sábado, 12 de novembro de 2011

Estatística de frouxo: "Mulheres lidam melhor com as finanças do que os homens"

Poderosas e econômicas

Mulheres lidam melhor com as finanças do que os homens

Por Elliana Garcia

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010 mostram que o número de famílias chefiadas por mulheres cresceu quase 80% em 10 anos, e um quarto dos domicílios brasileiros já está sob o comando exclusivo delas. Através de pesquisas sobre o comportamento das mulheres em relação às finanças, Reinaldo Domingos, educador e terapeuta financeiro, autor do livro “Terapia Financeira”, chegou a uma conclusão que, para o sexo feminino, não chega a ser novidade: a mulher lida melhor com o dinheiro do que os homens. “Embora comprem mais, isso não quer dizer que sejam relapsas com as finanças, ou que gastem mais do que deveriam”, diz.

Domingos esclarece que vários mitos em relação às mulheres foram desfeitos depois de algumas pesquisas. “As mulheres conseguem poupar mais que os homens. Dizem que gastam mais, mas esse é um pensamento machista, pois elas possuem um controle muito maior de suas finanças, o que muitas vezes proporciona adquirir mais bens que os homens”, esclarece.

Teste de educação financeira:

Descubra se você tem controle sobre seus gastos

Segundo o terapeuta, a mulher é como se fosse um caixa de um banco: transita muito dinheiro por ele, mas o dinheiro não é dele. Acontece o mesmo com muitas mulheres, sejam elas profissionais ou donas de casa. “Cada vez mais a mulher é responsável pela movimentação do dinheiro em prol da família. Sendo assim, elas se tornaram grandes administradoras e conscientes. Como buscam promoções e preços bons, o dinheiro rende na mão delas. Ciente disso, o mercado publicitário voltou suas ações para o público feminino, responsável pela compra de eletrodomésticos, alimentação, roupas e até medicamentos para a casa”, ressalta.

Outro ponto interessante nas finanças do universo feminino é que as mulheres têm tendência a anotar todos os gastos, e o educador vê isso como um ponto positivo. “No exercício de registrar tudo o que gasta, a mulher descobre onde pode economizar para atingir seus sonhos.”

E para quem ainda não se encaixou nesse perfil de consumidora consciente, Domingos dá uma dica: “Guarde de 10% a 20% dos rendimentos. Isso vale tanto para as profissionais quanto para a dona de casa. O ideal é guardar o dinheiro com um objetivo, senão a pessoa gasta impulsionada por uma propaganda, por exemplo. Quando poupamos para realizar um sonho, não agimos por impulso, comprando itens desnecessários.”

Para quem é dona de casa e não tem uma renda fixa, o terapeuta aconselha a guardar uma reserva para uma poupança privada, que garantirá uma aposentadoria mais tarde. Eliminar gastos pensando no futuro é algo que tem que envolver toda a família. “Faça uma reunião da qual as crianças participem e estabeleça prioridades, eliminando excessos, supérfluos e criando uma linha de ação, onde todos estejam na mesma direção. É importante ter sonhos, objetivos, diálogo, e respeito ao dinheiro”, finaliza.

http://www.arcauniversal.com/economiaeconsumo/noticias/poderosas_e_economicas-611.html

Comentários de Universidade Plebéia Revolucionária

Agora as piadinhas com a inteligência de quem tem estão vindo até de instituto de pesquisa. Daqui a vinte anos, vamos ver os analfabetos das escolas da periferia que entraram na universidade pelo ENEM e pelas cotas sendo especialistas, e aí vai vir mais asneiras.

"A mulher lida melhor com o dinheiro do que os homens". Mas que brincadeira é esta? Qualquer homem casado ou pai de moça adolescente já teve várias discussões com a mulher ou a filha porque ela gasta mais do que deve, ou conhece outro homem que tem.

Sabe quando mulher sabe o valor do dinheiro? Quando não tem pai nem marido pra bancar, ou quando é pobre. Se tem um trouxa com dinheiro suficiente na mão, ela não compra sapato mais barato, não mora em qualquer bairro, se o palhaço tem carro faz ele de taxista, e por aí vai. Quantas vezes você já viu mulher pedindo dinheiro pro marido? E franguinha universitária ligando pro pai pedindo dinheiro (e dinheiro grosso)?

Mulheres em geral não sabem controlar dinheiro. O que elas sabem é ter o que querem nas costas dos homens otários. Você já viu em entrada de noitada quantas moças com calça que nem tem bolso? A maior preocupação da vida financeira de muitos homens é estudar e trabalhar pra ganhar dinheiro para pagarem as próprias contas. A maior preocupação da vida financeira de muitas mulheres é com quem vão casar, de quem vão ganhar pensão ou quem vão usar de escada profissional.

Qualquer semianalfabeta feia e disforme pode ter uma vida que um homem (ou uma mulher mesmo, pelo próprio esforço) só vai conseguir com duas ou três décadas de esforço e estudo só porque achou o marido certo (ou o otário certo pra dar pensão). Uma mulher pode até aprender a administrar uma casa financeiramente, mas o príncipe encantado não anda a pé.

Vamos lembrar também daquela senhorita que mora só ela e os filhos, ganha menos de dois salários mínimos e está sempre com roupa, bolsa, sapato novo.

E será que algum mangina estrado de salto agulha acreditou neste lixo de pesquisa?

E quanto à parte de quebrar os preconceitos, eu ainda vou escrever outro texto.

Abigail Pereira Aranha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook