quinta-feira, 11 de julho de 2013

O Brasil e seu complexo de Border Collie

Dizia o nosso escritor Nelson Rodrigues que o brasileiro tem complexo de vira-lata ("a inferioridade em que o brasileiro se coloca, voluntariamente, em face do resto do mundo"). Antes fosse! O problema do Brasil é exatamente o contrário: um complexo de Border Collie. O Border Collie é considerado o cachorro mais inteligente do mundo (veja algumas coisas em "Tudo Sobre Cachorros"). O que nós chamamos de Complexo de Border Collie é o contar vantagens de coisas acidentais, insignificantes ou simplesmente que só quem conta acredita e não aceitar críticas nem referências externas, só mencionando o mundo exterior para alimentar o próprio ego ou para pilantragem.

Quando o governo militar lançou o slogan "Brasil, ame-o ou deixe-o", ele estava convocando os brasileiros para a construção do país. Será que "amar o Brasil" era concordar com o governo? Em parte era. Mas hoje, o "ame-o ou deixe-o" é a ditadura da estupidez e o louvor ao perdedorismo. Se o governo dos militares pelo menos construía estradas, universidades, estatais que davam lucro, a demo(nio)cracia constrói assistencialismo, publicidade e ufanismo imbecil.

Aliás, pesquisando o "Brasil ame-o ou deixe-o" no Google, achei uma ilustração do que vou falar. Mostramos lá em baixo.

E vocês já devem ter visto um texto pra te convidar a parar de falar mal do Brasil. Eu copio o texto no final. Vou comentar uns pedaços, pra ilustrar o Complexo de Border Collie:

  1. "Escritora holandesa, falando sobre o Brasil. Texto bárbaro!" Igual qualquer pirralho QI mediano criado em condomínio de luxo tem que pseudoepigrafar o que escreve (pseudoepígrafo é um texto em que o autor se passa como outra pessoa já famosa e conceituada), o louvor ao Brasil tem que vir do Primeiro Mundo.
  2. "Só existe uma companhia telefônica [na Holanda] e pasmem: Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado". E no Brasil com várias companhias telefônicas? Se você falar que a telefonia brasileira melhorou depois da privatização, você é chamado de direitista. Bom, pelo menos é mal informado.
  3. "Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e qualquer garçom de botequim no Brasil podia ir pra lá dar aulas de 'Como conquistar o Cliente'". Leia o texto "Um Rio de serviços ruins", do Gilberto Scofield Junior. O Rio de Janeiro que é local turístico e uma das poucas cidades brasileiras que muitos estrangeiros conhecem.
  4. "O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial". Essa, até onde sabemos, é verdade.
  5. "Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências mundiais: os Estados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em xeque a credibilidade do processo." "Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado." Sabe como os Estados Unidos refizeram a apuração? Com comprovantes impressos depositados em uma urna ao lado. Coisa que quando foi proposta no Brasil, disseram que ia ser caro. Tem gente dizendo que a urna brasileira é honesta só porque ela mata e elimina o corpo. Você já ouviu falar do Amilcar Brunazo Filho, né? E na Holanda dessa suposta autora, a urna eletrônica brasileira é inconstitucional! Quiá, quiá, quiá, quiá, quiá!
  6. "Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando". Estudando não, matriculadas numa fábrica de analfabetos e bandidinhos.
  7. "O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês". "Telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas". E as empresas pelo menos são brasileiras? Não. Foram empresas estrangeiras que compraram a Telebrás numa privatização indecente.
  8. "O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos". Porque em terra os executivos não andam 30 km de um compromisso ao outro em menos de uma hora.
  9. "Por que não se orgulham em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano?" Tá de gozação? Quantos universitários brasileiros leem 20 páginas para uma prova sem reclamar?
  10. Por que não se orgulham em dizer "que suas AGÊNCIAS DE PUBLICIDADE ganham os melhores e maiores prêmios mundiais?" Quer dizer que o mundo já viu uma propaganda brasileira como esta propaganda da Heineken? Ou esta propaganda da Pepsi? Ou estas propagandas de segurança no trânsito?
  11. Por que não se orgulham em dizer "que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados?" Raramente? Só se for porque eles nem chegam ao poder nos países civilizados.

Alguns exemplos do Complexo de Border Collie brasileiro, coisas que não deram certo no exterior e que tem gente defendendo com autoridade aqui:

  1. desarmamento
  2. governo de Cuba
  3. pena de morte
  4. urnas eletrônicas de primeira geração (as nossas)
  5. leis feministas

Mais alguns exemplos do Complexo de Border Collie brasileiro:

  1. Educação vergonhosa. O Brasil tem um desempenho vergonhoso no PISA, que é uma avaliação internacional de estudantes da educação básica. Os nossos alunos terminam o segundo grau quase analfabetos. E quando Gustavo Ioschpe, Cláudio de Moura Castro ou algum jornalista comenta isso, os professores e alunos de licenciatura só sabem fazer ataques pessoais.
  2. Educação vergonhosa e recebendo 10% do PIB. Temos alguns incautos (e alguns espertinhos) no Brasil defendendo que para melhorar a educação precisamos investir 10% do PIB. Mas o Reinaldo Azevedo já mostrou que nenhum país do mundo investe 10% do PIB na educação e o problema não é de dinheiro, é de competência. Alguns países da América Latina investem menos que o Brasil e vão melhor no PISA. No Brasil, qualquer velhaco que construa uma escola nova, patrocine uma merenda decente ou abra um curso novo em uma universidade com problema de infraestrutura está investindo em educação. É pra estes e para as professorinhas de QI mediano que vão os 10% do PIB. Ninguém está interessado em saber como a Islândia, a Coreia do Sul ou a Suíça estão entre os melhores do mundo em educação.
  3. Privatizações. Os pirralhos criados em condomínio de luxo dizem que a solução do Brasil é entregar tudo que é estatal para a iniciativa privada. Eles ignoram que a ineficiência do serviço público brasileiro não é só para acomodar burocratas, é também para fazer a festa da própria iniciativa privada. Eles também não vão defender a privatização na Inglaterra, que tem a BBC. Eles não sabem como algumas estatais do Primeiro Mundo fazem vergonha nas empresas privadas brasileiras.
  4. A mulher brasileira é feia. Só nós acreditamos que a mulher brasileira é a mais bonita do mundo. A mulher brasileira típica é uma gorilóide com barriga flácida com voz semimasculina falando como policial autoritário. Qualquer brasileira que pareça uma estadunidense, portuguesa ou alemã no superior do mediano é modelo.
  5. Os nossos ricos. O limite superior da pobreza nos países desenvolvidos é classe alta aqui. Com uma renda per capita de R$ 1.019,00 (cerca de US$ 450,00) por mês, sua família é baixa classe alta; com R$ 2.480,00 (cerca de US$ 1.100,00) por mês, sua família é classe alta.
  6. A nossa classe política é abominável. Aqui, qualquer semianalfabeto prometendo escritura das casas de uma invasão de terreno pode entrar pra política. Um político pode ser reeleito aqui depois de fazer o que o levaria pra cadeia em países sérios. Lula foi reeleito presidente com a terceira maior votação da história da humanidade depois de um escândalo de compra de votos dos deputados da oposição noticiado na grande imprensa.
  7. O BRT foi criado por um brasileiro. Ou seja, primeiro um brasileiro tem uma boa ideia, depois vêm os preparativos da Copa do Mundo Brasil 2014 para encher o bolso de empreiteiras com dinheiro público em nome de resolver a bagunça construída nas nossas cidades por décadas de ação e omissão, depois os políticos e burocratas especialistas em transporte público se dão conta de que essa boa ideia de um brasileiro fez sucesso na Europa, e finalmente os populares de fora do Paraná sabem que o negócio existe.

Ah, sim, e o classe média brasileiro conta vantagem de ter um Toyota Corolla, que é carro popular na Europa. Ou um outro carro que não vende por lá.

E quanto ao amor ao Brasil, deixo três versículos bíblicos. Eu não acredito em Deus, mas reconheço que a Bíblia tem umas coisas legais.

"Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?" (Gálatas 4:16)

"Leais são as feridas feitas pelo amigo, mas os beijos do inimigo são enganosos" (Provérbios 27:6)

"Dá instrução ao sábio, e ele se fará mais sábio; ensina o justo e ele aumentará em entendimento" (Provérbios 9:9)

Abigail Pereira Aranha

"Brasil: ame-o ou deixe-o": resultado de pesquisa

  1. Circula pelo território livre da internet uma campanha difamatória contra o Brasil como destino turístico. Não resta dúvida que há uma turma por aí torcendo contra o Brasil em campo e fora de campo.

    Veja a íntegra do texto:

    "NÃO VÁ AO BRASIL

    Lá o crime é livre e tem total apoio do governo. Os menores de 16 anos têm passe livre para todo tipo de crime. A justiça do país não tem leis para assassinatos cruéis e estupro em transporte público."

    ("Brasil: ame-o ou deixe-o", Ancelmo Gois, O Globo)

  2. Hoje, sofremos em nosso país um processo que foge à lógica. Há uma imposição dos países de "primeiro mundo" para que todos os demais abram suas portas e sua economia.

    ("Brasil: ame-o ou deixe-o")

  3. Os direitos fundamentais do cidadão estavam suspensos. Qualquer um podia ser preso se fosse desejo do governo. Nas escolas, nas fábricas, na imprensa, nos teatros, a sociedade brasileira sentia a mão de ferro da ditadura.

    O governo gastava milhões de cruzeiros em propagandas destinada a melhorar sua imagem junto ao povo. Um dos slogans dessa propaganda dizia: "Brasil, ame-o ou deixe-o".

    (...) Entretanto o "milagre" durou pouco, pois não se baseava nas próprias forças econômicas, mas numa situação favorável. Com o aumento do preço do petróleo no mercado internacional, a economia brasileira sofreu grande impacto. Por um lado, a inflação começou a subir. Por outro, a dívida externa elevou-se de forma crescente e assustadora.

    Teve início, então, uma longa e amarga crise econômica. O governo militar foi perdendo um de seus principais argumentos para sustentar-se no poder. A ditadura não garantia o desenvolvimento, e as oposições foram lentamente se reorganizando para exigir a volta da democracia.

    ("Ame-o ou deixe-o", Folha On Line. Está falando de quem, do presidente Médici ou do governo PT? Hehehehe!)

voltar ao texto

Razões para o brasileiro parar de falar mal do Brasil

http://advivo.com.br/blog/luisnassif/razoes-para-o-brasileiro-parar-de-falar-mal-do-brasil

Enviado por luisnassif, dom, 19/08/2012 - 13:35

Por Inforo

Escorraçando o Viralatas (complexo)

Escritora holandesa, falando sobre o Brasil. Texto bárbaro!

Publicado no Senta a Pau

"Os brasileiros acham que o mundo todo presta, menos o Brasil, realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado. Só existe uma companhia telefônica e pasmem: Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado.

Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o sanduíche em um guardanapo - ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne.

Em Londres, existe um lugar famosíssimo que vende batatas fritas enroladas em folhas de jornal - e tem fila na porta.

Na Europa, não-fumante é minoria. Se pedir mesa de não-fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador.

Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e qualquer garçom de botequim no Brasil podia ir pra lá dar aulas de ?Como conquistar o Cliente?.

Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos emotivos.

Vocês têm uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa. Os brasileiros são vitimas de vários crimes contra a pátria, crenças, cultura, língua, etc. Os brasileiros mais esclarecidos sabem que temos muitas razões para resgatar suas raízes culturais.

Os dados são da Antropos Consulting:

1. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial.

2. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma.

3. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária.

4. Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências mundiais: os Estados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em xeque a credibilidade do processo.

5. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado na América Latina.

6. No Brasil, há 14 fábricas de veículos instaladas e outras 4 se instalando, enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma.

7. Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando.

8. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês.

9. Telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas.

10. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado de qualidade ISO-9000, maior número entre os países em desenvolvimento. No México, são apenas 300 empresas e 265 na Argentina.

11. O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos.

Por que vocês têm esse vício de só falar mal do Brasil?

1. Por que não se orgulham em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano?

2. Que têm o mais moderno sistema bancário do planeta?

3. Que suas AGÊNCIAS DE PUBLICIDADE ganham os melhores e maiores prêmios mundiais? :)

4. Por que não falam que são o país mais empreendedor do mundo e que mais de 70% dos brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários?

5. Por que não dizem que são hoje a terceira maior democracia do mundo?

6. Que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados?

7. Por que não se lembram que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro, que se esforça para falar a língua dos turistas, gesticula e não mede esforços para atendê-los bem? Por que não se orgulham de ser um povo que faz piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando.

É! O Brasil é um país abençoado de fato. Bendito este povo, que possui a magia de unir todas as raças, de todos os credos. Bendito este povo, que sabe entender todos os sotaques. Bendito este povo, que oferece todos os tipos de climas para contentar toda gente. Bendita seja, querida pátria chamada BRASIL!"No perfil 4:20 do FaceB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página no Facebook