quinta-feira, 9 de maio de 2013

Zazzle tem roupas pros bebês crescerem "sem preconceito"

Quando um amigo de um grupo do Facebook compartilhou, fui ver achando que devia ser montagem. E não era!

http://www.zazzle.com.br/lgbt+infantil+roupa

Poxa, o nenezinho mal sabe o que são as cores e vai usar roupa e chupeta com símbolo LGBT? Quando a criancinha crescer, vai ouvir o relato bíblico do dilúvio e quando chegar na parte do arco-íris vai achar que Deus aprova a "homossexualidade".

Uma das blusinhas é "100% gay". E se um casal vestisse o bebê com uma "100% hétero"?

Na última figura, temos a camiseta (ou camisola, para os portugueses) "straight but not narrow", o que foi traduzido como "em linha reta mas não estreito", mas é "heterossexual mas não limitado". Limitado (ou estreito de mente) é só o heterossexual que assume que é. Que assume que é heterossexual (ou agressor ou matador de gays, mas aí é homofobia de verdade).

Eu escrevi uma vez por que eu sou homofóbica (e por que você também deve ser). Vestir uma roupinha LGBT num recém-nascido ou levar uma menina (criança) para a Marcha das Vadias com um cartaz (tem coisa pior na postagem de onde veio essa foto) é educação sem preconceito. Mas usar camisa com símbolo de família feliz tem que dar cadeia, né? Bom, eu sou contra a instituição da família, mas amo e defendo ambientes felizes pra criancinhas crescerem e se prepararem para a vida. Tá certo que não foi no Brasil, foi na França, mas quanto tempo vai demorar pra acontecer aqui?

Abigail Pereira Aranha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página no Facebook