEdicao=1461&IdNoticia=59984

Comentários de A Vez das Mulheres / A Vez dos Homens que Prestam / O Reino de Deus

Preciosas lições que a gente tira do caso:

  1. As famílias destes moleques era tudo de ateus e desviados de igreja? É ruim! Eu aposto com vocês que a grande maioria dos pais e mães desses adolescentes soca os moleques na igreja no domingo, proíbe os filhos de ver ou ler o que a religião não deixa, nunca disse nada pros filhos sobre sexo, já proibiu os filhos de andarem com esta ou aquela pessoa, não deixa os meninos nem olharem pra qualquer homem ou mulher de camiseta de alça. E esses pais acham que proibindo o filho de tudo estão ensinando tudo sobre moral.

  2. Destruição da família o cacete. A ameaça a uma família medíocre é o próprio saco cheio de quem vive nela. A família só sobrevive quando cada um tem alguma alegria de estar com o outro. Por isso que muitos adolescentes preferem estar com bandidos a estarem com pai, mãe, irmãos. Quantos desses adolescentes não se abrem com os pais? Eles são obrigados, porque é o pai e a mãe? Amizade obrigada não é amizade. Amor obrigado não é amor. Respeito obrigado não é respeito. Algumas pessoas conseguem merecer respeito. Os outros são idiotas tentando ser grande coisa.

  3. Mais um caso de um valoroso denunciante sem nome usando a segurança pública pra avacalhar a vida de alguém. Tinha droga? Tudo bem, mas isso foi sorte. O objetivo mesmo era acabar com a vida de sabe-se lá quem que fez uma festinha onde a filhinha foi e o pai não queria que ela fosse.

  4. Influência da televisão o cacete. Ainda tem gente que acha que ensinar princípios morais pra uma criança é enfiar um raio de uma religião anti-sexo goela abaixo. O mundo lá fora é mau e pecaminoso e fora da nossa igreja ninguém tem caráter. O pimpolho que não foi educado pra vida real vai acabar descobrindo, e preferindo ela. Pode até fazer muita bobagem, mas o que ele aprendeu em casa que tivesse sentido ou conteúdo?

  5. Dessas mocinhas com 13, 15 anos, quais você mal pode encostar sem ser denunciado por assédio sexual ou pedofilia? Quais delas têm namorado, que teve apresentar currículo pra família da mocinha pra mal conseguir abraçá-la? Quais delas frequentam uma igreja?

  6. O grande problema aqui pra quem ficou indignado não foi o álcool, não foi a droga, isso tudo é problema. O grande problema pra essa turma foi o sexo. Algumas mães odeiam rola e ensinam os pais a terem horror a sexo.

  7. Adolescente trepar, desde que tenha juízo não tem problema algum. É só ver com que idade a sua bisavó se casou. Eu sempre defendi a putaria. O que eu sempre ataquei é a hipocrisia e o mau gosto.

E olha só como é a mão de Deus (Ele não existe mas é a mão dele assim mesmo, hehehehe). Anteontem eu estava justamente lendo O Perdedor Mais Foda do Mundo e achei o texto "As mulheres e o carnaval". Dá uma chegadinha lá.

Beijos. Viva a vida, o caráter, o ateísmo, a anarquia e a putaria (sem hipocrisia e sem mau gosto).

Abigail Pereira Aranha

Indicação de hoje

sexo, putaria, safadeza, pornografia, mulher pelada, filme pornô

Uma putaria só pra desestressar, né?


adolescente-teen-loura-magrinha-280711 - http://firstanalquest.com/galleries/485-dfer/index.php?nats=bustypassion.1.1.1.0.530.0.0.0



adolescente-teen-loura-anal-280711 - http://firstanalquest.com/galleries/1190-rlyf/index.php?nats=bustypassion.1.1.1.0.1467.0.0.0



videosz-top-guns-6-32 - http://galleries.videosz.com/2010/top-guns-6_3/36,5225,0.html



morena-bunduda-cabelo-grande-280711 - http://topadultvideo.net/shaman/galleries/monstercurves/monstercurves_3r8jy/index1.html

Big Asses (bunda grande / big asses / culudas)

Elephant Asses (bunda grande / big asses / culudas)

Mobile MadThumbs (vídeos pornôs mp4 para celular)

Lisa Ann POV anal

59 minutos, Lisa Ann, uma morena peituda, de Mamãe Noel

http://www.xvideos.com/video500823/lisa_ann_pov_anal


4 comentários:

  1. Chovendo no molhado: A lei existe como uma tentativa normalmente frustrada de corrigir o que o bom-senso não resolveu. E se tornou um grave problema quando foi colocada acima do bom-senso.
    Crianças e adolescentes não estão preparados para enfrentar alguns problemas da vida. O que é mais fácil, prepará-los para enfrentar o mundo, ou proibí-los de se envolverem em situações potencialmente problemáticas? "Esquece qual é a melhor alternativa, eu vou é pela mais fácil", agem as pessoas mais bitoladas. "Se meus filhos transarem, pode ser que deixem de usar camisinha, pode ser que engravidem, que contraiam uma doença, etc. Então é mais fácil afastá-los do sexo do que ensiná-los como fazer direito". "Se eles crescem afastados do sexo, não vão se interessar pelo assunto". "Se eles não fazem sexo, eles sim terão toda a moral e respeito do mundo, pois sexo é sujo, é pecado, é uma vergonha! (Então, porquê Deus resolveu nos fazer com pênis ou vagina? Não importa. O pastor falou que é pecado e pronto, não pode.)"
    Claro que este raciocínio parte do pressuposto que os filhos sempre respeitam as vontades e decisões dos pais sem questionar. E que os filhos não tem a menor capacidade de raciocínio lógico. E que sexo é algo cultural, não biológico. Partindo dessas 3 premissas, é fácil entender o fracasso das ridículas tentativas de "proteger os filhos do sexo". Cabe aqui uma piada meio preconceituosa, mas... dane-se! Humor politicamente incorreto é muito melhor:

    O menino tinha 9 anos:
    - Pai, quando eu crescer, quero ser decorador.
    - Cala a boca, muleque! Vai arrumar um serviço de homem! Decorador é profissão de viado!
    O menino tinha 12 anos:
    - Papai, quando eu crescer, quero ser estilista.
    - Cala a boca, muleque! Vai arrumar um serviço de homem! Estilista é profissão de boiola!
    O menino tinha 15 anos:
    - Papi, quando eu crescer, quero ser cabeleireiro.
    - Cala a boca, muleque! Vai arrumar um serviço de homem! Cabeleireiro é profissão de gay!
    E o menino cresceu, virou adulto, bicha, mas não sabe fazer absolutamente nada.

    Então, proteger os filhos de fazer sexo se torna inútil por, principalmente, 2 motivos.
    Primeiro, e mais importante: Não há do que protegê-los. Eu ainda não conheci nada melhor que sexo (talvez uma boa tigela de creme de açai, um pote de sorvete Häagen-Dazs, uma bateria DW Collector's series com pratos Bosphorus... não, nem isso), então proteger alguém de algo tão bom não é proteção, é privação. E privar alguém de algo tão bom só pode revelar ou que os pais não sabem o quando o "negócio" é bom (porque nunca aprenderam como pode ser gostoso, por exemplo) e/ou não amam de verdade os filhos, e só se importam em manter uma aparência de família certinha de acordo com o modelo desejado pela igreja que frequenta
    E segundo, não adianta. Exceto pela possibilidade de forçar o filho a virar padre, ou freira, eles serão preparados para se casar, e então vão fazer sexo de um jeito ou de outro (não que nas excessões destacadas acima eles não o farão - e nem que depois de casados o farão também, se bem que estão chamando qualquer coisa de sexo hoje em dia, rs!). Então, caso os pais tenham sucesso na tarefa de não permitir que os filhos façam sexo antes da hora que julgam adequada, estarão condenando os próprios filhos a uma vida sexual tão ruim quanto a deles próprios. E, invariavelmente, a uma série de problemas conjugais, já que sexo é um dos maiores motivos (senão o maior) de brigas em um casal. E aí virão os filhos e a tendência é que o ciclo vicioso continue. Até que alguém nessa história toda tenha contato com idéias como as presentes neste blog, e resolva se libertar disso tudo.

    ResponderExcluir
  2. É um problema complexo, mas muito fácil de resolver: Ensinem seus filhos que sexo envolve muitas responsabilidades e riscos, mas que é muito bom, saudável e prazeroso. Ensinem quais são as melhores técnicas, posições, relatem experiências, o que fazer, o que não fazer, que certamente os filhos serão mais gratos aos seus pais, e a contribuição que seus filhos levarão será muito mais eficiente do que aprender conceitos vazios de moral assexuada e perguntas que não podem ser feitas. Será que isso dá um post? Ficou enorme! Tive que dividir em dois comentários...

    PS: Tô sabendo que estou devendo um texto sobre o e-mail que rolou no grupo, rs! Vou parar aqui pra escrever ele ainda!

    Um beijo do magro!

    ResponderExcluir
  3. Quem é essa atriz porno da ultima foto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa pergunta, fofo. Também não descobrimos.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook