quinta-feira, 23 de junho de 2016

Direita cristã, acabou! - parte 20: agora, o Liberalismo brasileiro é antiolavismo de segunda classe e até na internet apanha também do antiesquerdismo inteligente

Olavo de Carvalho

02 de junho às 06:53

O liberalismo é a descrição objetiva de um modelo econômico racional ou é só um véu ideológico destinado a encobrir um modelo econômico exatamente oposto, marcado pela concentração ilimitada do poder nas mãos dos metacapitalistas aliados com o Estado? Sem dúvida, é as duas coisas ao mesmo tempo, com a ressalva de que os porta-vozes da primeira nem sempre estão conscientes da segunda, à qual podem servir com a maior inocência.

(https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/646320702186674)

Olavo de Carvalho P. S. -- Por isso só acredito em liberais que sabem que liberalismo e capitalismo nem sempre caminham na mesma direção.

(02 de junho às 06:54, https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/646320702186674?comment_id=646320922186652)

Julio Winck Liberalismo já foi explicado por Adam Smith e faz teeeeeempo. É a própria natureza humana operando naquilo que há de mais egoísta no ser humano. É pelo autointeresse que o padeiro acorda de madrugada para fazer pão e não para ver o cliente tomar café feliz. Não é moralidade religiosa, é só interesse que faz esse mundo funcionar.

6 [curtidas / gostos] · 02 de junho às 09:19

Luciano Geronimo Só que esse mundinho feliz de egoístas cooperando quebra quando alguns egoístas começam a entender que é mais eficiente usar o estado como fonte de riquezas do que o mercado. O propósito é ganhar dinheiro, não fazer pães. Se puder ganhar dinheiro sem fazer pães, melhor ainda.

7 [curtidas / gostos] · 02 de junho às 09:26

Julio Winck Me diga em que momento da História a humanidade não foi movida por interesses, com ou sem o nome de deuses é sempre o egoísmo no comando. Não se iluda.

02 de junho às 09:35

Luciano Geronimo Não meça o mundo por você. Se você não tem motivação alguma além de ser uma abelha o problema é seu. Afirmar que ninguém tem motivação alguma além disso é mostrar que é um analfabeto histórico.

5 [curtidas / gostos] · 02 de junho às 10:12

Julio Winck Tá bom. Vai acreditando em papai Noel e seja feliz.

1 [curtida / gosto] · 02 de junho às 10:15

Luciano Geronimo A obra do Olavo de Carvalho foi feita por egoísmo dele?

4 [curtidas / gostos] · 02 de junho às 13:38

Luciano Geronimo A obra de Platão foi feita porque Platão era egoísta?

4 [curtidas / gostos] · 02 de junho às 13:38

Luciano Geronimo Os santos das várias religiões agiram por egoísmo?

4 [curtidas / gostos] · 02 de junho às 13:39

Luciano Geronimo Nao meça o mundo por seu vício em ouro.

4 [curtidas / gostos] · 02 de junho às 13:39

Julio Winck O assunto é economia, meu caro. Sobre moralidade cristã, ela avalizou 300 anos de escravidão no Brasil. Procure na sua Bíblia antigo e novo test. Tá cheio de escravidão justificada em nome de Jave e Cristo.
Curtir · Responder · 02 de junho às 14:03

Luciano Geronimo 1)A economia é determinada pela cultura que por sua vez é determinada por religião. Não dá pra isolar a economia numa caixinha mágica.

2)a suposta defesa da escravidão na Bíblia é problema dos cristãos. Eu não sou cristão.

1 [curtida / gosto] · 02 de junho às 14:50

Julio Winck Determinada não, no máximo influenciada, às para o bem e às vezes para o mal.

02 de junho às 15:27

Jocleidson Almeida O liberalismo representa o ser humano no seu egoísmo puro, mas o mais impressionante é que funciona.

2 [curtidas / gostos] · 02 de junho às 16:15

Julio Winck Exatamente, Tio Adam Smith sacou isso no Século XVII. E ainda tem pentelho que acha que são os conservadores e o Cristianismo que fazem o mundo girar.

1 [curtida / gosto] · 02 de junho às 16:39

Luciano Geronimo Determinada. Antes de sair comprando e vendendo tem que pensar o que é comprar e vender e porque comprar e vender. Isso vem da cultura.

02 de junho às 17:27

Julio Winck Religião é só uma parte da cultura. O Japão não tem cristianismo e muitas coisas funcionam bem melhor naquele país.

1 [curtida / gosto] · 02 de junho às 18:09

Giuliano Dini Pelo menos o padeiro acorda em liberdade. No gulag ele era obrigado.

02 de junho às 18:58

Andrews Machado Néscio, quem apoiou a escravidão no Brasil por séculos foram os republicanos secularistas - igual nos EUA, enquanto os republicanos eram contra a escravidão e à favor da liberdade civil para negros, os democratas eram à favor da escravidão e contra a liberdade civil para negros, chegando até a fundar a Ku Klux Kan. Inclusive a escravidão foi combatida desde as origens do cristianismo pela Igreja Católica. Existe até uma antiga encíclica papal condenando a escravidão no mundo e também inúmeros santos negros foram canonizados ao longo da história.

Sobre o Japão, isso demonstra que você é burro. As bases civilizacionais e sociais do Japão são majoritariamente xintoístas e budistas, com forte amparo moral do antigo código de honra e ética samurai, o Bushidô - hoje, infelizmente, quase esquecido pela maioria dos japoneses, não é à toa que estão tão afeminados.

4 [curtidas / gostos] · 02 de junho às 20:40

Julio Winck Porra meu, mais uma olavete com ataque de bichice. Em primeiro lugar, você não me conhece para me atacar de néscio e burro, em segundo você defende a falácia do "mau católico" quando o sujeito comete crimes ou anda fora da linha. Ora, é tudo católico, seja do bem ou não. Sobre japonês ser "afeminado", o que esperar de um discípulo de um legítimo representante do brasileiro médio, que arrota, peida, da murro na mesa, solta fumaça de cigarro na cara dos outros e nem pisca pra mandar alguém tomar no cu? Japonês é disciplinado e bem educado, coisa rara de encontrar neste país primitivo. Quanto a Bíblia defender a escravidão, tanto o antigo quanto o novo estão repletos dessas passagens. Não é só o deus Jeová dos hebreus, Cristo recomenda a escravidão em muitas partes nos evangelhos. E para mim deu, não tenho tempo a perder com seguidores fanáticos de gurus.

02 de junho às 23:45

Luciano Geronimo Julio Winck, vc é burro ou é só sonso? Cristianismo não é a única religião. Qual é o seu problema? Tem raivinha de cristianismo? Daddy Issues?

1 [curtida / gosto] · 03 de junho às 09:21

Luciano Geronimo Cara, pára de medir o mundo por seu vício em shekels.

1 [curtida / gosto] · 03 de junho às 09:22

Luciano Geronimo O mais engraçado é essa franga falar merda pra caralho, ser adequadamente refutado e sair gritando "cultistas!!!". É um filho da puta

1 [curtida / gosto] · 03 de junho às 09:27

Julio Winck Cara, vai dar meia hora de bunda e vai encher o saco noutra freguesia. Não sei qual agenda você defende nem quero saber. E se voltar a me encher a paciência com suas "certezas" que te respondo naquele "nível olaviano maravilhoso" que você deve estar acostumado. E burro e sonso é o catzo!!!

03 de junho às 09:38

Igor Melim Não quero me meter na discussão de vocês, vou apenas corrigir um dado do Andrews: embora seja verdade que o partido Democrata defendia o direito à escravidão, combatido pelo partido Republicano na época, isso não pode ser usado como argumento contra o partido Democrata de hoje, uma vez que isso ocorreu antes da inversão dos componentes dos partidos, que mudaram de Democratas para Republicanos e vice-versa. Pode pesquisar em qualquer livro de história americana: os Republicanos de hoje são os Democratas de ontem. Uma evidência clara pra isso é que os estados que eram escravocratas são amplamente republicanos, e os anti-escravocratas, democratas. Tenho certeza de que o amigo não teve maldade, esse é um engano bem comum nesse tipo de debate.

03 de junho às 13:52

Andrews Machado Você é um acéfalo de primeira ordem, um filho da Puta com "P" maiúsculo, repleto de chavões estereotipados, um cretino sem o menor escrúpulo e extremamente desonesto. Com certeza é um imbecil que curte e compartilha publicações da ATEA pelo argumento "genial" da "escravidão" na Bíblia que não tem porra nenhuma de relação com a escravidão ocidental e também pelo fato de usar a palavra "falácia" de forma viciosa quando percebe que se fodeu. Dê meia hora desse seu cu arrombado na rua com relógio parado, cretino.

03 de junho às 20:42

Andrews Machado Igor, o fato é que os democratas de hoje chamam os republicanos de racistas, ocultando por debaixo do tapete seu apoio à escravidão em épocas remotas, a fundação da KKK e contra a liberdade civil de negros. É muito fácil ocultar suas podridões do passado e acusar o inimigo atual daquilo que cometeram na época.

03 de junho às 20:48

Julio Winck Olavete detected.

03 de junho às 21:06

Abigail Pereira Aranha Julio Winck, detectada uma prova de que o Liberalismo brasileiro é um grupo irrelevante de netos de latifundiários fazendo boquete uns nos outros enquanto enrabados pela esquerda (eu não tenho nada contra, só não te recomendo). Você chega na página de Olavo de Carvalho e detecta olavetes. Daqui a pouco vai detectar dilmistas na página do PSOL. E agora que a Dilma pode sofrer impeachment, se despeça da visibilidade que vocês tiveram, vocês vão voltar para as páginas que só vocês leem e os grupos de discussão na internet que só vocês procuram, onde estavam há 15 anos atrás. Ah, e enquanto um liberal amaldiçoava os impostos e os direitos dos trabalhadores, um grande empresário fazia treta com o PT e o empregado dele pensava em qual esquerdista ia votar.

23 de junho de 2016 às 10:18

Julio Winck Abigail eu não rezo em nenhuma dessas cartilhas que vc citou. Preste bem atenção que eu prezo é o liberalismo defendido por Adam Smith (não éramos nascidos) e não essa ausência de pensamento crítico no Brasil, até porque é difícil levar algum pensador brasileiro a sério, é vc sabe disso.

23 de junho de 2016 às 10:28

Abigail Pereira Aranha Julio Winck, se o Liberalismo de hoje não é o original de Adam Smith, pior ainda: mais um aspecto do ventriloquismo com cadáveres que é o Liberalismo-Conservadorismo brasileiro de hoje.

23 de junho de 2016 às 10:37

(https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/646320702186674?comment_id=646370465515031)

Olavo de Carvalho

20 de junho às 14:00

O liberalismo inteiro NÃO É uma alternativa à cultura esquerdista, porque -- usando o termo oportuno do Iranlei -- não abrange UM PENTELHONÉSIMO do espaço cognitivo dela. Só o que os esquerdistas fizeram na esfera da educação -- para não falar da literatura, da religião ou da psicologia -- já transcende infinitamente o horizonte de consciência e de atuação do liberalismo. A cultura esquerdista só pode ser vencida por CONCEPÇÕES MAIS ABRANGENTES E PODEROSAS, que inspirem TODA A VIDA HUMANA e não só a polêmica imediata.

(https://www.facebook.com/carvalho.olavo/posts/654579698027441)

Seleção: Abigail Pereira Aranha

Nenhum comentário:

Postar um comentário