terça-feira, 4 de abril de 2017

O poder do debate interno do Feminismo real (Juliana Paes e Rede Globo, notas de 3 dias)

Abigail Pereira Aranha

Ontem, 03 de abril, página Socialista de iPhone[01]:

Socialista de iPhone

03 de abril de 2017 às 15:44

QUE MULHER FODA, SENHOR!!!!!!

Juliana Paes

#Mitosa

#MenosFeministasMaisFemininas

#MaisJulianasMenosLolas

Compartilhamento da matéria do caderno F5 da Folha de São Paulo: "Juliana Paes critica 'excessos' do feminismo: 'Somos tão competentes quanto os homens, mas não iguais'", 03/04/2017 13:35[02]. Um trecho:

Já em entrevista à revista "Veja", também neste final de semana, a global falou do que considera "excessos do feminismo".

"Existe uma linha do feminismo com a qual eu não concordo muito. Acho errado esse desejo de igualdade com os homens a todo custo. Somos tão competentes e valiosas quanto eles, mas não iguais. A mulher precisa de mais tempo para se recuperar de uma gravidez, e há outras questões que permeiam nosso universo. A sensibilidade, o lúdico, o caminho da ponderação, o afeto nas relações de trabalho... Tudo que faz parte do universo feminino e matriarcal deve ser respeitado", declara.

Para ela, que também é empresária, as mulheres devem "valorizar mais sua sensibilidade para lidar com tanta testosterona" no mundo dos negócios.

Na opinião da atriz, parte do movimento feminista se equivoca ao negar o que seria parte das características femininas.

"Não quero queimar sutiãs. Gosto de sutiãs! Não quero quebrar saltos de sapato em busca de liberdade. Gosto de me enfeitar, e nós, mulheres, não fazemos isso para o macho. Fazemos porque dá prazer cuidar de si e cuidar do outro. Sou uma feminista de saia, sutiã, salto alto e batom vermelho."

Na postagem do Socialista de Iphone, várias mulheres fizeram elogios sugerindo que tanto quem fez a postagem quanto quem comentou só leu o título na visualização. Quem leu a matéria como eu li viu a parte da "feminista de saia, sutiã, salto alto e batom vermelho". Eu avisei que o espantalho da feminista gorda e tosca só serve pra piadinhas idiotas entre os netos de coronéis falidos dos grupos direitistas fechados do Facebook.[03] Eu também avisei que o esquerdismo-feminismo não se combate com deboche de colégio nem clichês de defesa do livre mercado, se combate com criação de inteligência fora do meio esquerdista. Agora, temos isso: a "mainstream media" traz uma crítica ao Feminismo, uma mulher de destaque, uma atriz da Rede Globo, que critica um feminismo para defender outro. A direita caipira queria usar o estereótipo da feminista lésbica animalesca pra ajudar as netas de coronel papa-hóstia a capitalizar o hímen, já temos uma mulher feminista que ajuda a bater no espantalho em um grande jornal. Eu avisei, o antifeminismo conservador agora é reboque do debate interno do movimento feminista.

E eu digo debate interno, olha só este comentário na página da Juliana Paes ontem às 11:39, 4 horas antes daquela postagem do Socialista de Iphone (daqui a pouco eu mostro qual é a postagem que a moça estava comentando):

Thai Adissaka Juliana Paes. Tudo bem você optar por usar salto, batom vermelho e a roupa que for. A partir do momento que vc diz que o contrario é abrir mão da feminilidade você nos prova que não sabe nada sobre feminismo. Fale por você. Existem mulheres que adorariam não usar essas roupas, mas o meio opressor em que vivem as obriga. Feminismo tá aí pra emponderar essas mulheres, pra poderem fazer e usar o que quiserem. Feminismo tá aí pra dizer que vc não é obrigada a nada, inclusive a estar ou não nos padrões. Não generalize!! Não é porque uma mulher não se veste como você, que ela deixa de ser feminina. Seus conceitos de ser mulher e ser feminina não pensam em outras mulheres, apenas em você mesma. Por favor se informe!

Se lembram de quando eu disse que definir o LGBT-Feminismo como colocar o universo feminino como instância máxima da vida social é a única forma de entender a porcaria toda? Agora, a postagem que foi comentada[04]:

Juliana Paes

09 de fevereiro de 2017

Existem várias formas de violências contra as mulheres e meninas e mudar essa realidade deve começar nas escolas. Conheça e baixe o plano de aula "Violência e suas Interfaces" http://goo.gl/ZJ1pzA, ONU Mulheres, pela UNESCO e pela União Européia pra professoras, professores, alunas e alunos. Compartilhe e ajude esse conteúdo a chegar em escolas de todo o Brasil e faça o download gratuito dos planos aqui:

http://www.onumulheres.org.br/evaw/educacao

E se um mundo sem violência contra a mulher começasse nas escolas? Volta às aulas sem machismo. Leve essa ideia para sua escola: onumulheres.org.br/evaw/educacao. O valente não é violento. Campanha do Secretário-Geral das Nações Unidas UNA-SE pelo FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES. ONU Mulheres. Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres.

"E se um mundo sem violência contra a mulher começasse nas escolas? Volta às aulas sem machismo. Leve essa ideia para sua escola: onumulheres.org.br/evaw/educacao"

(Rodapé, à esquerda: O valente não é violento. Rodapé, ao meio: Campanha do Secretário-Geral das Nações Unidas UNA-SE pelo FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES. Rodapé, à direita: ONU Mulheres. Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres.)

Uma semana antes, 02 de fevereiro, ela compartilhou[05]: "Juliana Paes, defensora para o fim da violência contra as mulheres da ONU Mulheres Brasil, apoia campanha de doações para o Instituto Maria da Penha"[06]. (Palavrões cabeludos mais um "facepalm" duplo pros conservadores supracitados) Depois eu coloco umas notinhas sobre violência contra mulheres (não existe violência contra a mulher, existem crimes comuns de autores homens contra vítimas mulheres). Naquela outra postagem, vocês vão ver os ataques lésbicos de sempre nos comentários por causa da entrevista à Veja que foi mencionada naquela matéria da Folha de São Paulo. A matéria da Veja é de quase dois meses depois, "'Não quero queimar sutiãs', diz Juliana Paes"[07]. Mas vou dar um destaque para um comentário[08]:

Romyna Lanza Você apóia campanha da ONU de violência contra as mulheres e dá uma entrevista equivocada daquelas pra Veja? A ONU sabe disso?

02 de abril às 22:05

E sem ter visto nada disso que eu mostrei, eu já comentei na postagem do Socialista de Iphone:

Abigail Pereira Aranha Eu, 18 de janeiro:

A crítica que aparece com cada vez mais frequência, mesmo na imprensa de viés feminista, de mulheres comuns contra o feminismo radical e o próprio universo feminino, isso ainda é pouco. Breve, ou a mulher comum vai fazer autocrítica dos próprios erros e condenação pública dos erros das outras mulheres, ou ela vai se encontrar com eles. Como conquistar os homens que se lembram de que quando eles chegaram à minoria em de universidades a comunidade de jogos eletrônicos, isso foi motivo de celebração?

(https://avezdoshomens.blogspot.com/2017/01/antifeminismo-ou-morte-por-que-baixa.html)

03 de abril de 2017 às 21:29

E hoje à tarde, o amigo Michel Souza compartilha comigo por mensagem esta notícia: "Famosas se unem em campanha contra assédio sexual no trabalho", Vogue Brasil, 04/04/2017 10:11[09]. Quase 21 horas depois daquela matéria da Folha de São Paulo que animou aqueles conservadores. "'Vistam suas camisas e vamos unidas lutar por mudanças, pois sim, elas estão por vir! Amor, Catarina Rangel #mexeucomumamexeucomtodas #chegadeassédio', escreveu Catarina em seu post no Instagram na manhã de hoje, numa clara referência a acusação de assédio feita pela figurinista Susllem Tonani contra José Mayer em matéria publicada no blog #AGORAÉQUESÃOELAS, do jornal Folha de São Paulo, na última sexta-feira (31.03)." "Em comunicado oficial, a Rede Globo se posicionou favoravelmente ao protesto - vale lembrar que, após a denúncia feita pela figurinista, a emissora emitiu um release confirmando o afastamento do ator do casting da próxima novela das 21h, de autoria de Aguinaldo Silva." "Por sua vez, Mayer negou a acusação. 'Respeito muito as mulheres, meus companheiros e o meu ambiente de trabalho e peço a todos que não misturem ficção com realidade. As palavras e atitudes que me atribuíram são próprias do machismo e da misoginia do personagem Tião Bezerra [personagem o qual interpreta da novela A Lei do Amor], não são minhas. Nesses 49 anos trabalhando como ator sempre busquei e encontrei respeito e confiança em todos que trabalham comigo', falou o ator". Chamo a atenção para os 49 anos de carreira, como isso vale menos para um homem que uma acusação vinda de qualquer mulher de crime contra ela. Mais: acusar um homem famoso de crime sexual pode ser começo de carreira para uma mulher. Se lembra da Monica Lewinsky, a estagiária da Casa Branca que acusou o Bill Clinton de crimes sexuais? Virou apresentadora de TV num "reality show" de 5 episódios em 2003, o Mr. Personality[10]. E quando eu estava lendo aquelas matérias que eu mencionei, eu descubro que 1) José Mayer já publicou uma carta aberta pedindo desculpas[11]; 2) "Por imagem de câmera de segurança, Polícia Civil indicia Victor" da dupla Victor e Léo.[12] O que eu já ia comentar veio no próprio texto como piada de humor negro. "O sertanejo acaba de ser indiciado pela Polícia Civil de Minas Gerais por agredir a mulher, Poliana Bagatini Chaves, grávida do segundo filho do casal. Poliana, que no final de fevereiro procurou a polícia para denunciar o marido, em seguida recuou e disse não ter sido vítima do cantor, afastado do The Voice Kids, reality show infantil da Globo em que atuava como jurado ao lado de Leo. Além disso, o resultado do exame de corpo de delito deu negativo para agressão. Imagens da câmera de segurança do prédio onde moram Victor e a mulher, no entanto, forneceram evidências à Polícia Civil de Minas, que decidiu pelo indiciamento do sertanejo."

Eu disse que ia dar umas palavrinhas sobre violência contra mulheres, vou dizer agora. Só porque eu transo com mais homens num ano do que a sua mãe, as suas tias e as suas irmãs juntas na vida, isso não quer dizer que eu transo com qualquer homem. Só porque com 26 anos eu já transei com 274 homens, isso não significa que eu não sou muito seletiva. Sim, eu já fui assediada nas redes sociais e no mundo físico por homens que não me interessam, e já tive homem mandado pra me agredir (a mando de mulher). Eu que não conto essas coisas na internet, porque além de que os meus blogues e os meus perfis em redes sociais não são centrados na minha pessoa, tudo sempre acabou bem (pra mim e pros meus defensores). Mas eu toco nesse assunto para fazer uma pergunta retórica: vamos ajudar a mulher prejudicando o homem? Outra pergunta: vamos combater os crimes sexuais de homens contra mulheres sendo a favor da acusação fácil? Outra: vamos acabar com os crimes sexuais e a violência doméstica (de homens contra mulheres) fazendo que um homem HONESTO e uma mulher comum tenham medo de estar perto um do outro? Na última pergunta: pensar na possibilidade de prejudicar um homem inocente acusado de crime sexual é a mesma coisa de apoiar um autor de um crime real?

E por coincidência, a Veja publicou no dia 2: "Você é viciado em pornografia? Faça o teste".[13] Amigos, eu tenho conta no Pornhub, no XVideos, no Tnaflix e, há quase um mês e meio, no Pornburst. Mas eu NÃO sou viciada. Sério! Eu fiz mesmo o teste. Eu já dizia que o que alguns chamam de vício em sexo é gostar mais de sexo que a avó deles. Mas me chamou a atenção no artigo um toque leve das mentiras que o pior do Conservadorismo e o pior do LGBT-Feminismo têm espalhado há pelo menos uns 30 anos: "Um estudo anterior constatou que usuários compulsivos mostram em seu cérebro, os mesmos sinais de dependência como os viciados em álcool ou drogas".

O Feminismo não só é a elevação do universo feminino como instância máxima da vida social, ele também pratica e pressupõe o desprezo ao universo masculino. Mas não é só o movimento feminista que faz isso. Até blogueiros, vlogueiros, escritores e jornalistas conservadores dedicados ao antissocialismo e ao antifeminismo absorvem isso. Quase todas as críticas deles ao Feminismo são que o movimento feminista não atende os interesses das MULHERES, se afasta das questões reais das vidas das MULHERES e até ataca verbalmente ou fisicamente MULHERES que questionam as ideias do movimento. Eles não pensam no HOMEM que tem medo de dar um bom dia pra uma mulher e ganhar uma queixa na polícia ou uma advertência do chefe, ou de fazer um bom sexo com uma mulher, achando que foi tudo bom, e ser acusado de estupro seis meses depois pela reles palavra da mulher. Pior que ver as atrocidades do feminismo mais maluco é ver que, também pela burrice e falta de imaginação dos conservadores, a maior oposição ao feminismo que usa calça branca sem calcinha na menstruação é o feminismo que usa batom vermelho e vestido decotado. Ver que até quando não pode deixar de falar das atrocidades do feminismo radical, a sociedade está dentro do debate interno do movimento.

NOTAS:

[01] Socialista de Iphone, 03 de abril de 2017, https://www.facebook.com/socialistadeiphone/posts/1243789509074552.

[02] "Juliana Paes critica 'excessos' do feminismo: 'Somos tão competentes quanto os homens, mas não iguais'", F5, Folha de São Paulo, 03 de abril de 2017, http://f5.folha.uol.com.br/celebridades/2017/04/juliana-paes-critica-excessos-do-feminismo-somos-tao-competentes-quanto-os-homens-mas-nao-iguais.shtml.

[03] Em 07 de maio, por exemplo, eu escrevi "Eu já estava avisando: página antifeminista apanhou do Feminismo verdadeiro enquanto batia no falso", http://avezdasmulheres.over-blog.com/2016/05/eu-ja-estava-avisando.html e https://avezdoshomens.blogspot.com/2016/05/eu-ja-estava-avisando-pagina.html.

[04] Juliana Paes, 09 de fevereiro de 2017, https://www.facebook.com/julianapaesoficial/photos/a.354965411240240.78145.354873251249456/1392016894201748.

[05] Juliana Paes, 02 de fevereiro de 2017, https://www.facebook.com/julianapaesoficial/posts/1383769895026448.

[06] "Juliana Paes, defensora para o fim da violência contra as mulheres da ONU Mulheres Brasil, apoia campanha de doações para o Instituto Maria da Penha", ONU Mulheres, 25 de janeiro de 2017, http://www.onumulheres.org.br/noticias/juliana-paes-defensora-para-o-fim-da-violencia-da-onu-mulheres-brasil-apoia-campanha-de-doacoes-para-o-instituto-maria-da-penha.

[07] "'Não quero queimar sutiãs', diz Juliana Paes", Veja, 01 de abril de 2017, atualizada 04 de abril de 2017, http://veja.abril.com.br/entretenimento/nao-quero-queimar-sutias-diz-juliana-paes.

[08] https://www.facebook.com/julianapaesoficial/photos/a.354965411240240.78145.354873251249456/1392016894201748/?type=3&comment_id=1459455384124565.

[09] "Famosas se unem em campanha contra assédio sexual no trabalho", Vogue Brasil, 04 de abril de 2017, http://vogue.globo.com/beleza/gente/noticia/2017/04/funcionarias-da-globo-se-unem-em-protesto-contra-assedio-sexual.html.

[10] http://www.tv.com/shows/mr-personality

[11] "José Mayer: 'Eu errei'", Veja, 04 de abril de 2017, http://veja.abril.com.br/entretenimento/jose-mayer-eu-errei.

[12] "Por imagem de câmera de segurança, Polícia Civil indicia Victor", Veja, 04 de abril de 2017, http://veja.abril.com.br/entretenimento/por-imagem-de-camera-de-seguranca-policia-civil-indicia-victor.

[13] "Você é viciado em pornografia? Faça o teste", Veja, 02 de abril de 2017, http://veja.abril.com.br/saude/voce-e-viciado-em-pornografia-faca-o-teste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Página no Facebook