sexta-feira, 9 de novembro de 2012

A Sociedade dos Garotos - parte 1: Introdução

Um amigo meu escreveu, em um blog extinto, que a mulher sempre teve um lado sombrio mas que até pouco tempo atrás havia uma pressão social que impedia esta sombra de se manifestar. Eu diria que não é que a mulher seja naturalmente má, ou mesmo pior que o homem, é que as mulheres sempre tiveram um ambiente social em que ser sórdida é uma opção interessante de estilo de vida. Para os homens também pode ser "vantajoso" ser mau, mas para as mulheres é bem mais fácil. Nisso o autor estava falando do feminismo, da decadência dos valores morais (os da década de 50, porque princípios morais até nós que não acreditamos em Deus e na castidade temos), essas coisas. Mas ele tentando dar respostas, cria um outro problema: se os homens sempre dominaram o mundo com um ambiente repressor, por que o feminismo foi aparecer logo agora, e ficou cada vez mais forte?

Explicando o "logo agora". O Feminismo foi surgir em meados do século XVIII no Reino Unido. Não é só um movimento relativamente recente. O Feminismo também surgiu na época e no lugar da Revolução Industrial, na potência da época. O Feminismo também surgiu depois da independência de todas as colônias da América, da Revolução Francesa, da Revolução Americana, da descoberta da eletricidade, só pra lista não ficar comprida. Foi mais fácil em termos de ciência e tecnologia criar o feminismo do que, por exemplo, Simon Bolívar lutar contra a Espanha pela independência da Venezuela e de outros países. Se o Feminismo veio para libertar a mulher dos homens opressores (não todos os homens), por que ele não começou no Norte da África, onde a praga do Islamismo põe a mulher de burqa até hoje? Se o Feminismo veio para libertar a mulher dos homens opressores, por que ele não começou na Europa Ocidental da Inquisição?

E aí, a ciência e a tecnologia foram evoluindo. Veio a Máquina de Hollerith, vieram os computadores, a estrutura do DNA foi descoberta, veio o modelo atômico de Bohr, só pra lista não ficar comprida. E o que os homens machistas opressores fizeram? Deixaram vir a Segunda Onda do Feminismo na década de 60. Se os homens quisessem continuar dominando as mulheres, Valerie Solanas, Rubin Morgan e outras cretinas deviam ser os tiradentes do Feminazismo (nota para os não-brasileiros: Tiradentes foi o líder da Inconfidência Mineira, uma revolta contra o governo de Portugal no tempo em que o Brasil era colônia. Ele assumiu a responsabilidade sozinho e foi enforcado e esquartejado, e os pedaços foram exibidos a cabeça no centro de Ouro Preto, capital da província de Minas Gerais na época, e o resto em outros lugares onde fez discursos revolucionários. O dia da execução dele, 21 de abril, é feriado pra nós). Mas não! Até hoje, quem denuncia o quanto as feministas são narcisistas lésbicas com ideais autoritários que odeiam os homens são basicamente grupos pequenos e mal conhecidos nos países desenvolvidos (isso depois de elas já terem feito muita coisa errada por lá) e caras comuns que geralmente nem publicam o próprio nome em blogues gratuitos que eles escrevem nos horários e no ritmo que podem. E esses antifeministas, nem sempre machistas, ainda são ofendidos e ridicularizados pelas costas e pela frente não só por jornalistas e diretores homens de revistas e jornais de grande circulação, ou por professores universitários, como por qualquer subempregado que inventa aventuras sexuais em conversa com os colegas do subemprego. Isso quando um cara destes sabe da existência destes antifeministas.

No mínimo, os homens que não se opõem à emancipação da mulher, inclusive em posições de poder e influência, são em número muito maior e fazem muito mais pelas mulheres do que as lésbicas ingratas do Feminazismo reconhecem. Mas ainda tem outra coisa: por que os homens em geral aceitam tanta ingratidão, desrespeito e calúnias das feminazistas e das mulheres em geral, por que eles se importam menos com os próprios problemas do que com os delas e por que eles ignoram as vilezas de mulheres que os desprezam?

Alguns culpam o LGBT-Feminismo pela mudança do universo feminino, da mulher honrada (na verdade uma religiosa semianalfabeta sexualmente reprimida) dos anos 50 para a víbora de hoje. Mas como uma geração inteira de mulheres tradicionais, ou a maior parte dela, pôde permitir que seus países ou suas cidades chegassem a este ponto? Mesmo que houvesse um plano secreto de corporações ou famílias poderosas por trás de tudo isso, com dinheiro grande, aparelhamento dos governos dos países emergentes e desenvolvidos e propaganda ideológica pela mídia de massa (e esse plano até existe), não se pode controlar a mente de tanta gente, ou impedir que tanta gente busque certas verdades pela lógica e pela pesquisa. E para completar, no Brasil da década de 60, por exemplo, não só a televisão era artigo de luxo como metade da população era analfabeta, a maioria morava na área rural e católicos eram intolerantes a qualquer coisa ou pessoa não-católica, inclusive outros cristãos. Só o Demônio conseguiria destruir um mundo puritano em duas gerações, e só Deus poderia permitir isto, e os dois não existem.

Só pra ilustrar onde eu quero chegar, vou mostrar um monumento no Parque Municipal de Belo Horizonte (o da Área Central), que pra mim foi uma revelação (se o Diabo existisse, eu até podia dar os créditos pra ele, hehehehe).

As mãos que embalam o berço são as mãos que governam o mundo. Em louvor às mães o povo de Belo Horizonte.

Erguido na administração do prefeito Celso Mello de Azevedo. 12 XII 58. Ao 60º da cidade.

As mães governam o mundo?! Como assim, colega?! E os pais deixaram?! Isso era 1958! Mal existia o Feminismo.

Isto explica muita coisa. Explica quase tudo de problemas da nossa sociedade. Explica por que é um trabalho de Hércules dizer algumas verdades para uns 90% da humanidade, mesmo quando alguns indícios escapam ou quando alguns mentirosos nem conseguem ou tentam mais esconder a verdade. E claro, explica as relações entre homem e mulher e as canalhices das mulheres, não só em termos afetivos e sexuais, mas principalmente quando um homem tenta ter um bom relacionamento com uma mulher sem ter expectativas de conseguir sexo e, em alguns casos, nem mesmo respeito.

E o nome Sociedade dos Garotos eu tirei de uma música do Leoni. Tem muita gente que gosta da música, foi um sucesso na década de 90. A letra devia causar revolta, porque ela mostra um homem bobão que rasteja por um tipo de mulher, ou pelas mulheres. Se fosse o contrário, os protestos seriam garantidos. Vamos à música:

Garotos II

Leoni

Seus olhos e seus olhares / Milhares de tentações / Meninas são tão mulheres / Seus truques e confusões / Se espalham pelos pêlos / Boca e cabelo / Peitos e poses e apelos / Me agarram pelas pernas / Certas mulheres como você / Me levam sempre onde querem

Garotos não resistem / Aos seus mistérios / Garotos nunca dizem não / Garotos como eu / Sempre tão espertos / Perto de uma mulher / São só garotos

Seus dentes e seus sorrisos / Mastigam meu corpo e juízo / Devoram os meus sentidos / Eu já não me importo comigo / Então são mãos e braços / Beijos e abraços / Pele, barriga e seus laços / São armadilhas e eu não sei o que faço / Aqui de palhaço / Seguindo seus passos

Garotos não resistem / Aos seus mistérios / Garotos nunca dizem não / Garotos como eu / Sempre tão espertos / Perto de uma mulher / São só garotos

A Sociedade dos Garotos não apenas é formada de mulheres insensatas e homens idiotas. A Sociedade dos Garotos também odeia homens e mulheres de verdade.

Esta é só a introdução da série.

Abigail Pereira Aranha

Questo testo in italiano senza foti e filmati di sesso, in Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: La Società degli Ragazzini - parte 1: Introduzione, http://avezdoshomens2.blog.com/2014/05/10/la-societa-degli-ragazzini-parte-1
Questo testo in italiano con foti e filmati di sesso, in Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible: La Società degli Ragazzini - parte 1: Introduzione, http://avezdoshomens2.blogspot.com/2014/05/la-societa-degli-ragazzini-parte-1.html
Eso texto en español (sin fotos e peliculas de putaría, en lo Concrete Paradise): La Sociedad de los Chiquitos - parte 1: Introducción, http://avezdoshomens2.blog.com/2012/11/09/la-sociedad-de-los-chiquitos-parte-1/
Eso texto en español (con fotos e peliculas de putaría, en lo Paraíso Tangible): La Sociedad de los Chiquitos - parte 1: Introducción, http://avezdoshomens2.blogspot.com.br/2012/11/la-sociedad-de-los-chiquitos-parte-1.html
This text in English (without sex pics and movies, at Concrete Paradise): The Little Boys Society - part 1: Introduction, http://avezdoshomens2.blog.com/2012/11/10/the-little-boys-society-part-1/
This text in English (with sex pics and movies, at Paraíso Tangible): The Little Boys Society - part 1: Introduction, http://avezdoshomens2.blogspot.com.br/2012/11/the-little-boys-society-part-1.html
Texto original em português (sem fotos e vídeos de putaria, no A Vez das Mulheres de Verdade): A Sociedade dos Garotos - parte 1: Introdução, http://avezdasmulheres.blog.com/2012/11/09/a-sociedade-dos-garotos-parte-1/
Texto original em português (com fotos e vídeos de putaria: A Sociedade dos Garotos - parte 1: Introdução, no A Vez dos Homens que Prestam em http://avezdoshomens.blogspot.com/2012/11/a-sociedade-dos-garotos-parte-1.html
La serie La Società degli Ragazzini senza fotos e filmati di dissolutezza
La serie La Società degli Ragazzini con fotos e filmati di dissolutezza
La serie La Sociedad de los Chiquitos sin fotos e peliculas de putaría
La serie La Sociedad de los Chiquitos con fotos e peliculas de putaría
The series The Little Boys Society without sex pics and movies
The series The Little Boys Society with sex pics and movies
A série A Sociedade dos Garotos sem fotos e vídeos de putaria
A série A Sociedade dos Garotos com fotos e vídeos de putaria no Viver a Vida e Planejamento Estratégico
A série A Sociedade dos Garotos com fotos e vídeos de putaria no A Vez dos Homens que Prestam

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Sex, lust, bitchness, naked woman, pornography seccion

Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia

Two young cocks doing granny cleaner

(Dois pintos jovens fazendo uma faxineira coroa / Due giovani cazzi facendo una nonna pulitora / Dos vergas jóvenes haciendo una limpiadora madura)

Naughty Businesswoman...F70

(Mulher de negócios fogosa... F70 / Imprenditrice giocherellona... F70 / Empresaria traviesa... F70)

E olha só, o filme é brasileiro. Uma mulher vai comprar uma casa, um homem gostoso e atlético vai mostrando. Um olha pra bunda do outro escondido, eles vão tomar um café, ela deixa cair café na camiseta, ele se oferece pra lavar, ela tira a camiseta (está sem sutiã) e logo puxa a camiseta do gatinho e dá-lhe um beijo. Depois ela chupa ele, ele chupa ela na mesa,...

E guarda, il film è brasiliano. Una donna va a comprare una casa, un uomo bello e atletico va mostrandola. Guardano il culo l'un del'altro di nascosto, hanno caffè, lei scende caffè sulla camicia, lui se offre di lavare, lei spoglia sua camicia (lei è senza reggiseno) e poi lei tira la camicia del bello ragazzo e lo bacia. Poi lei lo succhia, lui la succhia sul tavolo, ...

Y mira, la película es brasileña. Una mujer va a comprar una casa, un hombre agradable y deportivo va mostrandola. Ellos miran el culo uno de lo otro ocultamente, ellos van a beber el café, ella deja caer el café en la camisa, él se ofrece a lavarla, ella se desviste de la camisa (ella esta sin sósten) y luego jala la camisa del muchacho lindo y dale un beso. Después ella lo chupa, él lame ella sobre la mesa,...

And look, the film is Brazilian. A woman goes to buy a house, a man nice and athletic goes showing it. They look at the butt one another hiddenly, they have coffee, she drops coffee on the shirt, he offers to wash it, she undress her shirt (she is no bra) and then she pulls the shirt of the cute boy and kisses him. Then she sucks him, he licks her on the table,...

Palavras relacionadas: direitos da mulher, machismo, sexismo, família, criação de filhos, avanços, progresso da raça humana, Deus, Alá, religião, fé, princípios morais absolutos, relativismo moral, conservadorismo, masculinismo

Iscas, palavras não relacionadas: pop rock, sucessos, música anos 90, futebol, cerveja, bar, fui traído pela minha namorada, pensão alimentícia, sexo, mulher pelada, garotas, ninfetas, faculdade

Related words: women's rights, machismo, sexism, family, children raising, advances, progress of the human race, God, Allah, religion, faith, absolute moral principles, moral relativism, conservatism, masculinism

Lures, unrelated words: pop rock, hits, 90's music, football, beer, bar, I was betrayed by my girlfriend, alimony, sex, naked women, girls, nymphets, college

Parole correlate: i diritti delle donne, machismo, sessismo, famiglia, sollevare bambini, avanzi, progresso del genere umano, Dio, Allah, religione, fede, principi morali assoluti, relativismo morale, conservatorismo, mascolinismo

Esche, parole non correlate: pop rock, hits, la musica anni '90, calcio, birra, bar, io sono stato tradito dalla mia fidanzata, alimenti, sesso, donne nude, ragazze, ninfette, università

Palabras relacionadas: derechos de la mujer, machismo, sexismo, familia, criación de hijos, avanzos, progresos de la raza humana, Dios, Alá, religión, fe, principios morales absolutos, relativismo moral, conservadurismo, masculinismo

Señuelos, palabras no relacionadas: pop rock, hits, música de 90 años, fútbol, cerveza, bar, yo fui traicionado por mi novia, pensión alimenticia, sexo, mujeres desnudas, chicas, ninfomanas, colegio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook