sábado, 18 de junho de 2011

Por que eu adoro quando uma mulher de família pega SIDA/AIDS

Abigail Pereira Aranha

“Eu casei aos 18 anos. Era uma estudante, uma pessoa feliz. Uma adolescente que vivia dentro dos parâmetros de Deus, porque eu fui criada na igreja”, conta a voluntária do grupo Pela Vidda Mara Moreira, que vive em Itaguaí, município do Rio de Janeiro. É evangélica e segue os preceitos da igreja. Para ela, sexo só no casamento.

“Apesar de ter casado virgem, eu não usava camisinha. Como método contraceptivo, eu usava pílula. Eu não queria engravidar porque estava estudando e tinha acabado de me casar”, lembra Mara Moreira. Ela conta que achava que estava fora dos grupos de risco, mas a Aids estava mais próxima do que ela esperava. “Três meses depois de casar, meu esposo ficou muito doente. Foi feito o exame. Ele era positivo para o HIV e não sabia Três meses depois veio o meu resultado, também positivo”.

Fantástico de 09/01/2011, http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL1640383-15605,00.html

Confissão: Peguei HIV do meu marido

“Casei aos 22 anos virgem e nunca tive relações com outra pessoa. Recentemente descobri que meu marido transava com outros homens, rapidamente procurei um médico para exames gerais e uma bomba caiu sobre minha cabeça: meu marido pegou HIV de um cara, cuja camisinha estourou dentro dele, e também me contaminouu com o vírus. Estou desesperada, em choque e toda nossa família tbm.

A vocês homens casados que fazem isso, parem para pensar e mudem suas vidas enquanto há tempo, honrem suas famílias e prezem por sua integridade. A vida não é só sexo, existem muitas formas de ser feliz, basta querer purificar a mente, sair desse ciclo vicioso que é a pornografia e o sexo sujo. Hoje estou com 31 anos e ele 38, um bom emprego, duas filha (uma de 3 e outra de 7 anos) e não sei até quando estarei aqui para criar e educar minhas filhas. Por favor, parem e pensem, antes que seja tarde demais. E lembrem sempre: o prazer do sexo não é maior do que o prazer de ver seus filhos crescendo com saúde e educação e no final da sua vida vc ouvir: pai obriagado por você ser um exemplo e por tudo que vc fez por mim.”

lida 310 vezes, texto desabafado por Cláudia em 02/05/2011 - publicado em Gay

Euconfesso.com, http://www.euconfesso.com/confissao-30988.html

Gente, pode parecer maldade o título, que eu sou cruel, intolerante, desumana, afastada de Deus (bom, isso eu sou mesmo), mas pensem no assunto comigo pra ver depois se vocês me dão razão.

Antes da AIDS, as religiões já odiavam o sexo. Até pouco tempo atrás, sexo era vergonhoso até entre marido e mulher. Mulheres eram mortas por sexo antes ou fora do casamento. Está certo que eu já citei esse texto antes, mas eu adoro esta passagem.

13 Quando um homem tomar mulher e, depois de coabitar com ela, a desprezar,

14 E lhe imputar coisas escandalosas, e contra ela divulgar má fama, dizendo: Tomei esta mulher, e me cheguei a ela, porém não a achei virgem;

20 Porém se isto for verdadeiro, isto é, que a virgindade não se achou na moça,

21 Então levarão a moça à porta da casa de seu pai, e os homens da sua cidade a apedrejarão, até que morra; pois fez loucura em Israel, prostituindo-se na casa de seu pai; assim tirarás o mal do meio de ti.

22 Quando um homem for achado deitado com mulher que tenha marido, então ambos morrerão, o homem que se deitou com a mulher, e a mulher; assim tirarás o mal de Israel.

(Deuteronômio 22: 13, 14, 20 a 22)

Ou seja, linchar quem faz sexo fora do casamento é pra purificar o país ou o mundo. Por muito tempo, o povo analfabeto achava que Deus castigava o povo por causa da vida sexual de meia dúzia. Impressionante como com tanta gente filha da mãe pagando mal aos empregados, matando, destruindo a vida do outro por trás, Deus ainda arruma tempo pra se preocupar com se uma mulher conhece mais de uma pica, se um homem conhece mais de uma buceta ou não.

E aí veio a versão um pouco menos analfabeta daquela história de que Deus trazia seca por causa da vida sexual das mulheres boazudas que ficavam desacompanhadas da família ou do marido: a história de que doenças venéreas são castigo divino.

Surgiu a AIDS. Veio de onde? Não se sabe direito até hoje (gente, aquela história do macaco que mordeu um africano é furada). Se espalhou entre gays e prostitutas. E como passou de um gay pro outro? Ou de uma prostituta pra outra? Pelos clientes, certo? Muitos deles eram casados, então eles contaminaram as esposas, elas morriam sem saber de que e nem tinham conhecido outra pica na vida. Mas se é gay e puta que está morrendo, deixa morrer, né?

Depois, a AIDS chegou entre os heterossexuais. Ou melhor, descobriram que homossexual também pegava. Prevenção? Castidade, sua galinha / seu safado. HIV não é problema de saúde, é problema de juízo divino.

A AIDS está se espalhando. É gay? É prostituta? É atriz pornô? Transou antes do casamento? Transou fora do casamento? Deixa morrer. Pra aprender a não querer um sexo decente, de preferência com alguém que não foi escolhido pelos pais e acha que moral é mais do que ter uma religião pensando que ela faz alguém ser melhor que os outros.

Camisinha? Educação sexual? É incentivo ao pecado. Que os rapazes e as moças façam uma criança antes que os pais achem que eles podem ver uma barriga (de homem ou de mulher) de fora, mas a sociedade precisa defender a moral e os bons costumes.

E aí, quem faltava pegar AIDS? Ou melhor, quem já pegava mas não sabia o que era ou não tinha coragem de contar? As senhoras de família. Aquelas que acham que moral é horror a sexo e religiosidade. Aquelas que vão morrer sem ter um orgasmo. Aquelas que só vão tocar um homem na vida. Aquelas que vivem de cara feia porque são mal comidas e os homens não agüentam ficar perto porque elas são bitoladas, frescas e fechadas, quando não são antipáticas. Aquelas que se casaram virgens e nunca vão ter outro homem na vida. Aquelas que levam um lixo de vida no trabalho, em casa, na vizinhança e até no próprio meio religioso pra irem pro Céu.

Entre as senhoras de família, muitas são mente fechada, preconceituosas, hipócritas, grossas, mal humoradas. Mas têm princípios só porque mal fazem sexo apenas com os maridos. Acham que mãe solteira é puta, que qualquer mulher bonita e simpática é galinha, que evangélico vai pro Inferno (e ateu então nem se fala), que o país inteiro só vai melhorar quando se converter mesmo que seja 90% cristão. Essas são a raça que acha que tem moral pra me jogar pedras porque eu tenho muitos amigos homens e transo com mais homens numa semana que três delas na vida inteira. Elas me queimariam na fogueira se pudessem. E uma dessas pega AIDS.

E aí, você não dizia que eu ia morrer de AIDS? Você te-em, eu não tenho. Fulano morreu de AIDS porque era gay? Fulana morreu de AIDS porque era galinha? E você, pegou por quê? E que juízo de Deus? Logo em cima de você que é tão direita?

Ah, é a sociedade que é corrompida e está sendo julgada? E você se arrebenta junto? Os inocentes pagam pelos pecadores? 99,9% da população enchendo igrejas, quase matando e morrendo em nome de Deus e o que meia dúzia de pecadores fazem tem mais importância até pra Deus?

Nem todas as senhoras de família são ordinárias, mas até as gente boa não merecem assim tanta admiração. E a senhora de família que não desce a lenha em mim é a que não me conhece nem descobriu as minhas putarias e o meu ateísmo na internet.

Se o objetivo de deixar o circo pegar fogo é que os homens se casem com qualquer tribufu ruim de cama e desagradável pra terem a única opção de sexo na vida, as vítimas que faltavam eram as próprias tribufus. Mais uma vez, as mulherzinhas são vítimas de si mesmas e levam o mundo junto.

Indicação de hoje

sexo, putaria, safadeza, pornografia, mulher pelada, filme pornô

87 & Still Banging3

Com mulher madura (coroa). Os caras são meio barrigudos, mas o vídeo é gostoso.

http://xhamster.com/movies/569849/87_amp_still_banging3.html

Horny bride Jackie Ashe gets a hardcore gangbang action

Uma noiva e vários homens.

http://www.4tube.com/videos/11063/horny-bride-jackie-ashe-gets-a-hardcore-gangbang-action/?cid=363#

Black BBW Kim Eternity As Maid

Negra, cheinha, peituda, de empregada doméstica dando pro patrão

http://xhamster.com/movies/354116/black_bbw_kim_eternity_as_maid.html

Maid - Complete - 1

Outra empregada doméstica dando pro patrão, só que esta é loura. Pra vocês verem que eu não sou racista, hehehehe.

http://xhamster.com/movies/113140/maid_-_complete_-_1.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página no Facebook