quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Feliz Ano Novo, que quem desfrutou a festa arrume a bagunça

Abigail Pereira Aranha

Olá, meus amigos e minh@s inimig@s. Sim, eu estou escrevendo este texto muito zangada com a reeleição não apenas do PT, também da senhorita Dilma Rousseff para a Presidência da República Federativa do Brasil. Para ela passar perto de perder a eleição, o PT teve de comprar a oposição desde o primeiro mandato de Lula, roubar a Petrobrás, fazer a Copa do Mundo mais cara e com mais obras mal acabadas ou não terminadas a tempo da história, isso só pra ficar no que foi noticiado nos principais jornais, noticiários de televisão e revistas do país e alguns dos maiores do mundo. E ainda teve de espalhar urnas com defeito no teclado, urnas que davam erro quando o eleitor votava no adversário e até urnas com votos para a senhorita Dilma Rousseff para substituir urnas onde eleitores votaram de verdade. Mas dos cerca de 55 milhões de votos para reeleger a guerrilheira socialista, quantos eram verdadeiros? Digamos que sejam metade. Essas pessoas votaram nela por ignorância, por medo de perder a vaga do filho mal alfabetizado na universidade, por medo de perder o emprego público, por acreditar de verdade no marxismo. Se estas pessoas perdessem, não apenas o PT, seriam elas pedindo a apuração das urnas eletrônicas e nós poderíamos zoar: "ué, a urna brasileira não é a mais confiável do mundo?". Mas, como nós perdemos, elas vêm nos ridicularizar e os nossos protestos nas ruas e na internet são revolta de perdedor.

Agora, eu espero continuar lutando, mas eu quero ver quem vai limpar a sujeira depois da festa.

01) Eu quero ver lésbicas mal encaradas que nunca levaram um tapa do pai na vida enfrentando policiais e milícias, que dessa vez não estão ali para serem insultados calados, para protestar contra o governo.

02) Eu quero ver policiais e juízes que sempre foram cavaleiros brancos arriscando um assassinato de reputação para defender a si próprios ou a outro homem da estima deles de uma falsa acusação de crime sexual.

03) Eu quero ver mulheres feministas sendo expulsas do seu grupo feminista e atacadas pelas ex-colegas só porque defenderam a heterossexualidade feminina.

04) Eu quero ver homens feministas capazes de se vestirem de mulher em manifestação protestando pelo menos por carta pedindo respeito das mulheres.

05) Eu quero ver eleitores que votaram em Dilma Rousseff com medo de inflação, desemprego e estagnação econômica protestando contra o governo que reelegeram porque ele trouxe inflação, desemprego e estagnação econômica.

06) Eu quero ver eleitores que votaram em Dilma Rousseff porque o PT melhorou a vida dos pobres enfrentando a polícia em protesto porque ficaram mais pobres.

07) Eu quero ver lésbicas que confundem liberdade de expressão com desrespeitar quem querem no Facebook perdendo o emprego ou sendo ameaçadas por terem dito "o que querem".

08) Eu quero ver jornalistas (melhor: colunistas) há muito tempo rápidos para demonizar antiesquerdistas, antifeministas, homens heterossexuais, burgueses, brancos e cristãos perdendo o emprego ou sendo ameaçados quando publicarem a primeiro texto verdadeiro e útil da carreira.

09) Eu quero ver jornalistas (melhor: colunistas) e chargistas que tentam transformar seus jornais em um Opinião Socialista publicando algo que lésbicas desocupad@s metidas a Polícia do Pensamento entendam como racista, machista ou homofóbico, e eles rastejando em explicações, desculpas e declarações de lealdade.

10) Eu quero ver cristãos que passaram da década de 90 até hoje vociferando que um país 90% cristão é "mundo" e que mulher que não cobre os joelhos nem evita homem não se valoriza contando que tiveram problemas de verdade por defenderem a parte boa da Bíblia.

11) Eu quero ver cristãos que sempre se incomodaram mais com cristãos pregando contra o Socialismo do que com governos socialistas perseguindo cristãos acordando como uma gentalha sem diferencial ou relevância além de pregar pica mole como princípio ético.

12) Eu quero ver ateus se unindo à parte decente da Igreja Católica para combaterem feministas e muçulmanos.

13) Eu quero ver lésbicas feministas pregando respeito aos homens heterossexuais como se o masculinismo tivesse pregado a escravidão feminina e a legalização do estupro da década de 90 até ali.

14) Eu quero ver quem achava que o imperialismo ianque ou o patriarcado judaico-cristão deviam acabar choramingando em conversa de banheiro por causa de muçulmano, chinês, chefe mulher ou cotista racial.

15) Eu quero ver policiais e juízes se dando conta de que cidadão honrado deixou de ser um cidadão que não tem problemas com a Justiça para ser um cidadão que já enfrentou ou matou um policial ou um juiz.

16) Eu quero ver as lésbicas universitárias mães solteiras do movimento estudantil, que na juventude faziam arruaça maldizendo literalmente Deus e o mundo usando dinheiro público e com a filha cuidada pela avó, chegando à "melhor idade" com medo de serem cuidadas por filhas com empregos mal pagos e contato com gente desagradável que vão ter que manter nem que tenham de vender a mãe para isso, talvez complementando a renda dando pra um chefe ou se prostituindo para aqueles estupradores em potencial que já ganham menos que as mulheres.

17) Eu quero ver mulheres não-feministas, ou que sempre fizeram vista grossa para o Feminismo, tentando se aproximar dos homens ainda mais desprezados e excluídos da sociedade que antes, assim como os negros dos brancos e os pobres da classe média, de preferência para ouvirem algo como "está com saudades do Brasil do tempo em que você me bloqueou no Facebook?".

Eu tenho 5 anos que combato e escrevo contra o Lesbofeminismo, o Socialismo e a ditadura da estupidez. Vários brasileiros honrados já têm um trabalho de 10, 20 anos ou mais contra o Marxismo, o Lesbofeminismo, a misandria, a baixeza cultural, a decadência tanto moral quanto espiritual das igrejas cristãs. E estes dão a cara a tapa, já arriscaram a reputação, o emprego, até a vida, alguns já perderam uma "vida normal" pelo que acreditam. Quando a internet mal passar de um amontoado de textos esquerdistas, fuxicos com celebridades, cópias piratas de filmes e músicas, trabalhos escolares para serem copiados, jogos, palhaçadas e e-mail com spam (ah, podemos nos preocupar com o futuro ou o acesso da pornografia), a gentalha nem vai perceber que a internet já foi muito mais do que isso, mas vai sentir a bisbilhotagem do governo e uns dos outros. Nós, pelo menos eu, podemos não ter feito o que podíamos, podemos ter demorado para perceber os problemas que denunciamos, podemos ter até militado na esquerda antes (não foi o meu caso), mas podemos registrar que, quando pouco, dissemos algo que devia ser dito em blogues pouco acessados ou perfis de redes sociais enquanto o Brasil teve algo parecido com democracia e internet livre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário