sexta-feira, 30 de novembro de 2012

A Sociedade dos Garotos - parte 2: Os homens não agradam as mulheres por sexo (antes fosse)

Introdução

O que explica homens amáveis, éticos, inteligentes, esforçados serem tratados como seres humanos de classe inferior por quase todas as mulheres que conhecem? E o pior: por que eles permitem isto, ou até mesmo buscam isto?

Um homem pode pensar, por exemplo, que sem as mulheres o dinheiro perderia o sentido, que foi o que Aristóteles Onassis disse uma vez. Um homem pode fingir ser gay só para ter mais amigas e, com sorte, transar com pelo menos uma delas. Um homem pode pagar para ir a lugares mal conservados e mal frequentados só pela possibilidade de sair de lá com qualquer vadia horrorosa que foi a 10ª tentativa dele na “diversão”. E os antifeministas aqui no Brasil já sentiram e denunciaram que homens colunistas da imprensa ou blogueiros muito lidos podem fazer ataques pessoais contra os homens que denunciam os males do feminismo ou as canalhices das mulheres em geral (como eles) apenas para agradar as meninas que os leem. Antigamente, os homens que se interessavam por uma mulher se permitiam a bisbilhotagem da família inteira apenas para se casar com ela, o que em princípio significaria não só fazer sexo apenas com ela como quase não ter um relacionamento mais próximo com outra mulher. Mas o pior não é isto.

Quase todos os homens são capazes de se anular ou de prejudicar a si mesmos ou a outras pessoas só para tentar agradar alguma mulher por nada em troca.

Tem homem pior que escravo de buceta? Tem

Vamos ter que dar esta notícia triste para quem acha que o escravo de buceta é o pior nível de homem. O escravo de buceta, mesmo que faça insanidades por uma mulher, gaste dinheiro com livros ou cursos sobre sedução, faça um curso universitário só para sair de boate de carro de luxo com qualquer maria-gasolina do lado ou até finja que é gay só para conquistar uma mulher, pelo menos tem um objetivo. Um objetivo pobre, mas um objetivo que é uma referência. Mesmo que esse sub-homem possa se casar com qualquer mulher medíocre (no corpo, no desempenho sexual e na atitude) e se achar premiado por Deus por isto, ele ainda pode se dar conta de que em 5 ou 10 anos da sua vida fez coisas lamentáveis por uma mulher em particular, por várias mulheres ou só para ter uma mulher e não conseguiu nada que valesse aquilo tudo, ou até mesmo perdeu muito por isso. Só lembrando que o cafajeste, como alguém já destacou, também é um escravo de buceta, mas é como o viciado que tem droga à vontade. Mas há três tipos de homem abaixo disto em termos de dignidade: o amigay, o mangina e o capacho. Nenhum deles têm objetivo sexual. Não que o sexo seja o melhor que o homem pode ganhar da mulher, ou que o homem que não queira sexo de uma mulher não possa querer mais nada. Vou explicar melhor qual o problema.

O amigay é como o cara que tenta ficar amigo de uma mulher para transar ou namorar com ela, só que pior. Para ele comentar numa conversa com um amigo mais próximo que a amiguinha é gostosa ou que está quase levando ela pra cama, ele ainda tem que melhorar. Talvez ache a amiga bonita ou sexy, mas prefere preservar a amizade a tentar alguma coisa. Ele se contém em qualquer palavra ou gesto que sua amiguinha possa entender algo que a desagrade, principalmente as que pareçam ter referência sexual. Ele atende a sua amiguinha nas suas manias mais estúpidas e nos seus desejos mais delirantes de bajulação. Ele dá muito mais do que recebe, mas se contenta com pouquíssima coisa, como um elogio superficial ou uma sensação de ser útil.

Mangina, para quem não conhece o termo, é a junção de man com vagina, é o homem que exalta e supervaloriza a mulher apenas por ser mulher. O mangina pode ser de dois tipos: o feminista e o machista. O mangina feminista é como uma mulher lesbonazista num corpo de homem. Publica no Facebook ou no e-mail campanhas contra a violência contra a mulher (a violência onde o que importa é o sexo de quem se diz vítima) ou chamando para marchas contra o machismo nos meios de comunicação ou na publicidade, mas não sabe que existe o Dia Internacional do Homem, nem por que ele é importante. Ele não tem a identidade própria ou a libido de estar em uma passeata feminista pensando em pegar mulher. Ele sequer tem o desejo sexual que alguns amigays têm por suas amigas. Como qualquer feminista, não sabe a diferença entre admirar uma mulher sexualmente e fantasiar uma agressão sexual.

O mangina machista é o machista arcaico. Os homens conservadores de até o meio do século XX já afugentaram vários caras legais pobres que queriam se casar com as suas filhas ou irmãs, ou apenas ter uma amizade (ou até meter também, qual o problema?). Se essas mulheres gostavam de caras assim, por que não se encontravam com eles às escondidas? Os homens obrigavam o namorado da filha ou da irmã a se casar com ela porque ela engravidou ou simplesmente deixou de ser virgem. Quantas moças disseram “deixa pra lá”, “comi mamão verde” ou “ele come semente de mamão” (pois é, pessoal, no Império Grego e no Império Romano também existiam anticoncepcionais e abortivos)? O machismo antigo sempre era agradável ou útil para as mulheres, ou pelo menos fazia mais bem do que mal para elas quase sempre. Um homem preferia condenar a prostituição de dia e procurá-la à noite a deixar alguém pensar que não era contrário a ela. Mas os homens não dominavam o mundo? Estavam fingindo pra quem, raios? Coisas que podiam ser entendidas como sexuais ou rudes eram reprimidas pelos homens para não desagradar as mulheres, lembra-se?

O capacho é o homem que suporta uma vida desagradável sem grandes expectativas, com as mulheres ou com a vida. É o trabalhador mal pago em um local de trabalho odioso cercado de pessoas insuportáveis, em geral casado com uma mulher barriguda antipática e arrogante. Se ele tem um projeto de vida, é preservar aquele emprego que o aborrece, conviver com o mínimo de aborrecimentos possível com a esposa horrorosa e criar os filhos para que tenham sucesso suficiente para sustentá-lo quando ele for velho, tudo isso enquanto finge ter mais qualidade de vida e força do que tem realmente. Pode ser mais sortudo e ter um nível econômico e profissional bem melhor, mas se tem alguma expectativa melhor que o empregado mal pago citado anteriormente, é a de poder manter a estrutura que o permite fingir ser melhor e mais digno de inveja que o outro. Um mangina ainda tem a felicidade com o bem de uma mulher em particular ou das mulheres em geral, mesmo que ele perca mais do que ganha. Um capacho tem uma boa sensação que lembra isto quando recebe um elogio superficial da chefe lésbica velha e deformada no trabalho ou quando percebe ou se lembra de que alguns fracassados, às vezes milhares ou milhões deles, pensam que ele é mais bem-sucedido que eles. Até um amigay ou um mangina pode provocar inveja nele.

Esses três tipos de homem podem se arrebentar ou serem destruídos por uma ou mais mulheres ou pelo universo feminino em geral sem perceber que alguma coisa não devia ser daquele jeito.

O homem se constrói, mas o menino é o alicerce

E de onde vem o amigay, o mangina ou o capacho? Ele pode se consolidar nas ruas, pela idiotização dos meios de comunicação de massa, nos movimentos sociais feministas-homossexualistas, mas ele começa em casa. Não é por acaso que o capacho sempre foi o tipo mais comum de homem. Na parte 3 vou falar mais disso.

Quase qualquer família, ou mesmo mãe solteira, pode ensinar um rapaz a trabalhar, a resistir ao sofrimento, a conseguir alimento ou a fazer algo para chegar a algum lugar na vida. Mas quase nunca um homem consegue dentro da família desenvolver alguma autoestima ou aprender a se relacionar com as mulheres de forma produtiva. Vamos observar que quando um homem diz que se tornou o que é como pessoa pelo que recebeu da família, quase sempre está mentindo, se esquecendo de amigos importantes fora da família, ou é só burguês de moral glória-a-Deus-e-à-pica-mole. Quando o homem aprende dos pais sobre castidade e domínio próprio, é para “se guardar” até o casamento, limitar a vida sexual ao casamento ou não ser destruído por sexo fora ou antes do casamento. Mas não para que ele mesmo possa usufruir melhor da sexualidade e da vida em geral. E o homem pode aproveitar bem a vida, inclusive sexualmente, sem essa picuinha de uma mulher só para toda a vida, eu sou testemunha, hehehehe.

Vamos nos lembrar que a primeira mulher na vida de um homem é a mãe. Quando o rapaz chega à adolescência e começa a se interessar pelas meninas, ele tem uma história com as mulheres que é basicamente com a mãe, as irmãs, algumas mulheres da família e algumas poucas amigas de infância. Ele vai mudar a visão das mulheres na puberdade, sim, mas essa mudança vai ser em cima da imagem velha. O adolescente vai misturar o homem com o filho, e vai passar a adolescência entre rapazes que é quase certo que estarão tão mal orientados quanto ele. Então, é de se esperar que um homem que tinha u’a mãe horrível, por exemplo, tenha uma atitude de medo ou raiva com as mulheres em geral. Vai ser o marido frouxo ou o cafajeste, ou mesmo o maníaco sexual.

As mulheres que os homens mais valorizam são as mulheres menos atraentes

Você deve conhecer uma mulher feia e antipática, ou no máximo com um pouco de educação, que todos os homens ou evitam o máximo possível mas tentam não desagradar ou tratam com respeito. Bom, gente, mulher ainda é um ser humano fisicamente mais fraco e atraente ao ser humano do sexo masculino. Portanto, se você homem tem medo de uma mulher, tem medo de mostrar que considera ela atraente ou acha ela repulsiva mas tenta conviver com ela, você não está vendo esta mulher como mulher.

Entendeu agora? Rapaz, uma mulher você olha, admira a bunda, admira os seios, admira os traços delicados, admira a voz mais suave, quer abraçar, quer beijar, quer… Oh, visão machista que a sociedade tem das mulheres. Gente, mulher não é só pra isso, claro, mas mulher feminina também tem tudo isso, né? Então, se você conhece alguém com nome de mulher que você não olha, corpo quadrado, você odeia quando ela vai falar com você, você odeia quando você tem que falar com ela, e metade dos cuecas que você conhece são mais femininos que ela, o que ela tem de mulher? E por que você aguenta ela (além de talvez por ser obrigado)?

Você homem se lembra de quando falam em respeitar a sua namorada como se fosse sua irmã ou uma mulher mais velha como se fosse sua mãe? Em primeiro lugar, o que tem a ver respeito com pau mole? E você já tentou e viu como isso tira a excitação? É porque irmã ou mãe não é mulher, é uma entidade à parte. A mãe é a pessoa que deu a primeira aula de educação sexual para o rapaz: que a vida sexual morna do papai e da mamãe é uma coisa que não pode ser comentada. A irmã muitas vezes é melhor tratada pela mãe que os filhos homens. E toda a infância, onde não só as ideias como inclusive o cérebro do rapaz estão sendo formados, ele em geral vai ter como referência de mulher fêmeas medíocres e antipáticas. Mulheres que mesmo erradas estão certas, mesmo com mau caráter vencem, mesmo loucas têm razão, mesmo que façam dores dispensáveis fizeram o melhor. Qualquer coisa melhor que isso é pura sorte. Depois da puberdade, um homem pode até fazer loucuras pela primeira mulher com traços femininos que encontrar, e que vai pensar depois como pode fazer aquilo, mas nem a excitação sexual vai levá-lo a se destruir como indivíduo. E se destruir como indivíduo, ser um zumbi que faz coisas que não gosta para ter ou conservar um emprego de que gosta ainda menos convivendo dentro e fora do trabalho com pessoas desagradáveis, é o que os homens mais fazem. Por medo, por baixa autoestima ou por costume, esse homem vai suportar o que sabe que não devia de mulheres que não o agradam apenas para evitar aborrecimentos.

E é um orgulho para ele rejeitar a remota oportunidade de sexo com qualquer mulher que não se pareça um homem mal falsificado e superar a lascívia. É a vitória sobre o último aspecto em que conseguia enxergar uma mulher como uma mulher e como um ser humano como ele. E isso, claro, depois do casamento em que há não muito tempo atrás ele nem mesmo escolheria a própria esposa.

Se uma mulher te causa medo, sentimento de obrigação ou sentimento de convivência forçada, você pode estar olhando para ela e enxergando a sua mãe ou a sua irmã.

Abigail Pereira Aranha

Questo testo in italiano senza foti e filmati di sesso, in Men of Worth Newspaper / Concrete Paradise: La Società degli Ragazzini - parte 2: gli uomini non piacciono le donne per il sesso (magari se era così), http://avezdoshomens2.blog.com/2014/05/10/la-societa-degli-ragazzini-parte-2
Questo testo in italiano con foti e filmati di sesso, in Periódico de Los Hombres de Valía / Paraíso Tangible: La Società degli Ragazzini - parte 2: gli uomini non piacciono le donne per il sesso (magari se era così), http://avezdoshomens2.blogspot.com/2014/05/la-societa-degli-ragazzini-parte-2-gli.html
Eso texto en español (sin fotos e peliculas de putaría, en lo Concrete Paradise): La Sociedad de los Chiquitos - Parte 2: Los hombres no agradan a las mujeres para el sexo (ojalá si era así), http://avezdoshomens2.blog.com/2012/11/30/la-sociedad-de-los-chiquitos-parte-2
Eso texto en español (con fotos e peliculas de putaría, en lo Paraíso Tangible): La Sociedad de los Chiquitos - Parte 2: Los hombres no agradan a las mujeres para el sexo (ojalá si era así), http://avezdoshomens2.blogspot.com.br/2012/11/la-sociedad-de-los-chiquitos-parte-2.html
This text in English (without sex pics and movies, at Concrete Paradise): The Little Boys Society - Part 2: men do not please women for sex (wish if it was so), http://avezdoshomens2.blog.com/2012/11/30/the-little-boys-society-part-2
This text in English (with sex pics and movies, at Paraíso Tangible): The Little Boys Society - Part 2: men do not please women for sex (wish if it was so), http://avezdoshomens2.blogspot.com.br/2012/11/the-little-boys-society-part-2-men-do.html
Texto original em português (sem fotos e vídeos de putaria, no A Vez das Mulheres de Verdade): A Sociedade dos Garotos - parte 2: Os homens não agradam as mulheres por sexo (antes fosse), http://avezdasmulheres.blog.com/2012/11/30/a-sociedade-dos-garotos-parte-2
Texto original em português (com fotos e vídeos de putaria: A Sociedade dos Garotos - parte 2: Os homens não agradam as mulheres por sexo (antes fosse), no A Vez dos Homens que Prestam em http://avezdoshomens.blogspot.com.br/2012/11/a-sociedade-dos-garotos-parte-2-os.html
La serie La Società degli Ragazzini senza fotos e filmati di dissolutezza
La serie La Società degli Ragazzini con fotos e filmati di dissolutezza
La serie La Sociedad de los Chiquitos sin fotos e peliculas de putaría
La serie La Sociedad de los Chiquitos con fotos e peliculas de putaría
The series The Little Boys Society without sex pics and movies
The series The Little Boys Society with sex pics and movies
A série A Sociedade dos Garotos sem fotos e vídeos de putaria
A série A Sociedade dos Garotos com fotos e vídeos de putaria no A Vez dos Homens que Prestam

Seção de sexo, safadeza, putaria, mulher pelada, pornografia

Sex, lust, bitchness, naked woman, pornography seccion

Sección de sexo, perrez, putaría, mujer desnuda, pornografía

Sezione de sesso, libertinaggio, lussuria, donna nuda, pornografia

velhota-na-academia-301112: veja mais / vea más / see more / vedi più

granny-misty-law-301112: veja mais / vea más / see more / vedi più

Susanne The Cleaner Takes A Big Messy Facial

(Susanne a Faxineira leva uma bela esporrada no rosto / Susanne la Pulitora prende una grande confusionaria facial / Susanne la Limpiadora lleva una buena corrida facial)

Você já teve fantasia de transar com a faxineira mais ou menos apresentável que você conhece?

Tu avete avuto la fantasia di sesso con la pulitora più o meno gradevole che tu conosci?

¿Alguna vez has tenido la fantasía de tener sexo con la limpiadora más o menos agradable que conoces?

Have you ever had the fantasy of sex with the cleaner more or less personable you know?

Alexandra Ross - German mom gangbanged

(Alexandra Ross - coroa alemã faz gangbang / Alexandra Ross - madura alemana hace gangbang)

Busty MILF knows what pleases a cock

(Coroa gostosa peituda sabe o que agrada uma rola / Matura sexy di grandi tette sa ciò che piace un cazzo / Madura sexy tetona sabe lo que gusta una polla)

Stepmommy...F70

(Madrastinha F70 / Matrignita F70 / Madrastrita F70)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Página no Facebook