sábado, 27 de junho de 2015

O Puritano-Feminismo episódio 24: CONAR que ignorou cerca de 300 homens censura boazuda a reboque de 60 feminazistas

Considerado "sensual demais", cartaz da Itaipava com Aline Riscado, a "Verão", é suspenso

20/06/2015 - 14h00

CAROL PRADO

DE SÃO PAULO

Uma propaganda da cerveja Itaipava com Aline Riscado, a "Verão", foi suspensa por determinação do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar), por ser considerada "sensual demais".

O cartaz, instalado em pontos de venda da marca, mostra a modelo segurando duas embalagens da bebida, uma de 300 ml e outra de 350 ml. Embaixo de seus seios, aparece a inscrição 600 ml.

Segundo o conselho, cerca de 60 consumidores enviaram reclamações sobre essa e uma segunda peça publicitária da Itaipava, sem Aline, na qual uma modelo aparece com roupas justas ao lado da frase "20% casa, 30% comida, 50% roupa lavada".

A maioria dos registros apontou machismo e apelo excessivo à sensualidade nos comerciais.

A entidade absolveu a propaganda com porcentagens, acatando a defesa da marca, que alegou se tratar de uma formulação humorística.

Já para o cartaz com Aline, ex-bailarina do "Domingão do Faustão" (Globo), o Conar aceitou no último dia 11 a acusação de uso exagerado da sensualidade. Uma liminar para suspensão do comercial já havia sido expedida na abertura do processo, em maio.

Procurado, o Grupo Petrópolis, que administra a Itaipava, informou que "aceita e acata a decisão do Conar".


Folha de São Paulo, seção F5,
http://f5.folha.uol.com.br/voceviu/2015/06/1645377-considerado-sensual-demais-cartaz-da-itaipava-com-aline-riscado-a-verao-e-suspenso.shtml

Comentários de A Vez das Mulheres de Verdade / A Vez dos Homens que Prestam

Eu já ia chamar a atenção dos amigos conservadores no Facebook e no Google Plus: atribuir ao Feminismo a liberalidade sexual heterossexual, no pressuposto de que ela existe, é um FAVOR ao movimento esquerdista. Então, eu vejo a matéria acima compartilhada pelo amigo de um amigo do Facebook.

Se lembram de quando a série de propagandas "Mulheres Evoluídas", da Bombril, teve o maior número de denúncias da história do CONAR, cerca de 300, e não deu em nada? Pois é, para o crime de sensualidade, bastou um quinto, 60 "consumidores".

E vejamos que para o CONAR, para a Carol Prado, que assina esta matéria e a maior parte da população brasileira, crime de injúria contra homem é piada e piada com mulher... simpática é caso judicial.

De resto, deixo o que eu disse em duas postagens. Agosto de 2011: "O feminazismo chegou à Justiça - parte 2: CONAR retira propagandas 'impróprias' a mando de mocréias feministas, mas permite outra que ofende os homens", http://avezdasmulheres.blog.com/2011/08/26/o-feminazismo-chegou-a-justica-parte-2. Novembro do ano passado: "Da colaboração na calúnia contra o antifeminismo ao cretino que pensa que é Deus, o Poder Judiciário se afundando na desonra", http://avezdasmulheres.blog.com/2014/11/15/poder-judiciario-se-afundando-na-desonra

E deixo também uma piadinha (para os amigos não-brasileiros, a explicação está a partir dos 2:30 do vídeo em https://www.youtube.com/watch?t=160&v=Dq3PvGnmS9A ou na transcrição na minha postagem "A internet e os porteiros dos céus"):


Abigail Pereira Aranha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página no Facebook